Amor de Família - cap I

Um conto erótico de Kaori
Categoria: Heterossexual
Data: 13/12/2016 00:56:29
Última revisão: 13/12/2016 01:01:14

Acho que eu devo começar me apresentando aqui, usarei um nome fictício. Podem me chamar de Kaori. Sou uma jovem de 21 anos, pele clara, longos cabelos escuros, tenho um corpo com curvas bem definidas, seios médios, uma bunda redonda e um pouco grande e uma cintura fina, que por sinal é a parte do meu corpo que mais gosto. Começarei contando a vocês uma história envolvendo minha madrasta, eu e meu irmão. Preferi escrever em terceira pessoa pois creio que ficará melhor apresentável a história, mas são reais. Espero que gostem, beijinhos e aproveitem.

Tudo começou em uma clichê tarde de dia de semana, Kaori estava na casa de seu pai para fazê-lo uma visita, ficaria ali durante o resto do ano, já que entrara de férias da faculdade mais cedo. No momento de sua chegada apenas sua madrasta, Isabel, estava na casa. Acomodou-se em seu quarto e foi tomar um banho, pois a viagem fora cansativa. Tirou sua roupa em frente ao espelho, ficou observando e admirando seu corpo por um momento até a água estar em uma boa temperatura. Um banho longo foi o suficiente para aliviar a moça, que colocou uma roupa de ginástica para fazer alguns exercício físicos diários, em seu quarto mesmo. Cerca de meia hora depois foi possível ouvir o barulho da porta da casa se abrindo, essa era próxima ao seu quarto, passos masculinos se aproximavam e estava acompanhado dos leves barulhos das patas do gato de estimação da família. Sem se preocupar em bater na porta, ela foi aberta e um jovem rapaz magro, com cabelos bagunçado e cerca de 1,80 metros ficou estático visualizando as curvas da garota, que se exercitava.

- O que você está olhando? - Perguntou a jovem, enquanto se ajeitava e começava a acariciar o gato.

- Hã? O que? Nada. - Respondeu, um pouco enrolado, deixando um silêncio momentâneo. - Eu acabei de chegar do colégio, não esperava te ver aqui.

- Hmm... Eu vim passar o final do ano com o papai, já que a mamãe estará viajando a trabalho. - Respondeu ao garoto, que era seu irmão, Gabriel.

- Certo, bom te ver. Vou para meu quarto me arrumar, agora.

***

- Psiu! Querido. - Disse Isabel, ao deitar-se em sua cama, apenas de camisola.

- Hmmm... - Respondeu o marido, que dormia. - Eu tenho uma longa viagem amanhã, me desculpe, eu preciso dormir cedo.

As lembranças da noite anterior atormentava Isabel, que estava a cada minuto com mais vontade de transar. A falta do marido nos últimos meses estavam atormentando a mulher. Esta tinha seus 1,70 metros, longos cabelos escuros que contrastavam com a pele clara e um corpo escultural: lindíssimas curvas, seios grandes, bunda grande, e uma cintura de dar inveja a muitas garotas por ai. No auge dos seus 32 anos, a mulher tinha uma pinta abaixo do seu olho esquerdo que a dava um charme e encanto a mais. Não era possível ter um homem que não ficasse encantado com a beleza daquela mulher.

- Hmmm... Haaa... Não consigo mais me controlar, meu corpo está em chamas. - Disse em seus pensamentos, enquanto, sentada no chão de seu quarto, tocava-se com uma das mãos nos seios e a outra em sua bucetinha com os pelos cortados de uma forma bem fina no centro, como se fosse um caminho para adentrar em seu corpo. Estava vestindo um kimono, como veio de uma família com tradições orientais, acabara pegando gosto por esta cultura, assim como herdou a floricultura da família. Sua diversão foi interrompida quando ouviu o barulho da porta de seu quarto se abrindo, rapidamente tirou suas mãos de seu corpo e foi ajeitar-se, porém fora interrompida na metade do processo, por alguém que segurou uma de suas mãos. Assustou-se.

- Há! O que temos aqui? Parece que a florista está regando seu botão. - Disse Gabriel enquanto segurava a mão da madrasta, que estava com a parte de baixo de seu corpo toda a mostra e com as penas um pouco levantadas.

- Biel, não. Não podem...

- Por que não?

- Somos uma família agora, sou como se fosse sua mãe... Haaaa... - Dava leves gemidos, enquanto seu filho beijava seu pescoço, e começava a despi-la.

