Mamãe e filhinha 1

Um conto erótico de AnoNimAto
Categoria: Homossexual
Data: 02/11/2012 13:07:41
Nota 10.00

Tenho 37 anos e sou divorciada a 2 anos. Eu casei grávida e tive apenas a minha filha deste casamento.

Depois do meu divórcio tive apenas um relacionamento com um homem maravilhoso mas que durou apenas 6 meses. Depois disso não tive mais namorados. Depois desse meu último relacionamento eu me satisfazia sozinha. Sempre me masturbei mas isso era raro. Depois desse último romance, porém isso ficou mais frequente. Passei a ler contos eróticos para me deliciar enquanto lia. Por curiosidade passei a ler relatos lésbicos e eles passaram a ser mais interessantes para mim. Nunca tive contato com uma mulher mas o sabor do novo e a forma dos relatos passaram a mexer mais com minha imaginação. Um dia passei os olhos em um relato de incesto entre pai e filha. Aquilo me chocou pois pensei na minha filha sofrendo esse abuso mas de uma forma surpreendente eu fui me excitando com o que eu estava lendo. A excitação foi subindo a ponto de eu não aguentar e começar a me acariciar…. Terminei com um sentimento estranho e com nojo de mim mesma por ter me excitado com isso. Mas esse conto não me saia da cabeça.

No dia seguinte acordei e fui preparar o nosso café da manhã e quando minha filha desceu a primeira coisa que me lembrei foi do conto da noite anterior e fiquei excitada na hora. Meus olhos correram para o corpo da minha filha ainda em formação. Os pequenos seios tão firmes que quase não se mexiam ao andar os quadris mais salientes a boca pequena mas carnuda vermelha e…. fiquei excitada! Ela me deu um beijo como todas as manhãs. Tomamos o café e ela foi para escola. Fiquei olhando ela ir embora com a calça deixando a bundinha durinha rebolando diante dos meus olhos. Fiquei horrorizada mas muito excitada.

Durante os dias seguintes lutei com isso na minha cabeça. Passava a olhar cada dia com mais desejo pela minha filha e às vezes que me subia a vontade de me satisfazer só conseguia imaginar coisas com ela. Passei a acompanhar se ela tinha algum momento de excitação e descobri que algumas vezes ela dormia com o travesseiro entre as pernas. Nada demais porém eu pude ver que ela fazia leves movimentos com a pélvis. Isso me deixou quase enlouquecida.

Fiquei obcecada e cega a ponto de tentar criar ocasiões de sedução! Ela dorme no máximo às 22:00 hs mas sempre pede para ficar um pouco mais vendo TV. Então passei a verificar na programação da TV a cabo aqueles programas sobre sexo que começam em alguns canais depois da meia-noite. Eu lia a sinopse escolhia os mais interessantes e dizia para ela podia ficar assistindo TV na sala comigo até dar sono. Nas primeiras vezes ela dormiu mas acho que lá pela terceira vez ela estava acordada quando a programação começou. Essa noite era um programa de reportagem em casas de swing e ela não tirava os olhos da tela. Suavemente eu coloquei o travesseiro entre minhas pernas mais ou menos na mesma posição que ela colocava como eu tinha visto e comecei a me mexer suavemente. Queria ver se ela percebia o que estava acontecendo. Como ela fazia praticamente a mesma coisa com o travesseiro acho que deve ter notado pois observei que os olhos dela antes vidrados na tela passaram a olhar pra mim e meus movimentos. Passei a me mexer mais me excitando muito e toda molhada de tesão. De repente ela perguntou: que cheiro é esse?(meu sexo). Tomei um susto mas respondi que não estava sentindo nada. Ela ficou calada. Eu decidi deixar ela sozinha para ver se ficava excitada com a cena dei um beijo e fui para o meu quarto tendo o cuidado de deixar minha porta aberta. Na cama fiquei na mesma posição que ela com o travesseiro para que ela me notasse quando subisse.

Na manhã seguinte ela desceu calada. Tomou café em silêncio me deu um beijo e foi embora. Fiquei preocupada se meu tiro tinha saído pela culatra.

À noite enquanto eu preparava o jantar ela me perguntou se poderia assistir TV até mais tarde novamente. Eu disse que não teria problema desde que eu ganhasse um abraço. Ela sorriu e me abraçou e senti aqueles peitinhos durinhos em meu corpo e o perfume de seus cabelos me deixando cheia de tesão. Mais tarde eu trouxe novamente o travesseiro coloquei no canal certo e esperei o show começar. Lá pelas 22:00 hs ela desceu e veio para o sofá. O programa começou e logo coloquei o travesseiro entre as pernas só que dessa vez eu coloquei minha mão por baixo do travesseiro para me tocar. Fiz de propósito para ela notar e deu certo. Essa noite ela ficou me olhando mais e notei que também se mexia mais no sofá. Ao terminar o programa chamei-a para dormir e subi abraçada com ela tendo o cuidado de passar as mãos perto do seu rosto para que ela sentisse outra vez o cheiro do meu sexo e associasse aquilo à minha excitação. Fomos cada uma para seu quarto e passei a noite me tocando quase sem dormir de tanto desejo.

