Casal de 4 pessoas

Um conto erótico de Grupo de Amigas - Isabela
Categoria: Heterossexual
Data: 13/11/2017 02:52:46
Última revisão: 07/01/2021 11:50:00

Oi pessoas! Isabela aqui! Prazer, mais uma integrante nova do grupo! Eu sou baixinha, tenho 1,60m, cabelos castanho claros, compridos que batem na altura do umbigo, seios médios, quadril um pouco largo, bunda firme, barriga lisinha, etc. Eu vou começar a contar algumas histórias comigo e com meu namorado e mais um casal de amigos, que são beem próximos da gente. E no final do conto, eu passo o email do grupo!

Bom, eu conheci meu namorado em Agosto de 2015. A história de como a gente se conheceu é até meio confusa kkk. Eu tenho uma amiga que se chama Ana Beatriz. Eu conheço ela desde meus 3 anos de idade. Nossos pais eram amigos e a gente acabou ficando amigas também e desde pequenas sempre fomos bem próximas. Eu inclusive costumo falar que ela é minha irmã. Ela namorava um cara bem legal, o Fernando. Ele é bem divertido, sempre de bom humor e tal, nunca deixava o clima ficar pra baixo. Eu sempre saía com eles e ficava de vela, mas eles sempre foram legais e eu nunca ficava deixada de lado nem nada. Eu também nunca me importei muito de ficar sobrando no meio dos dois quando a gente saía. Fosse pro cinema, pra algum restaurante, ou lanchonete, pro shopping. Eu saía constantemente com eles. Então depois de um tempo, eles começaram a mencionar um primo dele, que era bem legal e que seria uma boa pra eu sair com ele. De cara logo me interessei, mas não fiquei em cima pra eles me apresentarem ele logo. Tanto que demorou uns 3 meses pra finalmente nos conhecermos.

Ele tinha acabado de sair de um relacionamento e o primo dele já chamou ele pra sair. O nome dele é Vitor. Ele é bem parecido com o primo, em partes. Os dois tem os mesmos gostos pra jogos e coisas nerds, mesmo humor e muito tempo de convivência. Mas em questão de estilo de se vestir, os dois são bem diferentes. O Vitor segue mais a moda enquanto o Fernando é mais tradicional. Sem contar que o Vitor é muito calmo, bem tranquilo, enquanto o Fernando é mais energético. A primeira vez que nos vimos foi numa lanchonete. O casal me chamou pra ir com eles como sempre, e mais alguns amigos também iam estar presentes. E quando eles foram me buscar de carro, o Vitor estava lá! Foi uma surpresa agradável, mas não passou disso. A noite inteira o primo dele pareceu interagir com todo mundo normalmente, e não tentou nada de mais comigo.

No outro dia saímos de novo, dessa vez pro shopping. E mais uma vez, nenhum sinal de interesse do Vitor. Só na terceira vez que a gente saiu que ele resolveu finalmente fazer alguma coisa. Estávamos na casa de um amigo nosso. Eu, o Vitor, o Fernando, a Bia, e mais três amigos, conversando na sala. Então, em um momento, nos deixaram sozinhos um com o outro no quarto. Provavelmente algo combinado entre eles. Nós trocamos umas palavras e nos beijamos. Desde então, saímos por algum tempo até ele me pedir em namoro.

Nosso namoro ia as mil maravilhas. Ele sempre foi muito fofo, romântico, atencioso, engraçado, etc. Eu conversava com ele o dia inteiro. Ele era a primeira pessoa que eu dava bom dia pelo whatsapp e a última q eu dava boa noite. E sempre que podia, eu me encontrava com ele. Nas noites que ele tinha livre, nos finais de semana que ele não trabalhava, etc. Ele morava sozinho, pois os pais tinham se mudado pra outra cidade e ele ficou por causa da faculdade. E em pouco tempo também, começamos nossa vida sexual, que era bem ativa rs. Nossa primeira vez juntos não teve nada de extraordinário, mas em compensação, tivemos várias transas posteriores muito boas. Sem contar que ele se mostrou tão safado quanto eu podia desejar num namorado. Tinham dias que eu ia encontrar ele e antes de irmos jantar a gente transava na casa dele. Ou quando eu dormia lá, a gente transava antes de dormir, quando acordávamos e repetíamos sempre que podíamos. E as vezes até antes de nos encontrarmos com o Fernando e com a Bia (o que não acontecia poucas vezes). Nossas 'saídas de casal' eram bem constantes, então não era incomum encontrarmos eles um pouco 'desarrumados'.

