Papai e titio não tiveram dó

Um conto erótico de putinhadetodos15
Categoria: Heterossexual
Data: 20/11/2018 19:21:12

Continuação do conto Papai também quis me fuder

O papai ficou viciado, durante as minhas férias, ele chegou a falsificar um atestado médico no serviço, só pra ficar em casa. Me enchia de calcinha nova e as vezes até fazia eu me fantasiar com coisas que ele trazia do sex shop. Eu levava rola na buceta o dia todo e depois que ele começou a me dar anticoncepcional, vivia gozando dentro da minha xaninha. Eu já tinha trepado em todas as posições mas até o momento ele tinha respeitado meu medo de dar o cuzinho. No dia do meu aniversário de 16 anos, fizeram uma festinha simples, apenas um churrasco em família e todos foram para minha casa. Meu tio Carlos também foi convidado, parecia outra pessoa na frente dos parentes e assim que chegou, me entregou um presente e durante o abraço comentou no meu ouvido: o titio tá com saudade de te fuder. O safado me apertou e deu licença para minha tia também me cumprimentar. Não vou negar que minha bucetinha piscou com ele tão perto. Meu primo Dênis também estava presente e ficou a festa toda atrás de mim, mas eu nem via mais graça nele. Estava viciada nos velhos, em rola grossa. Olhava para meu pai, que me secava a festa inteira e depois olhava para o meu tio que também babava em mim e ficava sentindo meu corpinho pegar fogo. A festa ficou animada, teve muitas bebidas e já estava tarde quando a maioria foi embora. Ficou apenas meu tio e sua esposa (ele se recusava a ir embora) e mais outro casal de parentes. A conversa estava agitada e não sei por qual motivo meu tio acabou discutindo com a minha tia. O clima ficou extremamente pesado e como ela chorava muito, minha mãe decidiu ajudar - Beto, vou levar a Molina em casa. Ela não quer ficar perto do seu irmão e ele está bêbado - Ela falou para o meu pai - Tudo bem, leva ela e eu vou colocar o Carlos pra dormir aqui. Ele já está muito bêbado mesmo - Meu pai respondeu prestativo - Eu vou ficar um pouco na casa dela. Até ela se acalmar - Minha mãe falou e concordamos. Depois que as duas se retiraram, todos foram embora, pois claramente o clima para festa havia acabado. Então ficou apenas meu pai, meu tio e eu em casa - Vai tomar banho Leila, vou colocar seu tio pra dormir no seu quarto e você dorme comigo e com a sua mãe - Falou autoritário - Tá bom, pai - Respondi boazinha - Não é pra vestir nada em baixo da camisola - Recomendou e como sou muito obediente, acatei a ordem. Quando sai do banho, tudo em casa já estava organizado e meu pai me esperava sentado na beira da cama dele, apenas de samba canção - Cadê o tio? - Perguntei - Aquele bêbado já está dormindo na sua cama. Vou te dar seu presente - Respondeu e pegou uma caixa - Eu achei que meu presente era a festa - Falei animada - Claro que não, filha. Você é tão boazinha pro papai. Merece mais - Falou safado e pulei de felicidade quando abri a caixinha e vi que era um iphone. Eu queria isso há tempos - Ai pai, foi o melhor presente. Obrigada - O abracei empolgada - Você merece, gostosinha do pai - Mordeu minha orelha - Se você continuar boazinha pro papai, vai ganhar o que quiser - A mão safada dele já apertava minha bundinha. Ele tirou o celular da minha mão e fiquei em pé entre suas pernas - Agora dá mama pro papai depois você mexe no celular - Puxou as alcinhas da minha camisolinha - Pai, o tio está aqui pertinho. E se ele ouvir? - Perguntei com medo de que meu tio descobrisse que também dou pro papai e vice versa - Ele já está dormindo, eu