Meu Mundo, Meu Universo XX

Um conto erótico de LuHoff
Categoria: Homossexual
Data: 04/12/2014 00:35:14
Última revisão: 06/12/2014 02:54:09

Vivendo uma Metáfora em um Frágil Céu - Ato XX

– Te amo marido.

– Também te amo marido, pra sempre e pra sempre – eu respondi só movendo meus lábios enquanto o via olhando para mim quando ele se preparava para entrar no palco.

O vendo ali visivelmente nervoso olhando para mim precisei fazer muita força para não ir até ele e segurar sua mão para entrarmos juntos, provavelmente Felipe gostaria que eu fizesse isso e não ficaria envergonhado, mas o conselho da mãe dele me ajudou a manter o controle “Calma, tudo em seu tempo” foi o que ela disse, foi o que eu fiz, me controlei.

A formatura acontecia normalmente, a única coisa que parecia diferente ali era eu e o Felipe, era como se estivéssemos mais despreocupados com o mundo a nossa volta, um pouco mais libertos talvez. Tudo na festa aconteceu bem, logo meus pais queriam ir embora mas eu e Felipe combinamos que eu insistiria para ficar mais e que voltaria com a mãe dele, e no outro dia falaríamos que era muito tarde e que eu acabei dormindo na casa dele por isso. Logo depois que meus pais se foram fomos pedir para a Afrodite para ir também, mas ela dizia estar cedo. Por algum motivo ela parecia estar gostando mais da nossa formatura que nós mesmo, mas logo fomos embora.

Os dias passavam cada vez mais rápido, já era natal e mais uma vez não passaríamos juntos. Eu imaginei que com o tempo me acostumaria a ficar longe do Felipe em certas ocasiões, mas eu não podia estar mais errado. A impressão que eu tinha era de que quanto mais tempo passávamos juntos mais nos acostumávamos com a presença um do outro, e assim mais falta fazia quando separados, um vazio. Naquela festa jogar vídeo game com meus primos, conversar com tios e amigos da família, nada daquilo tinha graça, na verdade era como se não fosse natal, como se tudo fosse preto e branco, sem vida.

Era como se eu estivesse trancado em uma grande festa em que todos falavam, sorriam de forma fria e comemoravam desanimados mas eu não ouvia a voz de ninguém ou som algum, uma festa silenciosa e noir, porém quando meu celular tocava ou mensagens dele chegava eu podia sentir como se flashes saíssem de mim que faziam por segundos todo aquele vermelho, verde, branco e dourado do natal tomarem vida, eu conseguia ouvir musica outra vez. Ao desligar o telefone me sentia só novamente e tudo a minha volta ganhava tons de cinza como um natal pálido, que me fez perceber o real significado da data. No natal as pessoas reúnem a família para celebrar os laços e o amor existente entre elas, e exatamente por isso eu não tinha natal, a minha família real não era aquela, ninguém ali me entendia e eu não sentia vontade de entender ninguém, eu não pertencia àquele lugar, por um erro de trajetória eu cai ali, mas lembrar que minha família de verdade era a mesma do Felipe me dava força e sentir tanta falta dela significava que de fato a ela eu pertencia.

Logo em seguida veio o ano novo, esse sem duvida seria mais interessante que o natal. Meus pais decidiram viajar e passar o réveillon em outra cidade, foi difícil convence-los com a mentira de que eu não poderia viajar com eles de pois tinha muitos livros para ler e estudar para a faculdade que eu começaria em dois meses, eles reclamaram muito mais aceitaram. Claro que tudo era um plano meu e do Felipe para passarmos o ano novo juntos, que deu certo.

A festa seria na casa de alguém da família dele, por não conhecer quase ninguém resolvi me vestir muito bem para causar uma boa impressão, com uma calça preta com sapato também preto, uma camisa social azul clara e um blazer branco simples, eu sabia que me vestir daquela forma podia ser exagero, mas como eu não conhecia praticamente ninguém na festa imaginei que seria melhor arriscar me vestindo bem de mais do que simples de mais. A reação do Felipe e da mãe dele quando foram me buscar em casa me fez imaginar que eu realmente tinha exagerado, mas ele elogiaram então menos mal, porém ao chegar nas festa todas minha duvidas se foram, era uma grande casa de praia com uma decoração que lembrava um lual, com tochas na areia da praia e quase todos vestiam short e roupas simples. Na realidade eu imaginei que a imagem que eu passava era de alguém que não fazia a menor ideia do que estava fazendo ali, que havia me vestido para outra festa mas que por algum motivo acabei naquela mesmo.

