Garimpando de quatro pé

Um conto erótico de dora
Categoria: Heterossexual
Data: 21/02/2015 15:15:49
Nota 10.00

SERIE GARIMPOS

Com Dora Sinsu

Garimpando de quatro pé

Meus amigos vou contar minhas aventuras sexuais que passei em andanças a trabalho por vários garimpos desse nosso imenso pais, esse é um mundo totalmente dominado por homens às vezes muitos rudes, mas que na intimidade poderiam ser sensíveis e amáveis.

O trabalho que desenvolveu a empresa que estou trabalhando é de equipamentos para extração mineral, tipo ouro, diamantes e mais uma gama de minérios e como faço parte do setor de engenharia que desenvolveu o projeto fui escolhida para acompanhar a instalação.

Em principio não gostei da ideia, mas o desejo por aventuras me levou a um longínquo garimpo, vou contar como foi.

Para os que não me conhecem eu sou Dora uma morena gostosa de olhos verdes e na flor da idade do meus vinte aninhos com muita experiência e nos altos do meu metro e setenta vejo o mundo com muita alegria e o sexo é a que mais me faz alegre.

Estou na cidade de Itaituba no estado do Para daqui irei de avião mono motor até um garimpo no meio da selva, estou apreensiva e ainda não tive contato com a pessoa que comprou o equipamento, é uma cidade que respira riqueza vinda da extração de ouro. Andei pelas ruas e percebi que a vida aqui é totalmente diferente parece o velho oeste americano, os homens me encaram descaradamente já me arrependi de ter colocado este short tão justo, vi muitos bares imundos e bordeis ao lado de casa de compra de ouro.

Entrei numa lanchonete e a garota que atendia me olhou e perguntou.

-Boa tarde, vejo que é nova por aqui você é da casa da Eni?

Olhei intrigada para ela e perguntei.

-Quem é a Eni?

Ela ficou vermelha e falou.

-Desculpa é que toda garota bonita que chega vai trabalhar na casa da Eni ali no final da rua.

Comecei achar interessante aquela conversa.

-Não precisa se desculpar, mas me diz o que fazem as garotas da Eni?

-São garotas que trabalham no bordel.

Caramba as coisas por aqui são feitas muito as claras já vi homens com arma na cintura sem muita preocupação em esconder e agora uma garota me confundindo com prostituta e isso me deixou excitada, mas o bom senso me fez voltar ao hotel.

Estava no banho quando bateram na porta e falaram.

-Doutora Dora o Jacinto já chegou.

Respondi. –Diz que já vou estou no banho. Não se admirem por termos nos comunicado tão facilmente é que o hotel é de madeira como a maioria das construções.

No saguão estava um homem de uns quarenta anos, alto e forte a sua barba comprida e negra os olhos eram claros não define a cor de onde estava, mas no conjunto era um homem interessante e se percebia que tinham respeito ou medo dele.

Ele sentiu que era observado e veio a meu encontro que agora trajava uma calça comprida e uma blusa folgada e estampada, ele sorriu e estendeu a mão.

-Doutora Dora seja bem vinda a nossa cidade.

E me comeu com os olhos que agora distingo como de um azul bem claro e vejo um leve e disfarçado sorriso no canto de seus lábios ele é um homem enigmático e me senti atraída e imaginei como seria esse homem aqui no seu mundo.

-Obrigada Jacinto e, por favor, me chame só de Dora fico mais a vontade.

Sentamo-nos numa mesa no reservado e ele pediu um refresco para nós e falou.

-Dora eu achei que seria um engenheiro que viria, estou feliz por não ser. Falou olhando direto e firme em meus olhos e sorrindo continuou. –Só que vai causar furor entre os garimpeiros você é muita bonita e jovem com certeza vão te confundir com uma garota da Eni.

Novamente aquilo e disse.

-Garota da Eni quem é ela.

Ele foi direto.

-Ela é a dona do melhor puteiro que se tem por aqui, desculpa eu estar falando isso para você, mas é melhor que saiba que a sua beleza pode ser perigosa lá dentro do garimpo e nem sei se vale a pena levar você até lá.