No dia seguinte notei ela mais calada ainda. E foi assim quando voltou do colégio. No começo da noite convidei ela para tomar banho comigo e pela primeira vez ela recusou. Aí fiquei preocupada mas insisti: Vamos filha? qual o problema?. Deu certo. Ela veio (mas calada) e entramos no chuveiro mas ela parecia mais fechada. Comecei a passar a esponja em suas costas mas parei e disse que iria dar banho nela com uma esponja diferente. Enchi meu corpo de espuma abracei ela de costas e comecei a esfregar meu corpo nas costas dela subindo e descendo. Aquela fricção subindo e descendo me deixou doida. Começamos a rir e puxei ela mais para mim enquanto minhas mãos avançaram sobre os seios duros e deslizavam para baixo do corpo dela. Em minutos só havia o barulho da água e dos corpos de esfregando. Eu forçava cada vez mais minha boceta na bundinha dela esfregando gostoso e passava minhas mãos acariciando suas coxas alisando a xaninha e os seios…. ela fechou os olhos e ficamos assim uns 5 minutos sem parar subindo e descendo. Eu tinha certeza que ela estava excitada. Terminamos o banho sem uma palavra sequer. Perguntei a ela se queria ver TV até mais tarde e ela respondeu que sim. Adorei!

Descemos e novamente nem uma única palavra. Na minha cabeça eu precisava decidir se seguia ou não com aquela loucura. Eu poderia votar atrás mas a imagem da minha filha com os cabelos molhados me fez decidir em prosseguir.

Terminamos o jantar e eu subi para colocar uma camisola. Não usamos camisola fora do quarto mas fiz isso como mais uma provocação para ela. Quando eu desci ela me olhou e sem falar nada subiu. Fiquei sem entender nada. Olhei a TV já estava no canal certo. Uns 10 minutos depois ela desce também de camisola. Aquilo para mim foi um sinal verde para avançar forte. Antes do programa eu pedi a ela para sentar entre minhas pernas como eu fazia quando ela era menor. Novamente sem uma palavra ela veio. Eu fiquei sentada com as pernas abertas e ela sentou no meio delas deixando a bundinha em contato com a minha boceta e se encostou em mim. O cheiro dos seus cabelos úmidos me fez delirar e quando o programa começou eu abracei ela e comecei a dar cheirinhos nela e a dar soprinhos no pescoço. Ela começou a sentir cócegas e eu aproveitei para fazer mais cócegas com as mãos. O mexe mexe fez com que a bundinha ficasse roçando na minha boceta e delirei. Quanto mais cócegas eu fazia mais eu puxava ela para perto de mim esfregando minha xana quente de tesão naquela pele gostosa. Notei que cada vez que eu a puxava ela empurrava mais a bundinha para minha boceta aumentando a fricção deliciosa. Eu estava com um tesão enorme e parei com as cócegas trocando por beijos e lambidas em seu pescoço. Abracei ela forte enquanto minha língua avançava pelo seu pescoço. Ela se arrepiou e eu desci a mão para sua xaninha enquanto a outra avançou para os seios. Na tela um casal estava transando e os gemidos da mulher deixaram um clima louco desejo. Eu estava ensopada e com muito tesão e sabia que ela também estava. Entre lambidas perguntei baixinho rouca com a voz carregada de desejo : você está sentindo aquele cheiro? Ela respondeu de olhos fechados; estou….

Eu tive certeza que havia chegado o momento de viver a minha própria experiência de incesto lésbico da forma mais gostosa do mundo!

