Com o pai da minha amiga

Tenho dezesseis anos, sou boa aluna amiga de todas, bonita, alegre e descontraída, e nada tímida, perdi a virgindade com quatorze anos com namoradinho de escola, mas sempre transas casuais, tipo papai mamãe, mas o Sr. Marcos está me ensinando o que é bom...

Combinamos de fazer o trabalho sobre a crise mundial na casa da Jaqueline ás 3 da tarde, estudávamos no período da manhã e ela saia do inglês ás 2 , então estava tudo certo.

Tava calor tomei um belo banho, vesti um vestidinho bem leve com uma estampa florida, coloquei uma rasteirinha meu óculos de sol, peguei o material e fui, sou branca cabelos compridos castanhos cintura fina corpinho legal, o caminho todo , recebendo elogios e buzinadas de 99% dos homens que passavam por mim.

Pontualmente as 3 da tarde apertei a campainha da casa dela, o irmão dela abriu o portão.

Eu –Oi Jef, td bem (beijinho no rosto) vim fazer o trabalho da escola com a Jak.

Ele -Oi e ai beleza, entra a Jak ainda não chegou, mas fica a vontade, ela deve ta chegando eu to de saída, dá uma ligada pra ela (ele foi pra cozinha eu fiquei na sala pra ligar).

Peguei o telefone : Jak onde vc ta?Eu já to aki na sua casa, e ai vai demorar?

Jak – Meu, eu sai do inglês umas 2:20 o busão demorou um pouco e agora ta tudo parado aqui acho que aconteceu algum acidente, pior que não tenho alternativa tenho que esperar,... faz o seguinte, sobe no meu quarto na primeira gaveta da cômoda tem o material que vamos usar pro trabalho, meu pai disse que vai me dar algumas revistas também, vc sabe q ele trabalha a noite né mas se ele já tiver acordado pede as revistas pra ele e vai adiantando o trabalho. (Enquanto eu falava com ela ao telefone, o pai dela desce as escadas só de bermuda e chinelo com os cabelos molhados e sem pentear, o rosto meio inchado de quem acabou de acordar, passou pra cozinha e lá trocou algumas palavras com o Jef que em seguida passou por mim, me deu um beijinho nos rosto e saiu.

Eu – Beleza Jak, vou adiantando o trabalho até vc chegar então, mas não posso ir embora tarde, sabe que é fora de mão pra mim né.

Jak – Fica Tranqüila se escurecer eu peço pro meu pai te levar, beijo, te já.

Nisso vem o pai dela da cozinha com um copo de vitamina e me oferece eu recuso, enquanto observo aquele coroa sarado, que corpão ele tem, os ombros largos peito cabeludo, pernas grossas, uma tatuagem de uma águia no ombro esquerdo, rosto lindo devia ter seus 48 anos por ai nem sei, nas nossas rodas de amigas sempre comentávamos que o pai da Jak nem parece pai dela, conheço eles á tempos pois estudo com a Jak desde a quarta série.

Eu – Oi Sr. Marcos tudo bem? Tô esperando a Jak, parece que ela vai demorar um pouco, ela pediu pra mim ir adiantando o trabalho, as coisas estão no quarto dela, o Sr. Poderia pegar pra mim.

Ele – Sobe lá, ela não gosta que eu mecha nas coisas dela,fica a vontade a casa é sua ( naquele momento eu já estava sentindo algo diferente, um frio na barriga de saber que estávamos sozinhos).

Eu – Tá bom, então com licença (subi as escadas e senti um calor, pois percebi que ele estava parado na parte de baixo da escada me observando subir, tive a sensação de que dava pra ver minha calcinha porque o vestidinho que estava usando era meio curto, então segurei o vestido com a mão e meio sem graça fui pro quarto da Jak.

Quando abri a gaveta da cômoda estava pegando o material do trabalho ele apareceu na porta do quarto (levei um susto).

Ele – Duda, a Jak me disse que vocês iam precisar de umas revistas, mas não sei ao certo, tenho tantas, venha dar uma olhada pra separar o que pode servir pra vocês...(disse isso como uma intimação, e foi se dirigindo pro quarto dele) Vem aqui pra escolher vem,

(me chamou e eu naquela hora já estava sentindo calafrios, sabia que se eu fosse pro quarto dele algo aconteceria, então fiquei pensando será que devo... olhei no corredor, pensei um pouco e fui, afinal pode ser coisa da minha cabeça ele é o pai da minha amiga, não posso ter nada com ele, mas no fundo eu estava sentindo uma atração enorme) Parei na porta do quarto lindo bem decorado e arrumado, ele estava tirando de uma gaveta algumas revistas e jogando em cima da cama, então entrei, me aproximei da cama, coloquei meu celular no criado mudo e comecei a olhar algumas revistas.

