MINHA PRIMEIRA VEZ COM UM CACHORRO

Um conto erótico de Old Ted
Categoria: Zoofilia
Data: 03/12/2020 14:44:00
Última revisão: 04/12/2020 20:12:31
Assuntos: Fantasia, Zoofilia

(iOlá, sou o Ted, e aqui vai mais um conto que resgatei da internet gringa mais antiga, e que lida admiravelmente com um tema que para muitos é um tabu.)

Era tarde de uma manhã de sábado e eu estava me sentindo inquieta. Eu tinha acabado de voltar da minha corrida diária. Hoje fiz 8 quilômetros. Aos 41 anos, tenho orgulho em me manter em forma. Estava no banheiro prestes a entrar no chuveiro, larguei o robe que estava usando e me olhei no espelho. Minhas pernas eram fortes e longas. Minha bunda também estava empinada e firme depois de anos de corrida. A barriga estava durinha, embora eu tivesse dois filhos. A única coisa que estava um pouco fora do lugar eram meus seios. Eles estavam bem grandes. Quando eu estava grávida de minha filha, eles haviam aumentado para 54 e continuaram assim. Eles cederam um pouco, mas você poderia dizer que eram firmes. Tornavam a corrida difícil às vezes, mas eu ainda estava feliz por tê-los desse jeito.

Entrei no chuveiro e apreciei o jato quente. Eu me ensaboei e apreciei a maciez da minha pele. Meus seios me chamaram muita atenção, admito. Claro que eu gosto de exibi-los em tops decotados e vestidos e às vezes ficava sem sutiã. Homens jovens e velhos ficavam olhando para eles. Eu provoco? Claro que sim. Corri minhas mãos sobre eles, através das aréolas marrons, fazendo meus mamilos se erguerem e ficarem duros. Senti seu peso e plenitude. Eles eram totalmente naturais, tudo meu.Enquanto minha mão direita brincava com um mamilo duro, minha mão esquerda trabalhava para baixo. Desceu pela minha barriga e entre as minhas pernas. Sempre me mantive perfeitamente lisa, sempre fazendo à depilação. Minha mão encontrou o que procurava, meus lábios inchados. Eu estava muito excitada e não conseguia entender por quê.

Meus dedos separaram meus lábios e encontraram meu buraco. Enfiar dois dedos dentro fazia parecer bem apertado. Eu estava escorregadia por fora por causa do sabonete, mas também por dentro por causa de algo que minha buceta estava produzindo. Era pegajoso e escorregadio ao mesmo tempo e havia muito disso. Pensei que data era e soube então o que estava acontecendo. Era a época do mês em que eu ovulava. Hoje e amanhã eu estaria no meu momento mais fértil. Sempre que isso acontecia eu ficava super excitada e minha buceta começava a descarregar essa coisa escorregadia. Acho que estava se lubrificando na expectativa de ser fudida.

Encontrei meu clitóris, que estava grande e inchado. Brincar com ele e puxar um mamilo ia me tirar do sério rapidamente. Puxei com força e esfreguei mais rápido. Eu senti a vibração familiar lá embaixo. Eu me rendii ao meu orgasmo embaixo do chuveiro e tive que soltar meu seio para me firmar contra a parede. Eu gozei forte e meus joelhos tremeram um pouco. Me recuperei, terminei de lavar meu cabelo e saí do banho. Depois de me secar, decidi ser preguiçosa hoje e coloquei uma das camisetas grandes do meu filho e nada mais. Ela desceu até o meio da coxa. Peguei algo para comer e beber e decidi usar o computador em meu escritório.

Fui a um site de compartilhamento de fotos onde postei algumas fotos minhas, umas vestidas e outras nuas. Adorei ler os comentários e mensagens de admiradores. Eu pertencia a alguns grupos que se baseavam em temas diferentes. Um era sobre fantasias. Uma pergunta foi feita ao grupo sobre sua fantasias mais sombrias e profundas. Algumas pessoas começaram a responder e eu os li. Eu encontrei um que uma jovem casada postou e sua fantasia era fazer sexo com um cachorro. Claro que eu sabia que isso era fantasia de alguns e também realidade de outros. Sua resposta foi bem escrita e parecia muito sincera. Você quase podia sentir o desejo que ela tinha por isso.