Ser “o perdido” da festa me fez ficar ainda mais tímido e sem graça que o normal e isso começava a me dar medo, tudo que eu não queria ali era parecer antipático, então me preparei para sorrir toda vez que fosse criticado, mas diferente disso todos me trataram melhor do que eu imaginava, me elogiaram varias vezes, passaram a noite inteira me oferecendo comida e me “forçavam” a tirar fotos com toda a família. Eu não espera mesmo ser bem aceito daquela forma, de fato a família do Felipe era infinitamente diferente da minha, eles eram alegres, afetuosos, simpáticos e atenciosos o completo oposto da minha que em festas como aquela pareciam rir forçados e de forma fria, tentando passar sempre impressão de superioridade.

Durante toda a noite Felipe não saia de perto de mim em momento nenhum, ele não parecia se preocupar muito com o que fossem dizer, mesmo assim eu me incomodava e me afastava algumas vezes quando ele sentava encostado em mim ou me fazia carinho, com o tempo eu percebi que ele fazia aquilo de proposito para me deixar vermelho de vergonha.

Até que meia noite chegou, no único momento da noite que fiquei sozinho, de longe sentado na varanda da casa eu observava as pessoas da festa que como coordenados por um inconsciente coletivo que fazia todos comemorarem enquanto se abraçavam e beijavam. Olhando para aquela família com mais de 40 pessoas comemorando felizes estourando champanhe na praia eu senti inveja, eu gostaria que a minha fosse um pouco mais daquele jeito. Foi quando Felipe conseguiu escapar do grupo de tios, mãe, avós, primos e amigos da família que o abraçavam e veio correndo em minha direção.

– Por que você ta ai sozinho? – Felipe perguntou segurando minha mão me puxando – vem logo! – ele insistia.

– Não Felipe, é coisa da sua família cara, vai lá eu to bem aqui – eu disse resistindo enquanto ele me puxava.

– Lucas, você é meu marido lembra? – ele disse no meu ouvido - Não é minha família, é nossa família, olha lá todos tão chamando você – isso me fez perceber que as pessoas lá na praia estavam virados para mim acenando com a mão.

Felipe de mãos dadas as minhas foi me puxando com pressa até a praia onde fui recebido pela Deusa do Amor.

– Feliz ano novo meu filho – ela disse sorrindo me abraçando e me dando um beijo carinhoso no rosto e depois me puxando para me juntar aos outros.

Naquele momento eu literalmente passei pela mão de todos, que me puxavam me abraçando, me beijando e desejando feliz ano novo. Aquela foi uma das melhores coisas que já aconteceu comigo, eu estava em meio a diversas pessoas que eu não conhecia mas que pareciam gostar de mim por algum motivo que eu não sabia qual. No céu os fogos de artifício coloridos explodiam fazendo todos serem iluminados por flashes de todas as cores, aquelas varias pessoas envolta de mim sorriam e faziam eu me sentir parte daquilo. Aos poucos eu fui entrando mais para o centro do grupo de pessoas, lá era onde ficavam as crianças que pulavam e comemoravam também, e lá estava Felipe olhando e sorrindo para mim, ele foi passando entre as acrianças até chegar a minha frente e me abraçou com força.

– Feliz ano novo para nós – Felipe disse no meu ouvido.

– Te amo tanto Felipe – foi única coisa que consegui dizer.

Ainda abraçados olhei para o céu que nesse momento brilhava muito forte com os fogos de artificio que agora explodiam em milhares de pontos de luz azuis e verdes, que pareciam cair a nossa volta. Aquela coincidência daqueles fogos naquela cor e naquela hora parecia dizer que o destino sempre conspirava a nosso favor.

Como em um sonho que tive há alguns anos no passado depois de ler o livro Sonhos de Uma Noite de Verão logo quando comecei a me envolver com o Felipe, naquele sonho onde pontos de luz azuis e verdes no céu pareciam estrelas se movendo perto de mais de nós dois, ali no ano novo meu sonho estava se tornando real, os fogos pareciam estrelas que brilhavam nas nossas cores, as crianças rindo a nossa volta pareciam fadas e nós abraçados no meio, a partir daquele dia eu nunca mais subestimaria um sonho. Sonhar havia me levado até ali, imaginar coisas fantásticas e mágicas fez eu viver alguns segundos reais de magia, claro que a minha volta ninguém percebia, mas eu e Felipe naquele momento fazíamos parte de um sonho meu que se tornara real. Sinto orgulho de dizer que por mais normal ou comum que aquilo tenha sido, para nós dois foi como tocar o surreal, como se fora da minha cabeça no mundo real pudéssemos viver uma das minhas metáforas.

