Renatinha amiga da minha esposa, minha putinha fiel!!!

Um conto erótico de Pintor 21x6
Categoria: Heterossexual
Data: 20/08/2015 17:36:43
Nota 9.85

Olá, primeiramente gostaria de agradecer os comentários que recebi em meu outro relato (Delicia de Cunhada).

Não esperava a repercussão que foi atingida! Valeu amigos escritores e leitores aqui da CDC!

Os comentários além de positivos me incentivaram a relatar aqui mais um relacionamento que estou vivendo.

Como já disse no outro relato meu nome é João, tenho 39 anos, sou casado, 1,80, não malho, mas, tenho um corpo legal, nem magro nem gordo.

Acontece que minha esposa não tem o mesmo apetite sexual que eu tenho, por isso, me viro com minhas escapadas.

Recentemente morando em Vitória-Es, tenho que bimestralmente ir a SP por conta de uma sociedade.

O caso a que venho relatar aqui aconteceu em Abril deste ano, quando fiz minha segunda viagem para SP depois de estar morando no paraíso capixaba que é Vitória.

Minha esposa além de não ter um apetite sexual tão guloso quanto o meu, também não é muito amistosa, tanto que um ano morando em SP ela fez apenas uma amizade.

Uma mestiça que trabalhava com ela um petshop próximo de ontem morávamos.

Renata, tem aprox.. 1,55-1,60 de altura, seios médios, uns 55-58kls, um bumbum redondinho e bem rebitadinho, nem parece japa, 21 anos... uma ninfeta, linda , parecida com a Dani Suzuki da tv ,muito gostosa!

Sempre que levava ou buscava minha esposa no trabalho ficava de pau duro com a Renatinha... que nunca me deu um sinal de esperança!!!

Minha esposa me incumbiu de pegar com a Renata umas coisas que ela tinha emprestado para mestiça (acessórios femininos e um carregador de bateria).

Chegando a SP , fiz o que meus compromissos pediam e tão logo terminei , passei uma msg para Renata avisando que passaria no pet ao fim da tarde.

“Oi Renata td bem” É o João, esposo da Lilian, ela me pediu para passar no pet e pegar contigo algumas coisinhas dela. Estou saindo aqui do Jabaquara dentro de 20 minutos já estou passando ai no pet, ok?”

Já estava doido para ver aquela japinha delicia, e tirar uma lasquinha em um abraço, já que dessa vez minha esposa não estaria por perto rsrsrs.

Renata não demorou 2 minutos e respondeu ”Oiiiii td bem? Como vc está??? A Lilian me falou que vc passaria pelo pet mesmo, sabe oque é não fui trabalhar hj, vc pode passar aqui em casa? Estou no salão agora, devo chegar em casa por volta das 8...td bem??? Beijinhos”.

“Blz Rê passo na sua então 8 e meia tá???”

“Blz João..te espero, até, bjos”

Nesse dia um amigo me chamou para um barzinho na Vila Madalena, disse que ia rolar uma botecada legal no local e como sou festeiro , aceitei o convite.

Cheguei na casa da minha Mãe onde sempre fico qdo vou a SP, colocamos o papo em dia, tomei um banho e me aprontei para noite.

Camisa xadres despojada, calça jeans surradinha, sapatenis , perfuminho e meus acessórios que já fazem parte de meu dia a dia, pulseiras e um colar (estilo roots).

Já eram 8 horas qdo mandei uma msg para Renatinha:

“Rê to saindo da casa de minha Mãe em 10 minutos...blz?? bjo “

Me despedi de minha Mãe, peguei o carro do meu irmão emprestado e estava solto , pronto para baladinha que eu fora convidado , até aquele momento , eu estava imaginando como seria minha baladinha com meu amigo, que me dissera que no bar iria algumas amigas dele e que facilmente sairíamos acompanhados .

Mal sabia eu o “bem” me aconteceria naquela noite.

No caminho para casa de Renata, passei em uma farmácia e comprei um pacote de camisinhas, como estava confiante no meu amigo, pensei: “melhor ter do que não meter né rsrsrs”...

Cheguei a casa de Renata, toquei a campainha , foi quando um azobiu chamou minha atenção, era a ela a japinha delicia que estava a poucos metros na msm calçada , me chamando:

“Joãooooo, peraaaaeee”..

Que delicia, ela estava usando uma camisetinha regatinha, e uma micro mini saia que meu Deus, na hora que eu vi , o Jhony Jr. ja se pos em posição de ataque.

“Oiiii td bom??? “ ela me comprimentou com um beijo no rosto.

Por ser mais baixa que eu , quando ela veio me comprimentar eu à preensei no abraço suspendendo ela um pouco do chão, nem tinha tanta intimidade com ela assim, mais aproveitei a chance e não me arrependo.

Ela presa ao meu abraço e suspensa uns 10 centimentros do chão, levou a mão a parte de trás da saia para cobrir a exposição da bundinha.

“aiii seu maluco quer me deixar pelada aqui na rua é???o povo aqui já fala de mim , se me verem assim com um bonitão me agarrando o que não vao pensar???”

