A Freira e o Soldado Doentinho (Conto Eclesiástico com Vídeo)

Um conto erótico de Carla Zéfira (Secret Island)
Categoria: Heterossexual
Data: 15/06/2016 00:41:28
Nota 9.67

Era o ano de 1944, e o nosso país estava em guerra. Na época eu era freira em um convento próximo a uma cidadezinha no interior da Itália. Só tínhamos contato com outras pessoas quando algumas de nós íamos ao mercado da cidade para as compras do mês, mas mesmo assim evitávamos o contato físico ou mesmo verbal com os habitantes do lugar.

.

Numa gelada tarde de inverno, voltávamos da cidade, quando nossa carroça esbarrou num monte de neve no meio da estrada. Vimos com tristeza que eram os corpos de vários soldados aliados que haviam sido emboscados e tinham sido mortos a tiros. A cena era dantesca. Subitamente ouvimos um gemido e depois alguém tossir. O barulho vinha de uma vala próxima.

.

Nos aproximamos e vimos um soldado bem novo em estado lastimável. Não tinha ferimentos visíveis mas estava transtornado possivelmente pela explosão de alguma granada durante a luta. Apesar das regras rígidas da nossa ordem que não permitia contato com homens, seja por que motivo fosse, minhas colegas e eu nos apiedamos do rapaz e o transportamos para a nossa carroça, levando-o em segredo para o convento, onde conseguimos escondê-lo em uma ala pouco habitada do prédio. Nos revezávamos levando comida e água, e eu fiquei designada em visitá-lo diariamente nos finais de tarde para verificar se estava com febre e monitorar seu estado geral.

.

As semanas passavam e o rapaz foi melhorando lentamente, mas a febre as vezes o acometia de novo e eu gentilmente passava um lenço molhado em sua testa. Foi numa dessas vezes que no seu coma o soldado afastou as cobertas e desnudou seu ventre e seu pênis. Me escandalizei com a visão e já ia sair correndo quando vi uma luz e ouvi uma voz dizendo-me que eu deveria cuidar do rapaz e se necessário fosse, confortá-lo até mesmo com meu corpo, caso contrário ele morreria...

.

A responsabilidade que me foi jogada sobre os ombros foi enorme, mas se esta era minha sina, então eu deveria cumpri-la sem questionar, e assim o fiz. Afastei novamente o lençol e vi seu falo agora rijo e crescido. Toquei-o e senti seu calor. Minha racha umedeceu-se de imediato... Logo ela que há anos vivia seca como uma árvore sem folhas no inverno. Era o renascer de uma vida dentro de mim. A cabeça do membro do rapaz parecia chamar minha boca, e eu fui me aproximando, primeiro com receio e depois cheia de vontade. Acabei por abocanhar de mansinho aquele instrumento lindo e passei a saboreá-lo, acabando por engolir metade do seu comprimento e a lambê-lo com gosto. O rapaz meio que acordou e me viu sugando seu membro. Gemeu algumas palavras e desmaiou novamente.

.

Minha xoxota agora coçava intermitentemente, clamando por ser perfurada por aquele pedaço de carne em brasa. Levantei minhas vestes e de repente senti as mãos do soldado me puxando para cima de sua boca. O rapaz então

chupou-me as partes baixas, com uma doçura nunca antes experimentada por mim. Creio que gozei em sua boca enquanto o punhetava lentamente.

.

Ouvi seu murmúrio pedindo que o montasse. Sentei-me sobre ele com minha boceta e o cavalguei por um bom tempo, até que ele elevou meu corpo com seus braços fortes e me deixou aterrisar novamente sobre ele mas dessa vez com a cabeça do seu mastro penetrando-me analmente inaugurando-me na arte da sodomia eclesiástica. Doeu a princípio mas

logo meu furo traseiro se acostumou e comecei a cavalgar seu membro sentindo-o penetrar cada vez mais fundo no meu âmago.