Ele – Escolha quantas quiser, vou fazer uma faxina e jogar fora, umas são bem antigas mas pode servir. (então fiquei de joelhos na beirada da cama, enquanto ele jogava mais revistas)

De repente no meio de tantas revistas sem querer peguei na mão logo uma com uma loira na capa fazendo uma careta de dor com olhos esbugalhados e boca bem aberta, enquanto um moreno sarado estava enrabando ela de quatro com uma cara de prazer intenso (fiquei segurando aquela revista perplexa quando percebi que o Sr. Marcos me olhava, então joguei a revista no meio das outras e tentei disfarçar.

Ele chegou bem pertinho de mim, sentou na beirada da cama (eu ainda ajoelhada) e perguntou se eu já havia achado alguma revista interessante, eu meio sem jeito mas ardendo por dentro respondi que estava procurando ainda, de repente ele disse que tinha uma caixa em baixo da cama com umas revistas e ia pegar, naquela hora meu coração disparou, percebi quando ele levantou, e passou a chave na porta, veio deitou no tapete de veludo macio no chão perto da cama com o rosto pra cima falou pra mim que ia entrar em baixo da cama pra pegar a caixa, eu estava sem ação... entrou de baixo da cama e puxou pra fora uma caixa com revistas pornográficas, mas antes de sair colocou a boca no meu joelho e com uma das mãos empurrou minha perna de modo que queria ficar mo meio delas... resisti um pouquinho mas logo cedi, ele no meio das minhas pernas começou a lamber minhas coxas, eu suava e respirava ofegante, quando de repente ele começou a dar suaves mordidinhas na minha xaninha sobre a calcinha, que sensação era aquela, eu nunca havia sentido antes... colocou a calcinha de lado e abocanhou com gosto toda a minha buceta, lambia com gosto, eu estava nas nuvens, mau podia acreditar que estava passando por aquilo... nossa que língua, começou a mamar meu clitóris, como quem chupava uma chupeta, eu estava nas estrelas...chupou tanto e tão gostoso, ele sentiu quando eu ia gozar e começou a socar a língua e dois dedos enquanto eu gozava gostoso, foi tão intenso que eu fique mole... do jeito que ele estava deitado entre minhas pernas ele me empurrou pra baixo eu mole e respirando ofegante com o coração disparado minha vagina ainda se contraia de tanto tesão, ele tirou a bermuda e a cueca, ... (que penis enorme duro, lindo), me falou vamos brincar um pouquinho, relaxa, eu ainda em choque, sem acreditar que em menos de meia hora na casa já tinha deixado o cara me chupar daquele jeito.

Ele – Vou te ensinar uma brincadeirinha, se chama 123-Soca, é assim vc pega sua chaninha e por três vezes vai subir e descer mas engolir só a cabecinha do meu pau, e na quarta vez vc soca tudo ta,bom. (então segurou minha cintura, eu super molhada tinha acabado de gozar na boca dele, ele colocou só a cabecinha e bombou três vezes, na quarta vez me empurrou a pica pra dentro até o talo, novamente vi estrelas de tanto prazer, ficamos uns cinco minutos delirando com 123-Soca, 123-Soca, 123-Soca (eu suava, e gemia, olhando pra cara de safado dele que delicia)

O meu celular começou a tocar... e agora.. ele: Atende, deve ser a Jak, era ela mesmo,

Jak ao telefone: Duda vou demorar um pouco se quiser ir, a coisa aqui ta feia, tudo parado.

Eu- Vou te esperar mais um pouco se você não chegar eu vou embora e volto amanhã ta (disfarçando a voz ofegante... ah se ela pudesse imaginar que enquanto eu falava com ela ao telefone estava cavalgando bem gostoso em cima do pai dela...) beijos ; desliguei.

(de repente começamos a meter como loucos, ele abaixou a alça do meu vestidinho levantou a cabeça e começou a mamar nos meus peitinhos, minha bucetinha pegava fogo, estava tão quente como eu nunca tinha sentido antes, o pinto dele parecia um míssel em chamas entrava ardendo de prazer dentro de mim, estávamos gozando os dois juntos, gritávamos Ah, Ah, vai assim, Ah, eu gemia delirava, nunca fui tão bem comida em toda a minha vida, minha bucetinha apertava o pinto dele pulsava dentro de mim , o que era aquilo, que sensação maravilhosa, eu estava acabada de tanto prazer, não agüentávamos, gozamos gostoso um no outro, deitei em cima dele com o pinto ainda dentro de mim, dava pra sentir nossos corações disparados, o pinto dele ainda pulsava lá dentro, eu estava mole acabada, que transa maravilhosa.

