Perdendo a linha com papai - Parte 2

Um conto erótico de Kicca
Categoria: Heterossexual
Data: 19/07/2010 14:55:54
Última revisão: 19/07/2010 15:04:39

Esta é uma continuação. Caso queiram ler o anterior (o que seria aconselhável), acesse o link abaixo

//kupivbg.ru/hotpornpics/texto/No dia seguinte,Acordei bem cedo para tomar café da manhã, e para minha surpresa papai já havia saído para o escritório, coisa que normalmente não faria, pois sempre me esperava tomar café e me levava de carro para o colégio.

A mesa, mamãe perguntou sobre o que havíamos conversado a noite passada, pois papai parecia ter ficado muito preocupado de uma forma estranhamente desconcertante. Disse a ela que só tínhamos conversado coisas de pai e filha e que ela não precisava ficar preocupada.

Tomei meu café normalmente acompanhada pela mamãe que em dado momento percebeu que meu pai, devido a pressa que saíra havia esquecido alguns documentos sobre a mesa, mas que infelizmente devido a ter um dia cheio, não poderia leva-los a ele, me pedindo assim para fazer esse favor após sair do colégio.

No colégio mal pude me conter em contar o que acontecera a minhas amigas, pois saberia que as deixariam loucas. E não fiz diferente, no intervalo de lanche sentamos perto do jardim mais afastado do lado oeste do ginásio e ali contei tudo nos mínimos detalhes, sem tirar nem por. Percebia em seus olhos e no movimento frenético de suas coxas roçando umas nas outras que estavam inquietas de tanto tesão que sentiam. Diziam coisas do tipo: se fosse comigo abriria logo as pernas, enquanto a outra falava - Você deveria ter deixado ele sentir o gosto da tua boceta, isso sim. Ficamos ali meia hora rindo e fantasiando várias e várias coisas que poderia ter feito. Foi quando disse a elas que depois do colégio iria ao seu escritório para entregar-lhe alguns documentos que esquecera em casa, e aí é que a maldade surgiu.

É claro que queria ir mais fundo literalmente no que aconteceu na noite passada, e de acordo com a cabeça de minhas amigas, aquela seria a oportunidade ideal. Então tramamos um planinho, o que começou a me deixar muito excitada mesmo.

O horário de aula acabou e segui em direção ao escritório de papai, que ficava a três quadras de meu colégio.

Ao chegar no prédio de seu escritório, notei vários homens que estavam na portaria a espera do elevador me comendo com os olhos, também pudera, sei que chamo a atenção naturalmente e ainda mais quando estou vestida com o uniforme do colégio, pois uso uma curta saia plissada de cor azul escuro, uma camisa social branca de tecido muito fino, e como evito usar soutiem nem preciso falar que meus seios se destacam bastante, a meia quase na altura dos joelhos dão um toque bem menininha a meu visual e meus cabelos presos com um rabo de cavalo, instigam as mais eróticas fantasias que um homem possa ter. Mas o que eles não sabiam é que depois que saí do colégio, por estratégia de minhas amigas, também não estava usando calcinha, o que me fazia sentir quase que nua diante dos olhares que me alvejavam, pois parecia que eles sabiam, o que me deixou mais excitada ainda.

Chegando ao escritório de papai, toquei o interfone, e ao me identificar, papai imediatamente veio abrir a porta com um preocupante sorriso nos lábios, do tipo de quem quer dar uma desconcertante notícia.

Antes que ele tivesse a chance de falar algo, logo fui falando o motivo de minha visita e lhe entregando o envelope. Devido as circunstâncias não mais estava disposta a levar aquilo adiante, pois o clima estava meio esquisito, mas quando estava prestes a sair, papai segurou minha mão e me olhou bem nos olhos enquanto fechava a porta para evitar minha fuga. e disse:

- Filha, precisamos conversar.

Pela maneira séria que disse isso, um frio percorreu todo meu corpo e uma vontade súbita de chorar invadiu minha alma enchendo meus olhos de lágrimas.

Então papai me conduziu até sua mesa e me colocando sentada sobre a mesa, sentou-se em sua cadeira diante de mim. estava cabisbaixa e com os olhos inundados de lágrimas, enquanto papai segurava minhas mãos e dizia;

- Filha, não precisa ficar assim, vamos conversar.

