O amigo da minha irmã XVII

Um conto erótico de Rafa&Will
Categoria: Homossexual
Data: 12/08/2012 17:14:33
Nota 9.95

Estar com ele era incrível. Nosso namoro era muito bom, com uma intensidade sem igual.A química que rolava entre a gente era maravilhosa e quando eu não estava com ele, só queria estar!

Nos víamos umas 2 vezes por semana, sendo que no sábado passávamos a noite juntos onde desse, mas sua casa era nossa preferência. No sábado de tarde eu fingia que ia lá, ou pelas 22 horas ele ia me buscar no portão, eu entrava no quintal e pulava a janela dele. Assim que entrava no quarto nos atracávamos demais, nossas noites eram recheadas de beijos, chupões, mordidas e socadas fortes, tudo regada a eu te amo, você é lindo, te amo demais.

Aos poucos fui percebendo que o Morceguinho adorava ser dominado e tomar uns tapas, assim a parada entre a gente era uma coisa frenética, a porrada estancava. Era mito tapa na cara, na bunda, surra de rola na bochecha, puxões de cabelo e muito abraço apertado...

Ao mesmo tempo que o sexo era ótimo, nossas conversas eram incríveis e aos poucos ele foi me mudando mais e mais. A primeira mudança: Assisti todos os filmes star wars que ele tinha e admito que adorei.Passávamos tardes e tardes de sábado vendo filme, deitadinhos em sua cama. Sua mãe achava que eu era o melhor amigo dele e eu sempre agradando a coroa, dando presentinhos esporádicos, elogiando, assim eu ganhei total confiança dela e podia levar o morceguinho para tudo que é lugar, sem problemas.

Outra mudança que ele fez em mim foi o bendito Naruto! Ele me obrigou a ver eu vi e viciei. Ele tinha todas as temporadas e eu peguei todas e via por horas, quando tinha tempo. A única coisa que ele não conseguiu é me fazer gostar de Harry Potter, mas fomos ver juntos o filme menino que sobreviveu.

- Te amo sabia? – falou ele.

- Sabia, impossível alguém não me amar! – falei rindo.

- Você é muito metido, puta merda!

- Sou nada, sou realista kkkk.

- Ah cala a boca!

- Vem calar! – e me deu um beijo delicioso. – seu quarto já tem meu cheiro.

- minha vida tem seu cheiro... são 5 meses também né...

- E os 5 meses mais felizes da minha vida. Levanta! Fica ali!

Ele levantou. Estava pelado ainda, seu corpo estava mais gostoso que nunca, ele havia entrado na academia a alguns meses e já se via o efeito, sutil, mas perceptível para quem tocava e beijava aquele corpo todo sempre.

- Você está lindo! Essa pela branquinha, suas coxas grossinhas, sua barriga sequinha, sua bunda redonda, seu rosto, sua boca, seu cabelo bagunçado... amo tudo em você... fica comigo?!

- Claro que fico, sou louco por você cara! Você é tudo com o que eu sonhei.

- Vem cá! - Ele veio e deitou sobre mim, me olhando nos olhos. – esses olhos...

- Dia nublado! Você sempre fala isso rsrs. Acho dia nublado tão feio.

-Eu adoro dias nublados, são lindos com a luz certa. –

O olho dele era igual a esse (/ parece ou não um dia nublado?

- A tá, mas para de rasgar seda, vamos sair?

- Quer ir aonde?

- Baladinha, vamos dançar, num barzinho no Rio?

- Opa! Só se for agora.

Eu fui pra casa me arrumar e mais tarde eu voltei para buscar ele e fiquei de queixo caído. Ele estava em um estilo bem alternativo, suspensório, camisa de uma banda de rock, chapéu, jeans e tênis all stars. Nossa! Estava muito delicioso, antes eu acharia roupa de viadinho, mas nessa minha nova fase, eu queria me vestir igual!

