Estou apaixonada pela minha tia?

Eu não sei o que acontece comigo, mas de alguns anos para cá tenho sonhos eróticos com a minha tia. Isso mesmo que você leu: minha tia, irmã da mamãe. Desde pequenina sou muito apegada a ela. A diferença de idade e o grau de parentesco chegam a passar despercebidos, pois nos identificamos muito na maneira de ser e de ver a vida. Raramente a chamo de tia. Carinhosamente, ela me chama de Bi. Eu a chamo de Dé. As minhas irmãs, também, adoram-na por demais! Mamãe tem três filhas, eu sou a caçula.

Sinto vergonha de ter estes sonhos e despertar sentimentos, deste tipo, pela irmã da mamãe. Admiro-a e respeito-a. O que fazer com meu coração apaixonado? O que irão pensar de mim? Eu não tenho a coragem de me declarar e dizê-la que a amo como mulher. O meu maior medo é de que ela se afaste de mim. Eu não suportaria viver sem a presença dela, quase que diária, na minha vida. Portanto, prefiro manter as coisas como estão. É um drama... Estou em conflitos! Ora vejo-a na figura da amiga... Ora na figura da tia... Ora na figura da mulher que amo! Escrevi este relato para desabafar. Uma pena, ainda, eu não poder gritar ao mundo que ela é a mulher da minha vida. Que Deus me perdoe! Faço orações diariamente e procuro seguir os mandamentos. Somos uma família cristã. Participamos dos cultos e vigílias, em orações, na igreja que congregamos.

Eu gosto de meninas. Mamãe não me aceita! Papai e irmãs torcem pela minha felicidade. Titia me ama do jeitinho que sou. É meu porto seguro! Porém, quando ela precisa ser dura comigo, não tem dó! (risos) Sabrina e Julia, minhas irmãs, são casadas e têm filhos. Mamãe, vira e mexe, incentiva-me a interessar pelos meninos da igreja. Estou farta disso! Quero, em paz, viver minha vida. Escolher, sem sofrer pressão, a pessoa que quero ao meu lado. Eu acredito que não deva existir competição entre religiões, pois são vários os caminhos que nos levam ao Pai celestial. Observo, dentro da igreja, pessoas que torcem e competem por uma única bandeira. Julgam-se superiores! Isso não é servir Deus.

Eu tive alguns namoradinhos e namoradinhas. Brinquei um pouquinho, mas nada sério. Adoro sexo anal e masturbo-me bastante, pois não sou de ferro. (risos) Pasme... Sou virgem! Pois é, entrei na conversa da mamãe neurótica. Guardo-me... Ainda não chegou o momento! Segundo as ilusões dela, para o príncipe evangélico que virá montado num belo cavalo branco. As amigas da universidade dizem-me que sou a cinderela!

Meu nome é Bianca, 20 anos, branca, 1,53m, 50Kg, olhos azuis, cabelos loiros, lisos e bem compridos. Quase chegam à cintura! Tenho seios perinhas, bumbum carnudo, durinho e redondinho. Pernas lisas e charmosas!

Minha tia é a Débora, 38 anos, branca, 1,57m, 60Kg, olhos esverdeados, cabelos loiros, lisos e compridos. Lindos! Seios grandes, bumbum carnudo, macio e redondo. Pernas lisas e grossas. Ela é casada e têm filhos. Um menino, quinze anos, e duas meninas, treze e onze anos de idade.

Quando eu fico na casa dela, colocamos as fofocas em dia, brincamos com seus filhos, jantamos, tomamos banho na banheira, assistimos TV e damos muitas risadas. É uma farra! (titio trabalha à noite) Na hora de dormir, ficamos abraçadas de conchinha. Muitas vezes, apenas de calcinha e cobertas por edredom de seda. Não posso negar que fico molhadinha... Acho que ela também! (risos) Titia diz-me que, quando tinha a minha idade, seu corpo era igual ao meu. Seus pensamentos, ainda mais! Será que sentimos a mesma coisa?

Ao sonhar com ela, tenho orgasmos e acordo hiper molhada. Transformo-me numa mulher bem desinibida. Oposto do que eu sou na vida real! Será? Nos devaneios, eu não sou virgem. Tenho a sensação de que somos íntimas à longa data. Chamo-a, somente, de tia.