quero te fuder filhinha, mostra logo esses peitinhos - Puxou minha roupinha e logo a camisola caiu em meus pés e fiquei peladinha em sua frente - Que peitinhos lindos você tem, puxou a sua mãe - Apertou minhas tetinhas com força e passou a língua nelas. Ele mamava com tesão nos biquinhos rosadinhos. Sua pica grossa já tava estufada na cueca. Suas mãos deslizavam em minha bunda e depois nas minhas coxas. Minha xaninha piscava de tesão - Você é uma delícia filhinha - Ele falava igual um tarado depois lambia minha barriguinha e voltava a chupar minhas tetinhas - Abusando da própria filha, Beto? Isso dá cadeia sabia? - Meu pai soltou meus peitos ao ouvir a voz grossa do meu tio ecoar pelo quarto e eu arregalei os olhos, muito assustada de ser pega no flagra - Carlos, o que você tá fazendo aqui? - Meu pai perguntou furioso - Eu vim ver se estava tudo bem mas está tudo ótimo né? - Meu tio já foi entrando e fechando a porta - O que você tá fazendo? Sai daqui - Papai falou bravo - Tio, por favor, não fala nada - Pedi assustada - Tapando meus peitinhos - Ele não vai falar nada. Ele já vai embora - Meu pai falou e meu tio riu - Vamos entrar em um acordo, mano. Você deixa eu brincar também e eu não falo pra ninguém - Titio falou isso e já veio me abraçando por trás. Fiquei com medo, achando que papai iria levantar e dar uma surra nele, mas ele apenas deu um sorriso - O tio Carlos pode brincar com a gente, filha? - Meu pai levantou e me abraçou também. Minha bucetinha começou a pegar fogo. Eu estava no meio dos únicos machos que já tinham metido a rola em mim. Um se esfregava por trás e o outro pela frente, fazendo sanduíche no meu corpinho adolescente que sumia no meio deles. Papai não sabia que meu cabaço tinha estourado na rola do meu tio e deve ter estranhado quando respondi: - Pode, eu gosto da rola do tio Carlos - Falei safadinha - Minha sobrinha preferida - Meu tio falou orgulhoso e virou meu rosto para ele. Beijou minha boquinha e ficou chupando minha língua. Papai aproveitou e voltou a mamar nas minhas tetinhas. Eu nunca imaginei dois homens abusando de mim assim. Titio começou a brincar com os dedos no meu cuzinho, enquanto meu pai brincava na minha buceta - Ela tá molhadinha - Papai falou - Deixa eu ver - Titio mexeu na minha xana junto com ele e eu gemi gostoso sentindo os dedos deles brigando pra bolinar meu grelinho. Me jogaram deitada na cama e arreganharam minhas pernas. Meu tio era um abusado e já ajoelhou com a rola na minha cara - Chupa seu tio - Meu pai mandou e tio Carlos logo socou aquela cabeçona rosa e grande na minha garganta. Eu revirava os olhos de prazer, porque ao mesmo tempo que eu mamava no caralho do tio. Meu pai mamava meu grelinho. Os dois me dividiam cada um apertava um peito ao mesmo tempo - Olha Beto, sua filha engole tudo - Titio mostrou quando atolou a rola no fundo da minha boca - Chupa as bolas dele igual te ensinei, Leila - Papai mandou e mal sabia que eu era expert em lamber as bolas do titio. Meu corpinho tremia na mão dos meus machos e gozei quando meu pai socou os dedos com mais força na minha xana - A vagundinha já gozou? - Tio Carlos perguntou - Ela goza facinho, é uma piranha - Papai falou - Deixa eu lamber ela também - Eu estava molinha de tesão, os dois trocaram de posição e arreganharam muito minhas perninhas. Sentia duas línguas ao mesmo tempo. E depois uma delas descia pro meu cuzinho. Os dois safados cuspiam e davam tapas na minha xana como se eu fosse uma putinha, um abriu os lábios dela pra lamber bem meu grelo e o outro metia a lingua e o dedo no meu