Iniciei no cu do meu primo e gozei pra caralho

Um conto erótico de Narrador
Categoria: Gay
Data: 30/07/2020 19:58:51
Nota 8.40
Assuntos: Anal, Gozada, Familia, Primo, Sexo, Gay

__________________________

Vejam meu vídeo fudendo o cuzinho do Paulo: />

__________________________

Sou branquinho, olhos e cabelos pretos, 176 de altura, um corpo atlético, com 74 kg. As namoradas dizem que tenho um corpo bonito. Eu acho normal.

Meu pau tem uns 16cm, e o acho muito bonito. Se eu fosse outro cara, com certeza me chupava todo risos…. Mas vamos ao conto….

Havia um ano que eu não via meu primo Paulo. Foi ele quem me apresentou o maravilhoso mundo da putaria entre homens. Ele passava as férias em minha casa e morava no interior. Fodemos muito por uns dois anos, depois ele entrou em uma faculdade de sua cidade e não mais voltou à minha casa desde então. Mas A minha tia convidou minha família para o aniversário do irmão mais novo dele, e todos nós fomos.

Eu não tinha tanta esperança de reviver aqueles tempos de putaria, pois haviam me dito que ele se tornara crente e dos fervorosos, estava namorando e sua mãe estava feliz. Puro preconceito, claro, ela sempre sacou que ele era Gay, então aquela reviravolta deve ter parecido um milagre pra ela.

Chegamos e nos instalamos na casa dela. Meus pais e eu ficamos no mesmo quarto. A festa seria no dia seguinte e pretendíamos passar duas semanas daquele mês de julho por lá.

Paulo não estava em casa. Fui para a calçada, sentei-me com outros primos e batemos um papo animado. Ele chegou uma hora depois. Ele me cumprimentou com certa seriedade e entrou. Continuei a bater papo com os outros primos.

Ele estava me evitando, claro. A Noite, sua namorada foi à sua casa e fomos apresentados. Conversamos um pouco e ela era super gente boa. Ele se soltou um pouco e todos batemos um bom papo enquanto comíamos uma pizza. Ele ficou mais a vontade comigo depois disso, acho que imaginando que eu não estava mais naquela de… vocês sabem… dar o cu, chupar pica, enrabar um cu peludo, bater com a pica na cara do safado, ahahahahah.

A hora de dormir chegou e ele me perguntou se eu queria dormir no quarto dele, na cama que sobrava. Aceitei e batemos um papo. Ele me contou como conheceu a sua namorada e como estava feliz, mas daí percebi que ele estava tentando não só me convencer de que estava feliz, mas também de que se arrependia da vida que levou comigo. Resumindo, o puto tava tentando me converter. Fui direto ao ponto, disse que ficava feliz por ele, mas que eu não me arrependia do que fiz e que se eu voltasse no tempo, faria tudo De novo. Ele ficou meio sem graça e perguntou se eu ainda fazia “aquilo”. Disse que não, que ele havia sido o primeiro e último até então. Podia perceber no escuro, em minha cama, o nervosismo de meu primo. Acho que ele ficou com vergonha da felicidade que sentiu ao ouvir aquilo. Terminamos a noite com ele afirmando que o que fizemos era errado aos olhos do senhor, blá, blá, blá. Concordei pra ele acabar logo com aquilo e eu poder dormir tranquilo, mas frustrado.

No dia seguinte os amigos dele marcaram um banho de rio e eu fui. Tudo tranquilo, aquela brincadeira boa com cerveja e algumas garotas e uma delas começou a jogar charme pra mim. Era bonita e logo estávamos nos agarrando dentro do rio. Eu alisava sua bunda por dentro do biquini e logo ela estava batendo uma pra mim. Tudo embaixo d’água.

Ela se ofereceu pra ir buscar mais cerveja. Fui até meu primo e sua namorada, que estavam sentados em um tronco, e quando me ergui para sentar com eles, meu pau ainda duro marcou completamente o short que eu usava. Percebi meu primo paralisar enquanto olhava pra minha pica. Sentei-me ao seu lado e logo minha companhia voltou e nós quatro ficamos a conversar. Bom, ainda tinha jogo.

A noite chegou e o aniversário de meu primo mais novo Tudo correu normalmente. Meu primo e sua namorada, Eu e a amiga deles. Num dado momento, vi meu primo dizer que ia ao banheiro. Depois de um tempo, pedi licença e fui até o banheiro, também. Quando cheguei lá, meu primo ainda esperava a vez dele. Perguntei a ele se não queria ir ao quintal. Fomos até lá, tiramos nossas picas pra fora e nos pusemos a mijar no muro, numa área escura onde não poderíamos nos ver da casa.

Quando acabei, perguntei se ele queria uma força pra balançar. Ele ficou puto e disse que não curtia aquilo. Eu ri um pouco e disse que era só brincadeira, mas que tinha visto o modo como ele olhou pra minha pica no rio naquela tarde.