“Obrigado pelo bonitão, mas não queiro deixa-la pelada aqui na rua não....aqui não” brinquei com segundas e terceiras intenções.

“Aqui na rua não e nem em outro lugar vc ta doido é?? Deixa a Liliam saber disso...deixa”

“Se vc não contar para ela eu não conto”, soltei essa mais na brincadeira que tudo, afinal senti um certo repudio a minha brincadeira , e se tem algo que não gosto é de causar mal estar à uma mulher, mas, logico que no fundo tinha outras terceiras, quartas e pq não quintas intenções né???

“Sei, e aonde o Sr. , Casado , vai todo arrumadinho assim????”

“Vou em um barzinho na Vila Madelana encotrar um amigo”

“Encontrar amigo sei...minha amiga sabe que vc vai a esse encontro???”

“Claro que sabe, quer ir junto comigo para ser os olhos dela? ”convidei-a já pensando em comê-la, como faria nem imaginava, mais não tinha como desejar outra coisa a não ser devorar aquele mignonzinho, que delicinha de mulher é a Renatinha!!!

“Humm que horas vc vai?? preciso de pelo menos duas horas...tenho que tomar banho, achar uma roupa legal , maquiar, vc sabe como são as mulheres né???”

“Olha só, posso passar aqui e te pegar, sem problemas”

“Ta certo então, faz assim quando estiver pronta de mando uma msg”

“Fechou Re, vou fazer um esquenta e rever uns amigos aqui do bairro e qdo estiver pronta me avisa”

Trocamos mais um beijinho ao que ela soltou :”humm ta cheiroso heim...tem certeza que posso ir msm??nao quero atrapalhar nada heim?!?!??

Rapido respondi “Que isso Re, vc não atrapalha em nada, pelo contrario, vai é ajudar”

“Entao tá...deixa eu me apressar então” , se virou para entrar no portão e me deixou babando , a sainha que ela usava deixava seu bumbum arrebitado uma delicia e suas coxas grossas ficavam ainda mais provocantes.

Apertei o pau por cima da calça ainda admirando aquela bundinha e entrei no carro.

Passado quase duas horas recebo sua msg: “Pode vir...to pronta..bjo”

“To indo.Bjo”, respondi ,me despedi dos meus amigos, e fui em direção a sua casa.

Chegando lá Renata me esperava na porta, estava com vestidinho branco colado no corpo, não muito maior que a micro-mini-saia que ela usava, um salto alto e um perfume irresistível(adoro mulher perfumada).

Estava uma verdadeira panicat, deliciosa.

Rabinho todo empinadinho, coxas grossas, seios médios que foram realçados pelo decote do vestido, e um batom matador, aqueles meio rosa brilhante sabem???

“Meu Deus, para tudo que eu quero descer, vc esta linda Rê, vai quebrar tudo hj heim???”

“Ai tomara, queria msm arrumar um peguetinho hj, já faz dois meses que terminei meu casinho, quero aproveitar a noite hj e beijar muitooooo”

Sem duvidas ela pegaria quem quisesse aquela noite, e eu ali do seu ladinho maquinando o que fazer para ter aquela ninfeta em meus braços.

Fui até a sua porta , e fiz as vezes do cavalheiro, abri a porta , esperei ela se sentar e fechei.

Entrei no carro ela disparou : “Hummm cheiroso, bonito,e cavalheiro, mulher de sorte minha amiga!”

“Vc tbm é uma mulher de muita sorte, e eu acho que sua sorte esta em alta hj viu???”

“Pq??La vem vc com suas gracinhas , fala”

“Impossivel vc voltar para casa hj sem beijar ninguém Re, vc esta simplesmente maravilhosa, e digo mais, estou aqui para te ajudar no que for preciso!!!”

Olhei para ela pisquei e sai com o carro.

Renata deu uma risada sem graça, aquilo para mim foi uma reprovação a minha cantadinha barata, sei que foi barata, mas, por se tratar da uma amiga de minha esposa, eu estava me segurando para não por tudo a perder.

Ela ligou o som e o silencio predominou no carro por alguns minutos.

Parei em um posto , enquanto abastecia o carro ela desceu e me perguntou o que eu queria para beber, foi até a conveniência e voltou com duas cervejas.

“Toma gato, vamos abrir os trabalhos” disse e voltou a estampar o riso em seu rosto.

Brindamos, tomei um gole e passei a garrafa para ela segurar enquanto eu iniciava a saída com o carro do posto.

Com o carro em movimento estiquei a mão para pegar minha cerveja que estava entre as pernas de Renata, deslizei a garrafa gelada na parede interna de sua coxa, Renata levou um choquinho e anunciou com um “uiiiii, nossa arrepiou, seu maluco, faz isso não que eu já disse que faz 2 meses que to na seca né???

Safada tinha gostado da minha audácia e ainda por cima me fez uma provoação.

“Renata uma mulher como vc só fica na seca se quiser, você além de linda e muito gente boa tem todos atribudos sonhados e desejado de todo homem!”