Eu o olhei e disse.

-Jacinto eu não sou criança e a minha responsabilidade e ir até lá e ensinar como se opera a maquina e com certeza você vai conversar com o pessoal e dizer quem eu sou, não é?

-É claro que eles saberão quem é e cuidarei para que nada te aconteça, mas mesmo assim quando for coloque umas roupas que não chame tanta atenção desse corpão. Falou sorrindo e olhando para os meus peitos e toda essa conversa estava me deixando excitada e já imaginava todos aqueles homens me cantando.

Saímos cedo e o voo foi tranquilo apesar de desconfortável naquele pequeno avião e assim que aterrissamos e desci já ouvi assobios, mas o Jacinto me pegou pelo braço e levou ate um barraco coberto com palha e falou para as pessoas que estavam ali.

-Esta é a doutora Dora e veio ensinar como mexer na maquina quero respeito com ela. A equipe dele compunha de uns cinquenta homens e no garimpo todo ele disse que passava dos dois mil, me senti a rainha com aqueles homens me comendo com os olhos e vi risadinhas e gestos que faziam.

Mas tudo deu certo e a tarde ele me levou de barco para uma praia a uns dez minutos dali, para que eu pudesse tomar banho em paz, pois estava toda enlameada.

-Aqui pode ficar tranquila que ninguém ira incomodar.

-Nem você? Sorri o melhor dos sorrisos e ele respondeu.

-Se fosse uma das meninas da Eni eu já teria nos meus braços.

Gostei do jeito que falou e fui bem perto dele e falei.

-Me conta um pouco dessa vida de garimpeiro estou curiosa.

-Não a muito que falar, mas te digo que é uma vida dura e só compensa quando achamos um veio rico.

-O seu veio é rico?

-Sim aqui tem muito ouro.

-E o que faz com tanto ouro?

Ele se achegou e passou aquela mão grande e mal tratada no meu rosto e juro que aquele contato me arrepiou toda e senti o meu grelo tremer dentro da gruta, aquele homem tinha algo de muito forte, talvez por ser rude, aquilo me excitou.

-Dora eu te desejei desde que te vi, mas não quero que se ofenda e nem pense que a acho como as garotas da Eni, serei capaz de te cobrir se aceitar ficar comigo.

-De fato não sou como elas eu ganho a vida trabalhando e não vim aqui para transar com um cara cheio de ouro e.... Ele não deixou continuar, pois aquela não no meu ombro e me puxou para ele e me beijou com sofreguidão, eu adorei aquilo ele irradiava uma masculinidade quase selvagem e ainda mais naquele ambiente no meio da selva amazônica.

Entreguei-me ao beijo e acariciei seus cabelos encaracolados, ele mordeu o lóbulo de minha orelha e falou.

-Você é muito bonita e enfeitiça qualquer um eu estou louco por você. E me beijou novamente e senti o seu pacote lá embaixo encostar-se a mim, ele passou a mão no meu peito, me arrepiei e gemi ele abriu minha blusa e meteu a boca e chupou avidamente meus seios, gemi e agarrei seu cabelo forçando a ficar fazendo mais e senti a minha buceta molhar de tesão.

Ele me carregou e entramos na agua ate que senti a agua molhar a minha bunda então ele me deixou ficar de pé e tirou a minha blusa eu fiz o mesmo com a sua camisa e vi aquele peito largo e forte e mordi o mamilo dele, que gemeu e ergueu minha cabeça e me beijou loucamente.

-Dora eu quero você para mim me deixa te cobrir de ouro e te transformar em rainha do meu garimpo.

Sorri e mordendo seus lábios disse.

-Eu estou morrendo de tezão faça de mim o que quiser.

Ele soltou a minha calça e tirou a sua e passou a mão na minha buceta por cima da calcinha eu gritei e gemi alto e levei a mão ao seu cacete e constatei que ele era bem dotado.