Naveguei um pouco e parei em um site de histórias eróticas Sempre gosto de ler os mais bem avaliados ou alguns novos. Desci a lista e vi um muito bem avaliado. Era sobre uma mulher e seu cachorro. Ler sobre a fantasia daquela mulher naquele outro site me deixou curioso, então abri a história. Passei os próximos 30 minutos ou mais lendo e relendo. Ela descreveu a experiência com detalhes agradáveis, explicando como o sexo com um canino era diferente do sexo com um humano. No final da história, ela disse que agora faz sexo com seu cachorro o tempo todo e que poderia facilmente desistir de sexo com humanos. Eu balancei minha cabeça e pensei que o sexo com um cachorro deve ser muito especial para alguém considerar essa mudança.

Enquanto lia a história, não havia percebido que também estava brincando com minha xoxota. Minha mão estava sob a camiseta e eu estava me esfregando. Eu estava muito escorregadia e molhada e li as partes boas novamente e estremeci com o meu segundo orgasmo do dia. Depois que terminei, me perguntei se fiz isso porque estava com tesão de ovular ou será que tive a ideia de fazer sexo com um cachorro. Eu estava sozinha em casa hoje. Meu filho estava na escola e minha filha estava passando o fim de semana com uma amiga. Havia alguém na casa comigo. Aconteceu de ser meu cachorro. Meu cachorro macho.

Eu tive muito sexo pervertido na minha vida. Algumas vezes bem selvagens, mas para ser honesto, nunca havia considerado a bestialidade. Claro, eu já tinha visto meus cachorros se excitarem e já tinha visto cachorros fudendo antes, mas sexo entre mim e um cachorro nunca passou pela minha cabeça. Isso é, até agora. Aquela mulher que tinha a fantasia parecia tão excitada com a ideia e a mulher da história amou tanto que ela só queria esse tipo de sexo. Eu tinha puxado meus dedos da minha buceta e estava olhando para eles. Eles estavam cobertos por uma gosma clara e lisa. Enquanto eu olhava para eles, sabia que meu cachorro estava em sua cama no outro quarto. Ele era um Blue Heeler de 2 anos e que não tinha sido castrado. Eu ri comigo mesma pensando que ele provavelmente não teria nenhum interesse. Olhando para os meus dedos novamente, ouvi seu nome ser chamado. Fui eu quem o tinha chamado e nem percebi.

Ele entrou trotando em meu escritório curioso. Eu tinha certeza de que ele esperava comida, diversão ou uma caminhada. Disse a ele para se sentar e ele obedeceu. Eu estava nervosa e não tinha feito nada. Queria ver se ele lamberia meus dedos. Quero dizer, se ele não estivesse interessado nisso,

provavelmente não iria querer nada além disso. Eu disse “que diabos” para mim mesma e mergulhei meus dedos de volta na minha buceta molhada e os estendi para ele. Disse a ele que não havia problema em vir conferi-los. Ele inclinou a cabeça para o lado uma vez, então se levantou e veio até eles. Não acho que ele sabia bem o que deveria fazer. Ele congelou por um momento, então lentamente avançou o nariz se aproximando dos meus dedos molhados e eu o vi e o senti cheirar. Bem, ele estava curioso, pelo menos. Então ele o fez novamente. Na terceira vez, ele estirou sua longa língua rosa serpenteando e lambeu meus dedos. Vi sua língua voltar para sua boca e sabia que ele estava me provando. Ele voltou para uma segunda, terceira e quarta lambida. Acho que ele gostou do meu gosto.

Mergulhei minha mão na minha buceta molhada mais algumas vezes e ele lambeu tudo. OK, para onde isso estava indo? Fazer isso foi emocionante, mas bastante inofensivo. Eu sabia que o próximo passo era ver se ele lamberia diretamente da fonte, minha buceta. A única coisa que me deixou nervosa neste momento era ser pega em flagrante. Sabia que era improvável, mas me levantei e verifiquei todas as portas para ter certeza de que estavam trancadas. Quando me sentei na cadeira do escritório, puxei a camiseta que estava usando. Agora eu estava nua da cintura para baixo. Sentei-me na ponta da cadeira para que minha buceta fosse fácil de alcançar. Chamei-o e passei o dedo novamente para me certificar de que ele ainda estava interessado. Ele estava e então me inclinei para trás na cadeira posicionando minha buceta aberta e exposta bem perto de seu rosto. Eu estava respirando com dificuldade e tremendo um pouco, esperando para ver o que ele faria. Meu dedo não estava mais lá, mas o cheiro de que ele gostava continuava. Ele farejou ao redor e com certeza o encontrou. Isso era diferente para ele e ele hesitou. Então congelei, observei quando sua língua saiu novamente e ele me lambeu do cu ao clitóris. Meu deus, isso era tão bom. Eu me inclinei para trás e fechei meus olhos esperando que ele continuasse.