Fomos para o bar, porque ele não entrava em boate, éramos certinhos demais pra fazer ID falsa. Sentamos numa mesinha e começamos a beber. Não demorou muito e ele me chamou pra dançar, estava tocando rock e a pista estava cheia. Porra dançamos demais, porém, mesmo o ambiente sendo hetero, eu recebi algumas cantadas, mas não se comparou as que ele recebeu... aquilo fazia meu sangue ferver, mas meu preconceito impedia eu agarrar ele ali. Ele até tentava um carinho, mas eu mantinha a distância. Era sempre assim, não conseguia mudar, não conseguia assumir, então quando estávamos em público éramos só amigos. O máximo que eu faria era um abraço. Ele não se chateava com isso, me entendia e ele também preferia assim, só gostava de carinho sempre.

Mas naquela noite teve um cara muito abusado... Chegou já pegando com tudo, juntando ele e falando no ouvido. Aquilo me deixou fora de mim, mas ao invés de ir pra cima do cara, eu virei as costas e sai do bar, sentei na mesinha e virei meu copo.

- O que aconteceu? O cara poderia me comer ali que você não ia fazer nada?

- Da sua vida quem sabe é você. Vai lá! Fica com ele! Me deixa em paz!

- Não acredito! Você acha que eu fiquei com ele? O cara me agarrou e você viu, seu maluco! Para de fogo no cu! Vem cá! – ele segurou meu rosto e demos nosso primeiro beijo em público. – É você quem eu quero, para de palhaçada!

- Vamos sair daqui!

- Vamos sim, tem outro barzinho ali na frente.

Fui andando na frente, morrendo de vergonha por terem me visto beijando outro cara. Meu ciúme era assim, monstruoso, por isso não gostava de sair muito com ele, porque recebíamos muitas cantadas, de mulher quanto de homem. Ele ficava de boa quando me cantavam, mas eu ficava possesso quando queriam tirar meu morceguinho de mim.

Mas isso era só nas baladinhas, nos nossos outros programas era mais relax. Ele chamava os amigos dele e nunca me esquecia. Todos estranhavam o fato de termos feito amizade dessa forma, mas eu fui me acostumando com os papos deles, e até entrava nos assuntos, já que virei leitor de mangá. Minha família também começou admitir mais a presença do Bruno lá sempre, até porque ele era amigo da minha irmã de longa data, mas não meu. Quando passamos a andar mais juntos, minha mãe, veio me agradecer por estar tentando me dar bem com os amigos da minha irmã, tadinha, mau sabia ela que eu estava me dando muito bem kkkk. (¬¬)

O tempo foi passando e nosso namoro continuava firme e forte! Nos falávamos todos os dia antes de dormir por telefone e as vezes por MSN. O legal é que o fato de eu namorar o amigo da minha irmã, me deixou mais próximo ainda dela. Éramos melhores amigos e eu contava tudo pra ela, bem... nem tudo, mas o que era próprio para menores rsrsrs. (¬¬²)

No nosso aniversário de 6 meses fomos viajar juntos. Nosso destino foi Itatiaia. Diferente das vezes que íamos a praia, ir pra serra foi ótimo. Eu adoro frio então aquele clima geladinho foi ótimo para namorarmos bastante e comer bastante também. A cidadezinha com seus chalés e aspecto internacional deu um tempero especial nos nossos pegas rsrs. Lá fizemos juras de amor e eu realmente percebi que eu era e estava feliz. Mas dentro de mim alguma coisa ainda me cutucava, dizendo que tudo aquilo era uma loucura, que eu estava fazendo tudo errado, que eu não era gay, mesmo loucamente apaixonado pelo Bruno. Mas ele tinha um remédio ótimo para combater essas minhas crises, seus olhos.Era só um olhar pra mim que eu me derretia me entregava.

Não tenho vergonha de falar que eu estava de quatro por aquele garoto! Eu tinha me apaixonado de uma forma que nunca pensei estar apaixonado antes. Só de pensar nele, meu coração já acelerava e eu sonhava em ficar com ele pra sempre, em algum dia ir morar longe e lá a gente poder ser quem nós éramos, sem preocupação com nada nem com ninguém.