Eu por diversas vezes ainda me pegava pensando sobre tudo que acontecia a minha volta, meio incrédulo imaginando se tanta perfeição era real. Viver com o Felipe era intenso, tudo parecia acontecer sem planos, as coisas simplesmente aconteciam sem que se pudesse prevê-las. Passado e presente não existia dentro de nós dois, aquele amor que sentíamos com 14 anos ainda nos esquentava por dentro, intocável, imutável e perfeito como devia ser para sempre.

O tempo continuava correndo e em poucos dias eu começaria minhas aulas na faculdade, toda aquela mudança me causava medo, nos últimos anos eu estudava na mesma sala de aula do Felipe, mas agora eu não teria ele por perto e tudo deveria ser diferente. No meu primeiro dia de aula Felipe estava comigo segurando minha mão como se tentasse me tranquilizar, mas meu principal problema ali não era exatamente começar uma coisa nova e desconhecida, era sim começar algo novo sem ele por perto, mas assim deveria ser.

Aos poucos eu ia me acostumando com a nova rotina, absolutamente todo meu tempo fora da faculdade passava com o Felipe e ele ainda estudava para o vestibular de medicina veterinária que ele tentaria no meio do ano. Nossos planos de morar juntos começava a ganhar mais força, sabíamos que para isso eu teria que enfrentar meus pais e chegamos a conclusão de que a melhor forma de contar a verdade para eles seria faze-los perceber. Pensamos muito a respeito e não acreditávamos que confronta-los ou sentar e despejar a verdade neles seria uma boa ideia, imaginamos que aquilo podia os fazer pensarem que foram enganados e manipulados durante anos, e com raiva eles nos prejudicariam de todas as formas.

As palavras da mãe do Felipe “não precisam assumir algo como se tivessem cometido um crime” foi o que me fez mudar minha postura em relação ao meu relacionamento com Felipe, ela estava certa, nada do que nós fazíamos era proibido, logo não precisávamos nos confessar como criminosos, dês dos 11 anos de idade eu vivi sem o apoio e a compreensão dos meus pais, agora que eu não era mais uma criança isso não faria diferença para mim. No fundo eu sabia que eles desconfiavam de algo, mas agora eu pararia de “moldar a verdade” não para ter o apoio deles, simplesmente por acreditar que isso era o certo e o mais honesto a se fazer.

Finalmente eu consegui me enxergar através dos olhos dos meus pais, isso me fazia perceber que eu estava amadurecendo, pensar melhor antes de agir e sobre como as outras pessoas se sentiam me dava segurança para agir com maturidade. Eu podia perceber que aos poucos estava me tornando menos adolescente e mais adulto.

Essa foi uma boa época no nosso relacionamento, até tínhamos as chaves e acesso livre a casa um do outro. Além de namorados/casados éramos o melhor amigo um do outro, nunca por um segundo sequer era chato estar perto dele, até quando raramente nos desentendíamos a discussão em minutos virava motivo de piada entre nós. Acredito que essa era coluna principal que sustentada todo nosso universo e nossa relação, o bom humor. Juntos passávamos horas rindo de coisas simples que aconteciam no nosso cotidiano, não era nada de especial, simplesmente éramos felizes e adorávamos rir.

A muito tempo eu e Felipe não derramávamos sequer uma lagrima de tristeza, vez ou outra ainda nos comovíamos um com o outro, com ele eu havia aprendido a chorar de felicidade e só juntos e por causa um do outro essas lágrimas felizes escorriam.

Certa tarde no meu quarto enquanto eu estudava, Felipe apareceu sem avisar, aquilo não era exatamente incomum as vezes gostávamos de fazer surpresa por algum motivo específicos como dar presente, por esse motivo eu já esperava algo bom.

Felipe abriu a porta do meu quarto e distraído me levantei de onde estava para beija-lo, como de forma automática por costume, meus pais não estavam em casa e mesmo se estivessem nossa demonstração de afeto fazia parte do plano, porém algo estava diferente nele, Felipe estava com uma expressão triste, como se ele tivesse chorado por horas. Eu não sabia o que acontecia mas eu sabia que algo estava errado, minha única atitude foi abraça-lo forte, eu não queria saber o que o incomodava só queria faze-lo melhorar mas isso não funcionou, meu abraço o fez começar a chorar, eu passava a mão no seu rosto e nos seus cabelos e falava que eu estava ali com ele para tudo, que ele não precisava ficar triste, mas cada tentativa minha de fazer ele ficar melhor parecia ter o efeito oposto. Agora ele já chorava mais que antes, sentir suas lagrimas molhando meu ombro foi o suficiente para me fazer entrar em desespero e agora eu estava perdendo o controle.