-Que pau delicioso. E devagar fui empurrando ele para a parte mais rasa e quando seu cacete ficou a mostra parei e me abaixei e mete ele na boca e chupei com carinho aquele enorme mastro, ele gemeu e bolinou meu peito.

-Que delicia de boca você é maravilhosa minha doutora.

Ele foi me levando para fora e me deitou na areia e caiu de boca na minha buceta.

-Aiaiaiiii faz meu rei mete essa língua toda ai dentro. E ele não se fez de rogado e enfiou e chupou meu grelo com tanta vontade que não resisti e gosei.

-Ai ai ui uuiiiaii que língua você me leva a loucura aiiii gozei.

-Seu gozo estava delicioso minha rainha. Eu não esperei e abocanhei a sua pica e chupei até sentir que ele não mais aguentando enfiou fundo na minha garganta e encheu minha boca e escorreu, ele me levantou e nos beijamos muito.

-Dora você é demais eu sonhei encontrar uma mulher seria e cheirosa que soubesse fazer sexo diferente das rampeiras e você é tudo isso e ainda é a mulher mais linda deste mundo.

Eu estava me sentindo uma rainha com aquele homem gostoso e que sabia fazer elogios que eleva o ego, olhei bem nos olhos dele e disse.

-Você me faz ficar apaixonada se continuar a me elogiar desse jeito meu garimpeiro gostoso.

Ele me beijou toda e disse.

-Se quiser ser a minha rainha eu te cobrirei de ouro e será respeitada por todo esse baixão, quer ser?

Eu já estava piscando de tezão minha buceta estava louca para receber aquele pau delicioso que estava duro como uma rocha.

-Vem meu rei que quero ser sua deixa minha bucetinha engolir esse bastão.

Ele me abraçou e disse.

-Eu tenho uma fantasia e gostaria de fazer com você.

-Que tipo de fantasia? Perguntei apreensiva, nunca se sabe o que passa na cabeça de um homem e ainda mais de um estranho.

-Quero que seja a minha garimpeira esconderei ouro nesta praia e você saira procurando e quando encontrar ali foderemos, que acha?

-Aceito se não for correr risco.

Ele me beijou com paixão e disse.

-Não farei nada para magoar a minha rainha será um modo de te compensar, pois o ouro que achar será teu.

-Mas não estou aqui por... . comecei a falar, mas ele não deixou e me beijou e passou sua pica na minha buceta e ficou brincando ali, não resisti e pedi que me fodesse do jeito que quisesse.

-Eu estou louco por você e vou te cobrir de ouro. E saiu correndo ate o barco e veio com uma sacola plástica e uma garrafa pet de litro quase cheia de ouro, aquilo era uma fortuna, ele fez três pacotes com umas duzentas gramas cada e falou.

-Vou vendar teus olhos até eu esconder os pacotes. Eu aceitei a brincadeira e logo ele tirou e mostrou seis varinhas afincadas na areia e disse.

-Vê meu amor três delas estará enterrado o ouro. Beijou-me e me acariciou toda e desceu até a minha buceta e começou a introduzir sua língua e chupar o meu grelinho, gemi e rebolei sentido que ia explodir de tezão.

-Ai meu rei não estou aguentando você me mata de tezão.

Ele levantou e me beijou um beijo cheio de meu cheiro e falou.

-Minha rainha fica de quatro que quero te comer toda. Ele se ajeitou atrás e colocou de vagar aquela picona que me fez gritar e gravar a mão na areia de tezão e quando ela tocou meu útero não aguentei e gemendo gritei e gosei.

-Meu rei eu gosei em teu pau, soca com força meu querido.

Ele beijou minha nuca e disse perto de meu ouvido.

-Quero que minha garimpeira va andando de quatro comigo engatado e va garimpar seu ouro.

Eu fiquei louca de tezão com isso, parecia o sansão engatado em mim e devagar fui andando de quatro com ele socando naquele vai e vem na minha buceta que explodia de tezão.

