Relato de um viciado em porra

Durante o início da minha adolescência eu nunca imaginei que iria implorar por uma rola dentro do meu cuzinho ou por uma boa gozada na minha cara, e nunca iria imaginar que com 15 anos, meu padrasto me comeria, numa foda deliciosa e inesquecível.

Tudo começou de verdade nos meus 14 anos de idade, eu já me masturbava pra uns filmes adultos que passavam nos canais +18 na televisão, mas até então nunca tive nenhum gosto pelos homens. Eu fazia uma espécie de ritual para bater punheta, colocava na televisão a sala no canal +18, e ficava sentado me masturbando. Não era muito comum eu fazer aquilo todos os dias, era meio que um dia sim, um dia não.

Até que um dia eu estava no banheiro e por algum motivo que eu não lembro, eu resolvi me masturbar com um dedo no meu cuzinho, fiquei surpreso o quão bom foi aquilo e enfiei logo 2. Quando comecei a gozar fiquei até tonto, foi um tesão gigantesco que eu senti, minhas pernas tremeram, meu cuzinho piaçava mas meus dedos não deixava ele se fechar por completo, tudo isso enquanto meu pau soltava jatos e mais jatos de porra. Sem dúvidas aquela sensação foi a melhor da minha vida, até então.

Em poucos dias, eu já estava utilizando canos de escovas de dentes e de cabelos para reproduzir um pau, e meu maior desejo passou a ser aqueles pintos de borracha.

Um dia, fazendo umas tarefas de casa, colocando a roupa passada no guarda roupa da minha mãe, resolvo abrir a gaveta dela de calcinhas para cheirar alguma, queria saber como era o cheiro de uma buceta, e fiquei surpreso quando achei um pau de borracha. Meus olhos brilharam, meu cuzinho piscava, peguei ele na hora e comecei a chupar, era o que eu mais queria na época, fui pra sala e então sentei no brinquedo da ma mamãe, ele era bege, deveria ter uns 15cm com veias artificiais. Aquilo foi me penetrando, igual uma furadeira, doía demais, parecia que estava me partindo em 2 pedaços. Comecei a levantar e descer, e cada ciclo que passava ficava mais fácil a penetração e doía menos. Fazia aquilo enquanto assistia a televisão, e nossa Não demorei para começar a soltar jatos e mais jatos de porra. Aquilo foi incrível, melhor do que todas punhetas que eu já tinha feito.

Depois de eu ter guardado, limpado bateu na consciência o que eu tinha feito e jurei nunca mais fazer. Bom, no outro ia lá estava eu fazendo de novo. Aquilo era muito bom, e se tornou um vício, eu acordava esperando o momento que eu estaria em casa sozinho para fazer aquilo. Fiquei fazendo isso por quase 1 ano. Até que meu padrasto me flagrou.

Eu passei a fazer aquilo, quase todos os dias e cada vez que eu fazia eh deseja ainda mais uma rola de verdade, eu queria mesmo era levar tapas na bunda, puxão de cabelo, ser xingada e uma boa gozada. Ficava vendo as putas na televisão terem tudo isso e ficava com inveja. Até que um dia meu padrasto chegou em casa mais cedo, e eu estava na sala de 4 no sofá com o dildo na minha bunda, eu já tinha escapado de situações parecidas mas sempre escutava o carro chegar, daquela vez eu só escutei a porta da sala se abrindo e eu no sofá nu com um pau de borracha no cu, enquanto assistia pornografia. Não sabia o que fazer, ele ficou parado me olhando por alguns segundos que pareciam horas, nisso passava toda minha vida na minha mente, e toda a repressão/zoação que eu iria sofrer, naquela hora eu desejei sumir. Ele então, saiu sem falar nada, e fechou a porta. Arrumei tudo, e minutos depois ele entrou e veio conversar comigo.

Ele foi tentar me acalmar, falando que não iria contar pra ninguem, ele se abriu bem comigo, falou de uns fetiches que ele tinha, de umas minas que ele já comeu e de uns gays que ele e os amigos dele comia quando era adolescentes. No meio de todo aquele pânico que passava na minha mente, ele conseguiu me tirar umas risadas com essas histórias bem pessoais dele.

Depois do ocorrido, eu jurei nunca mais fazer aquilo, e não fiz. Mas meu padrasto começou a me tratar de uma maneira diferente, ele batia e segurava minha bunda quando ninguém via, ficava bravo com ele, mas confesso que eu gostava daquilo, e ele sabia disso.