Avancei minha mão para dentro da calcinha dela e comecei a massagear a xaninha de pelinhos ralos. Estava encharcada e com a outra mão apertava e massageava aqueles peitinhos deliciosos. Ela começou a se contorcer e quanto mais eu puxava ela pra mim mais ela empinava a bundinha. Ela sabia que aquilo me excitava ainda mais e o mesmo movimento que eu fazia com a mão na xaninha dela ela repetia rebolando suave na minha buceta. Os gemidos da mulher na TV me deixaram cada vez mais louca e cega de tesão. Peguei uma das mãos dela e levei até a sua xaninha. Ela quis tirar mas eu segurei e comecei a masturbá-la com sua própria mão. Ela jogou a cabeça para trás e começou a rebolar mais forte na minha boceta enquanto eu chupava seu pescoço como uma vampira no cio. Estava sendo a transa mais gostosa da minha vida! Para aumentar ainda mais o tesão peguei sua mão e coloquei seus dedinhos na entrada da sua xaninha. Ela quis tirar mas segurei firme. Depois conduzi os dedos melados com seu mel para minha boca e chupei os dois dedinhos com muita vontade. Baixei a mão dela e repeti a ação e na terceira vez fiquei com a boca aberta e a língua de fora. Ela entendeu e colocou sozinha a mão na xaninha e trazia para que eu chupasse. Cada vez mais eu via que ela colocava mais fundo e vinha mais molhada e enquanto eu chupava ele me olhava zarolha, tonta de tesão. Baixei as duas mãos delas para a xaninha dela e forcei uma esfregação mais forte. Ela começou a pular de tesão. Soltei e ela começou a se masturbar forte enquanto eu chupava seu pescoço e apertava seus peitinhos duros de tesão. Começamos uma viajem alucinante minha filha se masturbando com as pernas abertas duas mãos na bocetinha virgem cavalgando de costas para mim e eu sentada me esfregando e sentindo bundinha quente na minha buceta em brasa. Eu avancei minha língua em sua orelha e ela virou o rosto para que eu cravasse minha língua doida em seu ouvido Mãe e filha se esfregando gostosas! Mas tudo isso sem uma palavra sequer só a respiração sufocante!!

De repente ela parou e se se esticou toda fechou as penas e começou a tremer! Ela estava gozando linda e deliciosa! Eu já sem me aguentar segurei-a forte e esfreguei minha boceta mais forte na sua bundinha dura e gozei como uma cadela no cio esfregando minha buceta e meus seios naquele corpo inocente e delicioso. Foi uma sensação maravilhosa mãe filha gozando juntas com muito tesão. Todos aqueles contos com mulheres e também de incesto vieram à minha mente e explodiram com meu gozo.

Terminamos abraçadas e completamente molhadas e sem forças.

Estranhamente não houve uma só troca de palavras. Ela se levantou sem falar nada e foi ao banheiro se lavar. Saiu e foi para o quarto sem dar nem boa noite. Eu me levantei e fiz o mesmo mas confesso que dormi muito preocupada. Na minha cabeça agora só passava os possíveis traumas que minha filha iria sofrer por minha causa.

Pela manhã como de costume tomamos café mas novamente nem uma única palavra. Eu me conformei com a ideia de que tinha sido a primeira e última vez que eu tinha feito amor com minha filha, mas o tempo mostrou que isso não era verdade pois essa foi a primeira mas não a última. Mas isso fica para um outro relato.


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive AnoNimAto a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
24/01/2020 09:29:52
Otomo conto de incestos lesbico-mae muito tarada. Se possivel fotos de mae e filha via Email peladas mostrando os peitinhos- a buceta e a bundinha. Continua com esse conto muito bom, pra ver se elas se chupam a buceta e o cuzinho. . C
04/08/2019 02:26:07
melhor siririca lendo esse conto
19/01/2017 22:35:51
me masturbo ate agora com a historia parabens
30/08/2016 18:32:20
Incestos é cm carimbo nm é presiso regar a arvore crece,e os frutos p/provar se espalham,em tda fml,!
08/10/2015 02:34:25
bom d++ otimo ok viva vc o msm mães ou filhas..?
02/10/2015 00:09:56
Vc seguiu seus desejos, oriente muito bem sua filha e dara tudo certo. Mas vc foi simplesmente sutil, a excitaçao foi a mil.
06/04/2015 10:31:16
MTO BOM P/ LER ,CURTIR D E CM...?
05/04/2015 16:58:20
Linda transa entre mãe e filha, fiquei excitado ao ler a sua aventura.
19/06/2014 03:20:19
o incesto smp foi p/mim mto exitante é na hora certa tdo é possivel..!
11/12/2013 18:12:20
:$
21/11/2013 21:18:57
Um dos melhores contos de incesto que ja lí, parabéns.
10/10/2013 13:28:36
Belo conto, bem exitante, gozei com uma siririca. Facebook. Queria eu ser uma filhota tbm.
20/01/2013 18:44:18
Delicioso relato, desejo que tenha mesmo ocorrido, lindas! Beijos!
27/11/2012 23:31:48
Excitante e envolvente. Nota dez.
23/11/2012 18:56:31
Sem palavras, 1000,
10/11/2012 10:07:10
Já li contos de incesto e para dizer a verdade sempre fui um pouco critica em relação a eles... se a temática não me seduz assim tanto porque razão os leio? Pois, é uma boa pergunta de facto. A verdade é que li e gostei... parece-me estranho mas é verdade e todos os contos estão bons e o mais importante, são muito excitantes. Beijinho.
05/11/2012 16:18:31
Amei!!! Sensual e muito descritivo.
04/11/2012 01:43:26
Eita!!! rs Eu achei que... sei lá... rolaria um preconceito em eu ler essa temática... mas... eita... não foi bem isso que eu senti, não! rs Gostei muito da descrição! rs bjoo
03/11/2012 15:35:21
Ainda não estou acreditando que li esse conto tão bom!! A história vivida por você se assemelha muito com a minha, sei muito bem como é estar sendo sugada pela erótica imagem de nossa própria filha e deixar ser levada quando não se tem mais forças para resistir. Passei por algo REAL muito semelhante e decidi, após um longo tempo, transforma-lo em relato para esse mesmo site, com o propósito de conseguir me abrir com pessoas que nunca saberão quem eu sou de verdade, e com a maior finalidade de encontrar pessoas REAIS que vivenciaram o incesto. Em seu próprio texto delirei ao relembrar de minha própria história e só não me toquei pq não estou sozinha em casa. (Quando estiver sozinha lerei os outros dois) Se seu relato for verdadeiro peço gentilmente que me mande um email:
Yan
03/11/2012 14:16:58
Escrever um conto sobre incesto com todo esse envolvimento e erotismo requer muito talento. Peço humildemente que continue a escrever esses fantásticos contos/relatos para alimentar nossas maldosas imaginações. Nota 10