.

A um dado momento o soldado se mostrou bem desperto e me ordenou que ficasse de quatro, pois me levaria ao sacrifício máximo com sua vara enterrada na posição de galo, de cima para baixo. Tremi como vara verde ante a visão de ser literalmente enrabada como uma cadela no cio, mas lembrei-me da voz e acedi ao seu desejo, humildemente me colocando de quatro e abaixando bem a cabeça para que minhas nádegas se elevassem para a estocada derradeira..

.

Senti a lança mergulhar firme no meu rabo. Eu estava sendo empalada como um frade por mouros na idade média, mas estranhamente, não estava sofrendo de dor, e sim somente da mais pura vergonha de estar sendo sodomizada e cometendo sacrilégio do mais alto grau. O soldado, agora completamente desperto, gania de prazer e dava para sentir nitidamente quando seu pau inflou e em pulsações rápidas, expulsou de seu saco escrotal a seiva da vida dentro das minhas carnes anais. Seu membro agora flácido abandonou minha caverna e o rapaz me fitou estarrecido com o que tinha cometido. Sugeri que mantivesse silencio sobre o acontecido e me despedi dele prometendo voltar no dia seguinte

para continuar cuidando dele.

.

Um beijo da outrora pura

Carla Zéfira (Secret Island)

E-mail:

.

PS: Quem quiser o video deste conto, deixe o email nos comentários aí abaixo, junto com a nota que deu, ou me envie um email pedindo este conto com o vídeo (mas não pode esquecer de mencionar o nome deste conto, pois temos váiros postados), para:

.

.


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive Secret Island a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
27/05/2020 13:43:08
Muito bom esse conto, mandem mais .
27/05/2020 13:42:29
Gostei demais , manda a continuação
07/05/2019 02:42:05
manda nude
16/09/2018 01:52:10
25/04/2017 02:15:22
Já mandei o vídeo deste conto para os dois aí abaixo.
23/04/2017 17:35:16
16/06/2016 17:24:19
Delícia de conto.Aguardo o vídeo em
16/06/2016 09:42:09
Olá Coroa chupador. Cheque seu email pra ver se já não chegou ontem este conto com video. Você está na nossa lista fixa.. Abraço do MOD
16/06/2016 08:17:01
Otimo conto. Comer uma bunda eclesiástica com certeza e uma delicia...
15/06/2016 18:45:59
Já mandei este video para os dois aí abaixo. Em especial para o gabriel floripa estamos utilizando o email que voce nos informou anteriormente (e do qual voce também nunca nos responde);
15/06/2016 08:06:21
muito bom, mas já dei meu e-mail e vcs nunca manda vídeo haha
15/06/2016 05:57:42
Muito bom nota 10.