5 dias depois que ele me descobriu, eu estava com níveis de tesão acumulado fora do normal, precisava muito sentar numa rola. Estava convicto que iria voltar a sentar no brinquedo da mamãe, so que naquele dia foi em outro brinquedo. Eu queria muito que meu padrasto me comesse, quando sai do banheiro ele deu um tapa minha bunda pela toalha, e nossa achei que ele fosse me comer ali mesmo, percebia que ele também estava cheio de tesão, mas não conseguia falar "me come por favor!". Decidi ir até a sala e agachar embaixo da TV de toalha e fingir que tinha dado algum problema, tirei a toalha da minha bunda, e chamei ele. Quando ele chegou ele parou por algums segundos e falou:

- promete que não vai contar isso pra sua mãe?

- o que?

Então ele abaixou atras de mim e começou um beijo grego, e nossa naquele dia que eu percebi que a língua foi feita para beijar o a bunda, aquilo era mágico e extremamente gostoso, ele começou a enfiar dedos dentro de mim, e aquilo me deixava louco, então virei ele tirou os shorts e lá estava aquela maravilha de pau, comecei a mamar ele, e conseguia sentir o calor do corpo dele, chupar um pau era muito bom, estava concentrado em fazer aquilo bem. Deixei bem purificado, até que sle sentou no sofá e pediu pra eu ir, eu subi de frente nele, posição meio merda que eu fiz, deveria ter ido de costas. Mas fiquei com os braços em volta do pescoço dele enquanto o pau dele fazia a penetração em mim, e nossa aquilo era gostoso demais! A posição não estava tão boa, então ele agarrou minha bunda e pernas e levantou comigo, com o pau dele dentro de mim ainda, me colocou contra a parede, e começou a me foder mais fundo. Aquilo estava uma delicia, meu pau ficava raspando no abdomem dele e eu estava quase gozando, infelizmente não foi possivel ficar naquela posição muito tempo, ele cansou e me pos de 4 no sofá, a melhor parte do sexo iria começar ali, ele me penetrou de novo, mas agora enquanto ele me comia, ele me batia, e nossa aquilo era absurdamento gostoso, não aguentei e comecei a gozar no couro do sofá, então, comecei a sentir o pau dele dilantando dentro de mim, ele tirou e começo a sentir a porra quente dele caindo na minha bunda/costas. Aquilo foi muito bom pra a primeira vez, só queria que ele tivesse gozado dentro de mim. Ele foi pro quarto e deitou pelado na cama, comecei a limpar a sujeira e arruma a sala. Levei as roupas dele pro quarto e vi ele “desmaiado” com o pau mole de lado jogado na cama, a vontade que me deu foi ir ate lá e começar a chupar ele de novo, mas me segurei e confesso que estava meio cansado também.

No dia seguinte, eu queria fazer de novo, mas ele não, ele me fez implorar pelo pau dele, e eu ajolhei pra ter aquela rola de novo dentro de mim, e consegui, mais uma vez transamos e dessa vez ele gozou dentro de mim, aquilo era maravilhoso. Passamos semanas transando, e comecei a beber todo leite que saia daquele pau, acordava com água na boca e pedia pelo leite dele, eu via alguns videos porno e via como que as atrizes desperdiçavam aquele liquido tão gostoso e quentinho. Aquilo meio que se tornou rotina minha e dele, transavamos quase que todos os dias. Eu achava que se eu transasse com ele, uma hora eu iria querer parar, mas cada dia que passava eu ficava ainda mais viciado em fazer aquilo, começamos a fazer umas coisas absurdas, como transar no carro enquanto minha mãe ia no mercado, no banheiro. E nossa ele era cruel, violento e selvagem na hora do sexo, totalmente diferente fora da cama, na cama ele puxava meus cabelos, batia na minha cara e na bunda, acabava comigo, mas fora era totalmente gentil e amigavel, nunca iria imaginar que um cara como ele fosse daquele jeito.

Depois de alguns meses transando com ele, percebi que só o pau dele não me saciava mais, precisava de mais, queria sentar numa rola enquanto chupava outra e batia punheta pra outras 2, era meu sonho que as 5 rolas gozassem em mim. Então, uma vez eu falei com ele, se ele toparia fazer um sexo a 3, mas não sabia quem chamar, e ele ficava com medo dessa outra pessoa contar para alguém.