E como sempre víamos os dois, acabávamos sempre notando algo no relacionamento dos dois: eles brigavam muito. As brigas quase nunca eram sérias. Eles costumavam se resolver no mesmo dia mesmo. Mas sempre haviam brigas bobas, por motivos bestas e que poderiam ser evitadas. Eu sabia que a Bia era uma menina teimosa, que as vezes chegava a me irritar também. E o Fernando era um pouco provocador, segundo o Vitor me contou. Quando a Bia começava a reclamar de alguma coisa, ele ia lá e debochava pra deixar ela mais p* da vida ainda. Então, num belo dia, estávamos assistindo um seriado e o seriado nos deu um assunto pra pensarmos e ajudar a melhorar a vida dos nossos amigos. Pra resumir: no seriado, um terapeuta apoiava que um casal em crise resolvesse isso com traição. Tipo um passe livre pro cônjuge sair e transar com quem quisesse. E conversando com o Vitor, a gente começou a bolar alguns planos e tivemos algumas ideias pra por em prática.

Passamos alguns fins de semana sem tocar no assunto. Eu sempre ia na sexta feira na casa dele e dormia até domingo e voltava pra casa de noite. E a Bia e o Fernando dormiam lá quase todo fim de semana também, pra ficarmos bebendo até tarde, conversando e jogando até de madrugada, etc. E numa dessas noites, bolamos um plano e botamos em prática. Era noite de sábado pra domingo e estávamos na casa do Vitor conversando e bebendo. A noite inteira eu tentei ficar jogando algumas indiretas e olhares pro Fernando. Antes daquela noite, o próprio Vitor tinha percebido e me falado que minha personalidade era bem parecida com a do Fernando, enérgica e tal, enquanto ele era mais parecida com a Bia, tranquila e teimosa kk. E eu tentei usar aquilo naquela noite. Quando ele se animava em algum papo, eu ia na dele e animava também. Ou teve uma hora em que ele começou a cantar uma música e eu cantei junto, enquanto o Vitor e a Bia ficaram de lado pq não gostavam muito dela. E também fui tentando provocar ele discretamente. Eu tava com uma camisa do Vitor, que ficava um pouco larga em mim, sem soutien por baixo e um shortinho azul que ficava bem largo nas minhas pernas. De vez em quando eu me abaixava um pouco mais pra pegar algo no chão e meus peitos ficavam visíveis pela camisa. Ou eu sentava de pernas cruzadas na frente dele e minha calcinha ficava aparecendo. E fomos assim a noite inteira. Até que chegou uma hora em que estávamos todos um pouco altos (a Bia um pouco mais por ser mais fraca com o álcool) e começamos a ensaiar pra irmos cada casal pro seu quarto dormir. E eu logo comecei a por o plano em prática:

- Bom, antes de dormir eu acho que vou tomar um banho. Querem tomar também? - perguntei 'inocentemente'.

- Eu quero! Posso ir primeiro? - a Bia perguntou, já bem altinha. Eu sabia que ela ia querer tomar banho e mais ainda que ela ia querer ir primeiro pra já poder pular na cama e dormir rapidinho.

- Vai lá. Se você não tiver toalha, tem uma que a Isa usou uma vez só, pode usar... Vamo lá que eu preciso te explicar umas coisas daquele chuveiro estranho kk - o Vitor disse e acompanhou ela até o banheiro, me deixando sozinha com o Fernando.

Continuamos conversando sobre seja lá qual era o assunto que tava rolando antes deles saírem, e eu fui me aproximando dele. Eu tava sentada no sofá na frente dele e pulei pro lado dele, onde a Bia tava antes de sair.

- Vem cá, Fernando. Você também não sentiu algo diferente hoje? - perguntei na cara de pau mesmo. E no final da frase, coloquei a mão na perna dele.

- Hmm, eu não... Não sei de nada... - ele respondeu meio desconcertado.

- A real é que numa de nossas conversas, a Bia me contou umas coisas e eu fiquei morrendo de vontade de conferir se é TUDO isso mesmo. - com ênfase no 'TUDO'. Isso era verdade. A gente conversava literalmente sobre tudo, e numa de nossas conversas, a gente trocou uma ideia sobre sexo, como era com nossos namorados e tal e ela disse que o pau do Fernando era grande. Não chegava a ser nada enorme como em alguns filmes pornos, mas era acima da média.

