A Putinha da República VIII: Strip-poker e Gang Bang

Um conto erótico de Lívia Putinha
Categoria: Grupal
Data: 30/07/2020 18:51:38
Nota 10.00

Depois do carnaval, logo começaram as aulas. Mesmo sendo o primeiro período, a faculdade de Direito era muito puxada. Eu tinha um montão de livros para ler, tanto que geralmente quando estava na república, estava em meu quarto lendo.

Apesar de ter sido a putinha do carnaval, não queria ficar com fama de puta da faculdade, então tinha pedido aos rapazes que não dissessem nada sobre a viagem. O problema é que tinha me acostumado com o sexo com múltiplos parceiros ao mesmo tempo e quando tinha uma rapidinha com apenas um dos meninos da república, sempre ficava insatisfeita e só servia para aumentar o meu fogo.

Eu ia para a faculdade sem calcinha e com um plug no cú, às vezes me masturbava no banheiro, quando estava com tesão e não tinha ninguém para apagar meu fogo. Depois de três semanas sem ter pouco mais que algumas rapidinhas com Jonathan e Diego, já estava subindo pelas paredes.

Na república, éramos 10. Eu, Diego, Paulo, Jonathan, Felipe, Henrique e os outros quatro rapazes que só conheci quando retornamos de viagem. Bruno, um moreno sarado que estudava engenharia de produção. Willian, um baixinho branquelo que estudava administração. André, um negro gordinho que estudava Biologia e Marcel, um mulato alto que estudava Engenharia química. Eu não tinha tido tempo de conhecer nenhum deles direito, porém depois de três semanas sendo privada da dose de picas necessárias a uma puta do meu calibre, resolvi fazer uma festa na república. Escrevi um recado e coloquei na geladeira, avisando que no sábado à noite faríamos uma social para nós nos conhecermos melhor, mas que era só para o pessoal da república.

No sábado à noite, com a boceta e o cu bem depilados coloquei um vestido branco curto e justo. O pano era fino e semitransparente. Coloquei apenas um par meias 5/8 brancas e um sapato de salto alto. Deixei o cabelo solto e fiz uma maquiagem leve. Eu parecia uma garota inocente e safada ao mesmo tempo. Estava perfeito.

Saí do quarto e fui para a sala. Henrique, Felipe, Paulo, Marcel, Willian e Bruno já estavam lá. Felipe e Paulo, que já sabiam bem a puta que eu era, me olharam com interesse quando me viram.

- Boa noite, rapazes! - Disse sem me dirigir a ninguém especificamente.

Fui até a geladeira e peguei umas cervejas e entreguei uma para cada um deles, todos eles me comeram com os olhos e eu já sentia a boceta pingar de tesão, diante da perspectiva de ter 9 machos só pra mim.

- Onde estão os outros? - Perguntei e na mesma hora Diego e André entraram na sala.

- Nós já chegamos, só falta o Jonathan. Ele está tomando banho. - Disse Diego depois de dar uma olhada ao redor.

Eu peguei uma cerveja para ele e para o André e logo Jonathan se juntou a nós. Sentei me no sofá com as pernas bem abertas, sem me preocupar com o fato de que eu não usava calcinha. Marcel, Willian, Bruno, Henrique e André, ficaram olhando para minha boceta sem conseguir disfarçar e já podia ver o pau deles dando sinal de vida.

- Que tal se a gente jogar strip-poker? - Eu sugeri, pois queria começar a putaria sem parecer desesperada.

- Acho a ideia excelente. - Disse Marcel e os outros foram logo concordando também.

Fomos para a mesa e começamos a jogar. A regra era, a pessoa que ganhava poderia escolher três pessoas para tirar um peça de roupa. Eu fiquei completamente nua em cinco rodadas, então logo o poker perdeu a graça. Eu estava sentada sem me importar em esconder nada e os rapazes mal prestavam atenção no jogo. Então resolveram mudar as regras, quem ganhasse poderia escolher alguém para pagar uma prenda. O próximo a ganhar foi Paulo e ele me escolheu para chupar o pau do André.

Sem nem pensar duas vezes fui para debaixo da mesa puxei seu pau para fora e caí de boca. Ele tinha um pau bem grosso e estava com cheirinho de sabonete. Chupei igual a uma desesperada, como se fosse o último pau do mundo, e André esporrou na minha garganta depois de alguns minutos. Voltei para o meu lugar com cara de paisagem.

