Emprestada pelo meu Dono

Um conto erótico de AfeminadoSubmisso
Categoria: Gay
Data: 21/07/2021 13:17:54

Contei no conto anterior como foi a minha primeira vez e como conheci meu Dono. Depois daquele dia, fomos evoluindo no relacionamento e no BDSM e hoje já me entrego completamente e faço tudo para atender seus desejos. Depois de dois anos, meu Dono decidiu que gostaria que morássemos juntos e essa foi uma grande mudança...

Enquanto ninguém do trabalho pode saber, entre nossas famílias e amigos é completamente diferente. Na rua, Bruno me apresenta como namorado, me trata com muito amor e me protege, até passarmos da porta de casa, onde eu passo a servi-lo e viro a empregada do lar.

Bruno sempre se identificou como Bi e seus amigos mais próximos sempre souberam dos fetiches e preferências dele, sem nenhum problema... Quando decidiu ficar apenas comigo, ele começou a abrir para esses amigos de infância (todos heteros) sobre nossa relação e, com o passar do tempo eu já os servia nas reuniões sociais em casa, com cervejas, petiscos ou limpando os cinzeiros...

Quando o assunto era mulher, Bruno deixava todos muito à vontade, dizia que podiam falar qualquer coisa na minha frente porque é ele quem manda na casa. Algumas poucas vezes falava de algum momento íntimo nosso, mas era raro... o que com o tempo deixou de ser raro era o Bruno me tratando como meu Dono, me dando ordens expressas o que deixava seus amigos impressionados e curiosos...

Um dos grandes amigos o Gustavo, estava passando por uma grande decepção amorosa quando, depois de 5 anos de relacionamento, foi largado da noite para o dia. Sua noiva desistiu do casamento, deixando o Guto (como ele é chamado) completamente desnorteado.

Meu Dono ficou por dias consolando o amigo, dando apoio e o recebendo em casa... foram muitos dias de conversa e bebida e com o tempo as coisas foram melhorando até que uma sexta-feira, saindo do trabalho, o Guto viu a ex-noiva num bar com outro homem e veio direto aqui para casa.

Como em todas as sextas feiras, eu já esperava pelo meu Dono, de banho tomado, calcinha fio dental por baixo da roupinha sexy, salto alto e janta na mesa, quando a campainha toca! Achei estanho porque o Bruno tem as chaves, mas corri para abrir e dei de cara com o Gustavo, com muito cara de raiva (que foi virando cara de surpreso com a minha produção, digamos assim rs).

GUTO: - Desculpa Beto, não queria atrapalhar!

- Não atrapalha em nada, vou só colocar um roupão, não sabia que era você e Bruno não gostaria que eu o recebesse assim. Me dê só um segundo!

GUTO: -Acho melhor eu ir embora... não vou atrapalhar a noite de vocês!

-Não atrapalha em nada, Bruno chegará em pouco tempo...

A porta abre e meu Dono entra, olha seu amigo no sofá e eu de roupão...

BRUNO: -Fala aí Guto, tudo bem?!

GUTO: -Caralho Brunão, tô puto demais, tú acredita que a piranha da Francine está no Amarelinho bebendo com outro?

BRUNO: -Sinto muito meu irmão, mas eu já tinha te dito que tinha alguma coisa errada, nenhuma mulher larga casamento atoa... vamos beber para você relaxar!

GUTO: -Não mano, vou partir, Beto tá todo produzido para a sexta de vocês...

BRUNO: -Pode chamar de Beta quando ela está assim! E quantas vezes tenho que falar que quem manda aqui sou eu?! Ela é minha e gosta é assim! Né amor?!

- É sim senhor! (acabei falando com a raiva de quem preparou tudo para nada, sem notar que usei o sim senhor na frente do amigo, com um tom que não deveria)

GUTO: -Desculpa Beta, já irei embora!

BRUNO: -Betinha, meu amor, vamos lá dentro que quero te entregar um presente!