Alguns meses depois nós tivemos que ficar 2 semanas sem se ver, nossa! Pra mim foi um martírio, eu sentia necessidade do corpo dele no meu, mas eu tive que viajar para um congresso da universidade, na Venezuela. Nossa! Que saudade que eu sentia, porque num dava pra ficar ligando direto, eu era pobre, então só conversávamos online de noite. No primeiro dia eu já senti falta dele, uma sensação de vazio enorme, uma vontade de abraçá-lo, beijá-lo e tudo mais. Passei o dia agoniado querendo logo chegar a noite para podermos conversar, mas infelizmente por problemas na internet dele, não pudemos nos falar, ai que fiquei mais doido ainda.

No segundo dia pedi pra ele entrar de manhã e finalmente conseguimos conversar e foram horas de papo, declarações e claro, sexo online. A semana toda foi isso, mas eu num aguentava, queria ter ele comigo, sentir seu corpo quente junto ao meu, sentir sua boca na minha... enfim... os dias não passavam.

Porem, para a nossa alegria, chegou o dia que eu ia voltar pro Brasil, mas era meio de semana... a gente só podia ficar junto no sábado. Porem eu estava pouco me fudendo pra tudo. Cheguei em casa, tomei um banho e parti pra casa dele. Lá bati no portão e ele veio atender.

- Edu?! É você mesmo? – o sorriso dele me deixou mais Feliz do que eu já estava.

- Posso entrar?

- minha mãe amor...

- Se você não me deixar entrar eu foi invadir e você sabe que já fiz isso! – então sorrindo ele deixou eu entrar na casa dele.

Sua mãe estava na cozinha terminando o jantar quando nós entramos.

- Oi tia, tudo bom?

- Olha só! Apareceu o Margarido! Como foi a viagem? Chegou quando?

- Cheguei ontem – mentira – Vim trazer os presentes.

- Ah, não precisava!

- Que isso! a senhora é como uma mãe pra mim. Aqui. – entreguei uma blusa pra ela. – e pro meu irmãozão, um perfume carão, que lá era baratim rsrs.

- Que isso Dudu, num precisava cara!

- Porque todo mundo fala que num precisava? Claro que precisava!

- Tá certo! Obrigado mesmo... pow, to com um jogo novo, quer ver?

- Melhor não, tá tarde já! Outro dia eu volto pra gente jogar.

- Ah que isso Edu, fica ai, janta com a gente.

- Não, pow, já incomodei de mais – sou um ator nato kkkk.( é um mentiroso salafrário)

- Fica sim, já está decidido! Bora jogar, depois a gente vem comer.

- Só vocês mesmo! – falei indo para o quarto, com um sorriso enorme rsrs.

Entramos e assim que passamos pela porta ele pulou no meu pescoço. Ficou pendurado na minha cintura e me beijando.

- nossa, como eu te amo! Te amo pra caralho! Que saudade amor, por que você teve que ir tão longe? – sussurrou ele.

- Também te amo demais, eu passava mau de tanta saudade lá. – apertei a bunda dele – estou louco pra ter você.

- Vai ter agora!

Ele desceu do meu colo, me empurrou contra a porta, abaixou e começou uma gulosa. Esse foi o estopim... meia hora depois ele estava chupando, depois de ter recebido ela em tudo que foi posição, mas agora era pra ele receber leitinho quente na boquinha, o que fez com muito prazer.

Foi maravilhosa aquela transa, com muita pegada, muito intensa, como ele gostava que a transa fosse, tudo com minha mão tapando a boca dele, pra mãe dele não ouvir seus gemidos.

Depois da transa caímos na cama e ficamos nos beijando, se deliciando com o pós gozo e aquela sensação de cansaço enorme.

- Dorme não! Pode se arrumar, daqui a pouco a minha mãe vem chamar a gente! Nós somos malucos de fazer isso com ela ainda acordada.

- Relaxa, tua mãe me adora, ela num viria ver o que tá rolando. Eu soube cativar a sogrona kkkk.

- Sei, mas é sério, se veste vai!

- Tá bom seu chato! – Assim que eu terminei de me vestir a sogrinha bateu na porta. – caralhooo! – falei mas sem emitir som.