Paulo não respondeu, fechou a cara e não falou mais comigo pelo resto da noite. Fomos dormir quase amanhecendo. Quando nos deitamos pedi desculpas. Disse que tinha saudades das nossas brincadeiras, mas ele tinha o direito de não querer mais. Ele me desculpou, mas eu perguntei se ele realmente não sentia mais vontade. Ele ficou calado, achei que não ia mais responder, mas disse que tentava não pensar nisso. Por isso não iria mais a minha casa passar as férias. Eu disse a ele que se precisasse aliviar era só me dizer. Ele não respondeu e dormimos.

No terceiro dia, tudo parecia ter voltado ao normal. Acordamos depois do meio dia e não havia ninguém na casa além da nossa família e da do meu primo.

Almoçamos e eu fui para a sala ver um pouco de TV. Estava quente e eu estava só de shorts, quando meu primo se sentou ao meu lado e ficamos vendo o que passava. Num dado momento botei a mão sobre meu pau e percebi que meu primo me observava. Quando tive a certeza de que ninguém nos veria, pus a mão dentro do short e ajeitei o pau, de forma que ele pudesse ver o que eu fazia. Ele não se mexia ao meu lado. Mas minha pica começou a endurecer e a modelar-se no short. Ajeitei novamente meu pau, mas tendo a certeza de que ele poderia vê-la. Qual não foi minha surpresa quando ele começou a acariciar meu pau por fora do short. Durou poucos segundos, mas meu tesão foi a mil.

Paulo então se levantou logo depois e percebi que ele foi tomar banho. Esperei um pouco e fui ao seu quarto antes dele sair do banho. Puxei uma revista e deitado fiquei a ler. Quando ele voltou de toalha, ficou sem graça ao me ver.

– Vou trocar de roupa! ele disse.

– Tudo bem, quer que eu saia? perguntei!

Ele ficou calado e disse que não. Sentou-se em sua cama e disse que estava afim, mas que não seria passivo. Sabe aquela vibe de achar que dar o cu é o cumulo de ser gay? por que todo enrustido é assim? Enfim, por já conhecer a fêmea que residia naquele corpo, aceitei. Fui até a porta e a tranquei. Voltei até ele e sem tirar a toalha, apenas procurei seu pau por baixo dela. Olhando em seus olhos comecei a bater uma pra ele. Já estava meia bomba, e ele fechou os olhos e eu finalmente puxei aquele pau rosado pra fora da toalha, inchado de tesão, melado de vontade.

Dei uma grande aspirada no aroma daquela rola e a saudade me fez arrepiar. Dei uma lambidinha de boas vindas na cabeça brilhosa e passei a lambê-la das bolas a cabeça até envolvê-la com minha boca. Meu primo arfava de prazer. O chupei com vontade por uns cinco minutos e o fiz deitar completamente em sua cama e passei a chupá-lo enquanto acariciava seu bumbum e tocava levemente seu cuzinho.

Não demorou muito e ele segurou as pernas pro alto, me dando liberdade pra brincar com seu bumbum. Continuei chupando sua rola enquanto um, dois e três dedos invadiam seu cu com muito carinho.

Tirei sua toalha, meu short e praticamente invadi sua boca com minha rola, enquanto ainda acariciava seu cuzinho.

meu primo me chupou com voracidade, como se fosse a última pica da vida dele. Não trocamos nenhuma palavra. Apenas segurei suas pernas e comecei a acariciar seu cuzinho com a cabeça da minha pica. É uma cena pra não esquecer, eu apertava a base da minha pica e a cabeça ficava grande e roxa, então eu passeava pelos arredores do seu cuzinho, que piscava como que a me chamar. Meu pau babava e lubrificava o cu dele até que o invadi carinhosa e lentamente, enquanto ele segurava as próprias pernas, mordia os lábios e segurava um gemido alto.

Fodemos por uns vinte minutos, na mesma posição, com certo cuidado pra não fazer barulho. Eu tirava meu pau inteiro e recolocava devagar até o fim, para aquele cuzinho lembrar de mim e novamente se afeiçoar ao meu tesão.

Paulo puxava suas pernas pra cima e se inclinava pra frente pra se ver enrabado. Meu tesão explodiu quando vi seu pau meia bomba começar a escorrer num gozo contido, sujando a sua barriga e a cama.

O safado estava gozando sem se tocar. Não demorou e eu também gozei, enchendo aquele cuzinho de uma porra sofrida de saudades.

Terminamos sem trocar qualquer palavra. Apenas saí de dentro dele, peguei a toalha e comecei a limpá-lo. Ele ainda arfava quando puxou o travesseiro e cobriu o rosto. Eu sabia que tinha de combater aquela sensação de arrependimento o mais rápido possível, então, depois de tê-lo limpado, comecei a punhetá-lo novamente, até cair de boca naquele pau recém gozado.

Mas este conto já está longo. No próximo conto os dias que passei na cidade de Paulo. Abraços a todos.