Deitada sobre o peito dele (ele acariciando lentamente minhas costas e meu cabelo), sussurrou no meu ouvido –Menina vc é uma cadelinha no cio, seu gozo me levou nas estrelas) comecei a pensar como a esposa dele era sortuda, em ter um homem como este todos os dias em sua cama, e lembrar sete meses de namoro e meu namorado nunca chegou perto daquela transa nem se comparava a ele na cama, meu namorado bombava uns quinze minutos pra conseguir gozar e as vezes eu nem gozava, em pouco tempo ali com aquele homem já tinha gozado duas vezes e tão intenso que minha vagina ainda se contraia forte no pinto dele.

Eu estava mole acabada, com as pernas bambas, mas aquele homem era um touro, quando eu pensei em levantar pra sair ele me empurrou novamente de joelhos na cama, mas eu não agüentava mais, estava mole fiquei com os braços e a cabeça largados em cima da cama, ele levantou meu vestidinho começou de novo a comer minha bucetinha bem devagar, enquanto acariciava minhas costas, segurou minha cintura e bombava gostoso, quando percebi que ele abriu a gaveta do criado mudo e pegou alguma coisa, não pude ver direito o que era.

Senti que ele passou algo geladinho no meu cuzinho, tirou o pinto da minha bucetinha e começou a empurrar na entradinha do meu cú, (Não acredito, eu queria sair, mas já que estava tudo tão bom resolvi relaxar, afinal ele era tão experiente que achei naquela hora que seria a pessoa certa pra me arregaçar de uma vez por todas... só fiquei preocupada pois nunca tinha dado o cu antes, meu namorado sempre pedia mas eu nunca dei ), relaxei enquanto ele bombava devagar na entradinha, ele era tão maravilhoso que passou lubrificante pra ficar mais fácil a penetração, quando senti a cabecinha entrando fui ficando preocupada pois estava começando a doer, ele sussurrou no meu ouvido: Relaxa que vai entrar gostoso. ... então relaxei, ele bombava devagar, tirava pra fora e cada vez que ia por pra dentro ele socava um pouquinho mais, eu toda mole, tava sentindo um pouco de dor e uma sensação estranha não era prazer, mas também não era ruim, ele continuou, socando devagar, bombava suave e aos poucos fui sentindo o pinto quase todo dentro, depois de alguns minutos a dorzinha que eu estava sentindo foi substituída por um prazer indescritível, arrebitei a bunda o máximo que eu pude enquanto ele socava até o talo, senti as bolas batendo na minha bunda comecei a rebolar, ele me dizia: Cadelinha que cuzinho apertadinho é esse estou nas nuvens comendo esse cú.. ah,, ah,, (que cena maravilhosa eu ajoelhada na beirada da cama ele ajoelhado atrás de mim, mandando ver no meu cuzinho, me enrabando desse jeito, já nem sentia mais dor só prazer, eu falava pra ele: Vai mais assim, soca tudo, soca essa rola enorme soca no meu cú, me arregaça de uma vez vai vai seu cachorro,)

Enquanto ele comia meu cuzinho estávamos tendo uma espécie de dialogo,

Ele- Putinha, desde a hora q vc chegou eu não estava agüentando pra te comer, quase te enrabei na sala mesmo.

Eu – Safado, quando eu cheguei percebi vc olhando minhas pernas quando subi a escada, já tava louca pra de dar... ah, ah vai, me enraba mais vai...

Ele – posso encher seu cuzinho de porra, cadela, ah, aah

Estavamos delirando de tanto prazer de repente ele pôs a mão por baixo pra me atoxar melhor me puxava pelos peitos enquanto socava toda a rola dele no meu cú, e lá estava eu gozando de novo, meus olhos viravam inconscientemente de tanto prazer, ele começou a fuder como louco, porque sentiu que eu estava gozando, começou a socar com toda força e velocidade começou a gozar também... ah que loucura, fui novamente as estrelas, nossa respiração estava tão ofegante, eu e ele molhados de suor até os cabelos, quando ele tirou a rola, eu cai no tapete mole e acabada, nunca tinha transado assim.

Ele sentado no tapete acariciando meus seios - Menina, eu geralmente demoro pra gozar, mas vc é tão apertadinha, e tão quente, parece um vulcão, fui as estrelas com você...