Aproveitei a deixa que ela deu e fiz minha mais audiciosa e certeira aposta nos jogos de palavras, com aquela ninfeta linda amiga de minha esposa.

Renata se abriu, não se conteve com o elogio, sentou de lado no banco , ficou olhando para mim com um riso safado no rosto , segurando a cerveja em uma das mãos e a outra mexendo o cabelo me endagou: “É mesmo João?? E vc tbm tem esses sonhos e desejos comigo??ou só os outros homens?”

Não acreditei que ela falou isso, por uns treis segundos panguei no ar, juro que já imaginava eu chupando ela todinha, não tinha nenhuma outra intenção essa noite que não fosse tentar comer essa mestiça deliciosa, mas , oque eu não imaginava é que ela seria tão direta e aberta.

Em um start de lucidez e em um segundo mais já voltei a realidade , coloquei uma das mãos em sua coxa, dirigindo e olhando ainda para frente falei:”Tenho sim Rê, muitoooss sonhosss e muitos desejosss” falando isso sem olhar para ela, fui jogando o carro para a pista da direita, acariciando sua coxa com um vai-e-vem onde eu afofava a palma de minha mão naquela coxa firme e gostosa, fui de encontro a seu rosto: “E um desses desejos, vou realizar agora” Beijei-a , com o carro em movimento , o beijo era divido entre olho fechado se entregando ao extase que esse momento delicioso nos proporciona, eu gosto muito de beijar na boca, acho essencial um bom beijo , senão rolar química no beijo, dificilmente rola algo mais, beijo é a primeira entrega corpórea que fazemos com nossa(o) parceira(o) ? e o olho aberto prestando meia atenção no trafego rsrsrs,, não tinha como esperar, aquele era o local mais apropriado e momento exato para isso acontecer.

“Aiiii Joãooooo “ falou agarrada ao meu pescoço após o beijo que não prolongamos mais pelo movimento do transito, aconchegou-se em meu ombro, me deu um cheiro no cangote “Seu cheiroossoo” se afastou sem se desenlaçar do meu corpo, entre o beijo e aquele momento ainda não tinha se passado nem 5 minutos , entrei em uma ruazinha a direita de pouco movimento , e uns 15 metros para dentro estacionei o carro, me virei para Renata que apenas me olhava como uma caça já indefesa olha para seu predador.

Nada falamos , apenas nossas línguas conversavam nesse momento, Renata tem o rosto e a boca pequenos , com uma mão segurava o seu rosto e com a outra sua nuca, tinha total controle sobre aquela ninfetinha linda deliciosa.

Comecei a percorrer seu rosto com minha boca, beijando do canto da boca até a orelha com pequenos e seguidos beijinhos que estavam deixando a mesticinha maluca, ela sugava o ar soltava gemidinhos a cada vez que minha língua deslizava em sua orelha.

Soltei seu rosto, segurando apenas em sua nuca agora, eu comecei a deslizar minha outra mão agora sob seus seios, apalpei cada um deles por cima do vestido , friccionava levemente os mamilos rígidos e pontudos , o atrito com eles era muito perceptível pq o tecido do vestido não era muito grosso.

Renata começou a passar a mão em meu peito , acarinhando e dando leves apertadas, me fazendo gemer também de muito tesão.

Desceu do peito e parou no abdômen, ficou me excitando um pouco nessa área tbm, circulando as pontas dos dedos por baixo de minha camisa, assim ela foi descendo até minha cintura, onde achou minha calça, ela colocava um dedo por dentro calça e ficava esfregando ele de um lado ao outro, eu já não me aguentava de tanto tesão.

Alisando seus peitos ainda por cima do vestido , lambendo ,nuca, orelha e pescoço daquela gostosa...”aaaaaiiiiii” soltei em seu ouvido me erguendo no banco levando o meu abdômen até sua boca, Renata começou a beijar e lamber minha barriga, deslizei minhas mãos por sua cabeça como se ela estivesse fazendo um boquete pro meu abdômen, desabotoei e abaixei a calça até quase o joelho , Renata que segurava em minha cintura, passou a mão em meu por cima da cueca, apertou a tora dura e começou tirar minha cueca, ao que ela baixava a cueca ela tbm descia os beijinhos que estava dando em minha barriga.

Ao se soltar da cueca meu pau saltou sob seu seios, Renata então, afastou a boca do meu corpo olhou de baixo para cima em meu olhos e começou a beijar a cabeça do meu pau, ela sabia e sabe fazer muito bem feito isso, primeiro ela da beijinhos delicados olhando com carinha de inocente , depois começa a engolir a cabeça e beija-la com vontade, a cada vez que tira da boca a cabeçorra toda babada do beijo molhado que recebeu, ela da uma risadinha safada mordendo os lábios.

Uma verdadeira putinha, safada mesmo, chupa uma pica como ninguém, engole tudo.

Estava uma delicia aquele boquete além de ser uma fantasia que estava realizando tinha o extase tbm de estar depois de casado, sendo chupado dentro de um carro em via publica, pela amiga da minha esposa.Era muito tesão.

