Amarrada e estuprada (o pior dia da minha vida)

Um conto erótico de Renata
Categoria: Sadomasoquismo
Data: 03/11/2015 10:48:29
Última revisão: 29/11/2016 22:00:21

Oi meu nome é Renata,

meu nome não é verdadeiro e nao vou dizer onde moro pq nao quero q ninguem conhecido saiba o q aconteceu comigo.

sou branca,tinha 20 anos quando isso aconteceu, hoje tenho 22anos, 1'70m 65kg, cabelos castanhos longos, meu corpo é muito bonito, pernas bem definidas, bumbum nem grande nem pequeno, bem do tipo mulher brasileira, cintura um pouco afinada e seios médios e bem duros.Bom, naquele dia eu e meu namorado estavamos fazendo uma caminhada por uma estrada asfaltada e pouco movimentada, era em torno de umas 10:00 da manha quando derepente surgiu de uma estradinha do meio de um matagal na beira da estrada um homem com capacete na cabeça e revolver na mao apontando p nós e chamou: vem vem vem... segurei na mao do meu namorado e meu corpo gelou enquanto automaticamente fui obedecendo ao comando do homem. ele foi entrando de costas na mata apontando a arma p nos enquanto nos obrigava a segui-lo, entramos uns 150 metros pique a dentro ate chegar onde estava a moto dele, ele jogou um par de algemas e mandou eu algemar meu namorado, tremendo de medo obedecemos e depois ele mandou nós deitatmos de bruços, entao ele amarrou minhas maos para traz e amarrou as maos algemadas do meu namorado com uma corda numa pequena arvore e amarrou tambem os seus pés e amordaçou ele c uma fita adesiva.

logo em seguida vendou os meus olhos e do meu namorado.

estava apavorada pensando no que ele queria e quando ele voltou e se ajoelhou por traz de mim sentando sobre minhas pernas e apalpou meu bumbum eu quase morri, me dei conta q estava deitada de bruços c as maos amarradas nas costas e prestes a ser violentada. tentei gritar mas ele deitou sobre mim puxando meus cabelos e tapando minha boca dizendo q quebraria minha cara toda se eu gritasse. meu namorado tambem levou bofetões e foi ameaçado para ficar quieto. ainda deitada o homem tirou minha calça suplex e pra me deixar cada vez mais apavorada começou a apalpar e beijar minhas pernas e coxas e foi subindo até chegar no meu bumbum, ele abriu minhas pernas e se deitou atraz de mim e começou a lamber meu anus e minha vagina por traz. senti a maior humilhaçao da minha vida c aquele desconhecido colocando a boca e lambendo as minhas partes mais íntimas.

minha vagina sempre foi bem cuidada por mim e ele enlouqueceu ao ver ela lisa, sem pelos e perfumada, ele enfiava a lingua na vagina e lambia meu anus sem parar, meu Deus, q terror!

depois disso ele me colocou de pé e com uma faca cortou minha blusa e meu sutiã, me deixando completamente nua. nessa hora ele apalpou meus seios e ficou louco ao perceber q eles eram bem firmes, entao começou a chupa-los sem parar, ele estava alucinado pois se viu ali com um corpo perfeito, todo nu, cheiroso e macio completamente a seu dispor. chupava meus seios e foi subindo p o pescoço e quis me beijar na boca, eu recuei mas ele pôs atras da minha cabeça e me beijou a força e ainda me ordenou q o beijasse tambem e ainda disse me beija com amor sua putinha me senti um lixo. cada nova coisa q ele fazia parecia pior q a anterior. entao me puxou pelos cabelos e forçou a ficar de joelhos, se passaram alguns segundos e o silêncio foi rompido pelo ruido de um ziper se abrindo bem na frente do meu rosto.MEU DEUS! Logo imaginei o q estava por vir e agora percebo q ele fazia tudo de forma calculada para causar em mim o maior pavor possivel. ouvi o berulho das calças dele baixando e antes q eu pudesse fazer qualquer coisa senti a mao dele pegar meus cabelos e senti aquele cheiro horrível de um penis q nao era lavado a dias, entao ele disse faz direitinho sua vadia e colocou o penis na minha boca, tentei recuar e fechar a boca, mas com um tapa na cara eu vi q nao havia como evitar, nunca tinha feito sexo oral em ninguem porque tinha nojo e fui obrigada a fazer logo naquele porco sujo, as maos amarradas p tras nao me davam possibilidade alguma de resistencia.