buraquinho. Depois papai foi com a rola na minha cara, me mandando mamar nele - Ahhh, minhas pernas tão tremendo muito papai. Ahhhh que coisa gostosa, não para de tremer, eu quero gritar tio - Eu choramingava chamando os dois, puxava os cabelos do meu tio e sugava a rola do meu pai - A putinha tá adorando, Beto - Fechei os olhos e gemi igual uma cadelinha no cio, gozando na língua do meu tio. Fiquei sem forças mas os putos estavam apenas começando. Me sentaram na cama e ficaram em pé na minha frente e eu tive que chupar os dois. Punhetava um e chupava o outro e ia revezando. As duas picas eram grandes e grossas, não dava pra escolher qual era a melhor. Eu amava chupar as duas e os tarados gemiam muito na minha boquinha. Tentavam enfiar as duas rolas ao mesmo tempo e eu dava risada. Apanhei na cara ouvindo eles falarem - Desde novinha eu sabia que ela ia ficar gostosa - Titio falou e o chupei mais forte - Ela sempre foi putinha eu sentava ela no meu colo pra ver desenho e essa cadelinha ficava molinha de tanto se esfregar - Meu pai puxou minha cabeça e fodeu minha boquinha enquanto contava tudo pro meu tio. Ele bateram a rola na minha cara varias vezes - Toma vagabunda do titio - Eu gemia sentindo - Agora toma a rola do papai - Levei uma surra de rola na cara que me deixou louca. Depois esfregaram a cabeça nos biquinhos dos meus peitinhos e eu gemia muito. Minha xaninha já escorria de desejo de levar rola e antes de gozar os dois me jogaram deitada - Deixa eu comer primeiro - Meu tio pediu e me puxou pelas coxas, abrindo minhas pernas - Não, a filha é minha - Papai tirou as maos dele e eu ficava louca com dois machos brigando pra me fuder - Cada um mete um pouquinho - Falei safada e mexi no meu grelhinho - Então ajuda o tio - Tio Carlos colocou a rola na minha mão e fiquei punhetando enquanto meu pai socou a piroca na minha xana - Ahhhhh pai - Gritei e ele começou a bombar na minha buceta pequenininha. Ele grudava em minhas ancas e socava com força como se eu fosse uma puta. Mesmo sendo novinha minha bucetinha engolia tudo. As bolas dele batiam nela e eu adorava dar assim. Revirava os olhinhos e ficava doida com aqueles machos me rodeando - Agora minha vez - Papai tirou a pica pingando de dentro de mim e deixou titio meter também. e eu masturbava o próximo da fila. Chegou uma hora que eu achei que iria morrer. Meu tio socou a piroca na minha garganta e ele estava tão desesperado por prazer, que apenas ficou metendo, me sufocando com aquela tora grossa. Babei até sentir escorrer no meu pescoço e engasguei com aquela carne quente enfiada na minha boquinha. Eu não sei como estava aguentando tanta putaria. Uma rola na xana e outra na garganta. Arranhei os lençóis e apertei o colchão, soltando gritos abafados. Depois que meu tio me largou, foi meu pai que veio me dar mama e a rola do tio Carlos estava tão babada que escorreu por minha xaninha. Ficou ainda mais fácil me fuder e ele deslizou aquele cacete até cansar. Os dois ainda revezavam meu buraquinho e eu já tinha perdido as contas que quantas vezes gozei na rola de cada um - Vira de quatro agora, Leila - Meu pai mandou e logo obedeci. Empinei a bunda e meu tio abriu ela com as mãos - Hummmm, esse cuzinho tá piscando - Meteu a língua nele enquanto papai mexia na minha xaninha - Ahhhh que gostoso - Gritei com a língua dele mexendo no meu anelzinho - O cuzinho ela ainda não me deu - Papai reclamou - Ela aguenta nós dois, vamo fuder ele também - Meu tio falou e travei o cuzinho com medo - Tá gostoso na buceta, mete mais na buceta - Tentei fugir - Calma, meu amor. A gente vai fuder os dois - Vem beto, me ajuda a lacear esse buraquinho - Papai prontamente ajudou. Os dois enchiam meu cu de cuspe. Enfiavam um dedo de cada vez e depois que meu pai pegou o lubrificante, ficou facinho preparar meu rabinho. Meu tio socou os dedos dele até me deixar molinha - Já tem quatro dedos no seu cu - Rebola pra entrar mais - Titio mandava e eu obedecia - Deixa o tio comer seu cuzinho, deixa bebê - Ele falava bem sacana e lambia minhas costas - No cu dói tio - Respondi com medo - Se doer o tio para. Você já tá aguentando... Você vai adorar, deixa - Falava safado e metia os dedos no fundo do meu cu. O pior é que o safado sabia brincar, porque eu ja socava o rabo na mão dele pra sentir ainda mais fundo - Se doer você para tio? - Pedi gemendo - Paro cadelinha - Mordeu minha bunda - E você papai? Se meu cuzinho arder você não vai mais meter né? - Falei inocente - Se doer o papai tira. Relaxa a bundinha, filha. Esse cuzinho tá piscando pra dar - Papai falava pra me convencer e fiquei molinha, eu recém fiz 16 aninhos, tinha que obedecer os mais velhos e acabei liberando o buraquinho virgem pra eles. - Distrai ela, Beto - Titio pediu e meu pai deitou por baixo de mim - Vem filhinha, põe a bucetinha aqui de novo - Papai segurou minha cinturinha e começou a me fuder bem devagar, bem gostosinho ao mesmo tempo que mamava meus peitinhos. Eu sentia uma pressão no meu cu mas ainda não doia, era gostoso aquela tora alargando meu anelzinho - Que grelinho gostoso, tá inchadinho - Meu tio mexia no meu grelo enquanto meu pai me comia. Tudo isso pra me distrair, minha xana escorria de tesão e quando viram que eu estava quase gozando, meu pai fez sinal e meu tio arrebentou as pregas do meu cu. Eu berrei de dor, mas meu tio não parou. Continuou socando aquela rola grossa até as bolas. Violando a virgindade no meu rabinho sem dó. Ardia muito e fiquei com as pregas arregaçadas bem no dia no meu aniversário. Papai me agarrou e me deixou firme pro meu tio completar o abuso. Eu gritava pedindo pra ele parar mas ele urrava de tesão no meu ouvido. Falava que meu buraco era uma delícia e batia na minha bunda, mandando eu calar a boca, que era disso que eu gostava, eu quase chorei de dor mas foram beijando minha boca, meu pescocinho, depois começaram a chupar meu corpinho, até me acalmarem na pica. O sacana adorou estuprar meu cuzinho e meu pai adorou ficar me segurando pra satisfazer o cachorro do seu irmão. Mas aos poucos comecei a adorar também. O que tava ardendo, passou a entrar mais macio e me cutucava lá no fundo, em um lugar que nunca pensei que alguém ia chegar. Caralho, é estranho ter duas coisas grossas socadas dentro de você ao mesmo tempo, mas quando senti as picas se mexendo juntas, delirei, sabia que a putaria tava feita. Eles eram tão depravados que riam quando as bolas deles se roçavam por estarem metendo nos buraquinhos tão perto um do outro. Começaram a combinar os movimentos e meu corpinho era só um brinquedos na mão deles. Os dois me cutucavam lá dentro. Meu pai mamava meus peitinhos. Meu tio esfregava meu grelinho e beijava minha boca. Quando viram que eu comecei a me mexer junto. Perceberam que eu aguentava mais e treparam em mim com mais força, quando me dei conta, estava sendo partida ao meio. Eles pareciam dois cavalos. Urravam, me batiam e puxavam meus cabelos. Sem delicadeza nenhuma, arrombavam meus buraquinhos. Depois trocaram de posição e meu pai enlouqueceu comendo meu cu pela primeira vez. Ele metia forte pra me ouvir gritar. Falava que eu dava mais gostoso