Escravo do casal gostoso VI - O reveillon

Um conto erótico de escravo
Categoria: Homossexual
Data: 29/01/2014 00:51:15
Última revisão: 29/01/2014 18:46:29
Nota 8.20

Quem leu meus últimos contos sabe o que vem acontecendo comigo nas mãos do casal dominador. Prometi algumas coisas no último, mas falo delas no próximo. Antes vou falar do meu fim/começo de ano.

Em dezembro, o dominador, namorado do meu amigo, mandou uma mensagem pra mim: viagem de reveillon confirmada. Gelei. Pensei que teria folga no final de ano, mas estava enganado. Iria passar 10 dias nas mãos deles em algum lugar.

Depois ele detalhou as coisas: ele, meu amigo, namorado dele, e mais oito amigos tinham reservado uma casa em Trancoso. Não tinham falado nada pros caras que eu era slave. Iam descobrir lá. Como não tinha escolha, arrumei as malas e fiquei na expectativa.

No começo, quando chegamos lá e todos se reuniram na casa, eu era apenas mais um amigo que tinha sido convidado. As coisas mudaram depois do jantar. Todo mundo ficou bebendo e conversando em volta da piscina, quando o dominador chamou todo mundo pra sala, pra ver um vídeo. Fiquei em pânico, mas não tinha volta.

Todo mundo na sala, ele contou que eu era escravinho sexual deles e que eu tinha vindo pra servir não só à ele e meu amigo namorado dele, mas a todos que quisessem. Sentia uma misto de tesão com humilhação. Os caras me olhavam, riam, não acreditavam que eu, com aquele jeito de macho, daquele tamanho, me transformava numa puta das mais vadias, e sendo filmado.

Vamos começar os trabalhos?, disse o dominador. Levanta e fica pelado. Obedeci. Minha bunda ainda estava marcada das últimas surras e lógico que eles riram muito disso. O dominador colocou o cinto de castidade em mim. Fui bastante zoado. Comecei a apanhar e mamar na sequência. Aí o dominador pegou um consolo gigante e falou: você vai sentar nisso enquanto a gente assiste. Era muito grande, falei que não ia conseguir, tentei implorar, mas ele falou que se não obedecesse ele iria me amarrar e enfiar à força, sem pena. Sabia que ele faria mesmo aquilo. Depois de alguns tapas na cara, obedeci.

Então fiquei ali, no meio da sala, com eles sentados nos sofás e poltronas, assistindo eu me rasgar com aquele consolo. Ele não entrava, meu rabo já estava com a portinha arregaçada das tentativas. Vou te dar uma força, disse o dominador.

Pediu que três dos caras me segurassem. Implorei, mas não tinha escolha. Era o objeto deles. Então ele foi socando aquela coisa, do tamanho de uma garrafa, no rabo. Eu chorava, eles riam. Humilhado com aquilo, fui levado pra um quartinho, que deveria ser de empregada da casa, e amarrado num cavalete. Ficaria ali até a manhã do dia seguinte e, quem quisesse, poderia ir lá me fuder.

Não sei quantos foram, se todos, se algum mais de uma vez, mas até perdi a conta de quantas rolas levei. Era xingado, humilhado, apanhava.

No dia seguinte fui solto, tomei banho e tive que preparar o café da manhã. Essa era a segunda ordem: eu seria a empregada dos caras. Teria que fazer tudo que quisessem. E ficar pelado o tempo todo.

Os dias foram assim: sendo estuprado, apanhando, limpando a casa, cozinhando, lavando louça, tudo que queriam... Um deles, loirinho, gostoso, era o mais cruel comigo. Achei que ele iria me deixar sem bolas em um dos dias em que estávamos só nós dois na casa. Prendeu meus braços pra cima, em uma coluna de madeira que havia na varanda, me mandou abrir as pernas e dava um chutão nas minhas bolas. Me amarro nisso e quero ver quanto um viado aguenta, ele dizia. O pessoal tinha ido pra praia, ele tinha voltado e avisou: só vou parar quando alguém chegar. Foram mais de duas horas sendo chutado, intercalado com mamadas no pau dele, em que ele socava na minha garganta e tapava meu nariz, pra eu engasgar e quase me sufocar com a rola, que era grossa. No final eu chorava implorando pra ele que não aguentava mais. Levei mais algumas, aí ele me soltou e gozou na minha cara.