__________________________

Vejam meu vídeo fudendo o cuzinho do Paulo: />

__________________________


Este conto recebeu 7 estrelas.
Incentive LoirinhoSafadoxy a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
05/08/2020 18:18:53
Bom demais seu conto! Aguardo os próximos!
31/07/2020 11:22:53
Que aventura demais!!!
30/07/2020 21:06:11
UAUUUUUU. MUITO BOM MESMO O CONTO. MAS UMA PENA QUE ESSE PRIMO VIROU BABACA RELIGIOSO. TUDO É PROIBIDO E PECADO PARA A IGREJA. SAI FORA.
30/07/2020 20:29:00
Não achei longo não . Tava ótimo !!!


contos eroticos estupreigays transando e g****** no c* do homemminha mqe me pediu a toalha e fudemosbatendo punheta no fundo de caucinhacontos eroticos dona maria e sua buceta fode com os mulequescontos de mulheres cagando e peidando em seus parceiroscontos eroticos embreaguei minha mulher e comi outravideos de sexo omém desmaia mulheconto tudo começou quando minha sobrinha de dez anos sentou no meu colocasa dos contos eroticos com sobrinhos chupador de bucetaxanas na moitaforcada a foder com roluda pelo marido contover fitis de mulheres dando a buceta encostadas na mesa. de vestido curtocontos eroticos gay entre jogadoresrelato eróticos trote calouroscontos de esposa piranha corno manso esculachaDoXvideo ninazinhanovinha deixando esperma escorer da boceta debrucomulher de biquíni dançando para homem dança sexual esfregando a x***** nelepornô doido gostosa jovial transando gostoso com amiga e o molequexnnx pai fudendo a intrigada.no sonoContos.encesto.mae.silmentaporno zoo mulher presa no canino fodida toda noite xvideosver lésbicas lésbicas se esfregando até gozar em perigosos de músicascontos pornô, o velho tarado da ruadoce nanda parte IV contos eroticosnòvinhá brasileira da bucetinha carnuda ê peitão na siriricá porno.xxnovinhasmenina pequena provocado pai com chote cuto enfiado na bunda xnxxconto erotico guto e elaineconto erotico gay negao dominador gosta de viado obedienteContos erticos mulher caipiracontos eroticos estuprada pelo meu cunhadovidiopono mulher bica tegosano. detro. da buceta. peluda. da. gravida.contos eiroticos leilapornassestir vidio porno na festaver videos de amigas brigando furiosamente por causa de macho e tambem por fofocas cenas reaiscontos eroticos bem safados com peitudas dando leitesexo dormindo mesma cama mae se rendeu as caricias do filho contoerotico eu namorada mae e tiocontos eroticos Julius e Dinho uma mulher para 2 Parte 4 a descobertacasada trêmula na submissão do sadomasoquismo gozando etiada dormindo cem calçinhafilho deseja sua mãe pelada dormindo para poder comer ela com a b***** toda arreganhada e melecada de tanto gozarContos eroticos de podolatria com fotos desejando chupar os pes de primas novinhasvideos de negao com tres negras bundudas rebolando de xotinhos curtinhos bem gotosaseu quero assisti um fi LP me porno c duais lesbica etreis travesticontos eroticos dei o cu pro negaoVidio de irma menor fudendoVidio de menor fudendo irmaminha esposa saiu comigo sem calcinha so pra me provocar meus amigosxxx minha tia quer transar eu amostrei meu pau e ela disse que nao ia aquentarhistorias porno gay meu tio me comeu serginhomulher de corno evando gosada no cu pornodoidocontos eróticos comi a mulher do cracudoconto erotico gay na saida do bar de madrugada um travesti me estuprouMeninas novinha engatada com cachorro e gosando gostoso em zofilia contos tia masturba sobrinho qe esta doentexvideo corno arma asautoxxvideos mulatas sugadora de espermacontos real dona de casa fiel arrombada e1 dpcaseiro homem sai e o jardineiro come cu da mulherSexo real moca falando olha isso seu pau muinto grosso aiai Xvideo com a irma com xote cotoxvideos marquinhos atletico mgvidiodisexopornoseduzida por um estranho contos pornoContos pornos-enrabei minha mulher na frente dos nossos filhoscontos eroticos minha irma novinha peidou quando tirei o cabaco delaassistindo filme porno mulher e se tosou todinhaporno fabiana e pisudosmarido fica bebado em churrasco e esposa fode com outrobaixar vídeos de irmao comendo a buceta linda e gostosa da irma depois que os paissaemconto erotico gay com pedreiro velho coroa grisalho peludofernanda puro desejo gamg bang contosconto erotico sou uma cadelinhapai rexha minha calcinha xvideoscontoseroticos/nicoleavelin/autoraXxxvideo pai com filha novinha ele n resiste e mete piça nelavidio de porno um pai comento a filha pigueragorda peidorreira contoscontos eiroticos leilapornsadomasoquismo porquinha choqueo dia em que comi uma mulherMeu cão ralf me comeu contoFilhinha mais putinha do mundo contos eroticos