mãe e filha - a fazenda - final

Um conto erótico de dra.michele
Categoria: Heterossexual
Data: 25/10/2013 09:47:24

MÃE E FILHA – A FAZENDA – FINAL

DE: DRA. MICHELE

POR: DOCAMSIL

No momento que nossa relação estava no auge -= finalizando que a filha entrou, ficamos, na posição de defesa, quando eu disse para ela, venha junte-se a nós. Ela que já estava com tesão e a fim de uma gozada, nem perguntou, tirou logo sua roupa e deitou na cama conosco. Assim eu ela e sua mãe, iniciamos uma verdadeira orgia a três. Comecei a chupar a boceta da Rejane, enquanto a mãe dela, cuidava de minha rola. Nossa a coroa tinha uma fome de se admirar. Não sou desses super dotado, tenho 18 e ela conseguia engolir todo em sua boca, e eu sentia que a ponta da rola chegava até sua garganta. Ela mamava, me fazendo ir as alturas. Enquanto isso eu chupava a boceta da filha, que não tinha como não gemer e pedir mais força. O grelinho dela dançava em minha língua, expelindo aquele caldinho saboroso. A mãe, logo tira a rola da boca, e senta em cima, fazendo com que ocupe toda sua boceta, e inicia um vai e vem, no momento que a filho começa a gozar na minha boca. Nossa ela geme grita, faz com que o corpo fique rijo e aperta minha cabeça com as coxas. Aproveito e enfio um dedo em seu cuzinho, dando-lhe uma pequena descarga “elétrica” naquela explosão de gozo. Ela deita do lado ficando imóvel, curtindo o prazer que teve, eu puxo a mãe para me beijar, enquanto saboreava a boceta com minha rola enfiada todinha nela. Da Patricia aumentando o ritmo do vai e vem, começa a gemer e forçar a rola mais e mais para dentro de sua boceta, entra em processo de gozo. Apertava tanto meu pai com os lábio internos da boceta, que desejando muito também gozo, expelindo jatos de porra dentro dela. Fi um gozo alucinante, e eu aproveitava e apertava seu corpo junto ao meu, sentindo os seios e os biquinho duros me espetarem. Beijei sua boca e completei meu prazer. Ficamos uns momentos abraçados, ela deitada em cima de mim. Puxei a Rejane para mais perto e dando-lhe um beijão na boca disse a ela, quero comer sua boceta e seu cuzinho. El riu respondendo é tudo seu. Depois de uns minutos para recuperar o folego, levantamos e fomos para chuveiro, que debaixo de uma bela ducha, recomeçamos mais um embate gostoso.

Estavamos no quarto nos enxugando quando chega a Debora, para avisar que a mãe havia preparado um café com biscoitos. Ela não desviava o olhar da minha rola, que permanecia meia bomba e eu também nada fazia para disfarçar, pelo contrario ficava mais ofensivo, A Rejane, falou ok pode ir que já vamos. Vestimos roupas simples, demos mais uns beijos, e fomos para a casa do caseiro tomar nosso café.

