Corninho: o primeiro chifre a gente nunca esquece

Um conto erótico de Naul
Categoria: Heterossexual
Data: 19/02/2021 16:37:40

Oi gente, estou de volta! Obrigado a todos que gostaram e comentaram na primeira parte desse conto. Quem se frustrou, não posso fazer nada, estou aqui para contar uma história real da minha vida, e na vida real não é como a maioria dos contos aqui do site. Dito isto, bora para a segunda parte...

Dois dias depois que saí da cidade de Flávia, fiz a prova do vestibular e regressei para a cidade onde eu morava com meus pais. Posso dizer que nosso relacionamento se divide em antes de nos conhecermos pessoalmente e depois. E, hoje vim contar o porque...

Após nosso encontro presencialmente, senti que Flávia foi ficando aos poucos cada vez mais distante. Se antes conversávamos sempre, agora nossas conversas estavam começando a se espaçar, mas, nada que a princípio tenha me alarmado. Como ela tinha o sonho de cursar Direito, e tendo em vista que o ensino que ela tinha recebido no interior era um pouco defasado, ela resolveu ingressar no cursinho.

O cursinho, assim como uma faculdade, abre nossos olhos para um mundo que nunca tínhamos imaginado existir. Quem vem de uma escola onde convive sempre com as mesmas pessoas, razoavelmente da mesma faixa etária e com os mesmos pensamentos e ideais, é como se fosse um outro universo. Conhecemos pessoas diferentes, com visões de mundo diferentes, de culturas diferentes, idades diferentes. É realmente fascinante.

Por morar em uma cidade minúscula do interior, não havia cursinhos na sua cidade. Por isso, ela precisava todos os dias se deslocar de ônibus para a cidade vizinha para estudar. Devido a isso, o único período que ela tinha disponível para estudar lá era a noite e sua aula começava 18h30 e terminava 22h30.

Foi no cursinho que Flávia conheceu o André. Ele era um rapaz mais velho (devia ter uns 25 anos na época), gostava de motos, inclusive fazia parte de um clube de moto da cidade, tinha os mesmos gostos musicais que Flávia, tinha 1,80 de altura, corpo musculoso, pele morena.

Como ela dizia estar batalhando pelo seu sonho de cursar uma faculdade, ela optou por não conversarmos enquanto estava na aula do cursinho. Muitas vezes, ela me mandava mensagem já depois de meia noite, dizendo estar voltando para casa. No início eu até aceitava, ela está estudando, buscando um futuro, eu pensava. Mas, com o passar do tempo e com o contato cada vez mais escasso, comecei a reclamar. E, assim, vieram as brigas.

- Flávia, eu não aguento mais isso. A gente não conversa mais!

- Você só fica me julgando ao invés de me apoiar!

- Não estou te julgando, estou falando a verdade!

- Cala a sua boca! Não vou deixar que um garotinho mimado como você faça eu perder meu futuro!

- Vai se fuder, Flávia!

- Vai você, seu machista ciumento escroto!

E, todo dia, era uma confusão. Já não tínhamos muito tempo para conversar, e o pouco que nos falávamos, era para brigar. O relacionamento foi se tornando um inferno, é verdade. Talvez por causa disso que ela cada vez mais ia falando menos comigo, e sempre chegava tarde em casa, eu pensava. Então, comecei a me culpar por brigar por besteira, e daí que ela não está falando mais comigo igual antes? A situação mudou! Ela está estudando e isso é bom!, eu pensava. Por isso, nem de longe eu queria terminar, afinal, eu a amava, e amava muito!

Alguns meses se passaram e o nosso relacionamento sempre na mesma. Ela até não queria mais fazer sexo virtual comigo, pois se dizia cansada por chegar em casa sempre tarde depois de um dia cansativo (vale lembrar que, nesse tempo, ela tinha 18 anos, mas ainda estava no último ano do Ensino Médio). Certo dia, chegou no meu whatsapp um áudio dela

- Ain André, para! Eu tenho namorado! - ela dizia. Sua voz estava bem manhosa, estilo aquelas menininhas que tem carinha de anjo, mas que aprontam tanto que nem o capeta acredita.

- QUE PORRA É ESSA? - eu peguntei (assim mesmo, em caixa alta)

Ela visualizou a mensagem, mas demorou para responder.

- Não começa! - foi tudo que ela disse.

Eu já estava cansado de brigar, não tinha mais saco para um relacionamento cheio de confusão. Além disso, no áudio ficava claro que, se ele tivesse dando alguma investida nela, ela estava negando e afirmando com todas as letras que tinha namorado. Isso era bom, não? Então, eu deixei passar e não fiz grande caso.

- Desculpa! Não quero brigar - foi tudo que eu disse.

