esculacho na cama

Um conto erótico de Aly devassa
Categoria: Grupal
Data: 24/03/2009 10:49:23
Nota 9.33
Assuntos: Grupal, grupal

Eu nunca vou me esquecer deste dia, o dia em que minha mãe me flagrou na cama com seis rapazes em cima da cama, não era a primeira vez que eu era pega no ato, desde os onze anos eu ja dava trabalho nesse assunto. Na época eu era uma garota desenvolvida, era mais alta, mais forte e mais corpuda que as garotas da minha idade, os meninos viviam atráz de mim, em cima de mim, em baixo de mim etc.... logo a noticia correu entre eles, minha mãe era solteira e trabalhava fora, eu estudava de manhã e ficava sozinha o resto do dia, não demorou muito e minha casa pouco a pouco foi virando parada obrigatória. Eu ja havia transado com mais da metade dos garotos do bairro

Era uma manhã de inverno, devido atividades que utilizariam a escola as aulas foram suspensas, arrumei a casa, tomei um banho e sai. Fui até a praça onde me sentei e fiquei alguns minutos lendo um livro, o fato de eu ser a vagaba do bairro não quer dizer que eu deva ser sem cultura, não demorou muito e um garoto chamado Lucas chegou em mim:

- Quero falar com voce!

- Fala...

- É o seguinte, hoje vão chegar de viagem uns primos meus e eles querem te conhecer, eu disse a eles como voce é e o que agente fez e eles estão afim.

- Tudo bem, podem ir então!

- Ao meio-dia estaremos lá!

Eu ja havia feito isto antes, três rapazes um de cada vez era moleza, não era sempre que vinha gente de fora, ainda mais de São Paulo quem sabe um deles não se apaixonava por mim e me levava embora com ele. Eu não era bem vista na cidade, interior de São Paulo, não era tão pequena assim mas era pequena o suficiente para minha fama negra de prostituta mirim, não é toda garota de treze anos que transa praticamente todos os dias, ou tem relações com mais de um garoto ao mesmo tempo, por este motivo eu não tinha amigas, algumas mães que sabiam de mim proibiam suas filhas e até filhos de chegarem perto de mim, mas eu não estava nem ai, eu gostava de sexo. Perdi minha virgindade aos onze com meu namoradinho Hallysom de quinze, depois que me comeu saiu fora e espalhou para os coleguinhas e assim foi desandando minha fama, eu gostei da transa com Hallysom mas queria saber como seria com outro garoto e com outro, e com outro até que quando dei por mim com doze anos ja perto dos treze estava demais, sem breque! Os garotos da minha idade não davam mais conta do recado, parti para rapazes mais velhos de quinze,dezesete pra cima, chequei a transar com pai de um garoto que me pagou pra tirar a virgindade dele e não aguentou ficar só olhando o filhinho dele tomar uma surra de buceta, as mulheres me olhavam com nojo, com raiva e inveja eu era uma menina com corpo de mulher e mulher gostosa, seios fartos, coxas firmes e uma bunda de dar inveja. Quem sofria muito era minha mãe, apanhei muito dela por causa da vizinhança fofoqueira e que não deixava minha vida em paz. Ela estava juntando dinheiro para ir embora daquele lugar, teve que arrumar emprego em uma cidade vizinha pois onde moravamos não dava mais,mas o dia chegou. Após minha conversa com Lucas fui para casa e esperei, coloquei uma saia, uma calcinha bem socadinha, uma regatinha decotada e me maquiei com um pensamento, algum cara vai gostar de mim e vai me tirar daqui, eu queria fazer outra vida, então tive uma ideia, ao invéz de me deitar com todos iria transar com apenas um assim minhas chances subiriam, bancar a apaixonada e quem sabe em uma semana no maximo uma fuga para outro lugar.