- Meninos, a comida tá pronta, vamos comer?

- Já estávamos indo mãe.

Ela saiu e eu cai na gargalhada!

- você ri, seu doente! E se ela pega você pelado na minha cama?

- to rindo de nervoso amor, me perdoa kkkk

- Vamos logo, seu maluco!

- Te amo.

- Também te amo demais – e o agarrei pra mais um beijo.

Comi ali e depois fui pra casa, fui cantando pela rua, achando tudo lindo no mundo... era amor de verdade.

Os dias se passaram e aquela transa não ajudou em nada, foi só momentâneo, eu precisava dele de novo. Na sexta feira eu liguei pra ele e falei que estava indo pra lá.

- Oi meu gostoso!

- Oi amor, tudo bem?

- Eu tenho você cara, você acha que vou estar ruim? Tá tudo perfeito.

- rsrsrs fico sem jeito quando você fala assismmeses e você não se acostumou ainda?

- Pois é, sou tímido, você sabe!

- A tá! Até parece... mas num tá tão perfeito assim não...

- Porque amor?

- to longe de você... vou ai hoje.

- Poxa Duh, deixa pra amanhã.

- Porque amor? Te quero hoje!

- Não amor, a minha mãe não é burra! Não vamos dar sorte pro azar!

- Táááá! Chato! Mas você entra no MSN pra gente brincar um pouco?

- Claro, mais tarde. To estudando amor, tenho prova no curso amanhã.

- Tudo bem... te amo demais.

- Também te amo muito meu gostoso, mais do que qualquer coisa – ouvir ele dizer aquilo era incrível.

Passei o dia lá, quieto no canto, sem conseguir pensar em mais nada, só nele. Abri meu computador e fiquei olhando nossas fotos juntos e principalmente uma foto com nossas transas. Fui passando e logo estava batendo uma punheta louca olhando a carinha dele ao receber minha borrachada. Eu gozei umas duas vezes e o pau não abaixava, tinha que ter aquele menino... então decidi pegar ele de surpresa, como já tinha feito algumas vezes para transarmos sem a mãe dele saber que eu estava lá.

Fui correndo pra lá e tinha um macetinho de abrir o portão. Eu o abri e entrei sem fazer barulho... fui andando pé com pé até a janela dele e para meu desespero eu ouvi um gemido.

- Ahhh mais forte vai! Soca vai! – era o Bruno dizendo de lá de dentro. Eu não acreditei

- rebola putinha! Isso! dá gostoso!

- Bate na minha bunda Thiagão, deixa ela vermelha. – comecei a ouvir os estalos dos tapas que o primo dele dava.

Eu fiquei em estado de choque. Não sabia o que fazer, não acreditava que aquilo fosse real, fiquei longos segundos parado só ouvindo os tapas dele e um ódio enorme tomou conta de mim... eu ia matar osDEsculpem pela demora, mas é muita coisa gente... O Luiz fica me enchendo o saco pra eu escrever, mas eu tenho que resolver outras coisas... agora tá muito dificil escrever, peço desculpas a todos, porque quando a gente se propõe a escrever tem que ter tempo né, pra publicar. Eu tinha, mas acabou, vou fazer o máximo para postar o mais rápido possível o outro. Abração a todos.

