O Caseiro do Sítio Me Arrombou

Um conto erótico de Belle
Categoria: Heterossexual
Data: 08/05/2012 14:57:17
Nota 9.25
Assuntos: Heterossexual, Anal, Coroa

Minha família tem um sítio, perto da cidade natal do meu pai, em uma cidadezinha a uns 100 km daqui. Sempre costumávamos ir pra lá, eu meu pai e minha irmã, em feriados prolongados e fins de semana. Mas eu passei uns tempos sem ir pra lá, e ficava em casa com minha irmã que também deixou de ir faz um tempo. Mas meus pais nunca passam um feriado sem visitar o sítio; dia desses eles disseram que passariam mais um feriado e eu disse que também queria ir, respirar um ar diferente. Quem cuida do sítio é um homem chamado Valdir, de mais ou menos uns 60 anos. Para a idade que tem, ele está com uma forma física muito boa, ele é pardo, alto, ombros largos, bem forte; quando meu pai comprou o sítio, há muitos anos, o antigo dono o indicou para ser o caseiro, e desde então ele zela pelo lugar, mas não há muito o que fazer, ele apenas abre o lugar pra arejar e limpa de vez em quando. Ele me conhece desde pequena, e sempre que eu chegava lá comentava: como você cresceu. Só que dessa última vez quando cheguei ele não disse nada, só ficou me olhando de uma forma diferente; me secando, pra falar a verdade. Nós chegamos no final da manhã, depois fomos almoçar, e eu passei o dia na varanda, lendo um livro, dei uma voltinha rápida e depois fui tomar banho. No sítio tem piscina, mas eu quis deixar para o dia seguinte; continuando, chegou a hora de jantar e nós fomos até um pequeno restaurante no centro da cidadezinha. Quando voltamos, Valdir ainda estava no sítio e perguntou para o meu pai se haveria algum problema dele dormir lá; meu pai disse que não, até porque tinha um quarto só pra ele; apesar de ter uma casa nas proximidades, de vez em quando ele preferia dormir no sítio. O que eu não imaginava era que tipo de coisa ele planejava; fui para o quarto, vesti meu pijaminha(camisetinha e um shortinho) e fiquei mexendo um pouco no notebook antes de dormir. Quando deu sono, o desliguei e me deitei, de bruços, meio de ladinho, como gosto de dormir; como estava fazendo calor, eu não me cobri. Me esqueci de trancar a porta; no meio da madrugada, acordei com um barulho. Estava com o rosto virado para o outro lado e senti a presença de alguém atrás de mim; quando me virei, lá estava ele, Valdir, em pé, totalmente pelado, com o pau duro e se masturbando olhando pra mim. Eu estava dormindo de bundinha pra cima, e como o shortinho era muito curtinho, aparecia a polpinha; a janela estava sem cortinas, e por isso a claridade permitia ver tudo. Ele pensou que eu fosse gritar e, com aquela mão enorme, cobriu minha boca, com força. Fez sinal pra eu ficar caladinha, e quando viu que eu não iria reagir, me soltou. Fiquei parada olhando o pau dele, e dei um sorrisinho bem safado. Ele agarrou meu cabelo e me puxou, me deixando de joelhos no chão; segurei a rola dele, uma delícia morena, bem grossa, com uma cabeçona vermelha. Pela idade e por aparentar ser muito tarado, Valdir já deve ter metido aquela rôla em muitas e muitas mulheres por aí; era tudo o que eu queria, ser fodida por um cacete bem rodado. Meti a boca e chupei devagarinho; engolia ela até a metade e depois tirava lentamente; dava lambidinhas na cabeça, até que ele segurou minha cabeça e empurrou ela até a minha garganta. Quase engasguei, mas aguentei, e pedi mais; chupei muito. Ele me levantou, tirou minha blusinha e logo depois meu shortinho; como já estava sem calcinha e sutiã, logo estava peladinha, pronta pra levar pica. Ele chupou minha buceta e depois me colocou de quatro; e meteu a vara na minha xaninha, que estava louca por um pau daquele. Ele ia bombando forte, dando tapas na minha bundinha, enquanto isso eu gemia com o rosto no