Aquilo doía tanto, era insuportável, enquanto nós dois chorávamos abraçados eu o perguntava como eu podia ajuda-lo, mas ele não respondia e cada palavra minha perecia piorar ainda mais a situação. Eu sabia que algo muito sério tinha acontecido, eu nunca tinha visto o Felipe daquele jeito. Pensar na possibilidade de ter acontecido algo com a mãe dele me fez entrar em pânico, aquilo não podia ter acontecido e logo eu já sofria tanto quanto ele.

Por muito tempo ficamos ali abraçados chorando, aquela tristeza era tão forte, mas tão forte que eu sentia que se nós não estivéssemos juntos ali abraçados não suportaríamos. Meus olhos já ardiam de tanto chorar quando aos poucos Felipe começou a explicar o motivo de tudo aquilo. Nunca mais eu esqueceria daquela tarde, a maldita tarde em que eu aprendi que algumas coisas podiam ser pior que a morte.

_______________________________________________________________________________________________________

Em primeiro lugar gostaria de pedir desculpa por só ter postado minha historia hoje. Bem a algumas semanas eu venho me cobrando muito quanto a escrever e postar aqui, e percebi que isso tem me limitado bastante, na verdade eu não quero escrever por obrigação, quero fazer isso por prazer então não sei exatamente o dia que vou postar o próximo Ato, pode ser ainda essa semana ou semana que vem, mas da semana que vem prometo que não passa, ok?

Obrigado a todos, que continuam lendo, todos são especiais pra mim :***

Meu e-mail caso queiram me dar sugestões:

Paris Ramone – O que aconteceu? Vc não gostou de alguma coisa :(( desculpa, sério!! Me fala q eu melhoro no que u puder. :***

Willc – Poxa Will, obrigado mesmo por tudo que vc disse. E desculpa outra vez, mas agora por ainda não ter lido seu conto, mas prometo que farei isso logo que terminar de postar o meu. Espero que tenha gostado dessa parte. :***

Ru/Ruanito – Achou fofo?? Isso é bom né? Kkkk Obrigado cara :**

Geomateus – Malvado? Eu? Pq? Kkkk foi pela demora em postar né? Desculpa cara, to tentando administrar meu tempo. Espero que tenha gostado desse ato :****

CHV 2! – Desculpa pela demora dessa parte, mas eu expliquei um pouco do pq la encima. Vc acha que mudei na minha forma de escrever? Mas oq exatamente, fiquei curioso, sério saber as impressões de quem lê é mt importante p eu adequar minha escrita então falai!!! :D Então meu e-mail ta lá encima mas vou deixar aqui tb, bjão e mt obrigado mesmo.

Natsu421 – Poxa cara, obrigado mesmo saber que vc gostou é importante para mim. Espero que tenha gostado dessa parte também. E ei, pode falar a vontade nos coments gosto mesmo de falar com tds vcs :***

prireis822 – Sua linda, adorei conhecer mais sobre vc, fico feliz mesmo por vc estar conversando aqui pelos coments. Vc é especial e uma fofa tb. Sobre esse ato oq vc achou? Ruim, péssimo ou triste?? Kkkkk Obrigado por td sua linda, adoro vc :******

May Lee – Kd vc May?? Você disse que não ia sumir outra vez, mas…. Sumiu kkkk Saudade de vc noiva, volta logo :****

Iguinho sz – Que bom q gostou do ato passado, desse já não tenho certeza kkk mas espero q sim. Desculpa por demorar a postar, achei que fazia mt tempo, mas via agora q foi quarta passada a ultima vez, então ainda to no prazo né? Kkk Então, vou postar sim no wattpad, mas deixa eu terminar aqui primeiro? Dai eu reescrevo td e posto la.. e ainda tenho que fazer uma capa para minha historia aaai :( mas meio que já imagino como vai ser. E não para de ler não cara, ou pelo menos aparece aqui nos coments pfv gosto de falar com vc!! :****

Drago*-* - Draphinha pq vc sumiu?? To com saudade de vc falando sobre seus sonhos eróticos kkkk Sobre One Piece eu n entendo mt não, mas eu gostava de Naruto, pode ser? Dragon Ball? Avatar p mim é o melhor de tds, legendo of korra é até legal, mas ninguém NUNCA vai ser melhor que o Aang, o ar é meu elemento :DD(inclusive ele e o Zuko deviam terminar juntos kkk). E não, eu não “”tomo leite”” kkkk não curto meeesmo, esse tipo de coisa n é comigo kkkk Adoro vc Draphinha :****