Após uns minutos de conversa e saborear as delicias caipiras de Da. Rubia, chamei a Debora dizendo quero ver o restante, pois preciso tomar uma decisão. A Rejane vira para mãe e diz, me ajude pois tenho que separar uns documentos para levar e outros para deixar aqui pois são da fazenda. Camnhei com a Debora em sentido aos currais, galinheiro e criação de porcos, passando pela piscina e churrasqueira – realmente tudo de bom gosto. Verificado os currais fomos para o galpão onde estava o depósito. A Debora toda serelepe, saltitante mostrava as coxas grossas, e mostrava o contorno da bunda linda – nossa mulher negra tem um beleza bem especial. Ela vira e diz, eu o Sr. Disse que iria comprar, mas parece que não quis falar pra elas. Respondi, já decidi sim acontece que as coisas não podem ser fáceis de mais. Ela retruca acho que o senhor queria ficar com elas primeiro n´? rido – eu falei não isso foi coisa natural. Entramos no deposito, tudo mais ou menos arrumado, um monte de sacos com sementes, e até capim tipo feno destinado ao gado. Ela subiu e sentou numa pilha, ficando seu rosto no mesmo nível que o meu. Ela disse que viu o tio ficando com a mãe. (eles são irmãos)Não resisti e dei um beijo nela, beijo gostoso. Ela se mostrava e foi dizendo você tem o “seu” grandão e bonito. Eu perguntei se ela já tivera algum se já pegou, se chupou. Disse que não, so de um tio que veio visitar a mãe (irmão da mãe), mas o dele era menos e mais feio que o meu. Perguntei se ela queria ver e pegar disse que sim, mas impus uma condição teria que dar uns beijos nele. ela disse eu dou. Ela mesma abaixou meu short e tirou ele para fora, que a essa altura estava duro no ponto máximo. Eu desejoso daquela potranca. Ela alisava ele, dizendo muito bonito e cheiroso. Começou a dar beijos eu disse passe a língua nele, ela sem pestanejar começou a lamber e logo enfiou ele na boca. Para quem nunca tivera nenhuma experiência em sexo, se revelou uma excelente boqueteira. Engoliu ele inteirinho, mamando e chupando muito gostoso. Chupando e mamando do jeito que estava, meu tesão foi aumentando, e disse pra ela – vou gozar – posso gozar na sua boca ela sem dizer nada fez sinal que sim e aumentou o ritmo, me dando um prazer que a muito não tinha. Nossa uma grande explosão de gozo, enchendo sua boca com meu caldo, ela mamando e chupando, engoliu tudo, chagando a passar a língua pelos lábios. Só dizia adorei vou querer mais. Puxei ela e comecei a beija-la, notando que estava bem tesuda, louca para gozar também. Sentei ela na pilha de sacos, tirei sua roupa, e comecei a chupar aquela bocetinha roxa, delicia, o grelinho saliente de tamanho médio, foi alvo de minha língua, mamei ele com vontade. Enfiava a língua dentro da bocetinha dela, sentindo seus gemidos ew sua respiração forte. Apertava minha cabeça e pedia chupa mais forte. Logo senti ela gozar também, tremia e gemia muito, me apertando cada vez mais. Seu corpo se esticou todo e explodiu gostoso. Larguei sua bocetinha e fui mamar seis peitinhos duros com os biquinhos bem salientes. Parecia que esta mamada nos seios aumentava mais ainda seu prazer. Foi ficando quieta em meus braços Ficamos alguns minutos para recuperar o folego, nos vestimos e retornamos para a casa. Realmente eu havia decidido a fazer uma proposta e adquirir a fazenda. Como eu já sabia da situação do Dr. Paulo, com a esposa, acreditava que seria fácil nossa negociação, e de fato foi. Comentários:

Naquela noite antes de ir embora, eu e a Rejane demos uma bela trepada, onde comi o cuzinho dele, e além de gozar em sua boceta, gozei em sua boca, fazendo ela engolir tudo. No dia seguinte retornamos, deixamos a mãe na casa dela, com minha promessa de leva-la para passar uns dias com a gente na fazenda. Retornamos e fechamos o negócio, mantendo Da. Rubia e a Debora na fazenda. Afinal eu não sou bobo de dispensar duas mulheres negras super gostosas. No meu retorno como proprietário, a Debora sentiu pela primeira uma rola em sua bocetinha e na sua bundinha também. A mãe, claro também passou a receber prazer comigo e me dando prazer também. Mas isso é para outra ocasião


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive docamsil a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
19/08/2019 21:28:22
Amei legal continua
31/03/2015 22:00:46
Nossa que transa excitane, mãe e filha. E nem a criada escapou.