É tudo muito intenso! Estou tentando decifrar o que estes devaneios recorrentes querem dizer-me. O que me intriga é que a personalidade dela alterna durante o nosso momento íntimo. Ela inicia na figura da minha mamãe. Depois, transforma-se na figura da minha titia. No final, transforma-se novamente e revela a mulher que me ama. Bom, deixe-me relatar um dos sonhos e você poderá entender melhor. Muito obrigada por estar lendo e, se quiser, comente. Vote! Ou melhor, escreva a sua história... Não tenha vergonha! Beijos.

Estou nua na cama, macia e confortável, da minha tia. Deitada e com as pernas abertas. Minha vagina está quente... Molhada. A língua é sapeca... Deliro! Meus grandes e pequenos lábios acarinhados. Sinto o calor da respiração dela no meio das pernas. Recebo beijos, de língua, na xoxota! (ai que vergonha escrever este texto!) Uma delícia ser chupada... Não é?

- Chupe-me? Assiiim! Aaaai, tia... Você me maaata de prazer!

- Você é muuuito sapeca e levaaada! Precisa ser castigaaada para tirar estas coisas ruins de dentro de você. Você está com o diabo no corpo! Fique quieta... Cale a boca.

Mordo o lábio inferior da boca e viro o pescoço para os lados. Inquieta aos carinhos que recebo! Meus olhos estão entreabertos. O rosto e corpo esquentam sem parar. Coração dispara. Seios ficam durinhos! Eu e titia... Nuas sobre o lençol macio e cheiroso! Adoramos carícias. Ela vigia-me enquanto apodera-se do meu corpo. O sorriso dela é lindo... Fica ainda mais no meio das minhas pernas:

- Laaambe minha boceta? Aaaai... Que tesããão, tia!

O rosto dela fica lambuzado pelo líquido que escorre, a cada contração, das minhas entranhas. Acaricio-me na xoxota. Mantenho-a, aberta, através dos dedos, indicador e médio:

- Aaaaaai... Como você me chupa gostoso, tia!

- Sua safaaada... Biscatiiinha! Você será castigaaada no juízo final!

- Assim você me fará gozaaar! Aaaaaai, tia.

- Cale a boca... Quietinha! Xô satanás... Saaaia deste corpo que não te perteeence!

Aperto a pele que recobre o clitóris e o ofereço à sua língua molhada. Sinto enorme prazer em me arreganhar! Balança a língua no grelinho e leva-me ao clímax:

- Aaaaaaaaaaaaaai... Estou gozaaando, tia!

- Biscatinha!

- Aaaai... Laaambe? Laaambe o meladinho, tia?

- Você é muito arteeeira, Bianca. Merece taaapas para tirar o coisa ruuuim. Splash... Splash! (tapinhas na minha bunda)

- Paaare de chupar? Não estou aguentaaando! Estou mooole, tia.

Fechei as pernas. Boca seca, ofegante e sentindo ondas de calor por todo o corpo. Espasmos na vagina fazendo-me tremer o quadril e dar solavancos sobre a cama. Minha tia apóia os ombros nas minhas coxas macias e alisa-se nos melões inchados. Chupa-os. Fico looouca de vontade de também abocanhá-los! Ela abre minhas pernas e esfrega-os na vagina. Torna saboreá-los! Sinto bicos duros deslizar na pele, macia e sensível, da xolinha. Contraio-me gozando:

- Aaaaaaai... Que delííícia, tia!

Meus lábios da xaninha são puxados pela boca dela. Chupa-os! Deliro e tento fechar as pernas... Espeto-me nos brincos:

- AiAi... Uuui?

Titia desliza a língua pela minha vagina. Chupa meu líquido. Saboreia-o! Ergue minhas pernas e lambe-me no ânus. Como é gostoso... Fico doooida! Meu clitóris está muito sensível... Estou quase sem forças. Minha vagina pulsa. Ela não me deixa descansar... Estou indefesa! Ela não desgruda da gruta do prazer. Acompanha-me nos movimentos do quadril. Geme no meio das minhas pernas:

- Aaai... Que bocetinha gostosa de lambeeer, Bi!

Titia está se masturbando. Vejo-a de quatro... Enfia dedos na vagina:

- Bi... Sabia que eu me masturbo pensando em ti?

- Meeesmo? Eu também, tia! Uaaau!

- Sim, minha sobrinha querida!

Titia goza:

- Aaaaaaaaaaaaaaaai, Bi... Huuum!

Excito-me ao vê-la e escutá-la:

- Chupe-me? Assiiiim... Aaaaaaai, tia!