Isso foi exatamente o que ele fez. Depois que ele encontrou a fonte, foi como se ele não pudesse se cansar. Ele estava me lambendo avidamente agora, e ele estava usando golpes muito longos com sua língua enorme. Nenhum homem jamais fizera nada assim. Não demorou muito e estremeci com outro orgasmo. Isso produziu mais fluido que ele continuou a absorver. Senti outro orgasmo chegando e estremeci um pouco. Meu clitóris estava super sensível agora. Quase sensível demais para o toque. Eu precisava de uma pequena pausa, mas não queria que ele perdesse o interesse. Chamei seu nome e ele parou e olhou para mim. No jeito que eu estava recostada na cadeira, seu rosto era visível entre meus dois seios enormes. Meus mamilos precisavam de atenção e me perguntei se poderia fazer com que ele os lambesse. Eu afaguei minha barriga, o que disse a ele que eu queria que ele subisse aqui. Ele saltou colocando as patas dianteiras na cadeira na altura da minha cintura e deixando as patas traseiras no chão. Eu podia sentir seu peito peludo na minha barriga. Meus seios estavam basicamente em seu rosto. Peguei um e direcionei o mamilo para sua boca de cachorro. Ele olhou para ele e lambeu uma vez, mas foi só isso.

Pensando em como fazê-lo se interessar, sabia que se meus seios estivessem vazando leite ele estaria lambendo o tempo todo. Talvez eu tentasse fazer isso acontecer algum dia. Achei que a próxima melhor coisa era o que ele já gostava, o suco da minha buceta. Abaixei-me e peguei um pouco e esfreguei em um mamilo. Segurando-o contra o nariz, ele cheirou e depois o lambeu repetidamente. Sua língua era áspera o suficiente para enviar ondas de choque através deles. Meus mamilos estavam duros como uma rocha e muito crescidos. Eu fiquei com meus dois mamilos molhados do mel da minha buceta e estava segurando meus seios para que ele prestasse atenção em ambos. Enquanto estava concentrado em fazer isso, senti algo. Algo que era duro e pontudo estava me cutucando. Principalmente na parte interna da minha coxa, mas uma ou duas vezes nos lábios da minha buceta. Deslizei na cadeira um pouco para tentar colocar meu mamilo em sua boca, esperando que ele pudesse mordiscar. Acho que essa pequena mudança de posição foi o suficiente para causar o que aconteceu a seguir. Senti a coisa gostosa e dura acertar bem na abertura da minha buceta que estava espalhada na cadeira e muito molhada. Assim que isso aconteceu, meu cachorro avançou e curvou os quadris. Nesse momento, cerca de uns 12 centímetros de seu pau de cachorro entraram na minha buceta. Imediatamente ele começou a empurrar tentando entrar mais.

Eu estava em estado de choque. O tempo parou por um momento para mim. Não tinha tomado a decisão de ter relações sexuais com meu cachorro, mas estava acontecendo agora. Eu quero isso? Estou pronta? Preciso pensar sobre isso? Entrei em pânico, me levantei da cadeira e fiquei em pé. Meu cachorro pulou de cima de mim e seu pau, claro, saiu de mim. Eu não queria que ele pensasse que tinha feito algo ruim, então continuei dizendo que ele era um bom menino e está tudo bem. Andei pela sala por um momento. Seu pau esteve dentro de mim. Na verdade, eu tinha feito sexo com um cachorro, mesmo que fosse apenas por alguns segundos. Eu estava pirando, desejando que alguém me ajudasse a superar esse ponto e decidisse o que fazer a seguir. Olhei para ele, que estava deitado no canto, lambendo seu pau. Ele olhou para mim e era como se estivesse sorrindo. Ele não se importava com as implicações sociais, tudo o que ele queria era uma buceta quente e apertada para enfiar seu pau de cachorro. Eu ri de mim mesma e decidi que isso era apenas sexo. Era para ser divertido e agradável. Não importava quem estava envolvido.

