Sexo casual de uma loira siliconada (Parte 02)

Um conto erótico de Barbie Turbinada
Categoria: Heterossexual
Data: 29/07/2015 20:08:37
Nota 10.00

Sou loira de olhos castanhos escuros, pele num tom mais caucasiano, cabelos lisos, compridos até o fim das costas e platinados. 1,65m de alt. e 300 ml de silicone nos seios. Me chamo Sarah e tenho 25 anos.

Após aquela noite agradável de sexo com Miguel, trocamos vários olhares no trabalho durante a semana. Comecei a gostar da ideia de não precisar me prender em um relacionamento sério, que sexo casual tinha sua peculiaridade e Miguel pelo visto achava o mesmo. Porém, logo no início da semana, recebi a notícia de que ele teria que participar de uma conferência nos EUA e ficaria em torno de 15 dias fora.

Eu precisava me ocupar neste período em que estaria sozinha. Mas sem ideia em mente, resolvo voltar a focar no trabalho. Na quarta-feira, recebo uma ligação de um número desconhecido e para a minha surpresa, quando atendo ouço do outro lado a voz de Richard, meu ex-namorado. Ele, sempre super simpático, afirma que estaria voltando à cidade para uma reunião de negócios de uma multinacional e pergunta se eu não teria interesse de acompanhá-lo em uma festa da empresa, cujo era fundamental que os acionistas fossem acompanhados de suas esposas. Num primeiro momento achei totalmente estranha a conversa, porém aceitei o convite de Richard para um almoço, onde ele me explicaria detalhadamente sobre toda a história. Marcamos de nos encontrar em um bistrô próximo ao meu trabalho. Ao entrar pela porta, me surpreendo ao vê-lo mais bonito do que nunca. Para falar a verdade, Richard sempre foi um homem lindo. Loiro, 1,85m de alt. com cabelos ondulados e volumosos, olhos cor de mel, físico bem atlético e muito, mas muito bem dotado. Com ele, tudo era intenso e maravilhoso, porém nossas carreiras profissionais nos afastaram e o namoro de três anos teve de ser interrompido. Tínhamos muitos planos, de noivar logo, casar, ter filhos, mas o trabalho falou mais alto naquele momento.

Ao ver a minha chegada, Richard logo se levantou de sua cadeira e veio em minha direção, me cumprimentando com um leve beijo no rosto e dizendo:

- Oi Sarah! Tudo bom? Nossa... Você está linda!

Respondo:

- Olá Richard! Obrigada... Eu estou muito bem e você? Muito atarefado em sua empresa?

Richard responde:

- Até o pescoço (risos). Você tem imagina!

Sentamos e pedimos um prato vegetariano do cardápio e Richard então me deixa a par da situação que o fez me procurar. Conta que o mais alto escalação de uma multinacional estará nesta reunião de negócios e que ele precisava de alguém do sexo feminino para acompanhá-lo e que se eu aceitasse estaria salvando a sua vida naquele momento. Como adoro eventos refinados e importantes, não vi nada demais em aceitar seu convite. Combinamos então dele passar para me buscar próximo das 19h e no horário combinado, o interfone toca. Atendo-o e pergunto se ele não gostaria de uma subida rápida. Minutos depois ouço batidas na porta e ao abri-la, Richard fica estático ao ver-me em um vestido bordô bem justinho, decote quadrado e de alças largas, valorizando as curvas de meu corpo e um palmo acima dos joelhos. Para complementá-lo, uso um colar e algumas pulseiras de pérolas, além de um salto alto prateado, combinando com os brincos longos destacáveis, pois havia feio um coque em meus cabelos loiros. Convido-o para entrar e ele até dá uma gaguejada ao elogiar minha aparência. Ofereço uma taça de vinho seco e peço alguns minutinhos apenas para terminar de me arrumar. Vou até o espelho e passo um batom de cor avermelhado/terra e volto à sala de estar, afirmando estar pronta. Richard então tira uma aliança do bolso e fala que aquilo fazia parte do enredo. Sorrio e estendo a mão para que ele coloque o anel.

