A MINHA IRMÃ INICIOU-ME NO SEXO

Um conto erótico de Lambechouchas
Categoria: Heterossexual
Data: 20/02/2021 12:59:59

Olá,

O meu nome é Carlos tenho 20 anos, 1,70 m e sou um rapaz comum.

Vivo numa família dita normal, com os meus pais e a minha irmã Filomena (Mena), mais velha que eu 10 anos.

A história que eu vou contar, passou-se tinha eu 18 anos, a minha irmã tinha 28.

A mininha irmã Mena, sempre teve um grande à-vontade comigo, poi ela ajudou-me a criar, cuidava de mim como uma segunda mãe e sempre a respeitei como isso.

Mas a partir do momento em que completei os meus dezasseis anos, ela começou a ficar diferente comigo sentia mais amistosa, mais próxima de mim.

Cada vez que saiamos à rua ela dava-me a mão, nas compras chamava-me aos provadores para dar a minha opinião para as roupas que ia comprar e a ajudar-lhe a escolher a roupa interior.

Já em casa, principalmente quando estávamos sozinhos, estava completamente à vontade, sem sutiã, roupa curta, alias muito curta, decotes avantajados e quando tínhamos das compras vestia a roupa interior que tinha comprado e pedia-me perguntava-me se lhe ficava bem.

Eu passei a olhar para ela com outros olhos, estava naquela idade de desabrochar, e como ela é um grande mulherão estava sempre á espreita.

Sempre gostei muito de ajudar os outros e poi isso tinha muitos amigos e amigas, uns interesseiros e outros verdadeiros.

Mas nunca tive namorada e muito menos relações sexuais.

Com 17 anos a minha irmã começou a falar comigo sobre as namoradas as relações e eu sempre disse a verdade e neguei alguma ver ter tido namorada ou qualquer relação.

Um dia perguntei-lhe também sobre as suas relações e ela disse que também não tinha ninguém, já tinha tido mas já não tinha, pois tinha sido enganada a partir dai nunca mais quis ninguém.

Ela deitava-se no meu colo, ela roçava-se em mim, como se fosse sem querer e pedia desculpa o que me deixava de pau duro.

Quando se aproximou a data do meu aniversário, prestes a fazer os 18 anos, ela perguntou-me se eu ia ter com os amigos para festejar, mas eu disse que não.

Então ela resolveu oferecer-me um fim-de-semana num hotel com SPA e hotel.

Eu primeiro disse que não, mas acabei por aceitar, já os meus pais não concordaram muito, porque queriam que eu fizesse uma festinha só para a família.

Eu fiz os anos na sexta-feira e logo pela manhã, eram 8 horas, a minha irmã veio a correr e saltou para cima de mim, estava eu ainda a dormir, a dar-me os parabéns.

Ela trazia uma camisa de noite curtinha com os botões de cima abertos.

Ela pôs-se de quatro e a camisa fica para baixo deixando ver os bicos das mamas e quase a cuequinha.

Escusado será dizer que fiquei de pau duro.

Ela deita-se em cima de mim e sente o meu pau contra a sua rata acabando por dar umas esfregadelas.

- Agora já és maior de idade, já és responsável e já tens direito a fazeres o que quiseres. Até já podes ir ás putas para dares umas fodas.

- Achas? Mais vale bater uma.

- Uma fodinha é sempre uma fodinha, tua é que ainda não sabes o que isso é, mas pode ser que saibas em breve.

Fomos interrompidos pelos meus pais que entraram no meu quarto com um bolo a cantar os parabéns.

A Mena saiu de cima de mim, muito à pressa e começou a cantar os parabéns, tive que ficar um bocado debaixo do lençol para não se ver o meu pau duro.

Os meus pais despediram-se, porque iam trabalhar e a Mena sai atrás deles, olha para mim e diz:

- Isto promete, gostei do que vi, mordendo o lábio.