Decidi tentar novamente. Tirei minha camiseta e a joguei no canto. Queria estar tão nua quanto ele. Achei que a melhor posição para fazer sexo com um cachorrinho era, óbvio, no estilo cachorrinho, então me ajoelhei. Não sabia se deveria chamá-lo ou apenas esperar para ver o que ele faria. Meus seios estavam pendurados sob mim, e seu peso estava puxando-os para baixo. As aréolas marrons enrugadas e os mamilos crescidos apontavam para baixo. Sempre adorei essa posição porque os fazia balançar. Eu precisava que ele se interessasse novamente pelo meu corpo. Chamei seu nome e estendi um seio para ele. Ele veio, cheirou e lambeu, então deu a volta em meu corpo quase como se ele estivesse examinando. Ele chegou ao meu traseiro e isso despertou seu interesse. Ele encontrou meu cheiro novamente e começou a lamber minha buceta. Isso foi bom, mas não é o que eu queria que ele fizesse. Dei um tapinha na minha bunda e na parte inferior das costas tentando fazê-lo pular em mim. Ele colocou a cabeça lá, mas não entendeu bem a mensagem. Ele estava perto o suficiente de mim para que eu pudesse esticar o braço e agarrar suas patas dianteiras e puxá-lo suavemente para cima.

Uma vez que ele colocou seu peito nas minhas costas, ele imediatamente envolveu suas pernas dianteiras em volta da minha cintura. Me arranhou um pouco, mas estava tudo bem. Ele se arrastou para a frente e começou a arquear os quadris.Olhei entre minhas pernas e vi que seu pau estava duro e quase meio fora de sua bainha. Eu precisava abaixar meus quadris um pouco para melhorar o alinhamento, pois ele realmente não tinha pernas longas. Estávamos chegando perto e eu recuei um pouco e o guiei gentilmente. Isso era tão louco e eu queria tanto isso. Não haveria nenhum problema com lubrificação, minha buceta estava pingando. Consegui fazer com que a ponta tocasse minha entrada, e ele empurrou para frente. Foi aí que descobri a diferença entre fazer sexo com um cachorro e um humano.

A maioria dos caras começa devagar e tenta durar muito tempo. Eles acariciam lentamente no início, apreciando a sensação e tentam se conter. Somente no final eles acariciam rapidamente enquanto gozam. Um cão, entretanto, é como uma britadeira desde o início. Meu cachorro estava literalmente martelando minha buceta. Era como uma rajada de tiros de uma arma automática. Seu pênis tinha uma boa espessura e era muito longo e minha buceta apertada estava aguentando bem, mas ele estava ficando cada vez mais dentro de mim. Olhei para os meus seios e eles estavam batendo no chão com as marteladas. Seu pau era muito quente, muito mais do que dos caras. Eu já tinha visto o seu pau fora da bainha antes e sabia que havia mais para entrar em mim, e seu único propósito era enfiar o máximo possível de seu pau dentro de mim. Esta estava sendo uma foda incrível e eu apenas tentei relaxar e aproveitar.

Eu estava de quatro e realmente empurrando para trás em suas estocadas. Assim que senti a ponta de seu pau atingir o fundo, percebi outra coisa. Uma massa dura na entrada da minha buceta. Eu sabia que esse era o seu nó e estendi minha mão para trás para senti-lo. Achei que fosse do tamanho de um limão, e ele estava tentando conseguir enfiar isso em mim. Eu já estava bem cheia de seu pau, mas ele continuou pressionando e eu deixei. A ponta de seu pênis estava pressionando direto no meu colo do útero e ele queria ir ainda mais longe. Então senti que ele forçou algo em mim porque eu percebi seu nó estalar. Assim que isso aconteceu, ele parou de empurrar e ficou muito quieto.