que minha mãe e meu tio não parava de mandar rola pra dentro de mim. Meu útero levou muita cabeçada da pica dele. Depois eu sentei de costas pro meu tio e a rola entrou todinha no meu cu, cheguei a ver estrelas. Ele segurou minhas pernas abertas e meu pai ajoelhou na cama. Socou na minha buceta de novo enquanto mamava meus peitinhos molhados da baba do meu tio. Me foderam em toda posição que conseguiram. Eu já nem tinha mais força, só abria as pernas e deixava eles estourar meu corpinho na dp - A Molina fode assim? - Meu pai perguntou pro meu tio - Não e a Ana? - Titio que perguntou dessa vez - Não! Essa putinha aguenta demais - Os safados riram - A gente educou nossa menininha direitinho - Titio falou e me bateu - Eu amo a rola de vocês - Falei safadinha e eles revezavam pra beijar minha boquinha. Papai deixou o titio me fuder sozinho um pouquinho e ficou assistindo depois meu tio deixou meu pai me comer de ladinho e também só olhou. Minha xaninha já tava toda esfolada, o caralho deles nunca abaixava mas quando voltaram a fazer a dp, os dois conseguiram meter só mais três vezes e gozaram juntos. Nossa que sensação deliciosa uma chuva de porra dentro de mim. Os dois caíram exaustos e eu fiquei largada na cama com gala escorrendo na frente e atrás, eu tava suadinha, com o corpinho doendo de servir dois cavalos. Tava cheia de marca de mordida e de apertão mas fiquei muito satisfeita. Meu presente de dezesseis aninhos foi ser arrombada em uma dp pelos machos da minha família. Papai pegou meu iphone e ficou tirando foto dos meus buraquinhos que tavam melados de porra. Os dois olhavam as fotos e se gabavam do tanto que me arrombaram. Eu estava tão mole que nem consegui impedir, só tapei meu rosto e nem vi quantas fotos tiraram. Antes da minha mãe chegar os dois me deram banho e me jogaram no meu quarto. Meu tio dormiu no quarto de hóspedes mas antes de ir embora eu sei que ele mexeu no meu corpinho enquanto eu dormia, porque acordei sem calcinha e com as tetinhas de fora, igual sempre acontecia quando ele estava por perto. Fiquei uma semana com o cuzinho inchado e todo dolorido. Mas valeu a pena.


Este conto recebeu 21 estrelas.
Incentive putinhadetodos15 a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
14/05/2020 18:27:37
Nossa que delícia de ninfetinha. Cadelinha tarada!
10/04/2020 21:48:14
Conto maravilhoso, eu amei, nota 1000 gozei só de ler. Vamos trocar fotos e vídeos meu email:
18/02/2020 14:37:36
10
02/01/2020 18:20:14
Nossa.. um dos melhores contos que já li.
18/10/2019 09:04:54
Conto delicioso Vale nota 100
04/10/2019 18:10:26
Muito bom, conta mais, essas histórias dela são muito boas
18/06/2019 05:04:17
Demais demais demais!!!
23/03/2019 22:31:18
Bem contado !
06/01/2019 14:58:08
Muito louco! Me deu tesão.
08/12/2018 19:04:37
Verdadeiramente uma delícia, mais que tal os dois irmãos se descobrirem bi, e tolar no futuro uma orgias com os três e mais uns machos os deixando bem arrombados, seria ler essa história e imaginá.
26/11/2018 22:30:54
Maravilhoso, delicioso tudo de bom
22/11/2018 05:54:03
Que maravilha de conto, esta uma delicia, muito bem detalhado, adoro a maneira como vc escreve!!! nota 8
21/11/2018 13:05:19
Nossa q delicia
21/11/2018 11:33:52
Eita Que delícia de festa ,adoro
21/11/2018 08:41:51
//kupivbg.ru/hotpornpics/perfil/241999
21/11/2018 07:34:38
chama no whats....ONZE.NOVE, SEIS, NOVE, NOVE, SETE, TRÊS, SEIS, NOVE,NOVE MARCOS BJS NAS PEPECAS.....mulheres casadas, noivas, viuvas, solteiras, evangélicas pode chamar.....
20/11/2018 22:28:42
Sensacional!!!!!!!!!!!!