Irish – Sua linda, me desculpa mesmo hj vi que vc já tá postando seu novo conto, prometo ler ainda hoje e comentar la ok? Obrigado pelos elogios q vc fez, vc é especial de mais pra mim e sabe disso!! Te adoro de mais irmãzinha :******

Quin – Desculpa logo de cara p vc tb Quin vi hj q vc postou o novo Ep. do seu conto serio(quantos pedidos de desculpa eu preciso p isso dar certo???) vou ler ainda hj. Não sei o q vc escreveu lá sobre meu personagem mas obrigado de qualquer forma, to te devendo vários obrigados ate hj por causa do Lucas da sua historia, o q eu respondi no e-mail ajudou em alguma coisa? Rsrs Bjão Quin :******

rewfew – Como assim não entendeu o “Quase Abduzido”? Vc de madrugada sozinho na estrada da fazenda?? Dizem que Ets adoram abduzir vacas a noite nas fazendas... kkkk Brincadeeeira não é vaca nããão é um panda bem fofinho, ou uma zebrinha? Ou um golfinho? ^.^ kkkkkk Sobre o “não tomo leite” vc foi o único q entendeu mesmo kkkk Vc ter mudado acho q entendi, tipo: vc se sente feliz por ter mudado, gostava de como era mas tb gosta de quem é agora, sente saudade mas fica feliz como é hj, tipo isso? Kkkkk Fico feliz mesmo por estar td bem entre vcs dois, já gostei do Mauro, ele parece ser compreensivo e sério, isso é uma qualidade tão boa, de verdade. Bjo p vc princesa vaquinha mais linda da CDC :******

gatinho02 – Sim vc tem cara de bravo, seus olhos intimidam kkkk E sério, fiquei imaginando vc no transito e isso me deixou com um pouco de medo kkkk Eu tb me irrito bastante dirigindo(com as pessoas na rua e não com o fato de dirigir, eu adoro dirigir), então entendo vc. Tb to curioso com o q a velhinha te disse kkk Obrigado pelo q disse da historia, fico feliz q vc tenha lembrado dos tempos de colégio, eu tb lembro com saudade :((

Alê8 – Obrigado por tudo, adoro seus coments mesmo. Sobre Afrodite foi aquilo que expliquei no comente do ato passado ela é a Deusa do amor, eu chamo a mãe do Felipe assim pq ela conhece todas as formas de amar, tipo se apaixonou por uma amiga na adolescência, e depois se casou com o pai do Felipe. Por ter amado homem e mulher ela entendia tão bem o q eu e Felipe sentíamos um pelo outro. Por isso Afrodite :DD é só uma referência a todas as formas de amar mesmo. Espero que tenha gostado desse ato. :***