Quando cheguei na primeira varinha enquanto eu cavava com as mãos e gemendo de tezão ele me acariciava meus mamilos sem parar com o vai e vem e estocava fundo, gritei quando encontrei o primeiro pacote.

-Meu rei eu achei meu rei veja sou uma boa garimpeira.

-Sim minha rainha você é demais e tem faro para o ouro, vá pra próxima jazida minha querida. E mordeu minha nuca saímos engatados a minha buceta estava inchando de tanta tezão e na próxima não achei nada e como castigo ele estocou fundo e acelerou e senti que seu pau aumentou e ele gritou.

-Minha rainha eu vou encher essa buceta de porra, isso meu amor rebola assim isssssooo aiiiiii. Eu gozei com ele e senti o seu jato tocar no meu útero gritei também e gemi alto, ele tirou o pau melado e passou na porta de meu cusinho e forçou a entrada.

-Minha rainha até a próxima jazida que esta aqui dentro deste cuzinho maravilhoso posso?

-Me faça sua rainha e escrava quero te pertencer do jeito que quiser meu rei, sou sua garimpeira.

Ele pediu que eu fosse andando e foi uma delicia essa experiência de sentir seu cacete ir entrando centímetro a cada passo, por duas vezes parei pois não aguentei e gosei e quando chegamos a próxima varinha ele já estava com ela toda atolada e cavei avidamente e achei a outra sacolinha.

-Meu rei, estou gosando como louca e achei a jazida, qual será o castigo meu querido.

-Minha garimpeira seu castigo será me sentir encher esse cusinho de porra.

-Então deixa eu sentar encima dele meu rei.

Ele me levantou e devagar sem tirar sentou no chão e deitou virei de frente e beijei e mordi seus lábios enquanto subia e descia no mastro ele ajudava e mordia meus peitos, estava uma delicia e senti ele acelerar e também o fiz e logo.

-Vai minha rainha faz assimmm isssso aiiii eu naaoo, goseiii amor.

Pela primeira vez em minha vida eu gozei tanto com um homem e sem controle chorei de felicidade, ele me abraçou e beijou minha lagrimas e disse.

-Minha querida rainha você me fez feliz e não quero vê-la chorando. E passou com carinho a mão em meu rosto e beijou.

-Você é um grande homem Jacinto e pela primeira vez eu senti um prazer tão intenso e por iço chorei de felicidade.

-Você será a minha rainha?

-Gostaria, mas nossas vidas estão em mundos diferentes e amamos o que fazemos, mas te digo que foi ótimo ser a sua garimpeira só que ainda falta uma jazida e já esta ficando tarde e temos que voltar hoje.

Ele me envolveu num abraço gostoso e me beijou loucamente e disse.

-Não que passar a noite comigo na minha rede.

-Não meu rei eu prefiro ir pra cidade fica quem sabe para uma outra oportunidade.

E assim fomos pra cidade e na minha mala estão as três sacolinhas de ouro que garimpei numa das minhas melhores relações, farei uma corrente para poder me lembrar sempre com carinho daquele momento.

Se gostarem votem e comentem que responderei com prazer.

Beijos meus.


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive dorasinsu a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
21/02/2015 23:15:09
Adoreeeei
21/02/2015 22:32:35
Ah mulher... Mais uma vez tesão puro. Me escreva: com
21/02/2015 17:33:16
Adorei ... leia meu conto veridico... bjsss