conto erotico de carol cavalacontos eróticos menina de 25 anos transando com cachorro com calcinha preta com lacinho vermelhobranquinho super big dotado enfiando o seu pinto até o talões no cuzao da novinha arrombadacontos espiano o decote da minha maecontos sou professor de educação fisica e torei minha aluna de doze aninhosmarido sexo a força bebado contos/texto/2014011789contos eroticos menino esfolo minha esposaputa cornocomo saber se sogro quer me comer?Foto do cara cumendo a mae do melhor amigo na picina do motelfingi que era gay pra comer minha sobrinha contoscontos de sexo com minha tia vaiiii tiaaabucetudas banhano no sitiocontos eroticos de esconde escondegorda casada com3 na suruba meninos contoprocuro. velho sadio amigo pauzidos gostoso so meuXVídeos novinho Cabocla tocando p******** da mulher segurando ela gosta deConto erotico porteiro roludo bisexualxvideos novinha com carreirinha de pelos na barrigaconto sexo madruga com frorindadotado esculachou o cu da sogra velhinhamlher batendo poeta para mim èmulher gostosacontos eroticos traindo na enchentefoto de muie com bucetas largaseu quero ver o sexo entre lésbicas sadomasoquismo com lactofilia ela outras mulheres mamando nela e amamentando três mulheres chupando peitoseio exitadoxxxvido corno aguda oho nucuOvelho fazedosexox video dois homem botando suas pica na boxa da mulherassisti videoconto eroticos pornosobrinha ainda sem peitinho 13 contobelo sexo dormindo de conchinha com a titiabucettao inchadasporno de coroucom novinhascontos gay baby doll rosaPornos johnata caseiros 2017contos Julia gordagrisanho centa na rrola gayqueiro ver video de porno fodendo as intiadasmenino malhado lutador de kung fusexo com a ima e u comlhadovarias gosadas na buceta xpornodoidoconto erotico gay viado submisso vira femea do negaodogging paraisoContos eroticos casais e pintudos fantasiassequestradaxvideocontos eiroticos leilapornBuceta forcadou a mae fazedo sexeconto relatando como nao resisti ao pausud e fez sexoladrão comendo o delegado pornô se for do Adélia busca pornôsexo explicito sogro de olho nanora de fio dentalconto erotico chuva marromlésbicas vê amiga no banho e agarra ēła forçarolas grossaseduzi meu vizinho com meu seios sou novinhacarnegão é só de calcinha mostrando a b*****contos erotico,meu genro me enrrabou dormindomenina criano cabelo nabusetvervideo .e ncoxada.nuonibusAnnabelle o c****** aqui ó aqui não aqui ó p******* do c****** v************** seu viadoxvideos liberei a vagina para um eterocontos eróticos menina de 25 anos transando com cachorro com calcinha preta com lacinho vermelhocontos eróticos dermatologistas safadasfodendoirmazinha novinha gostozinha depois mãe saicontos picantes de amor gaysXvideos melequerafodida pelo o coelinho da pascoa na presença dos pais pornodoidosocando na enteada gravida de jundiaiXivideos africa meninoXvideo entiada traído a mãe com o amante e gozando muitoconto erogico cabaco perdido com profesor caralhudocontoerotico namorada e mae putas do tio jorgeNovos contos de incesto gang bang forcadomeu patrao me enraba todo dia contos