Eu ganhei a próxima rodada e pedi que Diego chupasse a minha boceta. Deitei em cima da mesa com as pernas abertas em frente a ele e ele foi me chupando. Estava muito bom. Ele me chupou até eu gozar deliciosamente. Então voltei para minha cadeira e jogamos mais uma partida. Felipe ganhou.

- A sua prenda será dar o cu para todos nós. - Anunciou.

- Cara, você está pegando pesado. - Falou Willian.

- Não, tudo bem. Eu quero dar. - Falei e aqueles que não sabiam da minha capacidade ficaram um tanto chocados.

Logo as cartas foram esquecidas e começou um Gang Bang delicioso. Tratei de chupar bem a pica dos meus machos, para que ficassem bem duras. Paulo, Diego e Felipe não se fizeram de rogados e partiram logo para uma tripla penetração.

- Puta que Pariu! Esse trem tá muito bom! - Gritei quando colocaram duas rolas no meu cu e uma na minha boceta.

Meu buracos estavam um pouco menos largos, pois fazia bastante tempo desde que tinha tido tantos paus dentro de mim, mas ainda conseguia aguentar os três com facilidade.

- Mano! A mina aguenta três paus aos mesmo tempo! - Disse Bruno.

- Só tinha visto isso em filme pornô. - Falou Marcel.

- Vocês não viram nada, essa putinha aqui aguenta muito mais! - Comentou Paulo.

- Porra! Também quero comer o rabo dessa vadia! - Disse Willian.

- Calma, todo mundo vai ter sua vez! Dá aqui esse pau para eu chupar. - Falei.

E logo Willian enfiou o cacete na minha boca. Estava amando, comecei a gozar bem gostoso e eles trocaram. Willian meteu o cacete na minha boceta, André e Jonathan enfiaram no meu cu. Henrique veio com o pau para eu chupar. Sentia seus cacetes deslizarem, entrando e saindo e isso estava muito bom.

- Essa puta é bem arrombada. - Comentou André.

- Nós passamos o carnaval inteiro arrombando ela. - falou Diego. - Você não tem nem ideia do que essa vadia fez, ela fodeu até uma garrafa pet e um cone.

- Porra! Essa é arrombada mesmo! - Exclamou Marcel.

Gozei de novo, então agora Henrique e Bruno meteram no meu cu e Marcel enfiou na minha boceta. Diego me deu um tapa na cara.

- Era essa a festa que você queria? Já estava morrendo de saudades de levar muita vara, né? - Falou.

- Sim. Estou amando! Não sei mais viver sem ser fodida por vários ao mesmo tempo.

- Pois então vamos fazer de você a putinha da república, nossa escrava sexual. - Paulo falou.

- Sim, vai ser nosso depósito de porra. - Completou Felipe.

Eles iam falando isso enquanto eu era triplamente fodida e eu nem conseguia raciocinar, pois já estava perto de gozar outra vez.

- Eu vou ser o que vocês quiserem, contanto que me deem muita pica. Cacete! Aí vou gozar de novo!

Eles trocaram de novo e dois deles começaram a foder minha boceta, enquanto outro fodia o meu cu. Estava tão gostoso. Sentia meu bocetão bem cheio e uma dorzinha gostosa das picas me abrindo.

Eles foram fazendo rodízio e me fodendo de três em três e eu ia gozando descontrolada. Por último todos gozaram em um copo e depois eu bebi a porra dos nove de uma vez.

Eu estava exausta, mas satisfeita como não tinha estado em semanas.

- A partir de hoje você está proibida de usar roupas dentro da república e deverá foder com qualquer um de nós em qualquer lugar que a gente quiser. - Falou Diego.

- Sim, senhor.

- O seu dever como puta é ter os buracos sempre depilados e prontos para levar pau. - Disse Felipe.

- Sim, senhor.

- Pessoal, lembrem-se que ela é a nossa puta e escrava, mas não é pra ficar espalhando por aí. - Paulo completou e todos concordaram.

- Bem que naquele dia eu vi ela dando para vocês dois e fiquei sem entender, bati uma sozinho no quarto quando podia ter vindo aqui e comido a puta também. - Lamentou Henrique.

- Você deu mole. Naquela época ela ainda era apertadinha. Agora já está bem amaciada. - Disse Diego.

Eles mandaram eu ir tomar um banho e lavar bem o rabo e a boceta, que logo ia começar o segundo round. Todos queriam gozar mais e eu estava louca para levar mais pica.