- O que...? Como assim? - ele ainda gaguejando, mas sem tentar resistir a minha mão que puxava sua bermuda pra baixo.

O pau dele foi aparecendo, não totalmente dura pra estar de pé, mas não totalmente mole pra estar em repouso. Ele já dava sinais de vida, e mesmo meia bomba daquele jeito, já estava bem grande. Com uma mão segurei ele pela base e comecei a subir e descer a mão. E fui me aproximando até conseguir colocar ele na boca.

- Aaaaaah... Nã... Pára... A Bia e o Vitor tão logo ali. Eles já... Voltar, pára! - ele gaguejava entre gemidos e com uma cara que alternava entre a de preocupado e a de prazer.

E apesar de tentar negar com as palavras, as mãos dele não tentaram me fazer parar em momento nenhum. Eu ia chupando ele, mas não conseguia chegar nem na metade do pau dele. A Bia realmente tava certa. O pau dele não era muito maior em questão de tamanho. Mas de largura, era visivelmente maior. Pra chupar, eu tinha que abrir a boca muito mais do que eu tava acostumada. E em pouco tempo, minha mandíbula ficou doendo. Antes que me desse uma câimbra ou algo do tipo, eu parei de chupar ele, me levantei e puxei ele pela mão.

- Vem, eu quero você dentro de mim. Agora! - e puxei ele pro quarto que ele ia dormir com a Bia.

- Quê? Não, eles... pegar a gente... - ele murmurava, sem jeito e sem parecer realmente que não queria.

Eu fiquei de joelhos na cama, abaixei meu shorts e minha calcinha até meu joelho, fiquei de quatro e olhei pra ele:

- Vem...

Dessa vez não senti o Fernando resistir. Ele se aproximou de mim e enfiou a cara no meio das minhas pernas enquanto tirava uma camisinha sei lá de onde e ia encapando o menino. Senti a língua dele por toda minha bucetinha. Ele lambia tudo e bebia meu mel que já escorria por ali, depois deu uma atenção especial ao meu clitóris, que me fez ficar com as pernas bambas. Eu já tava doidinha de tesão, quando ele colocou uma mão na minha cintura e com a outra, direcionou o pau na entrada da minha bucetinha, deu algumas pinceladas e começou a me penetrar. O pau dele era bem mais grosso que o do Vitor. Com o Vitor eu já gozava horrores cavalgando no pau dele. Com aquele pau enorme do Fernando então. Quando eu senti minha buceta alargando, eu senti também o orgasmo vindo. E quando eu sentí minhas nádegas encostando nele, quando o pau dele tava todo dentro de mim, eu gozei. Não consegui segurar o gemido e meu corpo inteiro começou a estremecer.

- Aaaaah, Fernando, iiiiiiiisso. AAAAAAAH

E gozei, perdendo força nos braços e nas pernas. Acabei caindo e ficando deitada ali, de bruços, com o pau dele ainda dentro de mim. Minha buceta latejava e eu sentia ela apertando mais ainda o pau dele. Ele logo começou a se movimentar e eu permaneci desfalecida ainda tremendo um pouco do último orgasmo. Em pouco tempo, ele começou a ofegar mais forte e o pau dele começou a pulsar dentro de mim. Senti a camisinha se enchendo de porra e ficando quentinha dentro de mim. Ele foi parando de se movimentar aos poucos e parou completamente com o pau dentro de mim. A cada latejada que o pau dele dava, eu tremia com a sensação dentro de mim. Eu ainda tava naquela posição enquanto sentia ele tirando o pau lentamente de dentro de mim e me fazendo ficar excitada de novo sentindo aquilo deslizando pra fora, quando eu olho pra porta e vejo o Vitor e a Bia olhando pra gente.

CONTINUA...