acho q ele ficou uns 15min fazendo de tudo c o penis na minha boca, sempre falando muitos palavrões e me desmoralisando, senti q cada pouco saia um pouco de liquido do penis, senti o maior nojo da minha vida. nunca havia feito e depois disso nunca vou conseguir fazer sexo oral em ninguem. bom, depois disso ele tirou toda a roupa dele e percebi q juntou com as minhas e estendeu no chao e mandou eu deitar de costas pro chao, eu nao consegui pq estava c as maos amarradas nas costas entao ele soltou e amarrou elas na frente, mas amarrou elas numa pequena arvore q estava logo atras da minha cabeça assim eu fiquei c os braços estendidos p cima da minha cabeça e deitada de costas no chão. entao ele abriu minhas pernas e dobrou meus joelhos me deixando na posiçao p transar, mas aí ele colocou a cabeça entre minhas coxas e começou a fazer sexo oral em mim novamente, parecia q ele nunca iria parar, demorou muito, ele enfiava os dedos na minha vagina e lambia e chupava ela, tudo ao mesmo tempo, era insaciável, eu estava c um nojo terrivel daquilo e ele começou a enfiar o dedo no meu anus e eu me debati e pedi q nao fizesse isso por favor, ele nao disse nada mas nao continuou. ai ele começou a subir beijando minha barriga, meus seios, chupando eles c muita força q causava dor, e encostou o penis na minha vagina para penetrar, entao c uma voz embargada pelo choro eu pedi -usa camisinha, por favor- e ele de uma forma sarcastica e cheio d maldade respondeu camisinha? naaao! eu quero é sentir essa tua bucetinha apertada tocando no meu pau, quero q o meu pau esfregue nessa tua buceta sua puta vadia e ja foi penetrando sem jeito nenhum, parecia q ele queria mesmo era q eu sentisse o maximo de dor e nojo. penetrou com muita força por um bom tempo enquanto me xingava de tudo q era nome e naquela posiçao eu sentia o penis dele bater no meu utero, eu so pedia p ele parar, mas ele nem dava importancia. de repente ele parou e pegou algo nauma mochila q estava na moto, bem do nosso lado e começou falar q iria colocar duas camisinhas e perguntou se eu queria seber pq, nao respondi nada e ele falou é pra nao suja meu pau nesse teu cuzinho, e sabe pq to colocando duas?... é pra nao estourar pq o teu cuzinho parece apertado e eu vou mete c toda minha força nessa hora meu corpo todo amoleceu, comecei a chorar e implorar p q nao fizesse isso comigo mas ele so dava risada e se divertia c o meu pavor. ele me mandou calar a boca, tirou da mochila alguma coisa e amordaçou minha boca, acho q era daquelas mordaça de sadomasoquismo q fica c uma bola na boca, enquanto colocava ele me apavorava dizendo q aquilo era preciso pq eu nao iria aguentar sem querer gritar MUITO ALTO. comecei a me debater e tentar me soltar prevendo o q viria mas só consegui foi levar dois tapas bem fortes na cara e um aviso p me comportar bem. depois disso ele passou as maos por baixo das minhas pernas e ergueu elas nos ombros dele, tirando meu bumbum do chao e colocando a mochila dele debaixo do meu bumbum pegando um pouco das costas deixando meu bumbum bem alto, entao ele lambeu minha vagina e meu anus deixando tudo muito babado e se debrucou sobre mim levando meus joelhos ao encontro dos meus seios, a cada segundo, a cada movimento dele eu me agoniava mais e mais. quando ele encostou o penis no meu anus e começou a forçar eu comecei a me debater desesperadamente e a gritar, mas eu estava amordaçada e meus gritos mal saiam e c as maos amarradas na arvore e com o peso do corpo dele sobre mim nao pude fazer nada. ele penetrou c tudo no meu anus me fazendo gritar como louca de tanta dor, mas ele so ria e dizia quer gritar? GRITA SUA VADIA! e quanto mais forte ele penetrava mais ele ria e zombava da minha dor dizendo: to ma no cu zi nho su a pu ta ele nao conseguia nem pronunciar as palavras de tao forte q batia no meu bumbum. queria ter desmaiado mas nao tive essa sorte, tive q suportar conciente toda aquela tortura q me era imposta durante mais de meia hora. antes de parar ele ainda começou a rebolar c o penis dentro de mim alargando ainda mais meu anus e causando mais dor. para causar mais sofrimento para mim ele ainda retirou da mochila q estava embaixo de mim um vibrador enorme, tirou o penis do meu anus e enfiou o vibrador na minha vagina, aquele vibrador tinha a grossura do mei braço e me deixou c a vagina estourando, entao comecei a chorar mais ainda e ele soltou uma gargalhada dizendo calma q ainda tem o meu pau pra mete nesse teu cuzinho. E ele forçou tanto o penis no meu anus p entrar q eu nao resisti e desmaiei, acordeo logo depois c ele fazendo um movimento de vai e vem no meu anus, batendo c toda a força o corpo dele contra o meu. entao, depois deficar uns quinze minutos querendo mais q nunca morrer ele parou, tirou as camisinhas, o vibrador, tirou a mochila de baixo de mim e liberou minhas pernas ficando sobre mim na posicao papai mamae e comecou a penetrar na minha vagina denovo dizendo q agora queria gozar dentro de mim pra eu ficar p sempre c o esperma dele dentro de mim. e se isso nao bastasse enquanto me penetrava ele exigiu q eu dissesse q o amava.fala EU TE AMO sua vagabunda! vai falando EU TE AMO MEU AMOR e só para quando eu mandar e fala com amor sua puta! e eu fiquei ali, com os olhos vendados, as maos amarradas, sendo estuprafa por um monstro e tendo q dizer (com muito carinho, como ele mandou) EU TE AMO MEU AMOR... EU TE AMO MEU AMOR... até q ele conseguiu o q queria, gozar dentro de mim. senti minha vagina cheia fe esperma e ele se debruçou sobre mim e ficou ali por alguns interminaveis minutos descansando enquanto beijava meus seios.depois ele tirou o penis da minha vagina e levou ate minha boca mandando eu mamar p limpar bem e engolir a porra depois com os dedos na minha vagina puxou um monte de esperma p fora e levou ate minha boca mandando eu engolir. obedeci p ele ir logo embora, mas antes de ir ele dissr q queria me deixar uma lembrancinha...