Renata começou a sumir com minha pica dentro de sua boca ,não sou nenhum cavalo , mais considero quando uma mulher engole todo meu mastro.

Ela engolia lentamente minha tora, mexia a cabeça quando todo ele estava dentro de sua boca, seu nariz chegava a roçar minha barriga nesse movimento.

Depois ia tirando da boca com a mesma pressa como que engoliou, ou seja, uma vagarosa tortura de tesão, ela ia tirando ele e ao mesmo tempo lambendo o corpo do meu pau que ainda restava em sua boca.

Já não aguentava mais, puxei seu rosto para cima dei um beijo delicioso , e fui baixando a alça de seu vestindo , expondo para fora seus seios desnudo de soutien.

Renata tem seios médios, redondinhos bicos e aureolas marronzinhos , naturais , firmes e deliciosos.

Mamei em cada um deles com muita vontade e desejo, por diversas vezes desejei chupa-los e agora que tinha eles ali só para mim, não tinha pressa em sair de cima.

Beijando um deles apalpava o outro , acariciando todo ele, contornando todo seu bico com meus dedos, dedilhando a pontinha do bico deixando este totalmente duro e pontudo enquanto com a boca devora o outro.

Alternava os seios, ora chupava um , ora dedilhava o outro, assim fiquei por uns 10/15 minutos, Renata nesse momento , se contorcia sob o banco, gemia e uivava como uma cadelinha no cio , pronta para ser engatada.

Sai de cima do seu colo e a chamei para o banco traseiro.

Pulei para trás, Renata rápido me acompanhou e logo estávamos engatados novamente pela boca, nossas línguas tem liga, e por ter uma boquinha pequena , praticamente devora ela quando estamos nos beijando.

Isso deixa a mesticinha ainda mais maluca, meu beijo escorre da boca até o queixo, desliza do canto da boca até a orelha, desço mais um pouquinho até o pesconcinho e volto deslizando beijinhos e mordiscadas, a mulherada pira nessa dedicação do beijo!!!

Renata mesmo se apressa em tirar por completo o vestido , eu logo retiro das pernas minha calça e a box que já estavam arriadas.

Ver aquela delicia nuazinha em pelo ali na minha frente, ainda que fosse dentro do carro, fode-se alias, não importa aonde fosse, e sim que ela estava ali todinha para mim.

Abracei forte Renata contra meu corpo fazendo um contato quase que total de nossos corpus nus, entrelacei minha perna sob as dela, me deitei no banco trazendo ela por cima de mim e assim então pude sentir todo seu corpo entregue ao meu.

Pele macia, cheirosa, ela arrepiava a cada vez que eu vagarosamente deslizava meus dedos em sua costela e sua lombar.

Para não ficar pra trás nas provocações ela me mordiscava pescoço e orelha.

Desci minha mão pelo seu corpo , segurei em sua cintura, pude notar o desnível que tem entre sua lombar e sua bunda, que delicia de bundinha, apalpei e apertei firme, segurei forte e firme, dei mais uma apalpada e enquando nos beijávamos dei uma palmada em sua nadega.

Bati seco,”Tap”,”Hummm deliciaaaaa, vou comer vc todinha Re, sempre quis te comer e agora vou te comer bem gostoso delicinha” ainda com a bunda apertada pela minha mão Renata era só provocação “Vai me comer todinha vai, vai comer bem gostosinho safadao vai” “Vou sim delicinha, vou te foder bem gostoso minha safada”

Soltei a banda da bunda, deslizei meus dedos por sua bunda até chegar pela parte de tras de sua bocetinha , passei o dedo e senti tudo melecado, ela esta encharcada.

Mexi em seu grelinho, ela ainda estava deitada sob meu corpo, friccionei um pouco o dedo de leve em cima do seu clitóris , Renatinha se remexia forçando o corpo da vulva contra meu dedo.

Trouxe o dedo até sua boca e dei para ela chupar e sentir seu gostinho, ela engoliou meu dedo assim como fez com o meu pau minutos antes, levei novamente o dedo ate a porta de sua xaninha, melequei e trouxe para minha boca agora, tbm queria sentir o gostinho daquela bocetinha Sansei.

Assim como imaginara, o suco de sua bocetinha assim como ela era delicioso, hummm queria sentir mais.

Fui me levantando ainda aos beijos, com ela quase que escorregando do meu corpo pro assoalho do carro , segurei em suas costas levantando-a e tbm coloncando a minha frente, ficando dessa vez com o corpo todo atrás dela.