Então é isso gente! Eu vou continuar escrevendo sobre nós quatro! Depois desse dia, a gente virou literalmente um casal de quatro. O casal não é mais eu e o Vitor ou o Fernando e a Bia. O casal agora é Isa, Vitor, Fernando e Bia kkkk. E eu vou continuar contando o que aconteceu dessa primeira vez, depois que a Bia apareceu de surpresa pegando eu e o Fernando no flagra, e outras situações que a gente já viveu juntos também. E acho que vocês devem saber melhor do que eu né? Quem quiser conversar, nosso email é

Beijos

Isabela


Este conto recebeu 3 estrelas.
Incentive Grupo de Amigas a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
24/08/2020 08:25:27
Muito bom meninas!
21/06/2020 08:36:06
Muito bom
10/03/2019 20:17:37
Muito bom deu o maior tesão....
26/09/2018 06:34:58
Sebaacinal! Vou correndo ler a continuação... bjs
20/11/2017 05:50:29
Conta o resto.
13/11/2017 16:04:51
Excelente conto, muito excitante... aguardando a continuaçao
13/11/2017 11:15:21
Achei maravilhosa a história!!! Não vejo a hora de ler a continuação!!!
13/11/2017 09:08:22
Parabens ! Adorei o relato e creiam, acontece muito mais do que se imagina, entre bons amigos . . . espero continuação ainda mais apimentada. Nota DEZ


aspanterasxvideo.comcontos eiroticos leilapornrelato chupando na escada do predioConto erotico para virgens meu primo me pegou e outros dois amigos delewww.porno travesris espremendo o proprio peitocontos de sexo depilando a sograwww.xvideo gleicinha foi dormi na casa da irmã eo cunhado. atacoufotoporno dotados verdadeiros jegue e numeu marido me pegou chupando uma bucetinhamulher contando que nao aguentou a rola grossa na buceta e começou a peidarxividio ele maxuca o cu delacontos eroticos dei o cu pro aluno cadeirantcomendo o cuzinho rosinha da mamae contos veridicosConto erotico sou madura e consolo lesbicao riquinho que eu amo cap 12 casa dos contosmulher foi faser vedeo e gorsouFlagrei minha cunhada loira evangelica na siriricanovinhas a tirar o firgem xvideominha primeira siriricadei uma rapidinha com meu compadre em casapega transando tekinhanegão comendo patroa superei tudo e fazendo ela gozarXVídeos que dia para minha esposa enfiar o biquíni na b***** e assanharam os outros homens na praiacontos eroticos a crente do grupo de senhorasConto tirei o biquine no quarto do meu paicontos eiroticos leilaporncontos eroticosmenininhas dando rabinhocontos eiroticos leilapornvídeos de pornô com homem com homem o homem chamando shampoo no pinto do outro e lambuzando de xixiContos eroticos comendo cu da mamae com o papaipornodoido meninao donzelo.fode muito com sua mae Comendo minha cumade galega magrinha safadinha encuato o cupade trabalhar xxxvidiosloiras do cu melozo cavalgando na pica grossa e grandedando pro garçom no banheiro ponodoidoSou coroa casada os mulekes rasgaram minha calcinhamulher mostrando as butetas cabeludasconto gay diemersonfilmes.pornos.debaixo.dessa.cueca.esconde.um.pirocao.Contos eroticos comi minha filha com margarinanovinha magrinha se engolindo p**** Amanda é burragarota nao guenta da r u cu i chora pornocontos eroticos sobrinha novinha peidando de tensaohistorias eroticas gaysegurança negrovidii lesbica cozando turmidoando na sobrinhaxvideoimagens de bucetas de riasas sexoprovoquei levei no cu contostransando com meu cachorrono sofa com as outros do lado eles nao percebem disfarçando ponodoido xvideos xvideoscontos eróticos fui da o cu e cagueicontos erticos gays stio seu jairmulheres bostas scatcontos eroticos amarrada plug vibrador putacorno dopado meio sonolento vendo mulher fudendo com quatro machos e sorrindomulher dentro da cabine dentro de uma boate tomando picada no homem fazendo fila comendo elasminha enteada fez sexo comigo doidona de cervejacontos gay virei menina sissyporno - socando uma pro amigo do marido no ofuro/texto/201702951sobrinha traza com tio gotinhaautor,Vamp19-Contos EroticosNeide gozandoxvideobundas grandes. apavoradas torturaxividio vo xorAvideo porno coloquei a minha esposa pra chupa o meu pau em quarto eu dirigiafotos de bufetas pibgando de tewaoconto dei pro meu poneibubda arregasada na pausadaXvideos Resadeiravideo porno homem velho mamando e puxando e mordendo o peitoporno lesbicas forcam colega a lambelasConto erotico sou madura e consolo lesbicagorda bundona caida gozando na frente do cornoxvidioae c filho