travesseiro, pra tentar abafar. Mas eu estava adorando, e rebolava no pau dele pra ele meter cada vez mais forte, e entre gemidos eu dizia para ele: Ai, que pau gostoso! Delícia! Fode bem minha bucetinha, safado!. Depois de tomar muito na xota, eu ainda queria mais; meu cuzinho não parava de piscar, pedindo rôla; eu então virei a cabeça, olhando na direção do Valdir, e pedi: Agora soca essa pica gostosa no meu cuzinho. Tô louca pra te dar minha bundinha. Eu fiquei ainda mais louca quando ele disse: Vai ter que implorar, putinha!. Meu jeitinho de implorar: empinei mais ainda o rabo, de umas reboladinhas e implorei: Arromba meu rabinho, por favor. Aí que eu deixei ele doido mesmo; ele cuspiu no meu cu, e tentou meter o cacete de uma vez, mas não entrou. Depois de algumas tentativas conseguiu o que eu queria: socou o pauzão todo no meu cuzinho, e foi aumentando a velocidade à medida que ele ia se relaxando mais, me deixando toda arrombadinha. Gozei gostoso com o mastro dele arrombando meu rabinho; e depois ainda pedi e recebi leitinho na cara. Após me fuder ele foi para o quarto dele; eu fiquei por algus minutos ainda sentada na cama passando o dedo na porra que tinha fica no meu rosto e lambendo; ainda estava suspirando por aquele pau delicioso. Depois só passei uma água no rosto e voltei a dormir. No outro dia, a onda de calor continuava; por volta das 10 da manhã meus pais saíram para visitar amigos na cidade vizinha e eu fiquei na piscina. Como não tinha mais ninguém lá, resolvi nadar pelada. Na verdade eu sabia que tinha alguém lá, Valdir. Ele me viu tomando sol nuazinha e quando olhei pra ele com o mesmo sorrisinho provocante, ele veio novamente na minha direção. Ele tirou a roupa, e quando vi a pica dele já dura, fiquei logo de 4, ali mesmo na beira da piscina. Parece que ele sabia que eu queria mais pica no meu cuzinho e foi direto pra ele; dessa vez entrou fácil, já que ele estava abertinho devido a madrugada anterior. Dessa vez não me preoucupei e gemi e gritei o mais alto que pude; aos berros eu pedia pra ele fuder mais forte, e ao final encher meu cuzinho com porra. E foi isso que ele fez; senti aquele cacete gostoso jorrando um jato de porra bem quente no meu rabinho. Fiquei de 4 ainda por alguns momentos só sentindo ela dentro de mim, enquanto ele se vestia e ia embora. À noite, que era a última que passaríamos lá antes de ir embora, me preparei, porque tinha certeza que ele voltaria. Fui pra cama apenas com uma blusinha, e sem mais nada. Me deitei novamente de bruços, com a bundinha de fora, e peguei no sono. Mas quando acordei o dia já estava claro; pensei que ele não tivesse ido lá; mas senti alguma coisa na minha bunda. Quando passei a mão percebi que ela estava coberta de porra. Chupei o dedo pra provar, e realmente ele tinha me deixado um presentinho durante a madrugada. Nesse mesmo dia à tarde viemos embora; na próxima oportunidade quero ir para o sítio de novo, e espero que Valdir esteja com a mesma disposição; estou louca de vontade.


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive Belle93 a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
19/05/2012 18:06:42
Tesão gostoso, adorei
09/05/2012 11:36:55
Ótimo conto, adoraria fuder esse seu rabo guloso.
09/05/2012 10:57:32
delicia de conto, me add no msn
09/05/2012 08:34:19
uem
09/05/2012 02:53:36
como eu queria ser seu caseiro para te fudero todos os fim de semanas mim add
08/05/2012 21:21:05
Xenxaxional... muito bom... />
08/05/2012 17:07:55
Belle diga aonde vc mora, se for por perto quero tbm meter minha rola nesse seu cuzinho que já foi arrombado pelo caseiro de depois meter gostoso na sua boceta e gosar muito dentro dela e na sua boca.Bjusss.
08/05/2012 16:47:14
Nossa, que maravilha. Voce é uma putinha muito safada, como eu gosto. Parabéns.