Renata rapidamente se posicionou como eu queria sem que precisasse de indicação, suas mão agora,estavam sob o encosto do banco e ajoelhada sob o banco ela ficou de quatro dentro carro comigo colado atrás dela, sai de cima e ela apoiou o colo do seio no encosto do banco, ficando ainda mais arrebitada, a visão era melhor do mundo , segurei em suas nadegas, apertei , dei palmadas , rocei meu pau duro sob elas, me deitei sob seu corpo , e bem colado em sua orelha sussurrei “Que deliciaa de mulher vc é Renatinha, vou chupar vc todinha, vc quer que eu te chupe quer??” “Ainniainnn queeeeroooo , vemmmm me chuuuupaaa seu gostooosssooo...aaiiiinnnsssssiiiiii”

“Entao pede direito pede minha putinha, pede pro seu macho de chupar pede minha safada”

“Aiiinnnn mmeuuu machoo vemmmm me chuuppaaa, por favooor....ainnssiiisiiiiii”

“Isso cadelinha, safada” lambi um dedo e passei de leve em sua xaninha, Renata retraiu o corpo , me ajoelhei no assoalho do carro e fui subindo as paredes internas de sua coxa com lambidas, mordiscadinhas e beijos , segurando firme em suas nadegas com as duas mãos.

Parecia que ela ia ter uma convulsão rsrs ,tremia o corpo todo a cada passada de língua próxima a virilha, fiquei nessa chupação de coxas por uns 5 minutos, quando então passo a ponta da língua no seu cuzinho, até então intacto aos meus toques, assim que a língua encostou , senti a fisgadinha que ela deu prensando o rabinho - percebi que ela já tinha dado o cuzinho por conta de uma preguinha solta que parecia um mini grelhinho.Adoro um cuzinho, comecei a lambe-lo com voracidade, forçando a entranda da língua , beijando como se fosse sua boca, Renata estava toda entregue “Chupa meu cuzinho meu macho chupaaaa ...aiiinssiiiii issoooo seu gostooosoooo chupa ele chupaaaa....hummmm”

Comecei a lambe-lo de cima para baixo e vice-versa, só lambidas, do rabinho e por todo rego até a racha da xaninha.

Mordiscava os cantos do seu reguinho tirando suspiros e gemidos de Renata não parava de rebolar o rabo em meu rosto.

Que delica chupar um cuzinho...huuummmm!!!!

Desci as lambidas e cheguei na sua xaninha, estava muito molhada.

Comecei a lamber de leve seus lábios vaginais , Renata agora forçava para baixo, onde estava minha boca, sua buceta, afim de friccionar mais o contato da minha língua em seu grelho.

Me virei entrei por baixo de Renata ficando com a cara toda embaixo de sua boceta.

Segurando em suas ancas devorava aquela xaninha cheirosa e melada.

Trouxe um dedo e passei a brincar no seu clitóris ora com a língua ora com a ponta do dedo, dedilhando de leve, aumentando ainda mais o tesão da “amiga da minha esposa”.

Com o dedo umedecido pelo mel de sua bocetinha passei a contornar o seu rabinho com meu indicador.

Renata forçava o rabo para trás, dando a entender que queria sim , sentir o rabo preenchido.

Brinquei com o dedo na entrada do seu rabinho apertado e quente, até que ele entrou um pouco , Renata parou o rebolado e soltou um gemido de prazer “AAAAIIIINNNNNNNN ISSSOOOOOOOO AAAAIIIIINNNNNNN”, segurei firme a ponta do dedo no seu rabo e comecei a fazer movimentos circulares com ele la dentro afim de alacia-lo para entrada completa do meu dedo.

Assim o fiz até sentir que ela estava pronta para receber meu dedo e quando soquei o dedo em seu rabo e chupando ainda sua bocetinha, Renata rebolou como antes novamente, e seu rebolado ajudava meu dedo a escorregar entrando e saindo daquele cuzinho , enquanto sua xaninha levava uma surra de língua.

“Aiiii vemmm meu machooo me cooommeee vemmmm”

Não resisti a ao seu pedido, me prostei atrás dela, tal como um cão se põe atrás de sua cadela, peguei a camisinha que estava no pacote em cima do quebra-sol, encapei o Jhony Jr., pincelei na entradinha da sua xaninha , e como estava muito umidecida, ainda que apertadinha sua xana a penetração foi suave, e logo estava com meus 21 cm de pau duro , socado em sua bocetinha.

Comecei um vai-e-vem lento , a medida que ia socando o pau em sua xana eu rebolava meu quadril ,contra o rebolado que Renata fazia, aumentanto assim o extase do nosso tesão, levando ela loucura.

A mestiça agora chorava de tesão , isso msm, chorava enquanto gemia e urrava de prazer com minha benga dentro de sua xavasca.

“Toma gostoso minha putinha toma sua safada sssssiiiiiiii delicia de bocetinhaaa....hummmm”

“Aiiinnnn que pauzão gostoso....sssiiiiiiii.....uuuuiiiii me comeee vemmmm soca na minha buceta soca meu machooooo...vaiiii....aaaiiiiinnn”

O barulho do soca-soca estava me deixando loco, aumentava meu libido de uma maneira que nunca tinha acontecido, sei lá, estava diferente.

Renata com a cintura empinadinha, a bundinha perfeita , lisa e fofinha , a minha disposição ali, toda entregue, eu socando gostosa rola à dentro da minha mais nova putinha....hummm, estava muito gostoso.