Lucas chegou, acompanhado de dois rapazes, dois morenos lindos, bem vestidos e cheirosos Carlos e Marcio eram seus nomes, Lucas se retirou me sentei no sofá entre os dois, poucas palavras e poucos segundos os dois começaram a me apertar,minha idéia ja tinha ido por água a baixo eles não estavam pra brincadeira, Marcio avistou a cama de casal me pegou nos braços e me levou ate ela, me atirou na cama, os dois começaram a tirar a roupa e vieram pra cima, eu não tive a roupa tirada e sim rasgada, como animais eles rasgaram toda minha roupa e começaram, Marcio enfiou seu cacete em minha boca, segurou meus cabelos pela nuca e forçava o boquete enquanto Carlos chupava minha bocetinha. Os caras eram uns vavalos Marcio devia ter uns vinte cms de cajado contra mais uns vinte de Carlos, Carlos começou a penetrar e não teve dó, socou o ferro inteirinho e bombava com força enquanto eu me engasgava com Marcio e seu cacete em minha boca, mau dava tempo de respirar, a baba escorria de meu queixo e pingava nos meus seios, trocamos de pocisão, fui colacada de quatro, novamente um boquete e uma penetração mas desta vez trocado, Marcio conseguia ser mais bruto que Carlos nas bombadas, por outro lado Carlos era mais calmo no boquete, eu conseguia respirar, gemer e babar sem grandes problemas, Marcio bombava minha xotinha e acariciava meu cuzinho com o dedão a intenção era clara mas não para mim, Carlos gozou enchendo minha boca de porra Marcio parou com carinho no cuzinho e passou a estapear minha lomba e puxar meus cabelos:

- Engole safada!!!!!! Engole tudo!!!! Engole porra sua puta!! Carlo gritava

- Toma safada toma!! vou te fuder todinha!!

Marcio gritava e bombava, tirou o pal de dentro, me virou de frente e também gozou em minha cara, Carlos ja recuperado da gozada não perdeu tempo, abriu minhas pernas e mandou pra dentro, eu sempre tive os meninos sob controle, agora havia dançado. Carlos gozou de novo pra variar em minha boca outra vez, eu estava cansada e dolorida, fui para o banheiro entrei em baixo do chuveiro, me lavei toda, escovei os dentes, me enrrolei na toalha e sai.

Se eu soubesse nunca teria saido do banheiro, fiquei parada, não acreditava naquilo que eu via, Lucas havia voltado com mais três rapazes:

- Voce enlouqueceu idiota!!!! minha xana não é de borracha!!!

- Calma bonequinha!! voce não vai nem sentir!

Minha toalha foi retirada, fui jogada na cama, sem saida. Penetração, chupeta, punheta, espanhola, tapas. puxão de cabelo. Fui posta de quatro, de lado, de frente frango á passarinho, de ponta cabeça, nunca dei tanto em minha vida, pedi para que paracem, pois não aguentava mais, em vão, um dos garotos que eu nem sequer sabia o nome foi até uma mochila e retirou um tubo, era lubrificante intimo:

- Parar!!! agora que vai ficar bom! agora é hora de comer cuzinho!!

Todos festejaram e aplaudiram o amigo, filho da puta, fui posta de quatro pela milésima vez algumas dedadas para lacear, uma cuspida para ajudar o lubrificante e pronto, era como tentar passar uma corda em um buraco de fechadura, os gritos aumentavam a medida que enterrava o toco, aquilo doía, uma dor sem igual mas ja tinha ido, eu ja nem sentia mais tanta dor quando o quarto garoto montou em cima, os outros ja de banho tomado e tudo aguardavam os amigos acabarem quando de repente, gritos entraram dentro de casa em direção ao quarto, minha mãe havia chegado, ela não acreditava no que via, as lagrimas caiam de seu rosto, sua mão tremia, a correria foi geral mas não teve jeito, alguns correram pra fora, outros pulavam a janela em segundos eu estava sozinha com ela. Depois da surra, tão longa que vizinhos tiveram que intervir fomos todos pra delegacia, para minha surpresa dois dos rapazes eram maiores de idade, eu causei a maior confusão que aquela cidade ja viu, três dias depois fui mandada para o interior de Minas Gerais e minha mãe foi morar em outra cidade. Minha tia Cleonice e seu marido Tércio ficaram incumbidos de guardar segredo sobre o motivo da minha mudança e de tomar conta de mim. Ao chegar na rodoviária percebi uma coisa, para minha tia a missão mai difícil iria ser tomar conta do marido, pois Tércio nem disfarçou e me comeu com olhos de cima abaixo, mas este relato fica pra próxima.