A noite foi bem longa, gozei muito e no final todos eles gozaram em diferentes partes do meu corpo: rosto, tetas, barriga, coxas, bumbum, cabelo, costas. Eu cheirava a porra e estava toda escorregadia, mas estava me sentindo no paraíso.

Continua...


Este conto recebeu 12 estrelas.
Incentive Escrava 88 a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
10/08/2020 01:10:33
Delicia!!!!
31/07/2020 01:40:12
Sera q vai caber 3 picas nesse cu? Kk
rgm
30/07/2020 20:27:24
Você se superou com tanta pica no cú e na boca também na buceta vc ficou cheinha de porra, manda umas fotos e vídeos seus bem peladinha e mostrando a bucetinha e o grelinho e do seu cú mostrando este cú piscando para o meu pau entre em contato comigo para podermos conversar e enviarmos mensagens entre nós
30/07/2020 20:16:13
2 no cu e um na buceta? Fantasiou demais
30/07/2020 19:40:12
Que putaria!


xividios bucetasovideo porno amor virei corno que deliciaMulheres malhadas dando para jegues caras do pau gigante pornoxvideos. com as gostsona no rnContos eroticos a neta da vizinhamulher com aberada da buceta toda esticada pra filha vercuzinho apertadinho rosto lindinhoconto erotico esposa de lycra .com pacotao marcadoviadopornodoidopai a reda causilha da filha enchi a bucetilha dela di porraesposa cheia de porra no acampamento casa dos contoscontos eiroticos leilapornContos gays pegado a forca por grupinhos na infanciaMinha esposa estava completamente dominada por aquela pica preta,mao boba na noiva pegando nos peito dela pornotirando toda a roupa e causinha fiu dentau vidiosver pelinhos lourinho bem de pertinho de pernas e bunda de mulatascontos erótico menininha na torcida contos de sexo crossdressingraffa_ka maromba safadoxvideo porno italiano filme esposa italiana traino o marido italiano ela dano o cuzinhonao aguentei cumi a minga cunhada ali mwsmoxividio pai comendo a filha na mesa com os ospedesCONTOS SOU RABUDA SO USO SHORTINH PROVOQUEI MEU SOBRINHO ATOLADO NA BUCETAContoseroticos pirralhos sapecaso padre e o menino contos gay Contos sobre beijos e podolatriavideos pornos de mulheres gravidas com sua buceta peluda dando pra varios homens pisudosporno irado de filho espiano sua mae peitudaSodomizando mae e filha contosxvideoesplendidavideos de sexo filhas gemiase paipornodoidográtis coroasgemendocontos eroticos humilhada arrebentada abalgozando na calcinha suja d minha enteadaemcoxando a novinha de sches e saiaevangelicas na zoofilia com cachorroCasa dos contos eroticos paguei pra deflorara filha do caseiro mulhere gordas video obezacontoerotico eu,namorada, minha mae e tio jorgeconto gay comecei a vestir calcinha da minha irmaporno gay de irmaos e primos quadruploporno pesado com etiadasContos eroticos tia tirou afinidade do sobrinho contos eroticos privatepadrasto cavalopreto esta fudendo amiha vizinha branqinhcontos eroticos papai e mamae me fez mulhervideo porno jotalhaoContos eróticos gay brincando de esconde esconde no sítio do tiu e deuconto rabuda preferi atrasconto erotico filha seduzindo pai velho coroa grisalhocoroa chorando no pau do negaofime de porno mae e filhatrazano no banheroas trvetis du rabo grande asmulhe rabao orpadrasto enteada falei de sexo brasileirocontos viciei em levantar minha blusa para eleMaravilhosa boopediaxvideo deichado estranho cariciar esposa na praiamulher deixa enfiar pirupor baixo vestidoContos eroticos podolatria com fotos chupando pes de primas dormindoContos desverginada novinha pelo ginecologistax vedeos dando o cu e tomando tapasConto erotico sou madura e consolo lesbicaBusetas tubinadasa minha comadre é apaixonado pela minha picacontoserot/mamae pegou eu e meu irmao brincando de medicoconto eroticos filhos . aguentou meu amorContos encesto mae cu sangranocontos cdzinhamenina bem novinha nem pentelho tem ainda fica com tessão quando ve o irmão bem dotado de pau duro e acaba fudendo com ele