Levantei-me e comecei a despachar-me para irmos embora para o fim-de-semana, tomei o pequeno-almoço arrumei a mala e chamei pela Mena, ela gritou do quarto a dizer que estava a terminar de se aprontar.

Eu fui levando as malas para o carro, incluído a dela.

Quando ela aparece com uma grande minissaia, botas até ao joelho, uma blusa com um grande decote que deixava ver aquelas mamas fartas e uma gabardina, pendurada do braço.

Vinha toda maquiada, como ela costa de andar e o cabelo solto.

Eu fique de boca aberta.

- Que foi menino, nunca viste? Que achas da maninha (dando uma volta sobre si mesma)?

- Estas linda, que mulherão.

- Então vamos?

- Tu vais assim?

- Não gostas? Achas que me fica mal (fazendo beicinho)?

- Não, claro que não estás muito bem.

- Então vamos embora.

- Vamos.

Assim que entramos no carro, como era de prever a saia, que era justa subiu e quase deixava ver a cuequinha.

Eu não me conseguia concentrar na estrada com aquele mulherão ao meu lado.

Enquanto conduzia, a Mena apercebeu-se que eu olhava para as suas pernas e para as suas mamas.

- Então garoto gostas?

- Gosto do quê?

- Do que estás a ver, ainda não tiraste os olhos de cima de mim, parece que me queres comer.

- Desculpa Mena, mas tu estás um estrondo de mulher e essa foi a roupa que fomos comprar.

- Por isso é que te pedi ajuda para tu escolheres o que tu gostas.

Colocou a mão em cima da minha perna, de massajou.

Ora se a coisa já não estava boa ficou pior.

Almoçamos pelo caminho e ela sempre a despejar charme, chegamos ao destino eram 16 horas, fizemos o check-in e subimos para o quarto.

Ao entrarmos no quarto vi que só tinha uma cama de casal, fiquei admirado:

- Ou estamos no quarto errado ou eles enganaram-se.

- Porquê?

- Tem uma cama de casal, não era para ter duas camas.

- Pois era mas quando marquei estava cheio e só restava este.

- Mas o rececionista disse que estavam quase vazios!

- É porque houve desistências, mas queres ver que não podes dormir comigo não?

- Posso, mas…

- Mas, nem meio mas vamos preparar para ir para o SPA, quero aproveitar.

Eu disse que ia à casa de banho vestir os calções e ela começou a rir:

- Estás com vergonha de mim?

- Não é isso, mas…

- Lá estas tu com o “mas”, de certeza que não tens ai nada que eu não tenha já visto. Tanto banho que eu te dei.

- Sim mas é que agora já está um bocadinho maior

Começamos a rir e de costas para ela fui tirando a roupa, não pude deixar de ver ela a tirar também a dela.

Que mamas, que cu, comecei a ficar de pau duro e tive mesmo que ir para a casa de banho para disfarçar.

Quando voltei, já ela tinha o robe vestido

- O que tiveste a fazer na casa de banho? Demoraste tanto tempo!

Fiquei meio encabulado, nem sabia o que responder

- Gostas do biquíni da maninha (abrindo o robe)?

Era um Biquíni fio dental e quase lhe deixava as mamas à mostra

- Está-te muito bem, se for um massagista vai ser complicado para ele. Kkkk

Descemos fomos fazer uma massagem a dois que foi espetacular, sauna e voltamos para o quarto.

- Então maninho descontraído?

- Sim soube muito bem.

- Agora banhinho. E começa a despir o robe

- Então vai que eu vou a seguir.

- Podes vir tomar banho comigo, não tem mal nenhum.

- Olha que tem…

- Mas que mal tem, eu sou uma mulher, tu és um homem, que mal faz

- Somos irmãos…

- Por isso mesmo, vamos tomar banho, não vamos fuder.

- Não?!

- Claro que não, olha o pirralho. Kkkkk

Fiquei confuso, mas que será que ela quer de mim.

- Então, vens ou não?

- É melhor não

Vem até mim e começa a tirar-me o robe, com tanta conversa e brincadeira, fiquei de pau duro.