Nos xinguem : e


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive Tazmania a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
13/02/2018 02:18:22
ÁAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA há anos que leio e releio esse conto e odeio o bruno por isso. Que falso lixo do caralho. Mentiroso aaa morte ao bruno
04/04/2017 21:46:13
Nossa como o Bruno foi sujo
20/10/2012 00:19:03
: )
13/10/2012 15:27:06
Chatiadissimo aqui!!!
29/08/2012 01:09:43
poraaaaachatiei
15/08/2012 17:27:04
Gente q absurdo!!! O Bruno e um FDP msm! Gente eu sei que e feio eu fazer iso mas...vc podiam ler meus contos tbm? Eu sou novo aqui e gostaria que vcs, Luiz e Edu me apadrinhassem... Rsrs se possível. Ótimo como sempre Edu!
14/08/2012 15:11:22
oo Babado é fortee ñ demora pra postar o próximo conto! rsrs muito bom
14/08/2012 02:10:37
Eu acho que consegui dar notas em todos os contos com o Título O amigo da minha irmã. Quero ler os do seu esposo, mas é que fiquei fascinado por este aqui... Caramba. Perfeito \0/. Agora que porra é esse de Bruno? Ai que eu fiquei decepcionado, ainda bem que nem todo Bruno é Igual! hahaha... Parabéns, além de ser super interessante, você escreve super bem e ainda é cheio de detalhes, o que faz com que tenhamos a cena formada de acordo com que lemos =)
14/08/2012 01:07:15
Cara, to mega passado com este urubu de galinheiro....affff...porra, nao poderia ser macho e te dar a real? Nao sei nem oque dizer....bjo!
13/08/2012 21:10:15
Esse bruno merece é uma corsa bem dada!!! uma putinha ele!!! ai q ódio deleee...e pensar que eu tinha pena dele no começo, f.d.p.!!
13/08/2012 19:47:31
Logoooooooooooooooo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
13/08/2012 16:34:12
ai que odio meu. da ate nojo serio. teu conto ta otimo
13/08/2012 14:44:30
Bruno é mais fácil eu voltar a falar cm um ex-amigo q hj é meu amigo do q tor cer por vc...
13/08/2012 13:17:44
13/08/2012 13:17:42
Pow bruno como vc pode fazer isso cm o dudu... Vou te matar kara, eu sempre torci por vc desd o inicio;->e agora vc faz uma desas vo aí te kebrar e dpois eu volto p ler o próximo conto., jah volto... Depois d tudo q o edu passou p se aceitar, parece q foi cmigo, toh fulo da vida., naum demora p postar o próximo:
13/08/2012 01:45:20
nossa!to pasmo!serio,li 11capitulos numa madrugada so e o resto hj!seu conto e mara!PERFECT! Me decepcionei com o Bruno! (Nequiiinho)
13/08/2012 01:44:58
nossa!to pasmo!serio,li 11capitulos numa madrugada so e o resto hj!seu conto e mara!PERFECT! Me decepcionei com o Bruno
13/08/2012 00:44:14
Paizão feliz dia dos pais! Hahahaha to com saudades de vc. Por favor não esquece do seu filho lindo. Hahaha
13/08/2012 00:03:11
Esse Bruno é um vagabundo,como ele pode te trair,ele merece uma surra.Continua logo.BJSSSSSSSSSSSSS
12/08/2012 23:47:05
Puts...mais esse Bruno,é uma mala mesmo em...Coitado de ti.


