Minha psicóloga III

Um conto erótico de Gonçalves
Categoria: Heterossexual
Data: 08/05/2017 02:55:01

Segunda-Feira, apresentei-me para nova sessão com a psicologa Deitei no sofá, ela aproximou-se com sua cadeira giratória para perto, com sua cadernetinha e caneta em mãos.

Contei para ela como encontrei minha irmã na sexta-feira e também contei a relação que tive com minha mãe na madrugada de sábado; que foi relatada assim, para a doutora:

- Acordei de madrugada, com uma sede terrível; desci as escadas e fui até a geladeira, onde tomei uns dois ou três copos d'água. Nisto escuto um barulho e percebo que alguém está descendo a escada e diviso minha mãe. Perguntei se ela estava com sede e me respondeu que não. Não conseguia dormir direito, escutou alguém descendo a escada e veio ver quem era, torcendo para que fosse eu.

- Por que ela gostaria que fosse você? Perguntou a psicologa.

- Porque ela estava com tesão. Já tinha dado uma com meu pai; mas ela ficou com tesão no rabo. Queria ser metida com minha rola no cu dela...

- Não tem uma expressão melhor para falar, Alfredo? Você está sendo muito grosso! Falou, meio-brava a doutora.

-Desculpe-me! Mas, continuando... minha mãe, sem sono, com tesão, abriu a barguilha de minha bermuda, tirou a rola prá fora, começou a acariciá-la, punhetando bem vagarosamente. Levou-me para o sofá da sala, não largando a pica e sentou na beira do sofá; abocanhou a jereba e fez um boquete carinhoso, lambendo o saco, as bolas e babando na cabeça do pinguelo. Tirou minha bermuda, minha cueca e deitou-me no sofá, indo pegar a latinha de vaselina. Untou todo o meu pepino. Subiu sobre meus quadris e de costas agachou-se sobre meu pau. Ela abriu as nádegas e eu segurei o cacete, mirando bem no buraquinho. Ela foi descendo e aquilo melado foi penetrando... enterrando e ela gemia, ela balbuciava, ela gaguejava: - Ai querido... tá gostoso... teu cogumelo com essa cabeça... gostoso descer e subir no teu cacete...

- Ela teve orgasmo, doutora! Ficou doida... sentava e levantava de meu pênis com uma velocidade incrível... gozei dentro dela... aprofundei meu badalo para jorrar lá no fundão dela.

- Muito bem, disse a doutra, agora temos de falar de sua irmã. De sua mãe já falamos o bastante!

- Bem, doutora... já contei como foi o nosso começo, com aquelas chupetinhas e eu chupando a bucetinha dela.

- Estava um dia chuvoso, a mana voltou do colégio toda molhada, estava sem guarda-chuva. Ela correu para o banheiro e tirou toda a roupa e ia entrar no box para um banho. Subi rápido a escada e entrei no banheiro. Ela levou um susto pela minha chegada repentina. Pedi desculpa e falei que estava apertado para fazer xixi. Tirei a rola para fora e consegui fazer xixi. Tirei minha roupa e me aproximei dela com a piroca dura. Coloquei minha mão na xana e com os dedos comecei a bulinar aquela coisinha singela. Ela se contorcendo toda, apertando minha mão entre suas coxas, gemia gostoso e naqueles seios juvenis debrucei todo o meu carinho. Levei-a para meu quarto e dei-lhe um banho de língua, passeei a língua pelos seus seios, pelo abdômen, mordisquei seus rasos pentelhos e invadi a sua caverna, esfregando a língua em seu grelinho. Virei-a de bruço e taquei-lhe a língua por toda a sua costa e indo parar no reguinho, onde lambucei seu fio-o-fó de saliva. Tirei do criado-mudo a minha vaselina, abri as pernas dela e pedi a ela que separasse as nádegas. Melei minha alavanca e o cuzinho da mana. Comecei a pincelar aquela anus virgem. Ela perguntou se ida doer, respondi que sim... sendo a primeira vez; mas, que depois ela ia adorar. Com as minhas roçadas, fui estimulando o desejo da mana e assim que percebi que ela relaxou eu enterrei toda a cabeça. Ela deu um grito apavorante e quis sair de baixo...

>- Aí... tira... tira... tá horrível... Alfredo, tira Alfredo...<! Ela gaguejava, ela chorava, ela totalmente inquieta embaixo de meu corpo. E só tinha entrado a cabeça. Tirei a rola e ela correu para o banheiro, banhar-se e fui também, para bater uma punheta e gozar na pia.

-Sexta-feira passada, quando sai daqui, encontrei-a em casa, toda chorosa... estava ainda com o cu ardendo e passei gelo em seu fio-o-fó.

- Muito bem, seu Alfredo... ficamos marcado para a próxima quinta-feira e deve ser a nossa última sessão... o que o senhor está fazendo seu Alfredo? Está abrindo as barguilhas por que?

- Porque estou a fim de te comer... és muito gostosa... e aposto que chegou ao orgasmo escutando toda esta história.

-Vou chamar os seguranças deste condomínio... o senhor pare com isso...

-Tranque a porta e não dê um pio... senão meto-lhe bala (tirei um 38 que estava em minha mochila)!

Ela fez o que pedi e ficou de costas para mim, com as mãos na mesa de trabalho;levantei a saia de seu terninho, abaixei a calcinha, separei suas pernas e meti-lhe o membro na xoxota, aprofundando-me naquela selva num entrar e sair, num fuque-fuque nervoso, mas gostoso. Gozei, me arrumei, me aprumei e me despedi.