xvideo corno filma esposa bebendo caldinho na cabeçacontos eroticos fode FrouxoCorno contoX videos conto erotico de vo con netinhofilha senta no colo do pai em busão lotado/casadoscontosgordinhas costurado dando 2017 bundãoconto gay do pedreiro que comeu o branquinhowww.neguin da chacara comeu gay conto eroticoAte o primo do corno ja me fudeucontos comi um viado sumissocontos de crossdresser forçadocontos eroticos de cm fuder uma velha mocambicanaMulher.firgem.perdemdo.ocapasoestrupa filha e confessa yotubevideo de cigano cacetudo fudendo outro homemsexo expkicito gratis exibindo cacetaowww.negao metie na velha porno.comAbrir filme de sexo caixa de molho tirando a virgindade das moças de 18 anos gostosaporno duas amiga core do pau cabesudoXxvideosngras.comconto erotico/ ...voce que sabe reapondi...Meus amigos me foderam bebada contoscontos eiroticos leilapornconto erótico Já passava das quatro da manhã quando voltei pra casa usando aquele baby doll, cheirando a sexo,suor e porra. Somente meu marido dormia naquela casa. Meu filho, Daniel, com dezoito anos me esperava na porta de casa com o celular na mão e as três fotos que Marcelo havia mandando para ele. Antes que meu filho abrisse a boca eu sorri para ele, olhei no fundo dos seus olhos e falei calmamente:capeta rasgando e toturando cu de putacontos erótico- filho meu principecontos eróticos massagem na coluna de minha esposaxvidiocasadas pedindo gala na bucetamamae safadinha toma banho co filho nua na intenettia viu seu sobrinho de mau duro contosmimha sogra também tem um comedor fixo e já comeu a minha esposaConto esposa quer filmarContos eroticos ajudando o irmaociririca no clitoris lisinhocontos eiroticos leilaporncontos eroticos papai me comeu e eu gosteieu quero ver um cachorro cruzando com a pobre ficando engatadocontos eróticos fui da o cu e cagueicontos fudida por um caralho grande e grosso insertosxvedeo primo faseno barba e aprima vendo ele de paudurocontos eroticos casada estuprada pelo empregadoodlanor XVIDEOS xxxvidio mai e amiga com garotinhovideos mulher dorme homem pintudo metendo nela de conchinhaas siriricas mais escandalozascadelas graudas no cio em zoo.casadoscontoscontos eróticos bissexuaisnao aguentei meu filho virou meu amante primeiro contode zei pica pal xisvidono motel o bucetao virgem cheio de pentelhos da minha cunhada solteira coroa conto eróticowww.xvideo tio a violar milhagay afeminsdo de calçinha apertsdinha x videosconto erotico viado novinho vira escravo do coroa dominadorquero ve comto erotico de mulher qui foi estrupada bem novinha ainda bebe virgem do beusoQuero trsnsar com o Adinlson meu padrastoConto enteada com frio foi esquentar padrastro de camisolaa Ponta Grossa entrou todinha na tabaquinha delaConto erotico enganorelaro erotifo mae bucetuda e filho pau gigant..contos eroticos dando o cuzinhi e a boceta pro molekis da vizinhancatia e sobrinha se diverte c uma pica d borracha enorme ponodoidominha esposa tomando porra e me beijando pornodoidocunhada ecitada bhnovinha contraída com a cabeça da pica lá dentroporno brincando de lutinha e se aproveitando da cunhadaXvidio coroa gostoza da ponovinho fala potuguesincochou e gosouporno de coroucom novinhascorno fendo sua nulher sedo sua mulher fiolentado po negrometessao pai e filhaesposa doggingcontos de novinhas cearenses em primeira vezcontos eiroticos leilapornMULHERES GOZANDO COM FORTES MODISCADAS NA ROLA DO CARA DE MUITO TESAOMinha tia fez boquete pra mim relatoo amigo do meu marido me estrupou contosconto erotico de brotheragemcontos eroticos swing em família X videos o papai chupano nus peito da filha bricano de mae e filhoconto erotico gay crentecontos de sexomarido bebadoVampiros elobisomens-Casa dos Contos Eróticospornoirado de esposa de shortinho no talo dando pro encanadorvisitando sogro doente sexo quentenifetihha loira levado no cu amarada sei dofundeno nadadoraputona sendo rasgado no cu pica gggcontos eiroticos leilaporncontos eiroticos leilaporncasa dos contoa monha esposa e o.garotao