Listas em que este conto está presente



coroa pede paRa marido que quer rola de negao dotadoSodomizando mãe e filha contoshomem tirando a ropa da mulher i dando roletada i ele goza na bucetavelhos pintudos andando na praia nudistas videosconto erotico rasga minha buceta esfola meu cuzinhovideo de virgem se entregando pata o pauzudosexo quente incestomadrasta vendo futebol na tvContos de incesto dando banho na menina novinhaai ta machucando meu utero caralho vai devagatia libera soacabesinhasexo conhadas cozinha nua pau bizarro tesaorabuda na garupa da moto o vesdidinho sobi e mostra a caucinhahomem escroto excitado gozando gemendo no grelo pra caralhoWwwx vidios .con negao tirano cabasomae e filha tomando muita pica dura do cunhadoXVídeosgarota lindas de olhos verdesfrutaporno mulher de quatro com estocadas firme e fortenovinha setando na rrolacontos eroticos de depilacaoconto erotico meu mestre mijou em.mimporno inventei um assalto para o comer minha mulherCazal tranzando com travesti Vamp19-O Doce Das Suas Veias-24 . CASA DOS CONTOSporno menino eseminando a menina dormindoxvideosdificil pra vc lukaconto de menina que foi arronbada pelo o tio roludocontos de desmaiei na pica grande de meu irmão no meu cucontoeróticoguricontos de rasguei o cuzinho da minha avóPasando com a cobra na cona ZoopornPorno contos mamaes iniciam suas bonequinhas no incesto todos juntinhos com papais dando leitinhos na camaFudeno a buceta da filha no mato escodido pro pai pono caseiroconto meu senhorio pirocudoxxvideos cproas exibindo seu cu videosfilme de pornô mulher se masturbando e metendo a mão quero ver o filme agora filme quero ver agora filme de pornô metendo a mão aguardando né tá na mão transando ela se masturbandoinsesto istorias eroticas pai filas novinascontos eroticos chantagemxdvdeos de mulher fudeu com seu marido dormindo ela gosarConto erotico de evangelica casada com videoxvideos.com duas amiga comeca se acaricar depois as duas tao com tesao e cair nas xupadas gostosasconto erotico mulher drogadacunhadinha novinha pega cunhado pelado no quarto e fica louca querendo f****cazal devassoassistindo um filme no sofá chupando uma rola grossaconto eróticoDE CU LARGO NO CHORTINHOconto erotico com porteiro velho coroa grisalhocontos eiroticos leilapornvilma levando rola do barneifosaxvidiocontos minha esposa me falou amor eu quero o pauzao grossodo seu amigocontos erotico,meu genro me enrrabou dormindocontos eróticos fiz macumba pra comer a mulher do meu cunhadoxvidio pasto chupando abucwtaRogeriodepaudurocontos anal casal que gosta fazer anal cagandoconto erotico talitasobrinha contomulher da o cu na cozinha segurando na piaX vidios minha namorada me obrigou e limpar pau com merda do amantex vidios comedo a ludinha ate gozar na cara delavideo dondoca e maridi bisexualvovinha vidio pono dado cucontos eróticos gravidezCai debocanomeu buset setaocontos eroticos encoxadacontos adultos eroticos com gemeos e uma mulherContos eroticos dentistaContos erroticos pai brinca de casinha com filha e acaba fodedomenina du cuzao largo chama emcanador pauzudu pornoxnxx tabareunegão derola grande egrosa. metendo com. cachorra no viu ategosameu amigo comeu minha esposamirtes dando a buceta na igrejaConto eroticos inocencia tirado pelo padreeu quero ver o cara tirando pirou nas pernas da mulher com short bem curtinho aparecendo a bundaPorno veterinaria pega rapaz puetavolupinosa pornocasa dos contos eróticos sócioconto erotico comedor ousado faturou esposa fielconto de mulher casada batendo ciririca com pepinochupando rolaincertoMeu nome e quero ttansar com o Adilson meu padrastoxvidio disfarssando e mostrando a pererecacontos eroticos malv comendo as interesseiraeu, minha namorada, minha namorada e meu tiocomendi a byceta de labios grandes xvidiiscontos esposa humilha marido ao descobrir que e corno e ele fica excitadonovinhos com tensão na cabeça da pica e batem puetacontos eróticos bem depravado de bem picanteAonde tu não me debruço no tapete XVídeoscontos eroticos com alunasfrutaporno manorada e cunhada da o cu pro cunhadoconto erotico,podolatria no pet shop