Online porn video at mobile phone


emprego decente conto eroticohistoria dos k fizeram zoofila pela primeira vezconto gay ele se revoltou e tomou todasvidio de sexo com compadre sedusindo comadre ate foderbranquinha com bucetao de eguabrincando de esconder e abusando da menina contos Sodomizando mae e filha contosVideo de porno real iotubecontos tranzei com a mulher do meu cunhadocontos eiroticos leilaporncontos etoticos privateconto erotico huntergirls71contos eroticos d maridos q gostam d veh sua mulher fuder cm pirocudo dentro d ksasaiu sangue da buceta da minha namorada quando nos estavamos trazandoxvideos brincando de lutina e sem querer a pica entrouwww.minha esposa.netaqicoroas gostam de ficar peladas e meladas de margarina no cu e na buseta todaaredou a calcinha da comadre e meteuquero ver o vídeo da mulher da enxadinha perdendo a virgindade dela mulher beijandofilha se ezibindo pro paichupei meu genro cavalo de pau contomoto epinado vogino da viaturaencoxando sem querer na minha enteada nas ferias vídeos pornô flagrapincelar no grelo XVídeospadretaradocontospatrao poi casadas de langeri para fodelas pornocontos eiroticos leilapornvai tomar remédio para dormir fica com A Pecadora e o pai e a filha como ele XVídeosomen a molese a mulher tirando o pau br afora ela nao aguenta pornocontos eiroticos leilaporncurrado na borracharia de beira de estrada conto erótico gayvendo o servente no banho e fico louca com o pau grande delexvideos dandara vc anittaContos de primas de fio dental e boquetegretchen mua chopano 2007flaguei o irmao patendo punheta e goi correndo sentar na rollaxvidio mulheris gostosas trocando obiquinho de banho no banheiroxvidio mulheris gostosas trocando obiquinho de banho no banheirorola de moreno plutãoseminarista transa colega de quartovideo porno com muito beijo na boca de tirar o folego muita chupada na buceta fazendo gozar na lingua de tanto prazer puchao de cabelo sexo com pegada forte e brutaxvideos gay músculosóxvideo sinhazinha vai na sezala da cu para o escravoBAIXA VIDEO PORNO APROFESSORA ELIZABETI DA ESCOLA NANDEJAO Ativão do Morro 2 - Casa dos Contoscontos minha sogra anda de camisola contos eroticos fistingquero ver mulher fazendo sexo pornô na frente computador com tema de borracheiros o meladocontos eroticos malv comendo as interesseirarebentado o cabaço com cacetudovídeos porno em mendigos pede esmolas e a safada dá pra ele a bucetaquando o pau do cara entrou em mim eu quase demaiei de tanta tesão meu msrido tambem vidioconto bissexual marido de aluguelemcoxando a novinha de sches e saiamulher do bucetao paresendo uma jegonaan american tale cornoHESTORIAS DE VIDA DE TIAS QUE FODEM COM SEUS SUBRINHOA patricinha que vira amante do traficante contosminha esposa dormindo toda gostosa todaolhadinhamoa confogo para dar abuetaconto gay comecei a vestir calcinha da minha irmaeu quero ver mulher excitada sela de cavalo de p*******tarada nuonibunovinha.encara.trinta ccentimetro.pornodoidocontos eroticos sogra acaricia genro por baixo da mesa na hora do jantarvideo de porno .que nuher mão quanta que.cagacisto de padrasto comendo o cu da enteada só no cubaixar xxxxvideosmulher traindotia viúva e carente dando para o sobrinho e sendo pega pelo cunhadodei pro entregador contosvideos de gosdosa tirado fio dendal de 22anosContos historias o peao comendo a patroaconto de mulheres negras que fizeram dupla penetracaoeu nunca eu tinha fundido a buceta mestruada da minha esposa a noite ela tava na cama comigo ela tava de calcinha eu disse pra ela eu quero fuder sua buceta ela disse pra mim que ela tava mestruada eu disse pra ela eu quero fuder sua buceta mestruada conto eróticocontos eiroticos leilaporncheirando a calcinha da cunhada gostosa da vidaconto gay guilherme e felipexvideos amao toxa .o ,upinto de guy na bunda do outroxnxxpacome o cu da filha e ela gritapprno doido no escurunho debaixo do lençolo chule do meu sogro contos gayeu sou uma mulher casada eu vi minha amiga cheirando minha calcinha no banheiroconto fudi minha sobrinha de onze nos gostosara voce se masturbarfotos de casais tranzandopincesto tirando virgindade de garota de oito anos no semáforocontos eróticos o negao matutocanalha tirou sangue da bucetinha virgemContos escrava submissa humilhada