Eu estava respirando com dificuldade e decidi fazer uma pausa. Ele estava profundamente dentro de mim e senti um calor ali. Era bem dentro de mim, como no meu útero. Seu pênis estava latejando. Ele estava gozando. Meu cachorro estava realmente gozando dentro de mim. Seu único propósito era depositar o máximo de seu esperma dentro desta cadela fértil. Enquanto seu pau continuava esguichando em mim, senti um inchaço dentro da minha buceta. Na história que li, a mulher descreveu o inchaço dos nós dos cães e eu sabia que isso estava acontecendo comigo agora, só não tinha ideia de quão grande ficaria.

Sempre tive uma buceta apertada. Caras com pau grande conseguem entrar em mim numa boa, mas eles me dizem que parece que tem uma luva personalizada em seus pênis. Minha buceta estava agarrando o pau do meu cachorro agora, e seu nó havia inchado até o tamanho máximo. Não estava me movendo quando ele desceu de cima de mim, balançando a perna. Ele estava de costas para mim agora e estávamos literalmente bunda com bunda. Eu não tinha nenhuma experiência com sexo com cachorros, então fiquei parada. Seu pau ainda estava latejando em mim e eu não tinha ideia de quanto porra de cachorro ele estava depositando lá. Ele ficou parado por um momento com nós ainda ligados um ao outro. Ele então tentou sair de mim. Ele não puxou com força, mas com força suficiente para eu perceber que não estava saindo. Ele estava preso em mim. Por um segundo, uma pequena onda de pânico me atingiu. Quanto tempo isso vai durar? Isso pode ser difícil de explicar. A pulsação estava diminuindo um pouco e ele puxou novamente com o mesmo resultado. Minha buceta ainda tinha um aperto muito firme em seu nó e no seu pau.

Consegui olhar para o relógio e descobri que estávamos ligados há cerca de 15 minutos. Eu senti ele puxar novamente e parecia que fizemos algum progresso. Um par de pequenos puxões e outro puxão mais longo depois e eu senti ele se mover e de repente sair de mim. O resto de seu pau de cachorro logo o seguiu. Quando ele estava fora de mim, eu apenas deitei no tapete do meu escritório. Eu tinha acabado de fazer sexo com um cachorro pela primeira vez. Estava cheia de seu esperma e ele fez minha boceta sua. Fiquei lá por um tempo, então lutei para ficar de pé. Estava realmente dolorida. Ele me deu uma surra de verdade. Olhei para o tapete e vi a bagunça. Eu teria que limpar isso e, claro, usar uma toalha ou algo assim na próxima vez. Um momento: haveria uma próxima vez?

Voltei ao banheiro para me limpar. Preparei a banheira em vez do chuveiro, e subindo na água morna com espuma, relaxei. Me inclinei para trás e fechei os olhos. Me senti ótima, mas percebi que não tinha tido um orgasmo durante o sexo com meu cachorro. Acho que estava muito preocupada com a logística e os novos sentimentos. Enquanto estava lá, esfreguei minha barriga. Eu sabia que seu esperma de cachorro estava lá dentro, bem depois do meu colo do útero, bem dentro dos meus tubos. Eu estava ovulando, então sabia que havia uma boa chance de meu óvulo estar lá também. A lógica me disse que seu esperma estava ricocheteando no meu óvulo tentando pegá-lo. Isso era um fato, eu sabia o que estava realmente acontecendo. A natureza provavelmente não deixaria um de seus espermatozoides penetrar em meu óvulo ou, se deixasse, não se dividiria e se desenvolveria ou se implantaria. Eu já havia tomado a decisão de tentar novamente. Não tinha certeza de quando, mas eu queria gozar da próxima vez em seu pau de cachorro.

Talvez na próxima vez que eu ovular...