Socava e tirava o pau bem devegar, para ele sentir cada centimentro do meu pau invadindo sua xana.

Ela delirava,mexia o quadril bem gostoso, e lento tbm, estávamos compassados na socada e no rebolado.

“Aiii delicia....que gostoso foder sua boceta Renatinha...sssiiiiiii....aiiii...deliciaa...”

Renata olhou para trás sob os ombros, um olhar bem safado, putinha msm, mordendo os lábios :”Ta gostando tá meu macho...tá gostando de fuder minha bucetinha tá...soca gostoso ...soca pra mim soca delicia...pauzudo gostoso”.

Não aguentei, dei um tapa seco de palma aberta naquela bundinha rebitada, segurei firme com as duas mãos, uma em cada banda da bunda, e soquei tudo com força!

“Entao toma safada....quer rola quer...toma minha rola então minha putinha...toma a rola do seu macho...quem que é seu macho fala pra mim minha putinha fala”

E tome mais um , dois , treis tapas naquela bundinha gostosa.

“Aiiinnn vc que é meu macho ...vc meu homem!!”

Aumentei o ritmo das socadas...com uma das mãos que segurava firme aquela bundinha eu passei a segurar sua cintura, e a outra , peguei em seu cabelo e puxei contra meu corpo , junto com a puxada tbm na cintura, Renatinha se ergueu um pouco, eu me abaixei, dessa maneira nossos corpos colaram e passei a chupar seu pescoço, orelha e beijar sua boca enquanto continuava com pau em um vai-e-vem gostoso dentro da xaninha dela.

Fui parando as estocadas, me sentando no banco, Renata me beijou e começou a montar sob meu corpo,levou a mão até meu pau encaixou ele na boceta e começou sentar lentamente “aiii deliciaaaa...senta gostoso, senta minha putinha...senta no pau do seu macho senta...gostoooosssaaaa” ela ia sentando e rebolando devagarzinho, segurando meu pescoço com uma das mãos , a mesma que me acarinhava a nuca “Aiiiinnn ...hummm gostosoooo...hummmmm....” e o gemido se calou com ela me beijando a boca deliciosamente.

Que tesão!

Ela sentando gostoso em minha pica, eu chupando os seus seios, segurei firme na bunda e ajudava na impulsão do sob-desce que ela fazia.

Mete muito a ninfeta!!!

Caras e biquinhos de puta experiente, estava muito excitado.

“Gostosaaaa....isso rebola gostoso no meu pau....safada...vem me beija , beija seu macho”

E quando nos beijávamos eu aproveitava para esfregar meu peito contra o dela, os mamilos se tocando deixaram ela mais acessa ainda.

Renata passou a sentar com mais velocidade e força.

Quase que pulava em pau.

“Aiiinnnnn...huummmm......aaaiinnnnnnnn...ssssiiiiiii”

Eu rebolava meu quadril, enquanto ela deslizava a xana em cima da minha tora, com as mãos em sua bunda, levei o indicador até a entrada da xaninha e melequei ele com o melzinho que estava escorrendo de nossa foda.

Com ele melecadinho , passei a ponta no seu cuzinho, Renatinha fisgou novamente.

Fiquei com a ponta do dedo dando estocadinhas no seu rabinho , enquanto ela continuava galopando com muita vontade no meu pau.

Forcei um pouco e meti a ponta do dedo naquele rabinho gostoso.

“ainnnnn...deliiiiiiciiiiaaaaaaa...” ouvi isso e foi como se ela tivesse falado: soca o dedo fdp!!

Forcei mais um pouco e logo estava com o dedo todo atolado no seu cuzinho novamente.

Aquilo levou Renata ao orgasmo, ela segurou firme em meu pescoço, puxou minha cabeça para o colo dos seios, se esguio, e urrou:

“AAAAAIIIIIIIINNNNNN AAAAHHHHHHHHHH AAIIIIIIINNNNNNNN”

Foi um urro alto e meio rouco.

Urrou e soltou o corpo em cima de mim, desfalecida com um gozo gostoso, recebeu beijos carinhosos no rosto e pescoço, e minha rola ainda dentro de xana.

Fui beijando ela deitando ela no banco, agora deitada de bruços , deitei-me sob ela.

Renata pediu para que eu levantasse pois essa posição estava incomodando, então quando estávamos nos levantando fiquei novamente prostado por tras dela, que agora estava de quatro no banco traseiro de cara para o vidro lateral.

Beijei suas costas fazendo com que ela abaixasse o tronco , deixando bem arrebitadinho o rabo.

Lambi seu cuzinho mais um pouco e quando pincelei a cabeça ela falou: “Aiiinn que gostosoooo, mais coloca devagar tá seu pau é muito grosso”...

“Tábom delicinha, vou colocar bem devagarzinho tá”

E fui abrindo aquele rego , separando as nadegas, com o rabinho bem empinado, lambido e totalmente “dado”, enfiei a cabeça!

“AAAAAAAIIIIIIIIIII.......tira tira tira ta doendo....”

“Calmaaaa....nao se mexe...calma eu vou tirar....”