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive LuHoff a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
11/12/2014 19:20:32
Não sei se vc percebeu amadissimo LuHof,mas eu voltei,finalmente consegui ler todos os atos,mas resolvi apenas nesse,não tenho muito o que falar pq os outros ja falaram tudo,parabens.
10/12/2014 22:40:42
Oi, meu querido amigo! Tudo bom com você? Estava morrendo de saudades de você. :’( Meu menino doce, o capítulo anterior foi apaixonante e esse foi... A minha alma está doendo. Eu estou sentindo um misto de sentimentos agora; dor, felicidade, gratidão, amor, saudade... Eu juro como não sei o que te escrever agora. Estou me desmanchando em lágrimas. Essa frase:”[...] aprendi que algumas coisas podiam ser pior que a morte.” Me fez lembrar de uma fase muito ruim da minha vida. Eu não sei o que aconteceu com o Felipe e como tudo isso vai acabar, mas eu senti uma dor imensa. Eu não vou me estender muito, pois eu quero te falar tudo por email. Você ficaria chateado comigo se eu escrever o meu comentário que era pra ser por aqui pelo email? Vai ficar pessoal demais, então eu prefiro que seja por lá. E eu vou explicar a você o motivo do meu sumiço. Me desculpe ter sumido assim de repente de novo, mas foi extremamente necessário. Eu não estava bem. Me desculpe. Eu estava com muitas saudades de você. Muitas mesmo! Até mais, meu querido amigo. Um grande beijo nesse coração maralindo e um abraço do tamanho do mundo. Eu queria muito poder te abraçar agora, então sinta-se fortemente abraçado. Se cuida, meu Flash! Eu adoro eternamente você, meu noivo.
06/12/2014 22:43:10
Eu até achei legal Mahouka Koukou no Rettousei, gosto de animes assim e não vo parar até ver o final, tokyo ghoul eu parei de ver anime e empaquei no mangá. Boku no Pico é isso mesmo que o senhor rewfew viciado em hentai yaoi disse, eu nem cheguei a ver, quase cai nisso quando tava no face, mais aparece comentários de resposta tipo "This is a trap", ai fui salvo, mais rewfew, cade sua pergunta ? Eu disse uma por participante, ou seja, uma pra cada pessoa que leu e quer perguntar algo. Amanhã é minha prova e minha mãe disse que é bom eu ir dormir cedo, o problema é que o meu cedo é 00:00 u.u
06/12/2014 19:50:16
Não é difícil não Lu, eu que sou ruim mesmo kkkkk
06/12/2014 19:21:32
Rewfew kkkk vlw rapaz, bom saber que sou um dos seus :P Lu Hof eu escrevi o novo episódio de Antes do Amanhã Ser e respondi lá sua pergunta sobre o segundo selinho que eu prometi a você kkkk :**************************************
06/12/2014 15:30:50
Iguinho sz - Que bom q gostou Iguinho :DD Pq n deu certo la no LoL??? É tão difícil assim? Oo
06/12/2014 02:47:39
Desculpa a demora Luu :'''( queria ter comentado antes mas não deu pq tava muito concentrado em aprender a jogar LoL direito mas fui mau-sucedido kkk ficou lindo o conto Lu, eu tbm adoro falar com vc e com o Drago e o rewfew, e eu jamais pararia de ler seu conto, aquilo foi uma brincadeira só '-' bjs :***
06/12/2014 02:46:29
assim como a pri já disse antes, chega desse negocio de leite e "leite", lucas guarda essa sua pergunta pro drago que eu te respondo essa kkk esse boku no pico é um anime de eu acho que são 3 epis, é hentai ( anime pornô caso não saiba já que vc disse que não vê) um hentai gay explícito e pedófilo, um cara adulto fazendo coisas obscenas com as crianças mas lá eles mostram como se fosse amor mesmo dentre as sacanagens... eu caí na pegadinha quando me enviaram e quase vomitei na primeira cena... esse outro anime que vc passou drago, credo ele não presta kkkk na boa mesmo, mesmo sendo fantasia ele viaja de um jeito ruim, tinha tudo para dar certo, mostrar os estudantes dessa escola de magia que usa a tecnologia para aprimorar e tals mas o enredo a se seguir não é bom, ainda mais pela irmã do personagem ter uma personalidade praticamente inutil e um poder rídiculo de forte '-' as lutas até que vai mas eu não recomendaria... foi mal... vc já falou de tokyo ghoul e esse sim da pra recomendar, lucas eu lhe recomendaria Shigatsu wa Kimi no Uso, tá lançando ainda e é um romance com o tema de músicas clássicas, esse sim acho que você ia gostar afinal tudo q vc gosta parece que eu gosto também '-' ja tá ficando estranho isso depois do fairy tale kkkk
06/12/2014 02:22:57
Ok, eu pergunto primeiro. O q é Boku no Pico? Pelo q vc disse é coisa "estranha", então explica direito!!! :p
06/12/2014 01:56:13