Então com a voz trêmula e em meio a soluços contidos eu disse:

- Você deve estar me achando uma vagabunda né?

E com uma doce e confortante voz ele acariciou minha perna dizendo:

- Nada disso, eu é que tenho que te pedir desculpas por ter te abandonado num momento delicado como este.

- Você não gostou né? (perguntei olhando bem em seus olhos)

E ele respondeu:

- É claro que gostei, mas devo admitir que fui pego de surpresa e não sabia o que fazer, afinal você é minha filha, eu te vi nascer, e te amo muito, e nunca pensei que também te amaria como mulher.

Ao ouvir aquilo, parece que meu coração se encheu de esperanças e energia, pois sabia que estava sendo sincero.

Então sequei as lágrimas, olhei bem em seus olhos e disse:

- Porque estava com medo de fazer isso.

E segurando a ponta da saia com as duas mãos, a levantei lentamente diante de seu rosto, revelando o presente que havia reservado para ele.

Papai afastou-se um pouco enquanto ainda acariciava minhas pernas e com os olhos arregalados observava minha boceta diante de seus olhos a poucos centímetros de sua boca que tinha os lábios umidecidos por sua língua de forma instintiva.

Neste momento procurei não pensar e apenas agir. Então coloquei meus pés sobre o braço de sua cadeira enquanto ainda estava sentada sobre a mesa, reclinei um pouco meu corpo para trás e com uma das mãos comecei a acariciar minha bocetinha diante de seus olhos, fazendo com que meus dedos afastasse os lábios e volta e meia invadissem seu interior.

Papai parecia estar impinotizado observando aquela cena, e lentamente foi afastando ainda mais meus joelhos e aproximando sua boca de minha boceta.

Neste momento, comecei a ficar ofegante e várias coisas passavam pela minha mente, até que em apenas um toque de seus lábios em minha boceta, tudo parecia ter sumido, apenas a sensação tomava minha mente naquele momento.

Papai começou a me lamber como nunca havia sentido antes, sua língua percorria toda a extensão de minha vagina e sua boca me chupava como jamais imaginara sentir um dia. Suas mãos seguravam fortemente minhas coxas e escorregaram até minha bunda, onde apalpava-me e me forçava contra seu rosto. Eu segurava sua cabeça e acariciava seus cabelos enquanto gemia abafadamente para não ser ouvida fora do escritório.

Comecei então a desabotoar minha blusa, foi quando senti que papai conduzia-me a deitar sobre a mesa, e com suas mãos a retirar minha saia. Ele fez com que me virasse e estando de quatro sobre sua imponente mesa de madeira escura, papai começou a passar sua língua por toda minha bunda e a arreganha-la com suas grandes e fortes mãos. Sentia sua língua tocar meu cuzinho e invadir minha boceta, fazendo-me rebolar como uma cadela no cio e a gemer fervorozamente.

Ele então se levantou e fez com que virasse para ele, percebi o volume em suas calças e imediatamente tratei de tira-las, revelando seu pau por mim tanto desejado. Ignorei cerimonias e logo fui caindo de boca naquela pica maravilhosa.

Papai parecia a muito desejar o que fazia naquele momento, senti suas mãos percorrerem toda a extensão de minhas costas e apertarem minha bunda, enquanto eu me deliciava em engolir aquele monumental membro.

Do espelho próximo a porta, era possível para papai observar minha boceta arreganhada enquanto eu o chupava como uma puta que era.

Papai então me pegou pela mão e me conduziu até o sofá da sala de espera, onde sentou-se e logo me conduziu a sentar em seu colo. De frente para ele lentamente fui descendo, enquanto ele direcionava seu pau para a entrada de minha boceta. Ao sentir seu pau tocar minha bocetinha, uma sensação maravilhosa tomou meu corpo e minha mente. Eu o envolvia com meus braços em torno do pescoço enquanto sentia sua pica preencher todo meu interior. Confesso que senti estar sendo rasgada, mas o momento não deixava sentir dor e sim o entorpecer de prazer por estar realizando uma fantasia a muito desejada.

Aquele era meu momento, e sentia isso dentro de mim, a cada estocada que tomava e a cada beijo recebido em meus lábios. Ali não mais estavam pai e filha, e sim dois amantes luxuriosos aproveitando cada minuto como se fosse o último de nossas vidas.