Bruno foi andando na frente e eu o segui com medo do que aconteceria. Chegamos no quarto, ele fechou a porta e de deu um beijo de língua maravilhoso... quando eu estava delirando com aquela pegada ele parou e me deu um tapa na cara e em seguida falou baixo e firme:

BRUNO: -Você nunca mais me responde assim! Entendeu?

-Sim Senhor!

BRUNO: -Ótimo! Agora, vai falar sim senhor na frente do Guto também, já que começou! E você vai voltar na sala e tratar o Guto como ele merece, quero que você o convença a ficar! Não é possível que você ainda não tenha aprendido que é minha e que eu uso quando e como quiser!

Voltamos para a sala e me dirigi ao Guto:

-Gustavo querido, vou colocar uma cervejinha para vocês irem conversando enquanto preparo uns petiscos!

GUSTAVO:- Não precisa, eu já vou!

-Por favor, se você for embora vou ficar muito triste! Está precisando de apoio agora! – Falei isso enquanto mentalmente implorava para ele ficar, não queria meu Dono me disciplinando com a raiva que estava!

GUSTAVO: -Está bem, vou tomar uma só para não fazer desfeita e vou embora!

BRUNO: -Beta, recolhe a mesa e agiliza esses petiscos!

-Sim senhor!

Corri para a cozinha com parte da janta para trazer as cervejas e fiquei nesse vai e volta para guardar tudo enquanto Gustavo contava com riqueza de detalhes o que viu... depois me dediquei a preparar os petiscos e quanto estava na cozinha deixei a porta apenas encostada e acabei ouvindo parte dos comentários ao meu respeito:

GUSTAVO:- Caralho Brunão, o que você fez com o Beto que ele voltou essa seda?

BRUNO: -Cara, as vezes preciso lembrar quem manda aqui! Tive um papo lá dentro e Betinha já está feliz novamente, mais tarde eu resolvo o resto da questão.

GUSTAVO:-Como ele aceita isso?

BRUNO: - Já expliquei para vocês! Eu sou dominador, Beto é submisso! Evito vocês o verem feminilizado para não o constranger enquanto ele se acostuma! Submissão é aos poucos, é confiança! Mas no final ele faz tudo o que eu quero e fica feliz em me servir!

GUSTAVO: -Eu sou muito otário mesmo! Tratei a mulher que nem princesa e tomei chifre!

Bruno deu uma gargalhada que foi acompanhada do amigo que em seguida falou:

GUSTAVO: -Cara, tú é muito foda mesmo! Tá nem aí para ninguém e tá feliz com uma empregada que trepa com você!

BRUNO: -Emprega é o caralho! – falou bem sério – Ela é minha escrava! Minha protegida! Empregada qualquer um pode pagar e ter! Empregada você não pode explorar prazeres e limites!

Já havia terminado os petiscos a muito tempo e antes que eu ficasse com mais vergonha e não saísse mais da cozinha entrei na sala, como se nada tivesse acontecido!

BUNO: -Amor, tira o roupão porque o Guto vai demorar! Traz mais uma cerveja, liga o som e traz o controle!

Gustavo então cochicha:

GUSTAVO: -Como você consegue?!

BRUNO: -Tô vendo que você está tão curioso que está passando até a fossa!

Os dois riram e meu dono me chamou!

BRUNO: -Betinha!!!

-Sim senhor!

BRUNO: - Hoje eu vou fazer uma coisa que nunca fizemos! Vou te emprestar para o meu amigo!

Meu coração gelou na hora! O que estava acontecendo? Como ele ia me emprestar?

BRUNO: -Vamos mostrar como uma escrava, maravilhosa como você, faz!

GUSTAVO: -Você está louco?! Não quero não!

BRUNO: -Ela não vai te atacar não! Você só vai relaxar! Você não confia em mim?!

GUSTAVO:-Confio, mas o beto...

BRUNO: -A Beta vai fazer o que eu mandar! Se tiver ruim você me avisa que eu mando e ela parar!