Titia retira dedos molhados da xoxota. Oferece-os na minha boca. Abocanho-os... Chupo o melzinho dela! Delicioso:

- Iiisso, Bi... Chuuupe o gozo da sua tia?

- Hahan... Aaaai, tia!

- Bi... Eu ti amo! Você é a minha sobrinha querida!

- Eu tambééém... Ti amo, tia!

Que sabor gostoso! Adoro cheirar e lamber os dedos dela. Minha língua desliza entre eles e saboreia-os. Molho-os de salivas. Ela torna a enfiá-los na xaninha lisa. Gememos. Titia lambe-me nos pés... Nas pernas. Chega à minha xolinha. Morde-me nas coxas brancas. Passa-me as mãos no bumbum. Lambe-me no cuzinho. Uaaau... Deixa-me doooida! Molha-o. Força a entrada com um de seus dedos macios:

- Aaaaaaaaaai, tia... Que tesããão!

- Cuzinho apertado... Quente! Bi, seu corpo é igual ao meu quando tinha sua idade!

- Aaaai, tia... Deste jeito, irei gozaaar!

- Goooze? Isso que eu queeero, Bi!

Titia pegou lubrificante a base de água. Lambuzou-me no ânus... Na vagina. Logo, deslizou-me o dedo médio no buraquinho. Chupava-me no clitóris. Depois, enfiou-me dois dedos, da outra mão, na boceta. Ficou brincando nos meus orifícios. Sem tirar de dentro! Assim que senti, simultaneamente, os dedos macios me estocando e a língua me judiando, gozei como uma porca:

- Aaaaaaaaaaaaaaai, tia!

Titia mexia as pontas dos dedos nos meus orifícios. Eu apertava-os nas minhas contrações. Delirava! Estava no clímax... Meus orifícios pulsavam! Líquidos quentes escorriam... Meu quadril descontrolava-se! Sentia-me revirada. Fechei as pernas. Carinhosamente, titia retirou os dedos melados. Chupou-os. Estávamos ofegantes. Descansamos deitadas de conchinha. Ela ficou atrás de mim. Sentia a respiração dela na minha orelha. Beijava-me na nuca. Mordia-me, carinhosamente, no pescoço e nos ombros. Os seios cutucavam-me nas costas. Bicos duros! As mãos acariciavam-me nos seios. As coxas macias esfregavam as minhas. O clitóris, inchado, roçava-me no bumbum liso. Como aguentar? Excitei-me novamente! (risos)

Virei de frente para ela. Abraçamo-nos deitadas. Beijamos de língua. Boca macia... Quente! Sorrimos. Ajeitamos os cabelos atrás das orelhas. Mordemos os lábios e enfiamos dedos na boca uma da outra. Acariciamo-nos no rosto. Nos seios. No corpo todo! A idéia de incesto entre tia e sobrinha estava caracterizada... Excitou-nos ainda mais! Sentimos liberdade para viver nosso romance... Nossos desejos mais secretos... Nossas taras de mulher! Envolvida pelo seu aconchego, deixei-me levar. Sem neuras... Sem medos! Beijamos muuuito. Fiquei maravilhada com o cheiro e sabor das suas salivas.

Titia mordia-me na orelha enquanto sussurrava-me:

- Bi, eu ti amo... Nunca se esqueça disso!

Eu me sentia tão feliz escutando aquelas palavras! Fiquei emocionada... Meu corpo tremia! Olhamo-nos e nos acarinhamos abraçadas. Mãos deslizaram-me no bumbum e coxas. Entraram-me entre as pernas e agraciaram-me no sexo molhado. Fiz o mesmo nela! Gemíamos. Sentíamos a respiração da outra. Esfregamos nossos lábios... Nossos corpos! O cheiro do corpo dela deixou-me looouca! Era chegada a hora de eu retribuir! Alisei-a nos cabelos cheirosos. Ajeitei-os atrás das orelhas. Mordi-a no pescoço enquanto apalpava-a nos melões. Titia contorcia-se nos meus braços femininos. Cerrava os olhos. Mexia o quadril esfregando-o no meu corpo. Nossos clitóris encontraram-se... Maravilhosa sensação! Eu não conseguia parar de beijá-la. Enfiei dedos na vagina dela. Deslizei-os, carinhosamente. Encharcada... Quente! Esfreguei-a no grelinho até ela urrar de prazer nos meus braços:

- Aaaaaaaaaaai... Que delícia fazer amor com você, Bi!