- Desde que vim morar com o papai eu me peguei pensando: que coroa gostosa, linda e sexy ele se casou, eu preciso vê-la nua. Eu perdi a conta de quantas vezes eu viajava nesses pensamentos. - Disse o garoto, enquanto, agora com o peito da mulher à mostra, o acariciava e beijava-o. Se posicionou atrás dela, puxando-a para cima de si, passou, então, a acariciar a bucetinha que estava toda aberta para ele, com a posição que a coroa estava. Ela gemia suavemente, Haaa, e seu gosto estava avermelhado. - Para falar a verdade, eu nem tenho pensado nisso, mas de repente eu te pego fazendo isso. Acha que eu iria me contentar em só me virar e sair do quarto? Olha só o que você fez comigo. - Disse enquanto abaixava seu shorts e mostrava sua rola dura como uma pedra.

Isabel olhou aquele mastro com um ar de susto, não imaginaria que um garoto como aquele, tão jovem, teria uma piroca tão grande e grossa, ele era lindo. Admirou-o, calada, por alguns instantes. Seus pensamentos entravam em conflito sobre o que era certo e o que não era. Mas não resistiu, subiu seu corpo até o peitoral do garoto e inclinou-se, indo com sua direto à encontro da quela rola. Segurou com força e começou a chupá-lo, de cima para baixo, com movimentos lentos e ritmados. Girava a língua ao redor da cabeça e descia com a boca até a base do pênis. Alternava as vezes masturbando-o e chupando suas bolas. O garoto, que estava no início de sua juventude, aos 18 anos, ainda virgem, ia a loucura com o que aquela mulher era capaz de fazer com a boca.

- Hmmm.. Mmnnn... - Gemia a mulher, enquanto, aos mesmo tempo Gabriel brincava com sua bucetinha, as vezes com a boca as vezes com os dedos.

- Mesmo hesitando durante um bom tempo, você pega e começa a chupar o pau do seu filho? - Ela gemia. - Você é, na verdade, uma safada, mãe.

- Hmmmm... Eu não consigo evitar... Hmmm... Isso é tão vergonhoso para mim. - Gabriel saiu de baixo dela, deixando-a de quarto e se posicionou atrás dela, esfregando sua rola na bucetinha da madrasta.

- Sua bucetinha está encharcada... Posso te fuder agora? - Mal deixou a mulher responder e a penetrou. Começou a dar estocadas lentas, depois foi aumentando o ritmo, parecia que tinha experiência naquilo. Isabel ainda estava com o kimono, mas ele estava apenas sobre dua barriga, seus seios e a parte inferior do seu corpo estavam expostos, ela gemia gostoso. - Hmmm... Está tão molhadinha, eu não pude evitar.

- Auhhh... Está indo tão fundo... Hmmmmm... Sua rola é tão gostosa... Ahhhh.

- Ahhh... Que bucetinha apertada, mãe. - Virou-a de frente para ele, num posição papai e mamãe, sem tirar seu pênis de dentro dela. Continuou com estocadas fortes e rápidas. A florista já não se continha mais, estava indo às alturas. - Haaaa... Eu vou gozar... Quer que eu goze fora, mãe?

- Hmmmm... Você vai mesmo me fazer pedir isso? Haaaaa... Por favor... Hmmmmm... Okay, quero que você... Ahhhhh... goze junto comigo, na minha xoxotinha... Hmmm.

- Eu vou gozar, sua safada. - Isabel envolveu o pescoço do filho com os braços, enquanto ele envolveu-a com um de seus braços, apoiando-se com o outro no chão. Deu mais algumas fortes estocadas, até que não aguentou e gozou junto com a mãe.

- AAAAAAAAAAAAAAAAAHHH... QUE DELÍCIA... HMMMMMMMMMMM... GOZA VAI... HMMMM.... Que porra maravilhosa, você me preencheu toda... Hmmmmm... - Após a forte gozada, permaneceram um pouco abraçados, até que, naturalmente, o pau do garoto foi amolecendo e deixando a mulher.

Ao Gabriel tirar seu pau, a porra que estava dentro de Isabel escorreu toda, lambuzando os lábios de sua buceta e o chão. O rapaz saiu de cima dela, e deitou-se ao seu lado, virando-se e segurando sua mão, enquanto a mulher repousava uma de suas mãos sobre a buceta e a outra sobre a coxa do jovem.

- Biel, isso é só por hoje, okay? Eu estava apenas precisando muito disso, por isso não me controlei, entendeu?

- Tá! - Respondeu o garoto, que se levantou e se posicionou sobre a mulher. - Se é só por hoje, vamos aproveitar mais um pouco.

______________________________

E assim começa uma longa e deliciosa história. Espero que gostem. Deixem abaixo seus comentários e críticas, por favor.