Eu comecei a ficar com tesão pela situação de estar sendo oferecida! Meu Dono estava me emprestando como qualquer objeto dele, mas com supervisão!

BRUNO: -Beta, sente aqui no chão e tira nossos sapatos!

-Sim senhor!

GUSTAVO: - Mano, eu não estou acreditando!

Andei até meu Dono, me abaixei e comecei a tirar os sapatos dele, depois de um dia inteiro de trabalho!

BRUNO:- Tira tudo rápido, que você vai caprichar no Guto, olha a cara dele de quem está querendo!

GUSTAVO: -Betinha, não precisa, estou desde cedo na rua!

BRUNO:-Para de palhaçada! Primeiro que sou em quem está mandando ela fazer, segundo que ela não tem que querer porra nenhuma!

GUSTAVO: - Porra Brunão, que esculacho! Não tenho coragem!

Enquanto eles discutiam continuei tirando os sapatos do meu Dono e as meias, acelerando para ir até o Gustavo quando o meu Dono dá uma ordem...

BRUNO:-Ele está sem graça Beta, deite-se no chão!

Me deitei no chão, e os pés maravilhosos do meu Dono vieram direto sobre meu rosto! Aquele cheiro maravilhoso de pé de macho me enebriando em quando ele esfregava no meu nariz cada parte! Eu, como já estava acostumada, só agradecia! Cheirava e agradecia! Aguardando a próxima permissão!

BRUNO:-Pronto, já pode chupar meus pés!

Comecei a lamber entre os dedos, o calcanhar, toda a sola! De cima para baixo até vir a ordem!

BRUNO:- Para! Fica de joelhos! Pergunta, bem submissa, se o Gustavo quer! Essa é a sua chance de se desculpar pela grosseria de mais cedo! Ah! Torce para ele aceitar!

-Guto!

Um tapa veio na minha cara!

BRUNO:-Guto é o caralho! Que merda de intimidade é essa?! Eu estou te emprestando porque eu quero te usar assim, não está liberada para ser piranha! O nome dele é Gustavo para você!!

-Me desculpe senhor!

BRUNO:-Acabei tendo que te corrigir na frente das visitas! Agora faz o que mandei e decido se será desculpada!

-Gustavo, o senhor poderia me permitir tirar seus sapatos? Por favor!

GUSTAVO: -Pode sim, Beta!

Eu via o olhar de pena dele, mas meu Dono continuou!

BRUNO:-Agora relaxa, aprecia e vamos continuar o papo enquanto ela faz o trabalho!

Comecei a desamarrar e retirar aqueles tênis de couro! O aroma subiu imediatamente! Comecei a massagear enquanto meu Dono me olhava com olhar de aprovação, me mandando prosseguir! Gustavo conversava sobre outras coisas, mas se perdia no meio do assunto com a massagem e as vezes fazia um elogio!

GUSTAVO: -Nossa! Isso está muito bom! Estava precisando de uma massagem!

BRUNO: -Tira as meias dele!

GUSTAVO: -Beta, desculpa pelo cheiro!

BRUNO: -Beta, vamos ajudar o Gustavo a entender! Você gostaria de sentir os pés do meu amigo para me agradar? Você ficaria satisfeita em ser feita de capacho?

-Adoraria, meu Senhor!

BRUNO: -Tira as meias e deixa do com rosto para baixo em cima dos pés dele!

Fiz exatamente o que meu dono mandou!

BRUNO: -Vira o rosto e pede para o Guto! Me agrada! (e me deu um tapa na bunda!)

Virei meu rosto e pedi:

-Gustavo, pisa na minha cara?! Por favor! Me deixa lamber seus pés!

GUSTAVO:-Você quem sabe!

Os pés do Gustavo estavam mais leves (talvez por estar com pena) mas o cheiro de macho estava muito forte! Ele parou de olhar para mim, relaxou no sofá e eu fiquei ali, como num sonho! Gustavo estava adorando e meu Dono falando sacanagem como se eu fosse um brinquedo deles!