- Tia... Eu ti amo! Você é a mulher da minha vida!

- Eu também ti amo, Bi!

Abocanhei-a nos seios. Macios e grandes... Chupei-a nos bicos excitados. Titia gemia e contorcia-se. Afastei-me e beijei-a pelo corpo. Deixei rastros de salivas! Mordisquei-a nos pés macios e cheirosos. Suas coxas grossas e quentes. Seu bumbum macio e grande. Passei minha língua no seu reguinho. Suado e saboroso... Cheirinho de bumbum sem lavar! Fiquei doooida beijando-a e chupando-a no cuzinho. Ele piscava... Até mordia minha língua que tentava invadi-lo! (risos) Passei lubrificante e introduzi o dedo indicador. Revezei-o com o médio. Saboreei-a na xana. Molhada! Chupava-a no grelinho e enfiava dedos no cuzinho. Quente... Apertaaado! Minha tia gemia e liberava líquidos para meu deleite:

- Aaaaaaaaaaaai... Estou gozaaando, Bi!

Titia alisou-se nos cabelos. Acarinhou-se nos seios. Linda e cheirosa sob meu poder! Tirei os dedos do seu buraquinho e beijei-a. Ela me apertou pelas costas. Sugou-me na língua. Voraz! Rolamos abraçadas e suadas. Titia ficou sobre mim. Virou seu corpo. Meia nove. A bunda grande e macia sobre meu rosto. Eu não acreditei... Aí sim, fiquei doooida! A língua deslizou na minha boceta e dedos entraram e saíram do meu canal vaginal. Via estrelas! Rocei o rostinho no seu bumbum macio. Admirei-o. Apertei-o. Cheirei-o. Buraquinho rachadinho! Lambuzamo-nos de lubrificante. Nela, enfiei dedos no ânus e vagina. Chupei-a nos orifícios e acarinhei-a no clitóris. Afundei lábios na vagina macia. Saborosa! Estava ensopada... Líquidos branquinhos escorriam. Eu os saboreei... Salgadinhos e gosmentos! Amei. É disso que eu gosto! Meus lábios da xana eram balançados pela língua manhosa... Por seus dedos curiosos! Respingos de gozo caíram nas minhas coxas e lençol. Os seios apertaram-me na barriga e eu delirava chupando-a na boceta. Ela ergueu as minhas pernas. Dobrei-as. Enfiou o rosto na fenda molhada. Passava as mãos no meu bumbum. Empinou o quadril. Enfiou a língua e dedos no meu buraquinho de fazer cocô. Sussurrou-me:

- Adoro sua bunda, Bi... Sua boceta... Seu cuzinho! Lindos!

- Aaaaai, tia! Que língua gostosa! Dedos macios.

- Cuzinho apertaaado, Bi! Gostoso!

- Aaaaaaaai, tia... Estou gozaaando!

- Liiinda... Eu ti amo, Bi! Iiiisso...

- Eu também ti amo, tiiia!

Gozamos uma na boca da outra... Foram vários orgasmos! O lençol ficou úmido, amassado e com cabelos caídos. Marcas de batom em nossos corpos suados. Duas mulheres que se amam fazendo amor! Titia saiu de cima de mim. Beijamo-nos e nos abraçamos. Sorríamos de felicidade e prazer. Deitamos. Ela ficou sobre mim e esfregamos nossas vaginas. Lábios com lábios... Deliramos uma na boceta da outra! Líquidos quentes misturando-se. Murmurávamos:

- Bianca... Eu ti amo muito! Você é o amor da minha vida.

- Tia, você também é o amor da minha vida. Sempre será!

Saciadas, suadas e ofegantes, descansamos abraçadas. Adormecemos juntinhas!

Este incesto lésbico, entre tia e sobrinha, é a maneira encontrada pela vida para mostrar diferentes formas de amor para a mamãe da Bianca? O que você acha?

Observação: o título original deste conto é “Virgem delira pela irmã da mamãe”.

Pessoal, por hoje é só! Fique em paz e obrigado pela leitura. Beijos.