Então, num acampamento que minha familia organizou, eu transei com meu tio e meu padrasto. E sem duvidas esse foi uns dos piores sexos da minha vida, e vocês vão entender o porque. Ficamos 5 dias num “sitio” no meio do nada, com piscina, cachoreira, área de churrasco, área de jogos e uma área com alguns cháles, era bem bacana o lugar. No primeiro dia, meu padrasto me falou que meu tio toparia fazer uma foda comigo, achei aquilo muito estranho, fiquei imaginando como ele contou isso pra ele. Então, o comportamento do meu tio mudou muito comigo, ele começou a fazer igual meu padrasto a bater na minha bunda, parecia que estava amaciando a carne. Então de noite, no segundo dia, minha familia desceu pra ver a cachoeira e fiquei junto com os 2 na area de churrasco, os 2 estavam bem bêbados e fomos para o chalé, chegando lá eu fiquei um pouco timido com meu tio ali, mas estava com fogo na bunda, e queria muito transar. Comecei a chupar meu padrasto e meu tio quase que ao mesmo tempo, mas estava bem merda, eles não parava de rir e de dar tapas na minha cara, conseguia sentir o cheiro de alcool na boca deles, mesmo assim continuei, estava animado e ancioso por aquilo, era a realização de um sonho, ser preenchido por todos os buracos. Fiquei de 4 na cama, chupando o meu padrasto, enquanto meu tio ia atras de mim e comia. Meu padrasto não parava de dar uns tapinhas fortes na minha cara, pedindo pra eu fazer garganta profunda, ele bêbado era bem mais violento, mas confesso que gostava daquilo. Tinha um espelho no qual eu conseguia me ver sendo fodido pela frente e atras, aquilo estava bem gostoso até meu padrasto começar a me comer, ele ficou puto com meu tio que estava transando igual uma mulher, e foi mostrar como fazia. Os 2 trocaram de posição, e foi ai que eu virei um saco de pancadas, ele me fodia bem rapido, e dava cada tapa na minha bunda, que eu ia a loucura, era uns tapas tão fortes, que doía muito, olhei minha bunda no espelho e ela não estava nem mais vermelha estava roxa, quando comecei a bater uma punheta ali em baixo, meu padrasto viu e falou:

- Não ta curtindo meu pau aqui não?

Então ele pegou meus braços, prendendo atrás das minhas costas, eu fiquei a com cabeça no colchão e o rabo empinado, enquanto ele me comia ainda mais rapido, aquilo doía um pouco mas era muito booom, ele pelo menos parou de me bater, e eu comecei a gozar e não demorou muito pra ele encher meu cuzinho de porra, meu tio que até então tinha ficado só observando batendo uma, esperou ele terminar pra enfiar de novo, no meu cuzinho cheio de porra, o problema era que meu tio curtia uma parada menos selvagem, e me comia bem mais devagar que meu padrasto, e nossa depois dessa foda que ele me fez, eu queria algo rápido, então comecei a ajudar ele indo pra frente e pra trás, e não deu outra ele começou a gozar, eu sabia que ele só não me comia naquela velocidade porque ele iria gozar muito rapido, meu padrasto que era mestre no sexo selvagem, comia na velocidade 10x e demorava pra gozar. Mas confesso que aquilo, não foi tão bom quanto eu achava que iria ser, minha bunda inteira doía, era dificil pra andar. E eles ainda me deram mais preocupação quando eles “dormiram” depois de gozar, por estar bêbados, era dificil de acordar eles e pedir pra que eles se vestissem, e sair dalí, mas consegui e ninguem suspeitou de nada. Graças!

Prometi pra mim, que não iria mais fazer aquilo com os 2, e fiquei durante o terceiro dia todo sem falar com os 2, meu padrasto queria me comer, mas eu não iria dar. Só que no quarto dia, era impossivel segurar a vontade, estava quase tirando minha roupa na frente de todo mundo e enfiando um galho de arvore em mim. Vi que os 2 estavam na sauna e entrei, e pela primeira vez eu transei numa sauna, e nossa esse sexo foi perfeito, bebi o leite dos 2, e foi uma delicicia transar ali, o pau deles parecia escorregar pra dentro de mim. Infelizmente, essa foi a ultima vez que eu transei com meu tio, depois continuei fazendo alguns sexo com meu padrasto em casa, mas dei uma parada, porque eu, pela surpresa dos 2 comecei a namorar uma menina e a estudar pra uns vestibulares com 17 anos. Hoje com 21 anos, fazendo faculdade em São Paulo lembro dessas fantasias que eu tinha, e me enche de tesão quando vejo a Gabi engolindo minha porra, faz 4 anos que eu não bebo semem de alguém, confesso que as vezes fico com vontade, e já pensei diversas vezes em contratar 4 travestis para realizar minha fantasia de ter um pau na boca/bunda e nas duas mãos ao mesmo tempo, e depois receber o gozo de todos.