BRUNO: -Está gostando Guto?

GUSTAVO: - Caralho! Isso está bom demais! Agora eu tô entendendo você!

BRUNO: -Você ainda não viu nada!

GUSTAVO: -Não vi?! Olha como estou!

Os dois riram com a contestação de que Gustavo estava excitado!

BRUNO:-Está de pau duro com a minha putinha? (Bruno falou sério e seguiu rindo depois)

GUSTAVO: -Tô e a culpa é de vocês!

BRUNO:-Betinha! Para e vai buscar cerveja!

Levantei e fui buscar a cerveja! Estava tonta para andar de tanto tesão! Na volta Bruno reparou na minha ereção e falou:

BRUNO:-Aí Guto! Ela está com prazer em ser capacho! Acho lindo saber que ele nasceu homem e coloca uma calcinha enfiada no rabo para me agradar! Olha como anda no salto a minha princesa!

GUSTAVO: -Anda melhor que muita mulher!

BRUNO:-Serve a gente e fica de quatro! Vem até o Guto! Vem minha putinha!

Fui de quatro até o Gustavo e parei um pouco antes!

BRUNO:-Mandei parar?! Continue até seu nariz chegar no saco dele!

GUSTAVO: -Assim eu não vou aguentar parceiro!

BRUNO:-Aproveita que hoje estou te tirando da fossa melhor do que levar para puteiro!

Cheguei no saco do Gustavo e não acreditei! Ele tinha cheiro forte de suor, muito mais forte do que tenho costume. Bruno me mandava cheirar o saco do seu amigo sem tocar nele! Fiquei ali, e involuntariamente soltei um gemidinho de prazer!

BRUNO:-Betinha, vá de quatro até a minha caixa e busca os plugues!

Fui e ao voltar Gustavo estava em choque com o jogo de plugues e com o fato de o Bruno usar aquelas maravilhas em mim!

GUSTAVO: -Cara, não vou fazer isso com ela! Já está bom! Estou satisfeito!

BRUNO:-Tranquilo! Eu ia colocar nela para ela chupar seu pau com alguma coisa na cuceta sem eu precisar comer ela na tua frente né!? rs

BRUNO:-Você não foi tão boa Betinha! Traga cervejas num balde porque o Guto não vai mais querer te ver essa noite!

GUSTAVO: -Que vacilo! Não é isso! Ela é muito delicada, fico com pena!

BRUNO:-Então vamos fazer assim: Se você não escolher um plug eu vou mandá-la sentar no maior lá dentro! Aí você vai ouvir ela sofrendo e gozando, mas sua noite de relaxamento vai acabar!

GUSTAVO: -Você teria coragem?!

BRUNO:-Responde ele se eu teria coragem, Betinha!

-Terá sim! Escolhe um por favor!

BRUNO:-Mas antes, quero que você retire os três menores Beta, porque o Gustavo estava com pena!

GUSTAVO: -Não Brother, eu topo se ela não tirar nenhum!

Meu dono concordou, alertando que caso ele escolhesse o menor ele mesmo escolheria outro! Gustavo levantou e escolheu o terceiro!

BRUNO:-Vou deixar você decidir se você coloca nela ou eu coloco!

Olhei então com cara de sofrimento para o Gustavo e meu olhar o fez entender o recado!

GUSTAVO: -Eu coloco, para você não esculachar mais!

BRUNO:-Fica de quadro amor, depois levanta o vestidinho bem devagar e pede, como eu gosto!

Fiz o que meu Dono ordenou, como estamos acostumados e ouvimos uma exclamação, enquanto meu próprio Dono chegava a calcinha para o lado, oferecendo meu cuzinho para o melhor amigo:

GUSTAVO: -Que bunda é essa!!! Vocês estão de sacanagem! Bundinha de menina, toda lisinha!

Bruno me deu os parabéns pelo elogio recebido e desceu um tapa bem forte!