Meti a mão na sua bucetinha e comecei dedilhar seu grelinho, com o pau imóvel em seu rabo, comecei a rebolar o quadril, ela sentiu que estava amenizando a dor e começou rebolar tbm.

“Aiiinnnn ainnnnnn ainnnnn” dizia gemendo minha putinha.

“Quer que eu tire quer??”

“Nãooooo tá bom assim...aiiiiinnn contiiinuaaaa....vaiiiiii....aasssimmm”

Voltei a dar leves estocadas no seu rabinho, meu pau começou a penetra-la denovo.

Renata gemia, urrava e rebolava, e eu aumentava os centimentros de pau para dentro do seu cuzinho.

“Aiiiiiiii siiiiiiiisiiiiii caraaaalhhhhooooo gosssttooooosooooo”

“Aiiiiiiiiiii seu safado, ta comendo o meu cu né?”

“To sim minha putinha, e esse cuzinho agora é meu viu...” já tinha quase o pau todo em seu rabo.

“Toma no cuzinho toma minh puta, ta gostoso tá???quer que eu pare?? Quer que eu tire do seu rabinho quer??

“Nãooooo ainnnnn ta gostosoooooo ainnnnn”

“Entao pede pro seu macho fuder seu cuzinho pede” falei isso e parei de socar.

“Vem meu machoooo come meu cuzinho come...soca esse pauzão no meu cu soca”

Segurei firme sua cintura e atolei o pau.

Renata deu uma erguida no corpo, quase tirou o pau de dentro do rabo.

“Aiiiiiiiiii...ddeevaggarrr”

Passei a estocar ele todo , tirava ele inteiro e enfiava tudo , vagarosamente, com ela presa por minhas mãos em sua cintura.

Fui aumentando a socada , assim como ela aumentava os gemidos e rebolados.

“Aiiiiiiiinnnnn ssiiiiii delicia de homem.....isssoo mete....soca no meu cu.....vai gostoso”

Eu ouvindo e atentendo seu pedido.

“Toma minha putinha, toma rola no cu, sente meu pau rasgando suas preguinhas sente minha puta”

“ O que que vc é minha heim??Fala pro seu macho , fala”

“Sua putinha meu macho, sou sua putinha”

“Agora vc vai me dar sempre esse rabinho né?sempre que vier para SP vou querer foder vc tá?”

“E eu vou sempre dar pra vc meu macho...fode meu cu aiiinnnnn mete ainnnn”

Que delicia, estava sodomizando aquela ninfeta que sempre desejei, amiga da minha esposa, e ainda já estava garantindo uma nova foda.

Adoro foder um rabo , e esse tinha um sabor especial.

Já estava muito excitado ouvindo o que ela me disse, puxei sua cintura contra meu corpo , iniciei um ritmo mais rápido de socadas.

Renata aumentou os gemidos, e não me contive “AAAAAAAAHHHHHHHHHHHH SIIIIIIIIIIIIII TOOOOMMMMAAAA PUTINHHHAAA TOOMMMAAAAAAA AAAAAAAIIII”

Segurando firme a Renata contra meu corpo gozei fartamente , enchendo a camisinha de porra.

Que delicia de menina.Que foda gostosa!!!

“Delicia de mulher” lasquei um beijo gostoso em sua boca, o cheiro de sexo no carro deixava o momento ainda mais quente, levei a mao até o console da porta onde estava a cerveja, mas ela já estava muito quente.

Trocamos carinhos e beijos nos vestimos e fomos até um posto próximo para tomar uma cerveja.

O tal bar que íamos encontrar um amigo não rolou, depois do posto , fomos para um motel onde passamos o resto daquela noite.

Minha historia com Renata não termina aqui, transamos nos quatro dias seguintes que fiquei em SP, e agora toda vez que vou a capital paulista agente arruma um encontro e trepamos gostoso.

Espero que tenham gostado de mais esse relato, como prometi em meu primeiro conto, vou narrar aqui os 3 relacionamentos que estou envolvido, minha cunhada( Delicia de Cunhada) , Renatinha ( Minha Putinha Fiel) e meu casinho com um casal que conheci no bate-papo uol.

Espero que tenham gostado.

Bjs e abçs Pintor !!


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive Pintor21x6 a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
02/07/2016 00:36:32
Fiquei molhadinha! Vc fode do jetinho que eu adoro, queria estar no lugar da Renatinha rsrs tenho 19 anos e amo ser putinha de um macho experiente. Me escreva!
10/09/2015 22:18:16
Igualmente apaixonante esta leitura. Mesmo um pouco longo não é nada cansativo, por força dos muitos detalhes apresentados e as descrições do corpinho da ninfeta nissei. Aguardando novas estórias. Um abraço do Val -
31/08/2015 19:18:53
Maravilhoso, adorei
25/08/2015 16:50:04
Contto maravilhoso
21/08/2015 11:52:31
Parabéns, muito excitante, mas acho que a sua cunhada deve ser mais gostosa!! Kkkkk Abraço
21/08/2015 00:39:28
bem legal rsrs
21/08/2015 00:12:12
Delicioso
20/08/2015 22:20:20
Ai sim ,foi,bem contado,vou ler os outros,mas..... ñ rola um trio com essa japaninfa gostosa? abraços.