Eu – (quase sem voz) – A Jak deve tá pra chegar, preciso me lavar, vc me comeu, gozou na minha bucetinha, fudeu e gozou no meu cú, preciso de um banho...

Ele – Entra no meu banheiro vou pegar uma toalha pra você.

(fui pro banheiro do quarto dele e abri o chuveiro, comecei a me lavar, meu cúzinho tava inchado, e ardendo..., ele entrou no banho comigo, nos beijamos muito eu passava sabonate nele e ele em mim, nos lavamos bem gostoso, ele ensaboava meus peitos enquanto eu massageava o pinto dele com sabão...

Ele era incansável, depois empurrou minha cabeça e me fez engolir o pau duro até a garganta, me segurou pelo cabelo, me puxava pra frente e pra traz, abaixou e enquanto eu fazia o boquete ele enfiava os dedos na minha bucetinha, abriu uma gaveta e pegou um vibrador e começou a socar em mim enquanto eu chupava ele, e lá vamos nós gozando de novo, dessa vez ele gozou na minha boca e eu gozei enquanto ele socava o vibrador em mim,,, foi alucinante, depois me virou de quatro segurava forte na minha cintura e ainda comeu minha buceta mais um pouco, ela ainda se contraída de tanto gozo... acredito ter se passado umas duas horas em toda aquela transa maravilhosa.

Quando caiu a ficha, me enxuguei e me vesti, deitei um pouco na cama dele ele saiu do quarto e trancou a porta, voltou depois de alguns minutos disse que a Jak já tinha chegado fazia um tempo, ela tinha perguntado de mim, ele disse que eu tinha saído e voltava depois.

Ele – Aproveita que ela vai entrar no banho pega suas coisas e fica na sala como se tivesse saído e voltado. (fiz isso enquanto a jak tava no banho)

Jak – Oi Duda, por que não me esperou, nem começou a fazer o trabalho...

Eu – Jak, fiquei sem graça de ficar aki sozinha seu pai tava dormindo.

Jak – Magina meu pai é um amor, jamais mecheria com você rsrsrs

(ah se ela soubesse o que o pai dela fez comigo)

Depois fizemos uma parte do trabalho, eu mau conseguia me concentrar só pensando naquela transa maravilhosa, eu ainda estava toda ardida... fiz questão de deixar o restante do trabalho para o dia seguinte adivinha pra quê?

A noite o Sr. Marcos me levou em casa e ainda me comeu de novo dentro do carro numa rua escura, sentamos no banco de traz, fizemos um 69 maravilhoso e ele me comeu de quatro, gozamos juntinhos de novo,,, rolou uma química maravilhosa com nossos corpos, estávamos elétricos dava choque só de se encostar um no outro.

Como ele trabalha a noite e dorme de dia, a mulher dele trabalha de dia, meu namorado também, a Jak e o Jef fazem curso, vou lá 3 ou 4 vezes por semana pra dar pra ele, cada vez me surpreendo com o que ele faz comigo, sempre me leva nas estrelas.

Ele é um homem experiente que está ensinando a arte do sexo pra uma garota de 16 anos, amiga da filha dele.


Este conto recebeu 3 estrelas.
Incentive Zurky a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
08/08/2019 09:54:07
Show
19/11/2009 18:58:58
É um conto de homem que se passa por menina, mas é muito bom, vc tem uma imaginação em cara, a amiga da sua filha deve ser mesmo gostosinha.
11/03/2009 17:10:38
gozeii d++...?Muito bom! nota 10
08/03/2009 17:23:37
concertesa esse é um dos melhores contos já lido, não só por mim, mais por todos os leitores desse site. parabéns duda
03/03/2009 17:49:13
Parabéms.nota 10.0
03/03/2009 00:12:59
legal seu conto
28/02/2009 18:00:29
Adorei e olha que sou chato com contos, só que meu termômetro é o tesão... 10
27/02/2009 01:02:44
É bom que essa safadinha ponha uma pica no teu cú, otário. Isso é um gay como FeioSujoeMalvado falou, otários.
26/02/2009 22:08:16
Típico de homem escrevendo e passando-se por menina!Mas é muito excitante!
26/02/2009 19:38:27
parabéns duda, seu conto superou o melhor que eu ja havia lido, O PADRASTO SÓ QUIS AS PREGAS, mas o seu superou só nao te dou nota 1000 pq nao tem, mas é 10 com LOUVOR, parabens, vou reler as 23:00 pra bater uma bem gostoso. meu msn é se puder me add.
26/02/2009 16:23:04
Oi Duda , belo conto ...vc tem futuro como escritora , soube separar bem os dialogos . Me deixou muito excitado , pois ja vivi uma situaçào parecida com uma amiga de minha filha
26/02/2009 16:18:14
um dos melhores contos que já li aqui. Parabéns! Muito bom! Excelente!
26/02/2009 16:14:29
Parabéns! Um dos melhores contos que já li aqui!!
26/02/2009 15:26:00
Conto muito bom Duda! Tendo efetivamente acontecido ou não, a riqueza de detalhes, a situação criada para que os amantes se entregassem ao prazer, os diálogos entre os dois, a própria diferença de idade, o fetiche da garota que transa como o coroa gostosão que ainda por cima é pai da melhor amiga, são ingredientes mais que explosivos para provocar as mais intensas ereções, além de deixar úmidas muitas calcinhas, heheh Excelente conto, parabéns!!!
26/02/2009 15:08:27
po tu e muito safadinha manda msn pra gente c fala