BRUNO:-Vai lá e enfia essa porra nela!

GUSTAVO: -Tem lubrificante?

BRUNO:-Tem sim! É só cuspir!

Senti imediatamente uma cusparada do meu Dono, seguida de uma pressão do plug querendo entrar... Gustavo manteve firme enquanto Bruno mandava não tirar e continuar forçando, até que entrou tudo de uma vez!

GUSTAVO: -Caralhooooo! Que delícia! Irmão, já estamos até aqui, com todo respeito, deixa ela me mamar?

BRUNO:- Agora você está entendendo como funciona! Coloca a calcinha dela de volta segurando o plug! Puxa pelo cabelo e coloca para te mamar! Se tratar igual princesa o tempo toda ela vai te achar digno de ser corno mesmo!

Na mesma hora Gustavo perdeu completamente a educação dele! Me puxou e começou a esfregar minha cara no pau dele! Ele estava furioso e descontando a raiva dele!

GUSTAVO: -Abre a boca Beta, abre que eu vou te foder do jeitinho que você gosta!

BRUNO:-Pode abrir Betinha! Quero ver ele fodendo a sua boca! Essa mesma boquinha da malcriação de mais cedo! rs

Gustavo abriu a calça e saiu uma piroca maravilhosa, com uns 22cm, levemente curva, mas uniformemente grossa! Abri a boca esperando o pau entrar, mas tive uma surpresa!

GUSTAVO: -Primeiro quero que você sinta esse cheiro! Você não gosta de cheiro de macho? Toma aqui esse saco! Lambe!

Enquanto eu fazia o serviço, os amigos bebiam e riam... comecei então a chupar o pau inteiro e quanto estava na metade meu Dono forçou para ir até a base e me tirar o ar!

BRUNO:-Isso! Isso! Olha que lindinha ela lacrimejando entalada na piroca!

GUSTAVO: -aaaaaaaah! Caralho! Que delícia!!!!

BRUNO:-Acha que ela merece um presente?

GUSTAVO: -E ela pode ganhar um presente?

BRUNO:-Claro que pode! Ela está muito obediente!

GUSTAVO: -Então ela merece sim!

BRUNO:-Betinha, para! Diz para o Gustavo o que você gostaria de presente!

-Eu gostaria de poder sentir mais do seu cheiro, enquanto meu dono troca meu plug!

BRUNO:-Que linda! O plug tá largo na cuceta!

GUSTAVO: -Largo?! Me deixa trocar mano!

BRUNO:-Vai lá! Aproveita que é a única vez que terá minha escrava! Vira o cuzinho para cá e entrega o plug que você precisa no rabo!

Entreguei o plug dois tamanhos maior, um pouco menor que o pau do Gustavo, já na esperança do que poderia vir depois! Virei fazendo cara de quem queria! Meu Dono tirou a calcinha da frente, e deu um tapa em cada lado da minha bunda, liberando o amigo para continuar! Gustavo foi retirando o plug enquanto delirava com aquilo!

GUSTAVO: -Aguenta Betinha, porque eu vou meter no seu cu!

Meu Dono foi para a minha frente e com um pé pisou na minha cabeça e eu entendi o recado! Comecei a beijar e lamber os pés dele, enquanto ele abria a minha bunda para o amigo me usar!

BRUNO:-Abre o cuzinho dela, abre!

Gustavo tirou o plug, cuspiu e com o dedo passou em volta o cuspe!

BRUNO:-Naquele esquema amigo, firme e sem pena! Ela está acostumada com coisa maior!

O plug entrou como um pouco de dificuldade e quando passou a base eu quase fui à lua de tesão! Eram dois homens maravilhosos sentindo prazer comigo!

BRUNO:-Senta aí no sofá amigo, porque a Beta vai sentir seu cheiro, em apenas um lugar! Entendeu Beta?! Apenas 1 lugar, não vai ficar passeando no corpo de outro macho não!