se vestiu e antes de ir me colocou de quatro, ainda c as maos amarradas na arvore, cuspiu no neu anus e com muita força empurrou todo aquele vibrador enorme, ligado dentro do meu anus, meus gritos abafados pela mordaça so fizeram ele rir mais ainda. ouvi ele indo embora enquanto eu chorava e me contorcia de dor.

fiquei mais de meia hora sofrendo c aquilo ate q meu namorado se soltou e me libertou tirando minha venda dos olhos, a mordaça, e soltando minhas maos para depois, com muita calma retirar o vibrador de dentro de mim.

nao fui à policia para nao ser mais humilhada, nem teria como reconhecer aquele monstro mesmo.

sei q jamais vou consrguir fazer amor c alguem e dizer aquilo q fui obrigada a falar enquanto era estuprada por aquele monstro. ele tirou tudo de mim, jamais vou conseguir dizer eu te amo quando estiver fazendo amor, ja tentei mas cai em prantos na mesma hora.

terminei c meu namorado pq nao tranzei mais c ele, e nao sei se vou consrguir namorar novamente. estou destruida e lembro todos os dias de cada segundo daquela tortura...

Me ajude com sua opinião.


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive RENAT312 a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
17/11/2016 15:41:04
E eu aqui, sonhando em ser estuprada!!! uuuuiiiiii
08/12/2015 21:02:45
Gostei
04/11/2015 08:13:20
Delicioso o conto, estou ainda me tremendo da gozada que dei lendo, achei sublime, depois foi que fui ver os comentários, tem gente que achou q isso era verdade, se fosse mesmo gente a pessoa tinha achado o cara com o código de barra do vibrador, que mostrava pra onde foi vendido e depois no registro caso ele tivesse comprado no cartão de credito, para quem foi, isso seria muito fácil não acham, o povo tem q deixar de ser influenciável, a Globo acabou com a capacidade de descordar e de criticar que vcs tinham, dez pro conto viu detalhação perfeita :*
04/11/2015 05:59:20
Quer conversar ?
03/11/2015 22:45:57
oi , me chamo camila . so irma do paulo . eu so psicologa . eu quero te ajudar , meu whats
03/11/2015 18:22:12
Estou sem palavras.... apavorada e mto difícil para quem passa por essas coisas, eu realmente não sei o qe dizer anjo... mais se quizer conversa ....
03/11/2015 13:37:29
Nenhuma mulher deve passar por isso que você passou, jamais!Caso precise conversar e de ajuda meu email
03/11/2015 11:52:53
Oi acabei d ler seu texto estou horrorizada com oq esse monstro fez com vc mulher nenhuma teve passa por isso Se quise conversa Esse é meu e-mail