A Mena começa a tirar-me os calções e repara que eu estou de pau duro

- Mas que é isto menino, está para aqui qualquer coisa animada

- Pois eu bem te disse que era melhora tomarmos banho um de cada vez

- Não tem mal anda dai

- Se assim queres, então vamos lá

Tirei os calções e lá vou eu para a casa de banho, entro no chuveiro e a seguir vem a Mena, como veio ao mundo.

Se eu já estava de pau no ar, pior ficou.

- Então não te viras para mim, maninho?

- De certeza?

Ela começa a lavar-me as costas, o peito e começa a descer, até chegar ao meu pau, esfregou e virou-se de costas para mim.

- Agora é a tua vez

Virei-me e comecei a esfregar-lhe as costas, passei para as mamas…

- Mas o que é isso menino? (Segurando-me as mãos)

- Então estou a fazer o que tu me fizeste.

- Ok, contínua, quer dizer passa à frente

- Mas tens que ficar bem lavadinha (continuando a lavar as suas mamas).

Ela dá um suspiro fundo e eu

- Parece que também há aqui algo a ficar animado (os biquinhos das mamas começaram a ficar duros).

- Como tu lhe estás a mexer, ainda não viste nada.

Começo as descer as mãos e chego à sua ratinha.

Ela voltou a parar as minhas mãos, mas eu nem a deixei dizer nada.

- Tu também lavaste o meu pau

Ela recua para trás e encaixa o meu pau no cu dela, suspira, vira-se e lasca-me um beijo.

Começamos nos amassos, comecei a beijar-lhe as mamas a apalpar a xaninha e ela gemia.

Comecei a descer e começo a chupar-lhe a ratinha.

Não demora muito que ela atinja um orgasmo que lhe tirou as forças, se não a segurasse ela caia.

Recompôs-se, começa-me a acariciar e bate-me uma punheta ejaculando para cima das pernas dela.

Fomos para o quarto, vestimo-nos e fomos jantar.

- Que se passa maninha, perdeste o pio?

- Não, claro que não.

- Não gostastes? Portei-me mal?

- Claro que não. Quer dizer sim gostei, não te portaste mal, pelo contrário portaste-te muito bem, mas ninguém pode saber o que se passou.

- Claro que não, achas?

Acabamos de jantar e fomos ao bar do hotel beber um copo, ela puxou-me para dançar e ao ouvido diz para irmos para o quarto.

No elevador começamos logo a beijarmo-nos.

Entramos no quanto e começamos a deixar as roupas pelo chão até à cama.

Atirei-a para cima da cama, e comecei a dar-lhe um banho de língua.

Xupei-lhe aquela xaninha toda, até ela atingir o orgasmo.

Ela levanta-se, deita-me na cama

- Agora vais passar a ser um verdadeiro homem.

- Vai ser a minha primeira vez

- Eu sei não te preocupes

Começa a sentar devagarinho e depois de estar todo lá dentro e de subir e descer umas cinco vezes começou uma boa cavalgada.

Aquelas mamas balançavam, ela gritava, baixinho, ela atingiu o orgasmo duas vezes.

Pôs-se de quatro e pediu para a comer à canzana, pedia para lhe bater enquanto se masturbava.

Anunciei que ia gozar e ela gozou comigo, caindo-os os dois para cima da cama.

Descansamos um bocado, mas continuamos a acariciarmo-nos e não demorou que ficássemos chitados novamente.

Fizemos um bom 69, a Mena estremeceu toda.

Voltou a cavalgar-me e veio-se novamente.

Voltou a meter-se de quatro e pediu para lho meter no cu e voltamos a atingir o orgasmo novamente.

Foi uma noite muito boa e um fim-de-semana espetacular.

Continuamos a fuder sempre que possível até ao dia de hoje.


Este conto recebeu 17 estrelas.
Incentive Lambechochas a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
21/02/2021 02:37:03
Excelente!!!