(Adaptado de um original de shawnababy-2011)


Este conto recebeu 9 estrelas.
Incentive Old Ted a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
03/12/2020 17:53:30
Muito bom
03/12/2020 16:12:56
Eu intendi q tu copio a istoria de augem aí ladrao. Eh ISO msm ?
03/12/2020 15:28:20
Caro Magrão, por favor leia de novo o início do texto e você vai entender. Abs.
03/12/2020 15:18:05
Bixo nao deu pra intende foi nd. Tu eh muler ou home pvt ?


contos pornor minha mulher deu pra outroeu quero ver o homem estrupando a mulher comendo o c* dela periquita e gazelavaldenicepornocontos eroticos Robertaestupro esposa contos eroticosimplodandocontos eróticos corno biXxvideoa comendo há vizinha downloadfoto.neta toumou calmante pra transar.com filho.virgem sangra bunda.dele choratira ochorte pica nela pornogarotinha safada sacaniou seu ti pirocudo e teve que mamar ate..fotosde travesti peitudo ecusaoela conseguiu agasalhar uma rola de 30 cm e grossa na xanaconto erotico velho taradocontosonlinecontoerotico pai quero dar leitinho pra bbzinhacontos de putaria sou puta meu irmao um jumento fudeu o cu da minha amiga e eu ajudeiconto erotico comendo a ovelhaContos gays pegado a forca por grupinhos na infanciacontos eroticos escravasfudenoa irmadechortinhonovinha sendo f***** pelo padrasto por virconto lavador de carro pauzudoaliviando os funcionariosxvideo finginacontos eroticos de enteadas loiras com padrastos negrosporno em familiabaixar XVídeos mulher sendo sequestrada e e******** Algemado passar de fita na boca XVídeossexo com coroa ruiva baixinha gostosa peituda de buceta bem peluda fidendo xom bem dotadodivididu u casete nu boketeconto erotico pai e filhoempregada gostosa foi faxina e levantou o rabo do meu lado ou do rabo gostoso delacontos eroticos GAYS, tesão pelo afilhado surfistacontos eróticos estrupadamuilhere.gozandu.treis.vezisHistórias Eróticas de velho com siliconadaconto erótico Já passava das quatro da manhã quando voltei pra casa usando aquele baby doll, cheirando a sexo,suor e porra. Somente meu marido dormia naquela casa. Meu filho, Daniel, com dezoito anos me esperava na porta de casa com o celular na mão e as três fotos que Marcelo havia mandando para ele. Antes que meu filho abrisse a boca eu sorri para ele, olhei no fundo dos seus olhos e falei calmamente:xvideos mostrando pinto pra sobrinha inocenteerma deixa causinha molhada no banhero pra provoca os homencontos eiroticos leilapornAnjo discreto casa dos contosXvideos grandes pauzudos enrrolaados na toalhas pernas abertasCasa dos Contos fui pedrinho pepeca com a menininhaPapai coxudo do caralho/perfil/154178provoquei e fui comida contos eroticospornodoido.pai.aretando.filra.darmindov meninas 14aos 17 anus perdeno avirgindadexvideos encinando a sobrinha a dirigir sentou no colinho ai ja eracontando historia de uma tia q tranzau cm osobrino xvideovidioporno ospiratascontos eroticos amiguinhasimagem de menina mois trado a puceta dela vizimporno.doido so.mulhers ricas gostozonas dando na.borrachariase basear pornô pai pega filho com a filha transandoo que singnifica a palavra merstubanomoreno sarado de sunga de bombeiroxvideos de puta arrolbadaconto comi cu da cracudamulher pensa que a amiga é mulher mas é um travesti com um pau bem groso e vai dormi com ela em casa e acaba temo um supresa e transa pornomulher daperreca piquininihacontoseroticos/comadre rabudahistorias eroticas com saúnas masculinasmaninho comeu meu cu contosContos mendiga pornocontos eroticos comeram a empregada.domesticacoroas homens defloração vaginal relatoscontos erotico de meninos gay sendo iniciadocontoerotico eu,namorada, minha mae e tio jorgeporno amador mulheres lanbendo o pao do homem devagarinho até gozarxnxx tapou as vistas da amiga e chamou o irmão pra meter o pauvídeo pornô de novinha do grelo apertadinho obrigada a chupar a rola do Vandofilme porno com coroas cincuentona rabudas do cu Largo arrombado que cabe a mão#contos eroticos sozinhamao boba na noiva pegando nos peito dela pornocontos eroticos de freiraxaninha mostra as penujinhasEmcanador tem um pau enorme no xvidioContos eroticos socaram a rola na buceta da minha esposa e a engravidaraosambaporno encostada dentro do ônibusvideos pornos de genros depilando sogra e n resiste fode elafodas narradas grannyXVídeos mulher barriguda metralhandoDorinha jogando morena quicando vai para[email protected]