ver video de porno mae e filhabem novinha pulando no pau bem grossocontos eiroticos leilapornAliviando os funcionarios contos eróticosconfissões íntimas de Contos Proibidos 2018esposa do tio de leg contosvideo encinandOo pula de cabeça nu riuamigo picuto faz mulher d corno sangra rscontos eiroticos leilapornvideos eroticos comendo o cuzinho da mae ate ela cagaCasada gostosa se exibiu pro novinho eleou pica,confesso.irman liquida divida do irmao pro amigo com bucetavesti calcinha contos gaysmae vagabunda 360 grausminha mae me iniciou na zoofiliaDo caralho-basquete-contoContos eroticos perdendo minha virgidade gostoso aii mete vai mete nessa bucetona vaiEu e meu namorado fizemos sexo na salaver vidioporno das secretaria mas bonitas de oculocommtos eroticosmi filhacontos eiroticos leilaporncoroa Dalvinha engolindo pica grandecontos eroticos a ofao novinha e o padre. fodendoporno secretaria aser estupprada no escritorio e gozada dentro da vagina sem ela querercontos eiroticos leilapornchupando buseta labefo pasda mso bocscontos de sexo depilando a sogracontoserotecos minha mulher com bunda cheia de porraconto erotico marcelo come a Elane na casa dele deliciacdzinha burguesinhacontos de sexo as novinhas e os padrinhos picudos com jumentossua tia nao aguenta esse pirocao contoswww.xxvideo calvolga na anacondaquanto a mãe tava cantando a repressão a novinha tá f****** com padrasto quero ver no vídeoxvideo minha tia gosando fullxvideo contos sexual espiando atras da portacontoerotico eu,namorada, minha mae e tio jorgenovinha pelada com a b***** toda arrebentada e sangrandopau grossaocontos eroticos rubia e beto .minha irma porno fotos com movimentosgordinha bbwentiada dormindo o padrasto xegacontos eiroticos leilapornputa segurando a pica do taxista cariocaEmpilhando.mulheres para enfiar a rolaEnpregada sendo encoxada por trs de sainhavídeo pornô acontece que eu tava ouvindo agorinha cabeludolangonha conto heteroContos tetas bicudas e sem sutiãwww.novia gritando na picagrade.com.br03machos se fodendovideou porno xlesbicas transam e rebolam na boca da aparceira ate ela chupar o grelo e gozarcontos eroticos malv comendo as interesseiraXsvideos patroa levando surra de cinta nuanao aguentei e comi minha irmazinha.contosContos50 cm minha picaxvidio frago e bateu praeli ate gozaCasa dos contos eroticos paguei pra deflorara filha do caseiro vidos pra abaca irmao gozado dento da buceta da irma novia escodido pelo u buraco da paredevídeo de sexo de Osasco heloisa dando o cu para doiscontoerotico eu,namorada, minha mae e tio jorgexxx negao erebenta as novinhaContos ertcos me mastubei na sala de aula flagada pelo garoto novinhocontos eroticos esposa fujonaxvidios outros purai favoritosporno lesbrica chupando a amiga dorminhocsporno doido reais emviado por amadores com novinhas descuidadasvídeo porno amadores encostano a pica na buseta cabeluda da intiada durmidonovinha chupando a b***** da amiga no Badootia viúva e carente dando para o sobrinho e sendo pega pelo cunhadotirando o cebinho da cetinha com a linguacontos eroticos lactofilia lesbicaeu sou solteira eu raspei minha buceta eu fui me encontrar com o marido lindo da minha amiga eu entrei no seu carro ele me levou pro motel eu e ele dentro do quarto eu dei um abraço nele eu dei um beijo na boca dele eu tirei minha roupa eu deitei na cama ele chupou meu peito ele disse pra mim sua buceta raspadinha e linda ele começou a chupar minha buceta eu gozei na boca dele eu peguei no seu pau eu disse pra ele você tem um pauzao eu chupei seu pau eu fiz um 69 com ele eu sentei em cima do pau dele eu rebolava no pau dele eu gozei ele começou a fuder minha buceta eu de frango assado eu gozei eu fiquei de quatro ele começou a fuder minha buceta eu gozei eu disse pra ele fode meu cu ele meteu sua língua no meu cu ele começou a fuder meu cu ele gozo dentro do meu cu ele disse pra mim agora você vai ser minha amante conto eróticoMiguel e Vinicius:Entre o céu e o infernoconto porno menor de idade mendigo me comeumulheres prendeno o bico do seio com prendedor xvideoeu quero mulher tem pinto comendo viado que amanhece a tempinho comendo vi antes vídeo pornô vídeocontos sobrinha da vizinhacasal procura homem binovinho filho contoerotico cnnpornô irmao e irmã_xxxvideos.comcontos de cdzinhacontos eroticos scatfiz sexo com colega sarado trabalho contosgayssacolinha da bundonavideo meteu ate otalo no cu e o corno so olhando ela debrucoxvideos contosicestohomens balancando as bolas pornoContos eroticos gravida evangelicaSUPERDOTADO ARROMBANDO FALSA MAGRA NEGRA DO BUNDAO DORMIDO DE SHORTINHOHOMENS BOMBADAO COM PENIS ACAVALADOS GOZANDO NA BOCA DE LOIRAS PORNOxvideo de gay peao despencar fucionario para fude com o engenheiroOvelho fazedosexo/texto/201806446tia gostoza peituda seta no colo do sobrinho vigem deixa loucoxvideo empurrando e gozando topado ate o taloContos eroticos patricinhas transando com namorados das primas e engravida