Papai me abraçava e me beijava, e também dizia ao pé de meu ouvido coisas doces e amáveis. E durante quase meia hora, o mundo não mais existia além daquele escritório, e naquelas meia hora pude me sentir uma verdadeira mulher.

Mas nosso momento foi interrompido pelo som de seu celular, onde do outro lado da linha minha mãe dizia estar indo a seu escritório.

De forma lamentável tivemos que nos recompor para aguarda-la sem que fosse revelado nosso mais íntimo segredo. E não demorou muito para que isso acontecesse, pois alguns poucos minutos depois mamãe chega ao escritório de papai, lhe trazendo um lanche de sua lanchonete favorita, tanto para ele quanto para ela e para mim.

Comemos o lanche como se nada tivesse acontecido além de uma divertida conversa que forjamos ter tido.

Mamãe tinha que voltar ao trabalho e me ofereceu carona para casa, o que aceitei prontamente, mas antes de ir e enquanto mamãe estava a aguardar o elevador, voltei ao escritório para pegar minha mochila que esquecera. e antes que saisse novamente pela porta, senti papai me segurar pela cintura e trazer meu corpo ao encontro do seu, e disse:

- Ta louco papai, mamãe está aqui fora.

Foi quando senti sua mão por baixo de minha saia tocar minha bunda e procurar o buraquinho de meu cú, onde seu dedo o acariciou enquanto me olhou nos olhos e disse:

- Prepara ele, que hoje a noite quero te arrombar toda.

Aquilo quase me fez perder a razão novamente, mas voltei logo ao estado de sanidade quando ouvi a voz de minha mãe dizendo que o elevador havia chegado e que deveríamos ir logo pois seu horário de almoço estava acabando.

Quando cheguei em casa, fui logo para o banheiro tomar uma gostosa ducha quente e aliviar o tesão que ainda estava percorrendo meu corpo, para que a noite novamente pudesse sentir o pau de papai me rasgar de forma deliciosa.


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive Kicca a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
31/08/2011 02:01:46
adoro conto de incesto, manda o restante pra mim!!
WEY
24/09/2010 14:26:36
Continuaaaaa....
21/09/2010 12:37:59
Eu queria muito que vc postasse a continuação.. pliss..
03/09/2010 13:59:19
Ótimo! Excitante!
02/09/2010 13:10:35
to esperando o proximo...
12/08/2010 07:48:10
Pô, achei o máximo, escreve mais tá,
09/08/2010 15:43:16
Não tenho pai (nem conheci) mas se tivesse acho que ia gostar... de qualquer forma, o cara que titou o cabaço de meu cu tinha idade para ser meu pai... e foi muito bom. A bocetinha tinjha sido mal comida na primeira vez (muitos anos antes) porque foi um frangote que fez. Homens maduros sabem foder melhor.
06/08/2010 09:48:40
Realmente vc consegue me deixar exitada, nao entendo como apesar de nao concordar com essas coisas, fico extremamamente exitada..rs... nem da pra acreditar que vc exista mesmo ou se e homem se passando por mulher! Porque tenho uns amigos que fazem isso... mas como tem comentarios ai em cima, ja vi que tudo e possivel.. bjus na boca delicinha...
27/07/2010 04:41:35
continua....
24/07/2010 06:34:06
Adorei seu conto... Como pai, tambem fantasio isto, mas infelizmente não acontece com todos. adoraria adc vc. Se puder me adc:
24/07/2010 02:28:18
maravilha de conto é exatamente isso que quero da minha filha mas agora ela ja é casada mas ainda acho que dá pémas sinto que que preciso de opinião de quem já chegou lá se quiserem saber mais me mandem e-mails
22/07/2010 21:41:59
Hum... muito bom cadelinha tesuda, me add no msn
21/07/2010 23:50:10
Obrigada pelo cometario,bjs!
21/07/2010 21:22:43
KICCA GOSTEI DELICIA,BEIJOS NA XANINHA!!!!
21/07/2010 15:00:17
Que maravilha!!!
21/07/2010 13:40:23
super taadinha,mas vc so eerou em contar para suas amigas, não faça isso, mas ficou lgl
21/07/2010 01:11:59
Nossa Kicca!!! Que loucura...Que delicia!!! Obrigado por dividir conosco o seu maravilhoso conto. Voce nao pode imaginar o quanto eu vibrava 'a cada trecho de seu conto que eu lia. Sinceramente, um dos melhores contos nos ultimos meses. Parabens!!! Loucuras assim so mesmo na Patria Amada, e eu vivendo aqui no Canada sem ter essas doces loucuras me sinto torturado. Pls adicione me e mantenha-me informado Um abraco!!!
20/07/2010 00:08:35
Elogiei o primeiro e o segundo nem se fala, a sensação de esparar para o desfecho é hiper gostosa. E eu me ferrando todo com vontade de gozar, nota 10.
19/07/2010 19:18:52
Obrigada gente, fico feliz que tenham gostado. Procurarei contar todas asminhas aventuras sexuais. Beijos a todos e Obrigadinha!!! ;-)
19/07/2010 19:07:54
NOSSA MUTO BOM...ESCREVE MAIS...BJO


