NOVAS AVENTURAS SEXUAIS - 08

Um conto erótico de Escritos
Categoria: Heterossexual
Data: 17/08/2017 13:08:23

Capítulo 8

Alguns dias depois da morte do pai de Nate. Ele e sua madrasta, Diana, estavam sozinhos em casa.

- Sobre o que você quer falar comigo? - perguntou ela, entrando na sala e sentando de frente para ele.

- Eu quero que você saia dessa casa - avisou Nate. Finalmente ele conseguiria se livrar dela - Você vai receber tudo o que tem direito. Mas essa casa é minha.

Diana via o sorriso no rosto de Nate ao falar com ela. A frieza dele a espantava.

- Você é tão frio. Nós somos uma família.

- Uma família? Você tirou minha mãe da jogada e casou com ele. - ele riu debochado - o testamento dele declarou que eu vou herdar tudo. Acho que ele não tava muito feliz com você, ultimamente.

Diana, sentada de pernas cruzadas no sofá, o deixava falar.

- Estou feliz que eu nunca mais irei te ver.

- Entendo - ela disse - então você não quer dar mais nenhum dinheiro para a piranha que tirou sua mãe da jogada. Acha que se livrar de mim, será bom? - ela perguntou rindo.

- O que é engraçado?

- Ouça, você está herdando tudo do seu pai, inclusive todas as contas. Você não sabe nem por onde começar, vai falir em 2 meses.

-Esta dizendo isso porque você quer o meu dinheiro.

- Eu não me importo com sua herança, seu pai deixou uma poupança ótima pra mim e minha filha, e além disso eu tenho minha galeria. - Diana deu sua última cartada - De repente, se você me der todas as obras de artes, eu serei boazinha e ainda te ajudo a não falir.

- Dar as artes para você?

- Serão as taxas de transferência das artes que irão te falir. Se eu vender antes, depois de tirar minha parte, você ainda terá um bom lucro, e ainda possuirá sua herança.

- Podemos resolver isso com nossos advogados, mas isso não muda o fato de você sair daqui.

- e a Amanda? - perguntou Diana, se referindo à filha.

- o que tem ela?

- Eu vi o jeito que você olhou para no enterro – Diana descruzou as pernas - você deseja ela, não deseja?

- Você esta doida, apesar de te odiar, nós sempre nos tratamos como irmãos.

- Mas vocês não são, eu vejo o jeito que você olha para ela. Nos deixe ficar um pouco mais, resolvemos logo o assunto da arte e ela será sua.

- Amanda nunca iria aceitar isso...

- Deixe ela comigo.

De noite...

- É tão incomum, nós três sentarmos e jantarmos juntos, como uma família - Disse Amanda para sua mãe.

Os três estavam à mesa, Amanda de frente para sua mãe e do lado de Nate.

- Realmente

- Fico muito feliz por você esta aqui - Amanda fala para Nate e segura sua mão.

- Sério?

- sim, temos que fazer isso mais vezes.

- Amanda - Chama Diana - eu preciso falar com você mais tarde...

Depois do jantar, Nate foi dar uma volta pela cidade. Quando voltou, Amanda o espera no seu quarto.

- Nate, é verdade o que a mamãe disse? Está nos expulsando? - ela perguntou com tristeza - eu achei que finalmente conseguiria conviver com meu irmão postiço.

Amanda foi ate ele, e o abraçou.

- Não nos expulse, não nos abandone.

- Amanda...

Antes que ele pudesse falar, Amanda colou sua boca na dele. O beijo começou tímido e foi esquentando, Nate tomou a rédea da situação. Enquanto se beijavam, ele foi tirando a roupa de Amanda, lentamente, dando oportunidade dela se afastar, caso não quisesse. Como ela não se afastou, ele a deixou apenas de roupas intimas, fez Amanda deitar na cama, e se despiu, ficando de cueca.

Nate se aproximou, e passou a mão no peitinho dela, tirando o sutiã.

- você é linda, Amanda.

Ele apertou o biquinho do peito dela e depois colocou a boca, começou então a chupar e lamber ate ficar duro, ai fez a mesma coisa com o outro.