Não pensei duas vezes, levantei aqueles braços fortes e enfiei o nariz no sovaco do Gustavo! Senti aquele cheiro de macho de um dia inteiro de trabalho é uma coisa maravilhosa e eu me perdi ali...

GUSTAVO:- Caralhooo! Sua Escrava é boa demais! Ela não tem frescura nenhuma!

Meu dono me puxou pelo cabelo, depois de eu passar tempo demais cheirando aquela maravilha!

BRUNO:-É por isso que a gente precisa estar sempre treinando meu irmão, deixei sem coleira e ela está achando que tá livre!

-Desculpa, meu senhor!

BRUNO:-Vou ensinar uma última lição hoje! Venham comigo!

Bruno nos encaminhou para o quarto dele, me mandou deitar na cama no padrão braços e pernas abertas! Em seguida me amarrou nas bases da cama, entregou uma camisinha ao Gustavo e pegou o chicote!

GUSTAVO:-Calma Brunão! Ela só se deixou levar!

BRUNO:-Relaxa amigo, preciso treinar minha escrava! Tira o plug dela e se quiser, pode comer com força! Mas tem que ser com força!

GUSTAVO:-Tem certeza?!

BRUNO:-Tenho! Cada gemida que ela der no seu pau ela vai tomar uma chicotada, para aprender a lembrar quem manda! E você vai aprender a comer sem ficar com pena, porque macho precisa ter pegada!

Gustavo subiu na cama enquanto e um frio percorria minha espinha... tirou o plug e eu já esperava a entrada daquele pau, que era delicioso, mas que eu precisava tentar ignorar! Como um objeto eu seria usada!

BRUNO:-Vai lá mete na vagabunda que esqueceu que tem dono! Mostra para ela como que se trata piranha!

Senti o pau entrando sem parar! Realmente o Gustavo não tinha hábito de comer cuzinho, mas o fato de o pau ser todo por igual e a força uniforme facilitou! Acho que os plugs já tinham ajudado e ensinado muita coisa!

GUSTAVO:-Aiii que delícia de cuzinho! Toma no cú piranha!

BRUNO:-Isso! Mete! Arromba ela! Estoura esse cú!

O ritmo foi aumentando, não consegui segurar os gemidos e recebi a primeira chicotada!

GUSTAVO:-Toma no cú! Aaaai ai que delícia!

BRUNO:-bate na bunda dela! Arregaça!

GUSTAVO: Vou Gozar! Vou Gozaaaar!

Mais um gemido meu e outra chicotada! Gustavo gozou e caiu em cima de mim, com o pau ainda dentro! Eu estava louca de tesão mais precisava me segurar!

BRUNO:-Agora relaxa aí amigo, quando a piroca sair recoloca o plug nela, para ela ficar aí pensando um pouco nessa noite!

GUSTAVO:-É para fazer isso mesmo?

BRUNO:-É sim! Vou foder ela mais tarde!

Gustavo recolou o plug que já entrou com facilidade! Meu Dono recolocou a calcinha e me manteve amarrada!

BRUNO:-Agora vamos para sala! Você já começou a esquecer sua ex, precisamos tomar mais umas cervejas!

Fim


Este conto recebeu 6 estrelas.
Incentive AfeminadoSubmisso a escrever mais dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Comentários