08/05/2012 16:17:51
É bom ter alguém experiente para nos satisfazer e ensinar.Parabéns, adorei!Só vai ganhar 10 se fizer gostoso comigo.
08/05/2012 16:03:46


conto viadinho descaradoqaboca novihafui comido e virei mulhermiguel tesudomorena jambo fio dental de brucos na cqmaXVídeos de homem com homem d********* XVídeos de homem com homem comendo outro jogando gala dentro do Kudurohotmail muletodagta mulher anda pelada e fala voce enfia seu pinto na minha bucetaVidio policial afuder na permaneciaporn dollxvidoscanto eróticos brutal e escrotocasa dos contos gaycontos meu sogromae vai massagea o filho fica de boca aberta con o cacete do filhopormo namorado convence menina entregue cabacinhoxvidio mulhe casada hora do futibol brasilerodeflorador de gatinhas taradassou virgem porque meu tio so chupava minha bucetinhacontos eroticos conhado bebado abandona esposarelatos íncestos tio e sobrinha dormindo nuBroxe de tirar folego xvidiosVou contar o primeiro chifre com caseiro do sitiotia peidorrera peida e deixá sobrinho com a rola duraconto casada pinto itu cornoporno a mulhe na parede e o homem a tras e saindo gosmadois hetero trazas tiro pica pra gozarmulher bebada em teyvaporno mae gotosa madura sedente de amor ai pirocaoConto erotico o tarado do viagra tracou o valentãoconto eroticos transformando a santinha em depravadaatolando a rola na madrastacarinha de anjo mais trepanocontoerotico novinha rabetaoContos estrupada no ginasio da escolanrenad peladasBuceta e c aadas pelo pau do papai negao. Conto erotico heterossexual.contos eiroticos leilapornRopinha de dormir bem provocanteconto minha mulher adora a lingua no cumulheres do meu primo tudo de shortinho curtinho dando a b************* de bigodinhocontoseroticos/comadre rabudaporno nao percebi mas ela pegou no meu paubaixar video de pai louco de cachaça come flha novinhafilho passando protetor em mae rabudaconto amante casada puta itucomendo irma de saiaxvidiossinto latejacoes embaixo do sacocontos eroticos tranzei minha madrastaestupro esposa contos eroticoscontos gay uma viagem inesquecível para o novinhocontos eroticos gay sissy de velhos aposentadoQuero ler contos homem fudendo coroa de baby dollcontos eroticos a crente chorou com a pica grande no cúvirgem mulher (casas dos contos de transformaçãotexto jibi mae filho fodeu bucetacontos sou rabuda e fui encoxada contosmulhe caimo mapica gotoza vodio bamcaverdade ou desafio traí conto erótico acampamento calcinha amigos cornomenina delirando na pica 15 segundos no XVídeos MGvideos novinha reagindo um compo malhadominha esoosa me contou a foda como foi clntos eroticosvideo porno novinhas sendo lanbusada pelos velinhos que o pau nao sobe maisquitandeiro tarado pornocontoerotico eu,namorada, minha mae e tio jorgecontos eroticos dormindomulheres ficam atrepada nas paredes com as pernas abertas xnxx.comcontos eroticos meninas de oito anos transando com cachorro com calcinha preta com lacinhos rosacabeção cantando xeretandomae de filho gozando muito com brutamonte e corno filmando xnxxvidios porno negao rrasgou a novinhavideo novinha diz tio deixa eu chupar teu pirulito cabeçudocontos eiroticos leilapornpono. amugo. come. vabuda. da. namorada. do. amigo. xora. pau. olhaContos de cornoSogras atraidas pelos genrossubornei meu primo gay pra comer ele minutosnissei rabudas vidiorapido doismaria alice deu ate o cu contocontos eroticos malv comendo as interesseiracontos da minha sogra me pedindo pra cheirar sua calcinhaxvideos comeu irma da conhado que é gozorolaenganei minha irmã para ela chupar meu pau até a mãe chegarassistir filmes pornos brasileiros homes com cabeca da pica esfolada e grande.www.xvideotitio/comedorrapases ciclistas com tesao em paseio com amigoscontos abraso gostozo pordra de papai con seu pau durogozando.na.loirinha francy