- Tá bom amor! Agora eu vou me arrumar, pois preciso sair para pegar o ônibus.

Olhei no relógio, ainda eram 16h. Estava muito cedo para ela sair.

- Mas tá cedo, amor - eu disse

- É que meu grupinho vai se reunir para estudar lá na biblioteca do cursinho.

- Ah sim, tudo bem então.

Depois dessa hora, não recebi mais notícia dela a noite toda. Já era quase meia noite e meia quando ela disse que estava chegando em casa e que ia dormir, pois estava muito cansada. Ela falou que tinham estudado física e matemática, as duas matérias que ela era pior, e que estava com dor de cabeça.

- Tudo bem meu amor, boa noite!

- Boa noite - foi tudo que ela disse.

Aquela mensagem de áudio não saía da minha cabeça, mas eu já tinha me acostumado com a justificativa que eu tinha dado em minha cabeça para a minha consciência, então, nunca desconfiei do que estava realmente acontecendo. Como dizem, o corno é sempre o último a saber. Ou será que é o último a acreditar?

Algumas semanas depois, novamente chegou uma mensagem estranha para mim. Era uma foto dela só de lingerie com a legenda Esse é um presente por ontem. Eu amei!. Fiquei sem entender e começaram a voltar de novo aqueles pensamentos.

- Obrigado - eu disse - mas não entendi!

- Ah amor, é que você está sendo tão bom comigo, me deixando estudar em paz.

Fiquei feliz, mas ainda grilado. Para apagar qualquer suspeita da minha cabeça, resolvi descobrir pela internet o número do telefone do cursinho onde ela estudava. Liguei, uma tal de Andressa me atendeu

- Cursinho Passe Fácil, Andressa, como posso ajudar?

- Oi Andressa, meu nome é Naul, só gostaria de confirmar se vocês tem uma aluna chamada Flávia Conceição Silva.

- Desculpe senhor, não podemos passar esse tipo de informação por telefone.

- Por favor, é que ela está com um documento meu e disse que estaria aí para me devolver - eu precisei mentir, para ver se conseguia a informação que queria.

- Olha, a gente tinha uma aluna com esse nome, mas já tem uns dois meses que ela não vem mais para a aula, ela trancou a matrícula.

Como assim?, eu pensei.

- Você tem certeza? - insisti. Afinal, só podia ser algum engano.

- Sim, é o que consta em nosso sistema.

- Tá bom então, obrigado! - finalizei a chamada, segurando para não chorar ao telefone.

Depois que desliguei, caí em prantos!

- Amor, estou indo me arrumar para pegar o ônibus - ela me mandou mensagem. Eram 16h.

- PODE PARAR COM ESSA FARÇA! EU LIGUEI NO CURSINHO E DESCOBRI QUE VOCÊ NÃO PISA LÁ TEM MAIS DE MÊS!

Ela, novamente, visualizou a mensagem, mas não respondeu. E não falou nada o resto da tarde e da noite. No dia seguinte, acordei com uma mensagem dela que tinha sido enviada às 3h da manhã:

É o seguinte: desde o dia que eu te conheci pessoalmente eu perdi completamente o interesse! Naquela hora que me esfreguei em você na sorveteria eu soube que esse seu pintinho de bebê não ia me dar prazer nunca! Nesse momento, estou voltando da casa do André! Tem 2 meses que ele me fode, e fode gostoso. Ele sim é um homem de verdade! Tem um pauzão grande e grosso, que me faz gozar tanto até quase ficar desidratada! Então, ou você aceita isso, ou nosso relacionamento termina aqui! Minha buceta é do André, e só do André, seu corno!

Eu estava numa sinuca de bico: ou eu aceitava ser corno, ou a mulher que eu mais amava na vida ia embora. Naquele momento, eu respirei para tentar ser o mais racional possível. O que eu podia fazer? Nunca iria encontrar outra namorada tão magnífica quanto Flavinha...

- Bom dia, meu amor - eu mandei.

- Bom dia, meu corno rsrs Então, acho que se falou comigo é por que ainda me quer

- Só se você me contar tudinho o que aconteceu - eu disse.

- Ain, como você é safadinho rsrs...