Ao chegarmos ao evento, todos o elogiam por ter me escolhido como sua noiva e com isso, é bem aceito por todos durante a reunião. No final, próximo de ir embora, Richard sugere uma visita a seu flat, pois havia comprado um vinho espanhol de primeira linha que merecia ser apreciado em ótima companhia. Na hora aceitei, afinal gostaria de saber mais a respeito de sua vida após tanto tempo. Chegando a seu apartamento, mal a porta é fechada e Richard já me envolve em seus braços, dando-me um beijo selvagem, fogoso. Quando nossos lábios se desgrudam, diz que precisava se certificar de que a beleza que havia visto pelas redes sociais era real. Voltou a me beijar loucamente, me deitando no sofá e caindo sobre mim logo em seguida, passando a mão em minhas coxas, apertando meus seios por cima do vestido. Olha em meus olhos e fala que havia uma necessidade inimaginável de provar meus seios siliconados, que tinha enorme fetiche por isso. Sem perder tempo, me leva para sua suíte, puxando-me para o banheiro, onde uma grande jacuzzi nos espera. Ao fechar a porta, logo suas roupas já estão no chão, ficando apenas de cueca e me abraçando por trás, soltando meus cabelos e logo em seguida com as duas mãos encaixadas em meus seios por sobre o vestido. Sua boca percorre meu pescoço de um lado ao outro. Aos poucos, uma de suas mãos desce e invade minha calcinha por baixo do vestido. Sinto seu toque e me encolho, empinando o bumbum e começo a sentir seu membro rígido dentro da cueca. Seu dedo esfrega a seda de minha calcinha, me levando à loucura. Viro meu rosto para o lado e beijo sua boca. Sem pressa, Richard vai até a banheira e abre a torneira, poucos minutos depois a água quente já fica no ponto e eu já estou apenas de calcinha. Ele então pede para que eu sente na borda da jacuzzi e abra as pernas, faço isso e logo sua língua invade minha rachinha com a calcinha afastada para o lado enquanto sua mão apalpa meus seios. Fecho os olhos e dou vários gemidos acariciando seus cabelos. Sua língua dá leves esfregadinhas em meu clitóris e eu jogo a cabeça para trás, me deliciando com aquilo. Quando nota que estou completamente satisfeita, trocamos de posição, ficando ele agora sentado na borda da banheira e de pernas abertas. Seu pênis completamente duro, de lado, fica desenhado na cueca. Aproximo meu rosto e dou mordidinhas por cima dela, abocanhando delicadamente. Às vezes, Richard até brinca dando pulsadas, estufando o tecido. Puxo a borda da cueca, fazendo seu pênis saltar para fora, e repouso-a embaixo de suas bolas. Seu mastro enorme, de chapeleta estufada, rosada igual um cogumelo pulsa incessantemente. Não resisto e passo a língua vagarosamente em movimentos circulares pela glande, terminando com os lábios encaixadinhos nela. Richard observa, afastando meus cabelos loiros de meu rosto. Decido colocá-lo um pouco mais em minha boca, chupando delicadamente. Não resistindo mais a tentação, ele me chama para si e eu em um movimento, monto em seu colo, de frente, abraçando Richard pelo pescoço e iniciando uma bela cavalgada. Pulo tão forte que meus cabelos batem em meu bumbum. Ele aproveita para apertá-los e sentir os movimentos. Paro por um instante, para sentir seus lábios mamarem meus seios siliconados, os bicos enrijecem ao toque de sua boca. Ele chupa com gosto, matando as vontades de seu fetiche. Volto a cavalgar em seu colo, sentindo seu pênis cutucando o fundo de minha barriguinha enquanto Richard beija meu pescoço e encaixa sua mão direita em meus seios, apertando-os com força. Diz que seu gozo se aproxima e que quer encher meu ventre. Acelero mais ainda a montada e grito alto, ao sentir jatos e jatos fartos de sêmen quentinhos dentro de mim. Aos poucos vou diminuindo o ritmo, até cessar. Beijo sua boca carinhosamente em forma de agradecimento pelo ato consumado.

Em seguida, tomamos um banho relaxante e acabamos dormindo de conchinha, nus, em sua cama. Quando amanhece o dia, Richard me leva para casa, mas antes passa em uma farmácia para que eu compre a pílula do dia seguinte. Ao chegar à frente meu apartamento, trocamos carícias e nos despedimos. Subo, troco de roupa e vou para o trabalho.