Online porn video at mobile phone


contos eiroticos leilapornvideo porno amor virei corno que deliciafui abusado quando era adolecente, nao saou gay, mas me ecxito com porno gayContos eroticos irma crenti çafada de perna aberta provocando o irmaocomtos exitantescadê aquelas gostosas de fio dental roxinhoContos eroticos de sexo com genroContos pornos-fodi a mendigapadrasto ver a novinha nua e ficabatendo punhetaCasada enegao anal marra contominha bucetinha crente pequena foi arromvads a forcamundobicha policial me revistando na estradanossa gozei dentro to ferrado xvideosporno.doido zoofilia ate rasgar com cavalovanessa traindo com irmao do corno douglas spxvidio no binha petdeno ocabadocontos eroticos guriFoto de homem baxinho picudoporno duas amiga core do pau cabesudocontos eroticos com maconheirotia safada vai dormi ma o subrinho etransa deitadavideos porno caseiro a garotinha dormi e o padrasto gozou no seu cuzinho nxvideo pagegerente rabuda da pro ospidecomo meu tio roludo e comedor comeu minha esposa novinha 1 contosfaminta engole a piroca do padrastoesposa rabuda na dp com amigos contoscontos erotico,meu genro me enrrabou dormindonovinha chupa uma jeba por R$10,00mulher fudendo escanxada ensima da rola do maridocontos eroticos malv comendo as interesseiraņovinhas metendo com play boynao saio de casa e um plugno cuzinhocomi a puta do meu tio a forca contoquero ver metendo na mulher essas porcarias transandomulheres endoidando com a pica do pai e puxa pro sexoDominados pelo prazer: a família Ferreira Machadoxx drasio video .conxvideodo novınha fazendo sexo nos matocontos eiroticos leilapornbotou a calçinha de lado e mostrou abuçetaEu tava em casa com meu amigo no sofá ai minha esposa saiu do quarto peladinha ai ela deu a buceta a nois dois casa dos contospornodoido fazendo amo/com minha entiada rosangelaconto erotico gay meu dono dei meu cu de presente de aniversarioporno.com negao levanta a saia da gostosa casada enfia até o saco surpresa pra o corninhoMinha filhinha me mostrou a pepequinha virjem xvideo mulher punhetou assaltante de ruamulher levanta o vedtido e leva rola na bundaContos eróticos:noviça amamentandocontos heroticos com fugitivospornodoido olhando de binoculoseu com 28 anos de idade minha noiva linda e gostosa com 20 anos de idade ela casou comigo virgem da sua buceta e virgem do seu cu eu e ela na nossa noite de núpcias eu dei um abraço nela eu dei um beijo na boca dela eu tirei seu vestido de noiva ela deitou na cama eu comecei a chupar seu peito eu disse pra ela sua buceta virgem raspadinha e linda eu comecei a chupar sua buceta virgem ela gemia ela gozo eu disse pra ela chupar meu pau ela pegou no meu pau ela disse pra mim você tem um pauzao ela chupou meu pau ela disse pra mim pra eu mete meu pau bem devagar na sua buceta virgem eu disse pra ela eu vou tirar sua virgindade da sua buceta com carinho eu fui metendo meu pau na sua buceta virgem que sangro eu comecei a fuder sua buceta ela gozo ela disse pra mim eu quero dar meu cu virgem pra você conto eróticomarido segura as mao da esposa para o amante enfiar o braço na nuceta dela enquanto ela grita de dorPapai de pau duro roupão xvideosmulheres dos bicos dos seios bicudos tratantes pornôai ta doendo maninho.comConto gay - "fodido por um tritão"revista private relatoscontos eroticos safados de professoras madurascontos eróticos o velhote alargouquantos centímetros tem o penes do pro boteinoamulher dem que a bria perna.para dar abuseta para o omem cando faz.comamorsexofilha no banho conto eróticoconto erotico perdi aposta e tive que deixar meu ermao gozar dentro da minha buseMinha esposa quer um menino pra fudela casadoscontosbuceta gozano nepicagustavo de carinha de anjo trepanoConto gay estupro coletivocontos eroticos comedndo menino 13 aboseu tomei um pau gostosovidio minini dado u. cu pro otrocontos eiroticos leilapornconto erotico no prontosocorrocontos eroticos privateContos animados papai tio e padrinho me foderam muito quando novinhaconto erotico gay macho dominador gosta de maltratar viadoconto meu sobrinho pedrinho olha minha calcinhawww.xxvideo menina colegial mae calvolgandoMulhe cazada nau reziste tramza com u mecanicoaronbarao cu d vadiasexo anal hAaaaacontos eroticos chorando com o pau enterrado no cu e o macho arrancando bostaCerto ou errado?meu irmao amado contos gays cap.08Contos eroticos a bucetona da mamae e a rolona gigante do papai e as gemeas conto erotico gay com padrasto velho coroa grisalho.madames trepanfocarini gordinha coroa 41 anos dando a bucetabobeou entrou gosoudestraçada por dois paus pornodoidomulher casada d vicosa mg d calca apertada na buceta