Estimular a produção, nossa heim, você pelomenos faz ideia de como as vacas produzem o leite? Elas só começam a produzir depois que tem um filhote, raciocínio por sua conta. Lu, eu não vejo duplo sentido em tudo, só tenho uma mente que nem uma década de terapia conseguiria "curar", gente imagina eu vendo anime com AQUELES personagens, minha mente ainda vai fazer eu me dar mal ;-; MinhaS PersonalidadeS, já disse que não tenho só uma, mais porque única? Sou só mais um louco com imaginação exageradamente fértil que tem no mundo '-' Mesmassim brigado <3 Geente, é normal ser calculista? É normal imaginar coisas interessantes enquanto vejo Supernatural? É normal ter vontade de socar a parede quando bate o tédio? E acima de tudo, é normal perguntar tudo que perguntei aqui? Agora vo indicar algo pra vocês assistirem : Boku no Pico (zoas melhor nem pesquisar sobre isso, é yaoi um tanto que... estranho), Assistam Mahouka Koukou no Rettousei, é bem legal, é de uma escola onde as pessoas treinam magia e la ela é tipo uma tecnologia slá, só sei que é legal, to no ep. 10 e ele tem 26 eps. eu acho. Agora um brinde : Perguntem algo pra mim, respondo se estiver ao meu alcançe (1 pergunta por participante) Lerigou o/
06/12/2014 01:13:58
Quin – Nossa Quin, Obrigado mesmo pelo q disse sobre minha escrita. Realmente eu tive sorte com a família do Felipe... Mas pq é tão longe da sua realidade? Sério q ficou surpreso com o q eu falei sobre lealdade? Oo Mas p mim é meio q natural pensar assim, eu n acredito no q os outros me dizem, nem no q “mandam” eu acreditar(religiões) eu acredito no q faz sentido e é o certo p mim, e deixo de acreditar em segundos se perder o sentido... mas tipo n é bipolaridade kkkk, é só questão de fazer sentido dentro d mim mesmo :p Sério q ajudei outra vez? Kkkkkk Que bom, fiquei feliz :DD Obaaaa festa!!! ^.^ Isso de tomar “leite” é coisa do Drapha, gatinhio02 e Lucas(let it go) eu nem sei do q eles tão falando, ate agora não entendi... “kkkkkk” Ei Quin, agora é serio me deixou constrangido mesmo!! kk Mas vc tava falando em dar um selinho em um lugar especial tipo minha mão né? Sakei... kkkkk :***
06/12/2014 00:56:42
Natsu421 – Own!!! Obrigado mesmo, já to escrevendo a próxima parte ;))
06/12/2014 00:55:39
CHV 2! – Nossa td mundo fzd TCC esse fim de ano... isso é bom. E como foi, deu td certo? :DD Desculpa ter feito vc chorar, serio n era minha intenção :’(( Espero q ainda esteja gostando . Obrigado :***
06/12/2014 00:51:13
Vc envergonhado Lucas? E vc fica envergonhado?? kkk Assim eu já li sobre as vacas e seus problemas com os créditos de carbono e blá, blá... mas o problema maior é o tanto de arvore q tem q derrubar p elas pastarem... mas isso não tem nd haver com o fato de q elas são lindas e q vc da leite!! Moouuh!:D kkkk Concordo com vc, p mim a normalidade é o sorriso do tédio... E n te acho confuso, é q vc pensa rápido de mais e muitas coisas ao mesmo tempo filho de Hermes!!! :D Tds aqui são maliciosos(menos eu) Luquinhas Só Malicia, aqui é um site de contos eróticos!! Kkk Ainda to esperando vc postar o “Metade de Minha Cara”
06/12/2014 00:40:20
estimular a produção kkkkkkkkkk quin vc é dos meus kkkk
06/12/2014 00:32:53
Drapha assim q eu tiver tempo vou assistir sim, e chega de leite... kkkk Vc n é nd anti-social, pelo menos eu n acho, pelo menos aqui n é... :p Vc diz q não falaria nd se eu tivesse perto de vc, mas eu duvido mt disso, serio... eu ia te fazer falar n tenha duvida.. kkk Vc fala q td mundo vê duplo sentido e malícia nas coisas mas vc é o q mais vê... sei não em drago... kkkk Eu gosto da sua personalidade pra mim ela é única... aqui pelo menos ela é única, e isso é bom viu!!! Kkk Ei eu vi o site q vc mandou... já li varias vezes... kkk mt bom mesmo!
06/12/2014 00:28:57
guigo1 – Obrigado mesmo, senti saudade ^.^
06/12/2014 00:27:19
Alê8 - Obrigado mesmo, fico feliz q tenha gostado :***
06/12/2014 00:25:59
Gatinho02 – Mt mt obrigado mesmo. Então... sobre leite eu n curto mesmo... de nenhum tipo kkkkk Medo de vc acertar seu cel em mim no transito, vai q to no carro do lado na hora né!! Kkk Acho q eu nem reclamaria quando olhasse p vc com cara de mau, ia ficar com medo mesmo.. kkkk
06/12/2014 00:05:15
Lu Hof sua história está cada vez melhor. Eu fico feliz porque aos poucos você vai desistindo da ideia de vingar-se dos seus pais. O que você mais deseja é ser feliz e viver a sua felicidade. A família do Felipe parece ser aquele que todo mundo gostaria de ter. É fácil ver tudo o que você nos apresenta, pois é muito bem escrito, mas é algo muito distante da minha realidade - sua história se aproxima das fantasias da minha mente. Você realmente viveu um sonho! Você é um rapaz muito abençoado!! Você viveu o que muitos sonham em viver - liga não, pois esses dias eu to muito carente rsrsrsrs. Mas como ousa acabar o capítulo na parte mais tensa?! Estou preocupado agora com o que o Felipe vai te dizer :O Eiii muito obrigado pelas suas palavras na minha serie :D Fiquei muito feliz e sim eu me surpreendi com a sua resposta sobre lealdade kkkk. Eu não julgo, até mesmo admiro... Sua resposta sobre lealdade já me deu ideias para o fim da primeira temporada kkkkk Mas só irei terminar a primeira temporada em Janeiro, pois quero fazer um episódio especial no meu aniversário que é mês que vêm :D E essa estória de tomar leite? Oo kkkk Rapaz, pelo visto você é intolerante a lactose... eu não bebo leite por segurança, mas gosto muito de estimular a produção>.< Para não perder o meu dom de te deixar constrangido rsrsrs te mando mais uma vez o meu selinho, mas dessa vez em um lugar especial :************