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive Amiga Sensível a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
08/10/2012 02:46:10
Muito obrigado ao site casa dos contos pela atenção e respeito com que me trata. Atendimento rápido e eficaz.
28/09/2012 02:50:32
Olá, bom dia. Tudo bem? Espero que sim. Tentei publicar meu conto há pouco no site e fui surpreendido pela mensagem dizendo que meu texto foi publicado por outra pessoa. O site me informa que uma pessoa de nome "DIRETOR" PUBLICOU MEU TEXTO COM O TÍTULO "SONHANDO COM A TITIA". Vale lembrar que meu texto tem o título original "Virgem delira pela irmã da mamãe" e está publicado no site contoerotico.com.br desde setembro de 2011. Quero providências deste site o mais rápido possível. Quero meu texto publicado em meu nome. Aguardo resposta o mais breve possível. Obs: segue abaixo meu texto na íntegra.


pono gay ply boi adolenti dando cu ategosacontoerotico eu,namorada, minha mae e tio jorgecontos pornôs mulheres lindas e muito gostosas que seus maridos liberaram para seus amigos que tem um pau bem grandeConto tire o cabasi de tma guriazinha e goze sinco veziz a bucetinha chegava faze barulho de tanta pora dentro delacontos eróticos, fatos veridicos com bem dotadoVer foto de mulheres mostrano a buceta e metenobaixar videos de ponografia pai chega de viagei e pega a filha a dormirVer bubuta chinesa novinhascontos eiroticos leilapornmelhores vídeos de GTA da pegando padrasto pelado debaixo do chuveirominha concunha morena gostosa que arrobeienfiano anter o cotovelo no travestiscars depau grande gosando ns cara de safadasxvideocomendo a comadre e gozando na boca delaComtos erotica's ninfeta mestada adoramdoconto gay ele se revoltou e tomou todasconto erótico alunavideo porno a navinha criando corage a enfiar o pau do cavalo em sua bucetabaixando GTA tomando banho no banheiro tocando siririca eu não aguentei e ajudei ela comendo elacontos gay ajudando meu pai fechar a venda 2puta zoofilia coladaminha mulher é eu fomos enrabadosconto gay o marrento do bairrobaixar vídeo pornô mulher fazendo sinal com a mão presa na pia para o homem comer elaconto cadela subvidiopormo de mulier que noa aguenta pau no cu e bera naorapornô de girico com mulher de Diego com mulherzooman contomãe chega do serviço e faz a sua filha dando o c****** no XVídeo ela ainda virgem nunca tinha dado minha b***** nem um pouquinho e ela Fraga fica Vista irritada e entra na bagunçavidios porno velho deboxadascara enrabado pelo cachorrocontos.fragas cheirando causinhadoce nanda contos eroticosmeu genro deixa minhas calcinhas encharcadas de porrafotos de novihha bucetudax vidio de menina de menor de sortinhoTraveti bhvidio mulhe deixado gozadetroDavizinho gritando de dor com negão bem dotadocoroa esguicha de prazer de ter tora no cux videos brasil dois homensvai sogrinha gostoza filmechupo e emguliu apora toda xvideosconto gay meu genro e bichaAnnabelle o c****** aqui ó aqui não aqui ó p******* do c****** v************** seu viadoxvidio atolo a sobrinhaFernanda,vasconcello,zap,xvideosMulhe morena mostrando busetonha gostosa e um poquinho de cabelover munheris entertidas de pernas abertas mostrando o busetaoFodendo com meu amigo Astrogildo novinha com sabonete batendo uma no chuveiropra um homemmeu marido batendo punheta wando eu transo xvideosconto gay guilherme e felipemulher que um pirocao naes nao ageta a pica.do caracontos dei p meu chefeele foi retribuir.o favor q a irman lhe fez pornodoidoxvideofude a velhaxxvidio pega de surpresa dpa xaninha da verinhacontos eroticos de mulheres bofinhosfotos de grelos ichadinhosdei de mamar pra meu marido e pro meu cunhado amamentaçao adulta conto eroticoContos chupei a buceta da janaracontos eiroticos leilapornquando o outro eu quero filme só de mulher pornô fazendo pornô com a outra arranhada r***** bundudaesposa na zoofiliavídeo porno amadores encostano a pica na buseta cabeluda da intiada durmidovideo de sex com pauzaoassistir agoraContos de gay minha primeira vez com um cao jumentocontos filad estrupadadnegao erguendo branquinho no pauver filmes porno só porradãomulata de short amrelo deitada de bunda pracima e o marido mexendo na bunda delamovimhas fazendo sexo com seus avo tirando as suas roupas vídeo pornô da raçacasos amad chama irm pra bate ponheta e gosa favela cariocaamigo superdorado enraba esposa gravida contoentiado nao guentou dormir com a madrasta sexoquete