Se você gozou lendo isso, me envie a foto da sua porra, ou do seu pau avalio rolas de graça, quero ver o que eu perdi, e quem sabe se você for de São Paulo, a gente não marque alguma coisa. (Risos)


Este conto recebeu 6 estrelas.
Incentive ViciadoEmPorra a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
20/04/2020 13:13:25
Delícia de conto


contos eroticos casada se exibindo pro montador de moveismule tarada nuonibovideos de sexo filhas gemiase paidotado enfia baita pirocona inteirinha dentro, magrinha gemendo sem parar com o pauzão lhe rasgando todaeu quero um vídeo acaba transando com a mulher postergando ela na cama dormindo a força e ela gritando ele comendo elacontos meu genro adora cubunda sendo invadida pela primeira vez gayeu quero uma mulher metendo com dedo e g****** jogado para fora piscando o c*Conto gay novinho crenteporno contos menininhas da crechecontos eróticos rabudasuruba em familia so sexomulhe deziti da cuporno conto erotico irmao eguaporno amador mulheres lanbendo o pao do homem devagarinho até gozarConto erotico tia dano cuzinho pro sobrinho titanegão machucando o c****** da japa pornô XVídeos tadinhacontoseroticosfxnxx disgracada gozandoporno metendo de levinho atrasgts agaxada mostrando o bucetao50 tons de gizcinquentona fininhameu marido quer ser castrado contos erticosvídeo pornô de padrasto safado que transa com suas enteadas nem peitinho de cabelo com Regina nasceucdzinha submissaNa china rapta crinhaça para foder com elas pornporno.incesto.filha se asusta.com o.tamanha do pau do.negraodei minha esposa santinha a um comedorestupro esposa contos eroticosqero v mule xupano apica grade e grossa dura cabesa grade picaobucetao contosas novinhas do Alto do Mateus quebrando o c***** dando o c*****Contos eroticos elacareca peladacorno sendo enrrabado contos/phim-sex/texto/200911974casada gravida linda e sencual usa calcinha asa deltra contos eroticoscontos eróticos eu e minha namorada e meus amigos olhando filme de sexoesquece o Paysandu virgindade da filha bem novinhaconto anal orfanatolevei minha esposa num glory hole conto realwww.loirinhas e negao sadico de pau grande contoscontos eroticos nao aguentei e transei com a minha cadelacontos eróticos de incesto sempre fui responsável e pauzudo mas fodi a minha filhota no matoContos eróticosFui para praia Minha prima não tirava o olho da minha rôlavideo leabicas uma chupandi a outra de baixo da meaaacontos eiroticos leilapornXvidio enfindo.o peirmã gêmeas da o priquitinho para o padrasto na piscinafiltrados xvideos cao fode minha irma a forcameu primeiro boquetedoidinha pra meter com velhocontos eiroticos leilapornpara dw brincar e come esse cu contosfoto de menina branquinha tirando a causina e mostrado bucetaContos eroticos gays dilaurentis casa dos contoscontos eroticos encoxando a rabuda de leggin contos eroticos na piscinaconto de estrupo bem excitante entre novinho da família chorando com a pica no ci apertadotextos. contos menunas estrupadas dulpa penetracao gozadas boquinhaadoro ver minha esposa transando com meu filhoVer contos de ciume do diario de um guei (sobre alam e biel).mtk contos eroticos coisas do destino capitulo 1vaivai.soca.tudo.pornodoidoporno loira olhos azuis coxa grossa rabo grande peituda cabelos longos metendo como uma cadela no ciominha namorada trepando com pastor alemaoirmao.ingravidando.irma.metendi.na.buseta.sem.camlsinharelatos de traveco que colocou silicone enorme no peito e deu pro roludo mamarcontos eroticos aluguelnovinha de biquine cavadissimoginecologista dilatando o cuzinho dá mulher pra gozar dentro