-Tchau doutora! Ficamos marcado para quinta-feira, é a última, não é?

Esfreguei o revolver na cara dela e fui embora batendo a porta - ela ficou na mesma posição; de costas, com as mãos na mesa e toda choramingona.


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive fandangocalu a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
16/05/2017 11:10:30
cara que idiotavocê já estava deixando a doutora com tesão era somente você a seduzi-la que ia come-la....agora colocar arma de fogoé demais sua nota e zero....
09/05/2017 23:21:43
tava indo bem....essa besteira de arma no final estragou tudo....mentira tem limite


xsvidio puta de ruvídeo de uma mulher é o cara para tirar a virgindade dela pegando ela pulsaeu quero ver as fotos da morena que dançava o Créu ela nua pelada porque sabendo que eras no site que ela ficou feio uma foto de pornô homem para a gente ver aquicontos de sexo depilando a sogra "virando uma mulher com hipnose"conto erotico gay na saida do bar de madrugada um travesti me estuprouconto erotico grupalxnxx esposa manda corno ficar quetinho olhado o pauzao entrarDo caralho-basquete-contoconto erotico entiada se pasando por dificil mas pegando fogocontos eroticos vipconto erotico de carol cavalacontos eroticos inversãocontos soniferosanba porno que espetaculo de vizinha queredo pau vou fude mais elacontos eróticos sexo forçadobaixar video porno de bucetas arrombadas saindo muito sangue e porasTia flagra sobrinho pelada de 25cm do peladão A força Ele come a tiadei a buceta s ver o pbu entrar contos erotcospornodoido enchendo a buceta de chantilli pra ele chuparcomi minha melhor amigaGay adoro caras suados na academiaConto erotico o tarado do viagra tracou o valentãovideo porno pega secretaria bricando ca xoxota na livrariacontosporn nao consegui ela com outroporno. meu. caxoro. crebrou. meu. cabasocanto erotico velho tarado/texto/2014079mulata da buceta volumosa trazendo no pau groso Sou coroa casada os mulekes rasgaram minha calcinhagarota fico engatata com cao pausdo no cuXxvideos amador novinho pauzudo pague 2abaicha vidio porno menina de deis ano sendo abusada pelo paicontos eroticos corno manso tatuagemso porbaxo da saia detro do onibume fode seu desgraçado8Pega abaixa vidio pornocontos eroticos comi virei sussyler. contos pórno de incesto acampando com a sogra na barracaCona e cu relatosgangbang casada promete voltar sozinha pros dotados xvideobaixar video de fode da muher maraviharcasa d contos tava dormindo o cachorro me comeu e ficou grudadoporno comeu a etiada que fazia pirasa so de chortinhoeu quero ver sexo cetonas gostosona de lindas roupastia gostoza peituda seta no colo do sobrinho vigem deixa loucovira lata com buceta inchadacu e cona arrebentados por negro caralhudonovinha.commamano no banheirocontos sogro coneu a nora no casamentocontos erotico fura olhofotos d negros com o pinto d fora agarando com as maos peladosconto erotico a pequenininhanovinha de biquine cavadissimoxvidiopornô doido meu padastrogoza corno na pungeta que vou gozar nesta rolonacontos kherrcontos eroticos nudismotico cabeçudo abrindo achecacotos eroticos piralha virgemvideo de novia aprido abusetia vixi gente fazendo sexo dando descarga pornodoidodata zarad xxxvediobaixar vídeo mulher batendo siririca gozando cobra grande na boca porramulher engatada con cachorro grande conto erotico contos gay afeminadosxvideos vovo aregassa novinhoXVídeos novinhas Idelmar negão arrombando tudoconto gay minha tia me transformou em sua empregadinhaEnteada fica sem calcinha e vai deitar mais o padrastox videos de vaginade morcinha despropocional lindaliberei meu cuzinho virgem para o amigo do meu marido/contos reaiseu gozei no reginho da sua bunda xvideoporno videos na praia casadas nao resistiu ver dotadao de pau duro na sunga branca e foi fudercontos eróticos mamãe deu o cu eu viso garorinha pelainha n necontos eiroticos leilaporncontoseroticos/comadre rabudaMinha irma adolecente taradinha em conto eroticoirma cassulinha dando mole xvideogay cafuçuXVídeos vídeo do ventilado botando a madrasta Xvídeo vídeo caseiroconheci uma bichinha com bundinha arrebitada e comibroxou pegarao sua mulher panteras x videosporno tia mim da seu celula para mim ver olha oqui eu. ajeicomo fui inicianda no menage masculinomeu primo e eu na resistiu e comeu o bucetao da minha tia contoxvideo.com minha mã se abaixo vi fundinho dela deu tezão e eu empurrei rola nalanovinha nao greta o pau graden e choraabrino buceta ate limiteminha sogra cagandoxvideos sobrinha peca tio batedo puetabebi demais minha esposa deu pra . outro contos eroticosmeu padrasto me pegou no colo contos eroticoscasadoscontos/encochadas nas crentesporno gey contos eroticos tirando virgindade de menininhos novinhosnovinha bududinha querendo um pintaocontos eroticos minha cunhada nao era nada do que eu imaginava.irmao encontra irma pelada e entera opinto no cu