Tomei litros de porra, levei vários banhos de mijo, minha bunda ficou quase em carne viva naqueles dias. Meu rabo eu achei que nunca mais iria fechar, de tanto que sofreu. Alguns foram indo embora antes dos 10 dias. No último dia ficamos só eu, meu casal dominador e o loirinho, pro meu desespero. Aproveitaram a última noite pra dar a detonada final. Voltei pra SP destruído, mas com um tesão imenso. Só em casa fui liberado a gozar, mas com uma condição (sempre as condições...): se quisesse, era pra gozar transmitindo pelo cam4.

Com todo aquele tesão acumulado, segui as ordens. Liguei a cam, comecei a transmitir, pelado, de frente pra cam, punhetando. Só depois de 20 minutos transmitindo eu estaria autorizado a gozar e poderia desligar. Gozei litros.

Será que alguém assistiu, fez print ou gravou o slave gozando a mando dos machos? Se você viu, me escreva:


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive escravosarado a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
10/02/2014 22:06:33
Hmmm bom*-*
29/01/2014 10:37:49
LEGAL
29/01/2014 03:27:44
Continua.


conto gay contei pra ele que queria dar pra eleirma esta lendo livro começei a lisar ela ate comer o rabo dela pornoficou mostrando a calcinha pru cunhado levo pau grosso so no cuconto gay ele se revoltou e tomou todasx vídeos a empregadinha galeguinha u vei comendo nu so fadotadao gozando dentro do amiguinho dengozocontos erotico chantagiei e depilei minha sograContos eroticos transando com sobrenaturalos melhores contos de encochadas em evangélicas nos transportes publicoscontos eroticos esposa mamando no cinemacoroa casada sessentona inteirona fodendo com amante roludoconto cu colo a onibusgravidas de fio dendal ser mastubanpcontos de Dra medica com negao dotado de 25cmnovias gpstosasconto erotico gay com padrasto velho coroa grisalhocontosonlinese eu tava afim de cozinha da minha cunhada mais nova aos berros XVídeostio tarado passa a mao na sobrinha ninfeta que nao resiste e fodemulher fudeno com outro e marido esprando na/salanao sou gay e consegui enfiar 25 ctm no cusacanadas vidios fodasDhcs xvideosdois paus no cu do viadopornodoidoasoga faga rero condo afilha xvidecontos eiroticos leilaporncontos eroticos no cinemaxvideo viuvo rustico punheteirosexo gay frottagecontos eroticos mae e filhaxvidior minhar prima perde que eu chupase a budeta delaAmor Sobrenatural-Ep.04-Contos Eroticos zdorovsreda.ru judiciaria tatuada pornofiz uma foda bisexual com meu filho minha filha minha esposa meu caseiro sua esposa e sua filha contosConto encoxaram minha mulherPornomocambicano carinhosover relatos verdadeiro cheirava as calcinhas da minha primacrente safada contoscontos eroticos , isso geme putinhaquero ozap de um sugado de bucetameu corno e muito otario vontos eroticosconto erotico gay com padrasto velho coroa grisalhoQuadrinhos eróticos meu padrinho pauzudo me comeubuceta virgens sangue. nnnpirocas enormes pornodoido garganta profunda imensas que fazem um estragovonto gay engraxatecontos as calcinhas da minha sobrinha branquinhaquero ver só só novinha batendo s******* tristinha XVídeoscontos eiroticos leilapornxvidios fodem ela de vistidoInseminação contos eroticos ver video internet menoninha bate.do punheta com vpntade protitiopresidiarios na felisidade um putacontos de lesbianismo entre sinhazinha e sua escravaxxvideo baby aguenta pau grosso n cusexo contos eroticos comi minha prima d menor nordestinaRihanna novinha tentando dar o c* virgem para o padrasto mas não aguenta de dois choragostosademinisainharelato eróticos trote calouroscdzinha burguesinhasexo com a nora gostosa no sofá deitada no colocontoerotico eu,namorada, minha mae e tio jorgexvideoporno primas bonbadinhas de casa transando bem gostosocomendo o cu da mulher do corno curras contos eroroticosconto erótico brincando pequenaestourada pelo amigo pintudo do meu marido ser ele saber contos eroticosgordinho engraçado quer chupar meu pilotando gostoso novinhaWESLLEYWEST-CASA DOS CONTOS ERÓTICOSirma ve a outra de caucinha e ker chupar elaContos eroticos incestos a forca netinhasscontos eróticos avóXvideos pau com veias azuladascontoerotico meu tio e minha namorada fudendocontos eróticos menino dá o c* pro padeirocadelas gozando no pau contox vidio pinto arregassano bucetacaindo de bocs na rolona xvidioContos eroticos van escolarporno filha e mao no na escadaria do prédiolindinhas novinhas trepandonumpau gránde