- Ahh, Nate - gemeu ela.

Nate desceu a mão ate a calcinha de Amanda e a tirou, depois, devagar, abriu as pernas dela e passou a mão na bucetinha.

- você esta molhada, Amanda.

Amanda colocou a mão em cima da buceta dela, tirando a mão dele.

- Irmão, por favor...

Nate tirou a mão dela, e puxou a buceta dela em direção a sua boca, lambendo.

- eu... Eu vou... Ficar maluca... Irmão.

Quando Nate escutou ela o chamando de irmão, enfiou a língua, chupando com mais vontade. Nate tirou sua cueca, e colocou sua ereção na entrada de Amanda.

- N... Não - disse Amanda, quando sentiu o pau dele. Ela o empurrou, e se afastou dele.

- O que foi? - ele perguntou assustado - Amanda, nós chegamos tão longe.

- Não, eu não posso - Amanda falou chorando - eu não quero transar com você desse jeito...

- Amanda...

- Não importa o que você diga. Eu não quero que minha primeira vez seja assim. - Ela olhou para ele - eu faço qualquer outra coisa.

- Qualquer coisa? Você tem certeza, Amanda?

No dia seguinte...

- Eu estou indo - Avisou Diana, para a filha - Tenho que resolver algumas coisas da galeria e falar com meu advogado.

- Sim, mãe - Amanda lavava a louça, quando sua mãe saiu.

Diana passou por Nate na portaria do prédio, pegou seu carro e foi embora.

- Nate - chamou Amanda, quando escutou a porta de abrindo - Me... Me desculpa por ontem.

Nate a deixou na cozinha e foi pra sala, ele tinha acordado cedo e ido ate seu advogado. Quando voltou trazia um catalogo com todas as artes que herdou do seu pai.

Nate olhava o catalogo, quando Amanda entrou.

- irmão... - chamou ela, colocando a mão no seu ombro - por favor, não nos expulse daqui, ou expulse somente a mim.

Amanda usava a camisola que usava para dormir. Nate, num movimento rápido, colocou a mão por baixo da roupa dela, chegando ate sua buceta.

- Você não esta usando a roupa de baixo?

Ele colocou os dedos na buceta molhada, depois tirou a mão e usando a umidade para passar a folha.

- Tire a roupa e fique de quatro na minha frente - pediu ele.

Amanda olhou para Nate, que continuava a olhar o catalogo. Ela resolveu fazer o que ele pediu, quando Nate viu a posição dela, ele fechou o catalogo e levantou.

- Comprei uns brinquedinhos para gente, já que não posso te penetrar. Vamos tentar esse daqui.

Nate mostrou para ela um pequeno consolo,

- Em que buraco você quer? - ele perguntou, e colocou o consolo na boca, deixando molhado, depois passando na buceta dela.

- Não, ai não.

- Certo... Então vamos fazer nesse aqui. - e colocou na entrada do cuzinho dela.

- Não, vai me romper.

- você aguenta.

- mas... Eu estou assustada, Nate.

- você disse que faria qualquer outra coisa - Ele se aproximou do ouvido dela - eu quero te ver gemendo de prazer.

- então coloca no meu cuzinho, mas seja bonzinho. - Com a autorização dela, Nate começou a enfiar devagar. - Você é tão mau, maninho.

Nate começou a movimentar, devagar, enfiando aos poucos o consolo dentro dela, ganhando espaço. O cuzinho virgem de Amanda relaxava para receber o brinquedo.

O tesão de Amanda era grande, seu cuzinho escorria, e Nate percebeu, aumentando o movimento.

- Sabe maninha, acho que você será uma ótima escravinha, e vou começar o seu treino.

Amanda gozou.

Mais tarde...

Diana estava na galeria, quando recebeu a visita de Nate.

- Essa é a primeira vez que vem aqui - Diz ela, se aproximando dele.

- Vejo que você já esta planejando algumas coisas com as obras de artes do meu pai.

- Tenho que me preparar pra quando você concordar com minha proposta.