Meus amigos me foderam bebada contoscasa dos contos erótico com a boca cheia de porra do mecânicominha mae me iniciou na zoofiliamorena vai tocar campainha na casa do negao careca e fode com elePorno albatroz net.filho cumeno a mãexvideos pau untado no cuzinho apertado da novinhacontos eiroticos leilaporncontoseroticos/comadre rabudafoi durmu na mesa cama da cunhadagordinha pacotao pornodoido calça legexvídeos haveria sobrinho pega tia dormindo com o c* dela da salsichanovinhas arredamdo a calcinha e mostrando tudoo das panteras das morenas de cabelo enroladinho dando a b******** raspadinhacontos eiroticos leilapornporno irmãos quege são fragados pela mãecontoerotico eu namorada mae e tioirmanzinhas novinhas peladinhas no quarto d irmao1minuto xvideosperseguindo brasileiras casadas para lhe foder o cu eroticoChoupana dentro das Canas canavial pornô videostayna tei srteConto erotico velho taradoconto porno queimando a roscacontos eroticos banheiroPorno contos eróticos sexo entre irmaos romance final feliz o filho da minha madrastavídeo de pornô com cinquentona e cetonavídeo pornô com palavrão tipo comer sua b***** f****** o c****** todinho te quero sabe dançar para mimai como doi pucona pornodi vagar gero sinao doi meucu .xvideoContos eroticos elacareca peladavidio porno piqueno conhadaconto erótico abuso gangbang gayMeus amigos me foderam bebada contosnamorada foi desgraçada por outro xnxxmeu corno e muito otario vontos eroticoshomem tem namorada ela ta dormindo. e a cama da irma é do lado irmao ataca a irma porno evito. melhor saiteyoutube tarado comeusobrinhas sexaul tirado a roupa nuasxvideocasadas safadas andando de motocurrada pelos negões no carnavalpau perto na particinha xxvioContos eroticos no sitio fazenda chacaraxisvido pai aliza as pernas da filhaesposa trai o esposo com mulato de 1:90vídeo de menina perdendo a virgindade Nininha novinhaas coroas gemendo e gozando desvairadamente xvideopornodoido olhando de binoculosContos eroticos senti minha buceta rasgarFotos de surubas com comtosxxxxvidos filho com medor a mae e a filhameu genro deixa minhas calcinhas encharcadas de porrafiho nervozo desconta na mae putariabrasileiraVIDEOS EROTICOS GORDINHA NO ÔNIBUS ESCOLAR BUNDINHAxvideos comendo a irmã dormindo de fio dentalminúsculopesquisar, na ora do sexo porque tem qui assobra dentro ds bucetasobrinha abre a perna para o tiochuparContos eroticos .meu filho vive me encoxando sinto seu penisxxvide pono gratis gemo e gritanoConto provoquei meu pai dotado no nudismomulher trasando cem saber com oltroContos minha mulher me fez chupa o pau do amante delafudendo a filia gostozanovilhos e velho gay atrasando sobrinha me provocando só de pijaminha porno brasilConto erotico de sogra lesbica gravidacontos eroticos GAYS, tesão pelo afilhado surfistaporno pai e filhinha no maio saromae cpontos erotixosmeu genro deixa minhas calcinhas encharcadas de porraPornô doído melhor femendo ia falando o meu deus o meu deus em inglêsnovinha du grelao bitelocontos eroticos malv comendo as interesseiranegao faz sexo forcado com a magrinha que ficou toda assadaver videios de movonhas verzernovįnha do sexo anal tucontos eróticos milf