negao pausudo enfoorca a novinha enquanto fode elaquero ver um vídeo da Cidade de Areia do interior boyzinha de látomou Viagra quase matou a mulher gosou muito no xvideo Mobileconto erotico pai abysa do fulhaoseminarista transa colega de quartotravesty linfa e gostosa pornoContos eroticos casada despedida solteiracontos eiroticos leilapornContos porno,gostosa transou muito com moto taxicontos eroticos de vadias loiras safadas tiveram o cuzao guloso dilacerado por duas picas grandescontos eiroticos leilapornera so a cabesinha mais ele empurrou a rola toda no meu cuputa segurando a pica do taxista cariocaconto erotico rasga minha buceta esfola meu cuzinhogta mulher anda pelada e fala voce enfia seu pinto na minha bucetaXVídeos mulheres de baby doll calcinha quando a pele já mostrando para os visitantesmenina escura greluda gozando enconto dava o cu xvideoxvidiosexopornoSou coroa casada os mulekes rasgaram minha calcinhaxxxvideo calsinha no regovideo porno elas adora fude beijado beijoss de ligua quim deliciabotando a garganta da gostosa pra estufarxvidio gainhaconto erotico brincando de pique escondexvidiomenina sentando em cima da pica mais grandi do mundoirma fasexi irmao pau gadecontos eroticos de enconxadas em coroas gostosas em local publicotezaozinhacontos bdsmcontos eroticos de encoxadacasa dos contos eroticos temas broderagemsexo com monstroscisto de padrasto comendo o cu da enteada só no cuverbater punhetas e esporrar mais que uma vez seguidasgostosa sendo encoxada' no metrôcontos eróticos Avenida da minha sogra meu sogro na minha casamulheres distraidas xvidiis.comcontos eiroticos leilaporncontos eiroticos leilapornVidio pornô de gay de pratao fazendo sexo com a impregnados até ele goz novinha moreninhafazendo sexo nachácara com tioBAIXA VIDEO PORNO APROFESSORA ELIZABETI DA ESCOLA NANDEJAcontos eiroticos leilaporncontos eróticos com cavaloeu e meu primo comemos a gostosa pornoConto erotico fazendeira gostosa da pro caseirocunhando cumeedo a esocontos eiroticos leilapornfinha cendo bulinada por pai enquanto dorme no sono profundo xtubgarotos novinho dançante carinhosa com um homemroladanucuAmizade Colorida desde a infância contos eróticosx videos brasil dois homensvai sogrinha gostoza filmevov chorando na pisa do negao pisudose eu marido descobre me mata contos eróticos gang bangcontos. safadinha egostozinha do papaimanda um vídeo de pornô aí eu não tô nem phone 5conto erotico escrava do negro sadocontos eroticos escravacoprofilia pornoxxvideos mulatas sugadora de espermaxvideo gay esperneandovarioscontoeroticocontos de machos dominando cornos submissosporno pago pra fazer faxina pagor tirar a blusa pagor pra tira a calsa pagor pra fazer boquete pago pra come a bucetaconto erotico soquei um pau de borracha na minha esposa sem ela perceberconhada batendo ponheta escodidafoi durmu na mesa cama da cunhadaContos eroticos fui fazer intercabio contoserot/mamae pegou eu e meu irmao brincando de medicocontos gay caminhoneirocontos eroticos dando seios pra mamarfui conheser minha sogra na hora do jantar e ela m passo a mao em baixo da mesa pornoaContos eroticos gay chule do meu cunhadoconto meu corno só arruma negros para me fodercontos bdsmcontos eróticos gravidezContos eróticos- bem novinha é desvirginada e grita de dormulher levanta o vedtido e leva rola na bundafilha assiste porno no quarto e mae e comida por outro e mae escuta barulho estranho e vai ver o que e e ve a filha se masturbandomeu sobrinho adora meu chule contos eroticocontos tatuape primeira bucetasubornei meu primo gay pra comer eleconto eroticosdei no primeiro encontrocontos sexlogXvideo difutibolcontos eiroticos leilapornminos putinhos e meninas putinhas x vidios pornohistórias reais de pedreiros que fuderan as mulheres do patrãonovinhas de chortinhos cortinhos provocando o irmaovidiopono mulher bica teFernanda,vasconcello,zap,xvideos