- É sobre isso mesmo que eu vim conversar.


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive Escritos a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
MMS
10/12/2019 09:46:37
Submissão e uma coisa que faz aumentar o tesão neh!!!


novinha baiana macumbeiro dando só o cu filme pornôirmalouca pra perdero cabaco pro irmarsexo gostoso contospadrasto puxa cabelo forca chupr emgoli porra apanhandocontoos eroticos deincesto eu so tinha sete anos e minha pepeca ficou toda rasgada ele nao perdoouconto erotico comedor ousado faturou esposa fielhomens passando o dedo na buceta das mulheres e elas alteradasirman tomando baio e lavando opriquito e o irmao vendosexobrasileirocavalonegra levou uma estocata na buceta e quis correr e dotado segurou e meteu tudoguri ñ aguentou pau grande, contoscontos eroticos cona madura sofre com piça ggcontos novinho bundudo virou menina dos molequesirma durmindo e irmao enfia pinto na boca delavideos porno gratis das loiiraas novinhas taatuadasconto erotico huntergirls71travesti bem novinha comendo o cuzim virgem do novim xvideosgosto de dar o cuestupro esposa contos eroticosbucetad gtandes de velhsites porno contos eroticos de incesto mae ver o pau duro do filho fica com tesao com a buceta toda meladacontos eróticos de presídiosMulher.firgem.perdemdo.ocapasoContos eroticos elacareca peladaO Riquinho e o Favelado conto gaymeu filho e um broxa contos eroticosconto erotico lavando roupaver vídeo pornô de homem chupando a b***** da mulher enfiando o pinto do Kudurocontosonlinemulheres casadas fazendo sarrada dentro do ônibus estando acompanhada do maridocontos eróticos gays cracudoContos eroticos de mamae e filhas gulosas mamando nos pauzao grandao grossao dos cinco filhos numa suruba em casasadomasoquismo extremomulher tcheca dando a buceta pro enteado comerlouras peludas taradas fudedoras malucas chamando palavraofilezinha quatro fotos buceta babada tesao novinhacontos eiroticos leilaporncomi a irma da minha mulhervideos porno com nojo e volmito xvideos l.comcontos eiroticos leilapornmeu aluno cacetudo contosmeu padastro me comeuVotos -Casa dos Contos zdorovsreda.rua mao que balança a bengacontos erotico,meu genro me enrrabou dormindoCasa dos contos eroticos paguei pra deflorara filha do caseiro autor eduardoconto erotico no carroHESTORIAS DE VIDA DE TIAS QUE FODEM COM SEUS SUBRINHOcontos eiroticos leilaporneu e meu irmao fomos brincar de medico pornodoidocontos eroticos - an american taleporno secretaria aser estupprada no escritorio e gozada dentro da vagina sem ela quererxxvideo mae fazendo gimatica e filho comi elacontos de sexo depilada na praiaContoseroticoschoreicomi minha tiaentre uma foda e outra minha esposa beijando acariciando seu machoxvideo mae fica em taladaContoeroticonovinhosafadotendo prazer filhinha youngprimos se pegando e com mãoboba pornodoido.comconto gay me pegou pela cintura e colocou tudosubrinha da buceta em chada gozando no pau do tioconto erótico de travesti fazendo sexo com mulhersentados na sala mae entendu puxar a saia para mostrar buceta ao filho porn.comta gostando amor cornoperguntainiciar download de zoofiliacachorro pisudo fudendo mulher no matomulher Ñ aguenta o pau do gordo tarada e bem dotadoxnxx tabareuvidios de homes levam amigos para tranzarem com as esposascontos eroticos,ensinando a dirigir no colinhoprimos na punhetamundobicha ver dois garotos transando em galpao abandonadoistorias eroticas de insesto filias mas novinas y pai en la rosapornodoido cunhadacaiMeu cão ralf me comeu conto/favicon.icoxnxx porno gey contos eroticos novinho pegando priminho no riachomelhores meninas de porno prima com avô de 50 citimetrobuceta nua com pintei moicano