Relatos erotico curtinhos com detalhes sobre virgem penetrada a força violentamenteconto erotico talitaconto relatando como nao resisti ao pausud e fez sexofilha senta no colo do pai na hora do filme de terror. X vídeoporno contos morando na casa do sogro bravoxvideo so tesuda zaradacontoerotico eu,namorada, minha mae e tio jorgexxxvido namorada si a sutar com tamanho d pau d namoradoxnxx sogro aliza a nora por baixo da mezaComo se escreve “ manda video porno ” em inglesxvidios buctas de movihascontos da minha sogra me pedindo pra cheirar sua calcinhatirando toda a roupa e causinha fiu dentau vidiosconto erotico gratis de lebianismo na igrejacasal sendo masageado pornofelipe e guilherme - amor em londres 4contos inversaoxvideos novinha cabaço estrangulada pelo pai ainda dormindovideo porno novinha de 16 domdo p negao da rola de70 ctmxisvido mai ei baxo da mezaconto sexo cheirando tenis do molequefui encoxada neste carnaval 2017 contoVelinhas gozanomeus seios doem e meu marido incesto conto eroticoconto erotico tirei o cabaco da patricinha na marrahome gozando cachara zoofeliapornoquando seu.comamigo nao te.comrespondoLuana da nova temporada do quadro rola ou enrola em porno contos eroticos evangelicosContoseroticos denise meu tio pauzudo me fes mulher bem novinha na pica grossa boa foda karma esguinchadasmulheres de traficantes pegando poradapadrasto puxa cabelo forca chupr emgoli porra apanhandogostosa chifrando corno com seguranças na festa contos eroticosxvideos mulheres não alguedo leva na bucetacalcinha fedida conto eróticocontos eroticos gay me apaxonei pelo traficante 7Conto veridico de tio e sobrinhacontos eiroticos leilapornxxx bunda grandeconto em familiatrample cockabrino buceta ate limitegrêlinhos lindosconto erótico sogra analContos eroticos sexo a 3 no acampamentoportugues xvideos tira ta minha boceta e poda no meu cu/tema/empregadinha%20safadaconto erotico o negao e a japinhaXVídeos mulher lavando roupa no tanque com pegada e******videos de porno hem arpmbando.a buceya da mulherler contos eroticos menagecontos eroticos viajei com meu genro e fiz boquete a viajem todacontos gay de augusto treppicontos eroticos malv comendo as interesseiraporno homem pega sua mulher com seu amigo e ao inves de briga fica só olhando e se masturbando escondidopicudod/contosbaxa vidilho di orasao fosdi paraselolaContos.erotico pedi pra.meu genro.passar.protetor solar em mimcontos a punheteira do papaiSou coroa casada os mulekes rasgaram minha calcinhafudeno minha quanhada gostoza de beibidor nu sofarfotos da neguinha voluptuosa peladafoi tirar foto e acabou impolgando pornovídeo de mulher de quatro e o homem com a pomba bem grandona de 10m no fundo na buceta da mulher e mulher gritandoxxxvideos novinha culpado ate goza na bocatravesri pau 40centrimo fode amigocontos eroticos minha vizinha novinha virgem rebeldecasal submissogostosa grava todos que fuderão ela entregador mais outros conto erótico gêmeas trail irmã com o namoradocasada foi encoxada e gostou contosdesenhos pornô caipiras no vídeo nnxx e comadre da o c****** para o vizinhocontos gays andrecomeu o cu da filha do patrão novinha de17 pornodoidodepiladora pega cliente com pau enormetravesti Levanta a mini-saia e senta na chapeleta do negãoXVídeo pantera espiando pezãoroberta.vadia.do.parana.fudeno.de.bruco.xvideos de sexo de homens e mulheres se masturbando provocativamente e ecitantes e incestos com zoofeliaswww.pornôdoido.com forçada na delegacia video de porno .que nuher mão quanta que.cagavideo caseiro crossdresser atende entregador de calcinhacasada loiralambendo bunda baile carnavalFelipe e Guilherme- Amor em Londred