Este conto recebeu 12 estrelas.
Incentive Naul_cuckold a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
20/02/2021 09:50:36
O cara teve um encontrozinho com a menina e tá nessa paixão toda que toma um fora desse e ainda tem continuação??????
20/02/2021 05:57:48
Adorei o seu conto mas quero saber depois do que aconteceu, fale comigo:
20/02/2021 02:12:21
Os comentários kkkkkkk
20/02/2021 02:00:56
Vc é um merda tem que ser muito frouxo pra aceitar isso de cara, mas têm um crédito, me fez fazer cadastro, te amo e amo sua vadia.
19/02/2021 22:54:16
...🤔 eu acho estranho estes lances que o sujeito te de ser humilhados e fixaçõesem rolas grandes .....ao meu ver , totalmente inverossímil , mas...aceitável como fantasias....rs
19/02/2021 21:52:32
Cara tu e louco kkkkkkk
Acn
19/02/2021 17:45:44
Ricardo, assino em baixo, que porcaria de conto é este, tô fora.
19/02/2021 16:59:39
Ciao! Le mie foto e i miei video di nudo qui: />
19/02/2021 16:52:19
Se esta é a história real da sua vida então eu só posso dizer uma coisa, que vida de merda é essa sua hein, porque você não se mata logo deve ser melhor do que viver uma vida insignificante como sua, e tudo isso por causa de uma buceta? aff


gata apertadinha pulou pra frente ante pau grande / pornoirado.comsafadinha de short jeans agasalhou pau do negao na bocaXvideos... Fode fode fooddeee caralhoContos historias o peao comendo a patroacontos eiroticos leilaporncontos eroticos provocando meu cunhadoler contos eroticos menageporno negao crava tudo de bruso ela gritaPorno gratis xvideos marido adormece e.comeu cu delevideos de munhe durmido de xortiix video hmem com homem veterinarioentregadora de panfletos vendo.meu pauContos eróticos de incesto soníferocontoseroticos/comadre rabudafoda gostosa cacetudo falando ben gostoso q vai gozaconto erotico ajudei minha filha aguenta o'marido cavalonovias gpstosasxiripornocontos eiroticos leilapornMas que dor horrível conto pornodei xoxota para meu pai pausado de manhã, contos incesto fotosXVídeos só as pirralhinhas metendocontos eroticos ela me deu o cuzinho/lesbicaDei O Cuzinho Pros Angolanos Contos EróticosXVídeos gay irmã não queria mas eu conquistei elaincesto com meu vô contosxxxvidio vidio mães pende pra lhe fuder ao.filhoscontos eroticos minha esposinha e o inquilino velhoarreganhada, arrombada fodida arregacada chorei contos eróticosver mulhe chutando bocetareginaporno doido farsante de traição as coxas da minha mâe contos eroticosxivedio fazer amor 💓 com marido Contos eeoticos velhinhoContos eroticos gays dilaurentis casa dos contosmamador de buceta contos eróticosContos eróticos de gozada na boquinha da madameAbrir filme de sexo caixa de molho tirando a virgindade das moças de 18 anos gostosacontos eroticos o carroceiromulher casada realisando fantasia e da pra dois negao dt porno doidoloira esposa enquanto marido dorme ela fica engatada no dog gigante e goza de dor contos eroticoscontos de sexo depilando a sogracontos eróticos brincadeiraperdi as pregas do cu no matinhofomos fazer um 69 e enchi a boca de minha esposa de porracontos eiroticos leilapornVidio novos noviha perdeno ucabasucarolzinhatrepanocontos erotico gay corno participandocontos eroticos malv comendo as interesseiramulher gorda se masturbando e g****** e gritando no meio do pitiúminha esposa me surpreendeuXVídeos da Luz Sementinhacontos eiroticos leilaporn/static/tick.pngmim arroba com esse pau de borracha conto lespicoxvideo namorada cuida do namorado com o braco enfachadoconto erotico fiz sexo com meu alunobaxinha dando baixinhopornodoidocontos eróticos de meninos novinhos sendo dopados e estrupadosmeu amigo ele me levou pro seu quarto pra eu fuder sua esposa na sua frente eu comecei a chupar sua buceta raspadinha ela gozo na minha boca ela chupou meu pau eu comecei a fuder sua buceta ela gozo ela ficou de quatro eu comecei a fuder seu cu meu amigo ele começou a chupar meu pau ele ficou de quatro ele disse pra mim pra eu fuder seu cu virgem conto eróticoabaixa xvidio porno filhia meno de deis ano sendo estuprada pelo paicontos eroticos gay o estilinguegordinhas costurado dando 2017 bundãocontos eróticos comi o cu da minha netinha demenorcazadas..trazas.moteu..baixadas.rjwww.pornodoido meninas no beijo na boucacontos eroticos gay bebadominha prima e eu brigamos e trasamos xvideoporno ladrão forçando dona de casa a fazer anal forçadogravida com a buceta gosmentaFiz minha sobrinha trair seu noivo no motel. Comigo comi seu cu conto erotico"padre não é homem"contos eroticos os pezinhos da sograContos padrasto fode filha novinha enchenteXvideos pau com veias azuladassou marinheira contos eroticos