Conto erodico fode uma caderantexsvidio.agarota.brazileira.da.vamxvideos predeiro comen patroaXvideos... Humrumcasadoscontos estrupada por pivetescontos eróticos banhocontos eróticos com fotos de casadas que chegou em casa toda arrombadadei para uma dúzia de homem eu confesso no mesmovídeo da pelada gostosona morena aquelas bem gostosa e morena e bem gostoso se tu não fazer carvãogay raptou o vizinho para lhe chupar o pauXvideo chupou o eletricista e tomou choquecasada santinho e seu corninhodei para uma dúzia de homem eu confesso no mesmoconto minha mae puta atendendo cliente em casapapel tarado arregaçou o cu da neguinha na marracontos eroticos tentou dar a bundinhavidio porno filha da abuceta pro pae com mais 70anossou amante do meu sobrinho ela tentou não da a bunda. mas ele botuo tudinho devgarinhoXnxx.Com ciasinha escavaPrimeira vez q dei o cu vestido de travestContos eroticos vovozinhohomem casado do Rio de Janeiro Baixada Fluminense quer outro filho para sua esposa que ela adora chupar outra picacasadoscontos ultimoscasa dos contos greludascontos eroticoscuzinho sem pregasxvideos.comi o'cuda maevesti calcinha contos gaysnovinha estrangulada com um pal na gargantacontos eróticos filhinha novinha gostosa delirando no colo do papaicomtos de maes que bate punheta no filho com seu pesinho calcado em sandalia de saltoler conto eroticos fui comida num bloqueiocasa dos contos greludasnovinha parece um anjodando o cu fotostitio carinhoso com a sobrinha safadinhaestupro esposa contos eroticoscontos eroticos. bi femininomundo espermatozoide no cu do Negrão mundo bixaXxxvideos.d.loura.tuBinada.c.irmao.conto erótico Dulce safadacontos gays- dei o cu pro meu irmao conto de novinha louca por anal gosta pedir mais pica no cu pra geme aaaai oooh an anconto feminizaçãofudendo a mae dormndovi a bucetinha virgem da minha amiga conto eroticonovinhas e mulheres de blusinha degotada sem sutiã aparecendo os peitosxvideocontosgayconto eroticos gay estuprado na festabotei gozei tirei gozei soquei gozeixvideos/negros escravo fode sinhaPorno morena pega menino na puetasonabulo entrou no quarto da prima e gosou tentro da bucetinabucetascontospornoconto porno cunhada ivonetex negona budona lascadanovinha virando os olhinhos com picao no cuzinhoVideos de pesouas tirando acabesa da pingolacontos eróticos minha esposa se confessando com padreas novinhas do Alto do Mateus quebrando o c***** dando o c*****cú do neltinho arrombadocontos eroticos avisinha e o cao chantagemmuller deboxada fazeno video de porno meninoconto erotico calcinha aparece da minha mulhertia e sua sobrinha fica sozinha em casa e a sobrinha passou a mae na buceta da tia e a tia deixar emfiar a mao detro do storprimo gozou dentro dela e acabou mao gostandominha vizinhançaxvideospornô caseiro com padrasto comendo a empregadinha da chácara de 3eternos apaixonados cap 7 conto gayvideo porno lanbidas na boceta noivas e incestotitias abusada de vestido e calcinha fio dentalBundinhas castigadas por jebas grossascasos amad entea nua banh fas gosa ponh casa favela cariocacontos incesto mae gtspadrasto fica louco quando era antiga das Calcinhas xvideosmeninas saido do chuveiroloiras da bunda gigante areganham o cucontos eróticos fiz sexo por acaso com minha tiaconto erótico de mendingo