Listas em que este conto está presente



lutinha ecitante com maenovinhas sendo filmadas escodido em comvento e estrupadasdoce nanda parte cinco contos eroticosfilme pornô de mulher com vagina da vaquejada vagina é uma peixadaflagrei minha tia dormindo de sorte largo pornoporno casada adorando ao senti um estranho te alizando e esfre o pau nela no onibos na frente de seu maridodownload esposa nao deixo por no peidorreiro porno amadorcontos eiroticos leilaporncontos eroticos chantagiei minha professora para ela me dar o cubrechei a vizinhança tranzanoirma gemeas nasce engrudada bucetaConto erotico bebendo a porra da rapaziadacadela com a vargina enchada e zoofilia comeporno madastra fodendo enteados ninfetosconto porno apaixonado pelo meu primo brutamontesmulheres cariocas fragou seu sublinho tocando punheta olhando asua fotencanador do pau cabecudo comendo o cu da dona de casacontos eroticos malv comendo as interesseiraxvidiopornô doido meu padastroconto erotico huntergirls71pingola pantera selvagemmulheris malhaodo pornconto erotico deixei cheirar minha calcinhahistoria porno gay paguei um boquete pro anivesariantepitbull enfuandi forte na buceta da vadiaContos eróticos dedadas gostosas na buceta dentro da banheiracontos eroticos com velhoscontos eiroticos leilapornxxvidio flagadolha bucetimha linda da jumentinhasurfistas de rola duracontos eiroticos leilapornContos erotico my babyso menina dabuceta lizinhaa fazedo sexocontos eroticos feminizaçao do garotinho maecontos eiroticos leilapornalfaiat xvídioconto fudendo o cu da Marilene mãe do Danieltorao cabeçudo entrando xnnconto erorico eu era cadela do meu macho ele me fudia segurando minha colerarelatos eroticos de maeate quanto centimetros poso colocar no meu cuvideo que a menina deu sinifero para boneca dormirindo até ejacular até gozar gritando de tanto prazer XVídeos pornô pornô doido pornô iradovidios de filha que ver mae enfiando vidrado na sua buceta e fica doida e vai fazer pornowww.casadoscontos-O doce nas suas veias (Capitulo 02)www.xvideos.com menor na hidromassagem delicada sozinha na banheirabocete nu travetiafilme porno gay papis negao abusa de jovem mundo bichamédicos levanta vestido das pacientes e começa a acariciar xoxota deixando a calcinha molhadinhacontos eiroticos leilaporncontos eroticos fode Frouxocontos eroticos apostei e minha esposa sofreu no pau enormepeguei meu marido dando o cucontos eroticos de como aprendi dar o cudotado dando leite pra esposa gostosa do corno que tomatudomenina novinha dormindo sem calcinha toda arreganhada com seu pinguelo lá de foraconto erotico trai meu noivo a noite toda na vespera do casanentoWww mulher mulata usada mini saia mostrando calcinha enfiada de buseda carnudamulher de corno trepando com peaozada no alojamentoxsvidio.as.pantera.jogando.bolaver videos de modelas a lerem contos de natal com o vibrador emcima da vaginaporno paudentri da bucetaContos pornos-fodi a mendigaespiritual com.net padrasto contos eróticoscontos eróticos de dupla invasãoanjo discreto casa dos contosmulher buceta apertada chora fudendo ç negro dotadoXvidios carreteiro na bahianos na polhetContos eroticos : transei com a cavalona loura da xotona peluda"cona molhada" contoselicarlos2010