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive Sarah Beuter a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
29/07/2015 22:24:04
hmmm, deu vontade de vc hein barbie
29/07/2015 22:22:07
Delícia hein loira! Arrumaste um fã do sul. Bjs.

Online porn video at mobile phone


buceta depilada na cera floripadei pro técnico pornoCala a boca poies estava com sim quando me falou da lanferirContos de incesto mãe e filhoinstalar música no musio só linguadinha na ppk da novinhanezinho novinho de pau durinho xvideosbolonhesa fodendo porno doidosexo anal lesbico com cinta. pau gra.nde com a capetinhaaluna do mar Ivone da chupando o pau do carabotei gozei tirei gozei soquei gozeicontos eroticos malv comendo as interesseiracontos eróticos surfista safadinhavideos porno mulher tentando escapa. do pau do outro na frente do marido mas nao comsegue e corno dechacontos eroticos conhado bebado abandona esposaconto erotico gay com vizinho velho coroa grisalhovideos de sexo lesbicas brasileiras gemendo alto " ela passou a lingua no meu cu "zoofillapornocaseiroContos eroticos de estupro concentidoxxvideoirma dormi na cama do irmaoporno chupando ate vomitar e sendo espangadameu amigo me punehtoucontos eroticos de incesto no coloeu casei virgem da minha buceta com meu marido ele nunca fez minha buceta sangra eu não sabia que minha buceta tinha hímen seu amigo fez minha buceta sangra conto eróticocontos erótico com marido tampa os olhos da esposax vidio porno de mae cordinha.com seu filho so de causinhafraquei minha mae peituda dando no quarto para meu primo roludobemdotadoobesaporno doido so chupança de buceta. com muita fomeDormindo e pai comendoxx.combucetabarrigudafofoqueira.mim.da.a.buceta"caralho entalado" contoavo reasa sonho de novinha neta pornoconto erotico de nora e sogro acanpandoSobrinha flagra conto eroticoadoro andar na rua c a cicinha enfiada rebolando contoconto erotico gay negao dominador gosta de viado obedienteconto esposa do cunhadoporno gratis sobrinha vai ate o kuarto da tia i do tio i fode com o tio i a tia nem perçebiContos eróticos procurando aventura no clube de campofudendo porca mantinha zoovidematepornocafusa cavala mostra bucetacontod eroticos um negao velho encheu.minha xaninha de.porrawww.xvideos meninas com fartura de carne da buceta e rabo gostosolenbi pinto bebi porramontei um armario pra uma coroa ela me atacou e chupou meu pau tv bucetaxvideos de vigem chora descabasandocontos eiroticos leilapornContos eróticos Perdendo o cabaço na Lua de melnovia damdo a bucetinhacontoeroticos namorada rodadarelatos de minha sogra e muinto greluda e pentelhudaMulheres espetaculares de pernas abertas lindas atrizes pornos gostosas nao acredito que estou pesquisando issorelato abuso comeu meu cuCoroas ciririca zpTravesti fica olhando sua amiga recebe crempe analcontos herotico .primo do namoradolevei minha esposa num glory hole conto realcontos eroticos - an american taleconto erotico gay macho alfa virando femea submissaXVídeos m*********** a b***** a esfihastia submisa dan a busetaConto erotico gay traficante funkx video comendo a irma moravamos sozinho na casa eu e elaContos eroticos humilhada e dominada pelo amigo do meu filho 2Crentinhas cabacinhosXVídeos cara tapeando a mulher baixinha no meio da rua buchudacontos eroticos mia mulher nao resitil o massagista dotadocoroa ponha cao para chupalamulhe deziti da cuadvogada abrindo sua buceta no motelcoroa rolado comendo novinhogay contos eroticos gaythayza a filha do patrao pornosemastorba deixa a pessoa magraquero ver mulher caminhando na rua de bermudinha curtinha da bunda bem grande bolinha balançando agoraconto erotico escrava canil nuaxisvedeo mae bebachegou em casa filha foi pro pagode e genro ve mae coroa dormindo e vai elamesmo mete a peca filme pornoxisvido pai aliza as pernas da filhaxvideosjuju anacondaxxvidios.com homens que sente praser na hora da foda que mijao neleContos crossdress a apostacontos porno scat lesbico