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive Alyzinha a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
24/06/2009 23:51:35
legal seu conto )me add ( ) tbm quero foder essa xaninha .
11/06/2009 04:20:08
Maneiro, vc realmente é uma puta na cama!!!!
05/06/2009 12:34:51
adorei sua safada linda kero ver proximos contos bjks
04/06/2009 08:56:44
ola visinha 22 me add no msn
29/03/2009 01:44:06
Estória bem desenvolvida...
25/03/2009 16:20:22
realmente vc me surpreendeu para uma menina de treze anos vc é bem retada,adorei seu conto,vê se faz uns exames para ver se está tudo bem com vc tá...se cuida.
25/03/2009 10:38:04
show de bola vc é mesmo decidida ...parabéns nota 10e aqui vai meu email
24/03/2009 13:02:16
adorei 10
24/03/2009 12:50:07
Legal seu conto. Foi real mesmo ? Me mande seu msn no meu e-mail, é ok ? Bjsss

Online porn video at mobile phone


filmes pormo irmar prima irmor bracileroxvideo vih foto da buceta da minha e comi elafodas na sacristiaConto crente siririqueiraconto erotico viadinho de shortinho e calcinha com mendingotitio comendo novinha inocente e ela dizendo devagar ta machucando minha bucetinhavelho safado trepa com sua intiadsclimax contos eroticos lesbicas consolonovinha de sainha jeans espremendo e Goliascontos eiroticos leilaporncontos casada pedifilahome meteno na egua no mato fragado pela mulherSitio moto sobrinho conto eroticoContos erotico sou loira e dei o cuNega de causinha mostrando a berada da bucetachupei lambi os pés da minha prima mais nova dormindovideos de sexo pratoa pegado a enpegada batedo uma xiriricaa tia zoofilia pegada no caoGotosas de minisaia provocando xv o porteirpnovos contos eroticos de maes dandos suas calcinhas usadas como premio pros filhosContos chantagiei minha irmazinhadentista loira casada contosconto de menina que foi arronbada pelo o tio roludocontos eroticos gay bebadoxvideo praguinha com pau grandebusetinha piquinhapinto do mindigo regaso ninfeta ate elsxvideos gay músculosócomendo o cuzinho impinado da conhadaxvideo guete bei galacachorro com o focinho dentro da bucetacontos de safadeza um andarilho fudeu minha mulhercontos eroticos patroa enjoada pedreiro taradoXvideos pecavelmãe bem velha tropa do com filho sexo incesto contos vídeos todos novoscontos eroticos de irma casada que tras irmao roludo para morar com elacontos eiroticos leilapornLoirinha Gata Magrinha Recebe Pau Enquanto Ler Um Livro baixar olineHomem comedo novinha e cobra efiando na a cobta na bocetacontos eroticos fode FrouxoContosporno nathy meu tio negao pauzudo tirou meu cabacinho contos de mulheres safadas qu finjem dormir para ter o cu arregassadocontos soniferover vídeo com loirinha baixinha sendo destruída por dois néConto gay novinho crentedormi na cama com meu amigo e ele me comeu eu adorei conto erotico gay#contos eroticos sozinhaContos reais de bisexualidadesasxxxxxcmocontos eiroticos leilapornxxxvidio resemvideo chupando buseta dormindo de minha filha prezar que irmao prende na brincadeiraBrincando com as primas novinhas, tirei o cabacinho delascontos roludo fode casada a forcatia doida dançando o créu sem sutiã na frente do sobrinhorelatoeroticomorenacontos eroticos de coroas fazendeiras dando pro empregado com o maridorapas dando cu pro negao rola compridaveterinaria zoofilia conto eroticosogra deu mochila a sogra e a buceta para o genrocontos eiroticos leilapornasoga faga rero condo afilha xvidesogra en siste para o geiro comele em vidio pronocontos eróticos barraca do beijocontos eiroticos leilaporncontos erpticos gay chupando ubermeninos pelados conto eróticocareca da mega jamanta xvideos.comsotou dentro escoeu porradelicia de cunhada mas nao me da xanse de comela contos eroticoscontos eroticos gratis transformei minha esposa em uma putaemtertida xvideosincesto tirando virgindade de garota de oito anos no semáforonovinha vai troca de roupa e pega rapaz bateno pulhet