baixar videos porno em portugues idioma em portugues mae dando pro filho na frente dos parentes que chegaram de viajem e foram pra casa deles mae dando a buceta pra eleler contos eroticos menagequero ver novınha que sao empregada fudendocomi o cuzinhocontos eroticos a amiga da minha irma rabudaWESLLEYWEST-CASA DOS CONTOS EROTICOSconto erótico brincando pequenamulher buceta apertada chora fudendo ç negro dotadofilha um dia essa buceta vai ser minhaVampiros elobisomens-Casa dos Contos Eróticosxvideos.mulher.perna omitapeito bicuodo de mulhersogra faminta por sexocontos eroticos mulher com peito cheio de leitecomi a puta do meu tio a forca contofprçado a colocar a saia e o sutien fa minha irma contos eroticos gratisporno quadrinhos banda desenhada pau grande negro traindo o marido com o sogro de pau grandefudendo a titia gostosona no varalcontos eroticos dei o cu na marra lua de melContos eroticos gay pegando no pau do meu irmao por cima da toalha dpois do banho na beliche porno comendo cu de homêm de bùnda grandeespoza esitada com. a pau do amigo do maridoconto fudendo o cu da Marilene mãe do Danielmarido e mulher tomando banho na praia mulher veio um negão bem dotado e sai Escondidinho para dar uma com negãocontos a bicha arrancou sangue do meu cufudeno a espoza antes de dormi videos realcasada gravida linda e sencual usa calcinha asa deltra contos eroticoscontos eróticos com macaco comendo a veterinária gostosajuliana de bonanca fudendo pornoa mãe estavana conziha de sainha curta e causinha braca o filho de rola grossa cabeçuda chegou enfiado no cu dela doendochupada fenomenalpatroa fode com enteadose geme alto videos gratisminha esposa virou putinha dos meus amigoscontos a janara me viu chupando a bucetinha da sofiagozano nos etra xesualmulhe mastubano ca cchorro etrelado.sexo porno eu tava sozinha e meu padrasto foi ate o quarto passa a lingua na minha xereca e ainda jogou toda porra dentrodocenanda minutosnissei rabudas vidiorapido doisminha mãe tomando banho e eu não resisti e entrei dentro do banheiro e forcei ela fazer sexo.namorada foi amarada e varios caras fuderao elacontos eroticos casada aguenta 27cm do cacete do vizinho novinhopeso d porrta gatinhacontos eiroticos leilaporncontos eroticos padrastro levantou minha saiaconto erótico jornalista 77NX irmã dando para o irmão do DiguinhoIsac -Hugo |Contos Eroticos zdorovsreda.ruvideos de munhe durmido de xortiivídeo mulher se contorcendo muito apertada segurando a bexiga para não mijarcomto de artimanhachapeleta destroçada xvideoxvideo bricando park mao boba a quaticocrente e vizinho cassetudo conto eroticoconto erotico,podolatria no pet shop3negao rasgando 18 aninho por tras porno doidoo encanado do hotel se deu bem xixvideocasadoscontos-helgaesposa nudistajovens escravas na ilhaConto erótico troninhodengosa do maridinhofoto porno de babalu montada no cavalomulher infindo.o veitilado na bucetacontos+corno mulherzinhaContos eeoticos velhinhoVIDIOPOMO PETECAConto erotico umaa muler muito ssafaadaAliviando os funcionarios contos eróticosMulher fazendo ladra de condominio chupar sua bucetacontos eróticos de novinhas parentes bicicletinhasimagens mexedinho fazendo sexo e de biquinideu nuonibusobrinha pega o tio com.papagaio na mão porno doidomenos viciada novinha molhada cracudos pornôconto de filha bando de biquine e acabou dando a bucetamulher marrou ele e martuba devagarinwww.casadoscontos Negra escraviza brancaRihanna novinha tentando dar o c* virgem para o padrasto mas não aguenta de dois choraxvideo peguei a mãe e arranqueo cabaco da duas filhascambaxirra vaca brabacomendo a gostosa xvidel 1ou 2minutos xvidelpornodoidao mae ensinado entiada a fudegordinha bbwesposa crente novinha gostosa e o segurança do predio roludo contos eroticosContos erotico pastora ungindo cumãe e filha assistindo televisão e a filha com cobertor coberto por ela e ela fudendo e metendo o dedo no priquito debaixo do cobertor sem a mãe vermeu chefe me comeucorno covarde chorãorelato erotico uma madame na reformastrapon sangue e bostaprica cavalacomeu o cu da filha do patrão novinha de17 pornodoidomeu irmao despresa minha cunhada e ela da a bucetinha gostosa para mimContos minha cunhada fodida pelo padre na sacristiaxxvideo encostada maliciosacontos eroticos sem querer maeconto erotico anal surpresa com a canadiana