Excitadíssima!!!! Sensacional

0 0

Oi! novo site gay (chat, cam), muitos homens. Junte-se a nós: />

0 0


conto erodico manege mae paesessentona casada safada nao resistiu ai ver o tamanho do pau do pedreiro tomando banho em seu banheirocontos eiroticos leilapornzoofilia descuidei meu cão engatou na minha filhacasados contos eróticosDona.cabitu.bucetudacontos eroticos tio chupou minha buceta a forcanovinha de shortinho cravado gostou da piroca cabeçuda pornocontos eroticos sou casada e chupei o pau do negao pelo buraco da paredegay fudendo xvideo fiadinhoConto tire o cabasi de tma guriazinha e goze sinco veziz a bucetinha chegava faze barulho de tanta pora dentro delaergueno.a.sainha.da.fernandinha.e.meteno.a.picaporno 23 centimetros de pica tirando merda no cu do novinho xvideospromo gostoso me fudeu contos eróticos gaycontos eiroticos leilapornmulher gostosa casada paga dívida de aluguel atrasado grátisdeu o cuzinho pela primeira vez e pede poe devagar porque ta doendoColetania de foto de buceta peluda por baixo da saia.traicao mas sacanas pornocontos eroticos de gravidez de gemeas com gravidez/texto/200903261lambendo dedo com coco scatConto meu cunhado aceitou ser corno so no escuroamor eu nunca chupei um pau isso e sujo e nogentowwwnovinhas.tvavídeo de fodas cumendo a sobriga gostosaconto gay do pedreiro que comeu o branquinhocontos eiroticos leilapornxvideos contosicestocasadoscontos eroticos meu professor me comeu.a sou casado mas sempre tive vontade de dar a bundacontos mulher casada da igreja deixou dois arrombar seu cuxvidio panteras.com/testedefudeludade casadasmadame casada recatada não resiste ao pau do ... e chupablogs velho seboso pauzudomorena branquinha loirinha e azul viagem com a bumbum mais bate com a bumbum mais pulavidio porno bate popa vol casadaroludo cumrdo a gostasanaminha gerente carente safada restauranteconto em casa neste frio minha boceta pede pica paixvideodo novınha fazendo sexo nos matoporno - socando uma pro amigo do marido no ofuroporno. tor. muita careitigay medico dando tratamento vip pornodoidoconto gay "todas as formas de amor"wattpad e o vampiro rasgou acacinha dela e meteucontos eroticos narrados em wiotube filho assonda mae nuapegando cachorro na rua pra praticar zoofiliaNnnBucetamundobicha médico usa consolo no pacienteminha esposa me surpreendeu pomada casadoscontosMeninos batendo bogueti video garotinha calvolgandocontos de encoxadas em mulheres evangelicas nos transportes publicos.madames trepanfoporno gey contos eroticos pegando priminho inosente no riachome perdi no mato eles me encontraram e me fuderam pornonegras da fo pra pirocudo e chorao xvidio.comconto gay comecei a vestir calcinha da minha irmaSedexxvideodoce nanda parte cinco contos eroticosxsvideo de porno itiada fudeno com padrastoconto erótico de mendingoxvidio intiada novinha epega enquanto trocava de roupavideo de japanesinha que quase morreuna pirocacoroa mordendo oseio egozando na cara damulherescrava sexual do papai contosesposa fica brava amate gosa dentro xvidiopornodoido padrasto pensando tórridoContos eroticos d novinha cm motorista d ubergosto de ser encoxadacorno que gosta de ouvir da sua esposa como ela aguenta uma rola de25 cm no cuconto erotico um desconhecido tirou o meu cabaco na vespera do meu cassmentoconto bundonatitia lambuzou no meu pau de bostacontosvidio mae putona se assusta quanto ve que o filho gosou dentro sem camisinhaVidios porno loirinha magra consegui colocar.um pau de 60m no cu xvidios.comcontos eroticos primadois homens a baterem punheta fantaziando ate gozarvideos pono muha vumitano no pauconto+inquilino pirocudoconto chifradeiratraisao na cozinha muile de camizoloela rebola fortr o cu n rolarickcafajeste30.pornô grátis sobrinha Fala tio sua pica não vai caber na minha b********comentario de atris porno apos gosada na bocacontos picantes de amor gayscontos eroticos papai abusava de mimcontos bulinando minha tetinhabucetinhatopesrapidinha com a sograhtts:you.comtube ponodoidoxvideo madrasta sendo medecadasobrinha da minha esposa aiaicontos eroticosXsvideos exibindo o pau pras mulheres mo metrocontos de sexo raspei minha bucetavideo sexo mulherzinha nova traindo seu marido com cunhado mulekão