Só vou deixar uma breve legenda, para entenderem algumas partes do texto:

> *** - Usarei esses asteriscos sempre que tiver uma mudança de tempo e/ou espaço durante o capítulo;

> - 'xxxx' - Usarei esse formato para representar pensamentos e lembranças do passado. As falar sem as aspas, representam sempre o presente.

Por enquanto é isso.

Beijinhos.


Este conto recebeu 3 estrelas.
Incentive Kaori a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
15/02/2020 10:23:18
Kaori sua linda! Excelente conto.
13/12/2016 10:52:09
Muito bom
13/12/2016 10:44:35
Que delícia de conto, muito excitante.


tia pedi pra o sobrinho impurrar tudo e diz vou gozarpornosacana traindo o marido com entregadorcontos ineditos de sexo entre primas primos e tiaspatricia de faculdade gostosa gemendo muitocontos eroticos casadas arrombadas por pauzudos super grossos e 25 cmgostosa chifrando corno com seguranças na festa contos eroticostranquei o quarto comi minha irmã 1minuto xvideoso dia em que comi uma mulherxvideos com . sexy porno ju safada adora provoncar mulher safadafoto de minha sogra fudendo minha mulher juntavideos novinha di saia porbaxo naruacavalo penetra na buceta fotosContos pornos-botei o bebe pra tomar leite do meu pauGlory hole em banheiros publicos conto realFoda agressiva ponodoidox video para celular porqueti para baofilhadorme.e.pai.enfrega.pica.na.buceta.delamulheres passa margarina uma na outra peladaslirmo coumeno a buceta da lirma fotodiscabacando o cu do gordinhobrechei.minha.mulher.chupando empregada contofoto de menina branquinha tirando a causina e mostrado bucetameu cachorro me comeupiroquinha durinha contoseu minha esposa amigo de adolescencniaporno fui ajudar minha conhada na cozinha qui ela em gancho a mãoxvideos putas fazendo sexo com cavalos rasgando avagina sangrarcontos eroticos no cinemaau muito comprido emtra tasgando tudo so beroasistir videos porno brasileirocontos eróticos com tia e sobrinhogay fudendo todo ensaboado porno doidoestoria.de sexo bem apimetado travesti bemdotado fudendo etero casadodei pro meu sogro na casa de.praiacuiada gostosa lavando roupa so de calcinha com bucetaoeu fui encoxada pelo meu sobrinho tarqdomenino enbebada menina pra come ela no colegio xnxxxfotos porno de munheres cazadas traindo o marido em contos eroticosContos eróticos de empregadas bi sexual e patrõesminha filha sentou no meu colo de minisaia conto eroticoconto eroticos palmada meu genro me agarrou contosNovosfiumepornoconversa com coroa carente cellamitos drmindo com amigo cacetudo e sentindo a vara cotucar seu rabo contos eroticosconto erotico corno afeminadoNegros andarilhos pornô com novinhas contos eróticos no YouTube deixei meu filho me comerPeço assistir video pornografico quente ao vivo, de meter o pau fundo e brincar dentro da vagina, eu chupando outro pau bem gostoso, gemendo de prazer incansável,contos eiroticos leilapornvideo de novinha. de 18 ano. de xotino. i nuagarotinha safada sacaniou seu ti pirocudo e teve que mamar ate..Ler contos eroticos de transei com minha cadelaxvideo Dois Idiotas na nega nega já solta espermatozóidepatricinha de short perdida fodendo no matocontos de crentes caretestitio comendo osobrio nosofa vidio gayContos picantes ainda virgem fui abusada por um entregador velhoas panteras filmes a cordano minha mae japonezariandragoon contosConto erótico troninhovídeo de mulher vídeo de mulher grande e bonito botou no abrigo da calça do homem botando o pênis pequeno dentro para fora e masturbando até gozarO doce nas suas veias (Capitulo 17) Autor Vamp19cantos erótico caguei e peidei dando cu pro negãomeu sobrinho adora meu chule contos eroticow.w.w.vedio sexy acunhadaxvideo padre comendo valdeniceconto enrabei minha neta de novi ano na marramaninhas Taubateana xvideosquero ver negão metendo na NildoWww.testedefudeludade.comx videove porno cm padrastro cumeno entiada navinhaContos eroticos de podolatria com fotos chupando pes de primas dormindo de brucoxisvedeo asalto loja ponocontos com fotos de donas de casa normais sendo fudidas por varios homens e muleques pintudosaceitei ser corno blogflexionando caio no xvidecontos+corno mulherzinhachorora xnxxXVídeos vídeo pornô das panteras pai come a filha drogada muito doida de cocaínaentregei uma pizza e mepagou com boquete