Meu Primeiro Gang Bang Foi No Último Domingo

Um conto erótico de Morena.casada
Categoria: Heterossexual
Data: 25/06/2020 03:02:53
Última revisão: 25/06/2020 05:17:31
Nota 10.00

Oii meus amores, tudo bem com vocês ? Hoje vou contar meu reencontro com o .eu segurança Gabriel, e a proposta indecente que ele me fez, isso aconteceu esse final de semana, história fresquinha para vocês.

Esse é a continuação da história que eu contei Meus Dois Motoboys Voltaram a Me Comer depois leiam.

No final desse relato, assim que eu saí com o carro, encontrei Gabriel parado no meu portão, me encarando, me deu um sorriso, eu fiquei sem jeito, porque tinha acabado de ficar com meus dois motoboys dentro da empresa, eles ficaram olhando, eu parar o carro do outro lado da rua, e sair para cumprimentar o Gabriel, eu falei que eles poderiam ir, que era um amigo.

Eles se olharam, mas arrancaram as motos e foram, eu fui conversar com o Gabriel, perguntei como ele me achou ali, fazia tempo que a gente não se via, ele, pela internet, esqueceu que eu tenho você no insta, e direto você posta sobre sua empresa, então não foi difícil, eu tinha esquecido desse detalhe rsrs.

Perguntei o que ele estava fazendo lá, me disse que estava com saudades de mim, por isso me procurou, queria matar as saudades, eu falei que não podia, que estava mais quieta nós últimos tempos, lógico que eu não ia falar que estava dando para meus dois motoboys.

Mas ele insistiu e falou, sai comigo amanhã, eu não queria, mas ele insistiu tanto que eu aceitei.

Na terça eu não fiz nada com meus motoboys, até porque eu sabia como o Gabriel era, sabia que essa saída terminaria na cama, e acham que eu não queria ? Rsrs.

Na terça, trabalhei normal, marquei com o Gabriel em algumas ruas mais pra frente, para não ficar na cara com os dois.

Ele me esperou a pé, fui de carro e o peguei, perguntei para qual barzinho a gente ia, ele, barzinho ? Quem falou em barzinho ? Eu, não ? Pra onde vamos então ? Ele, você sabe, e eu sei que você também quer, eu arranquei o carro e fui, sabia muito bem onde entrar, quando cheguei na porta do motel, ele, isso daí, continua obediente do jeito que eu gosto, e me deu aquele sorriso safado.

Ele pagou e nós entramos, foi apenas uma hora, eu não podia demorar, mas ele me comeu de um jeito que nunca tinha feito, realmente estava com muita vontade, aqueles 24cm entrou gostoso em mim, confesso que estava com saudade daquele negro alto e grande, sentir aquele peso todo em cima de mim, era gostoso demais.

Ele me comeu de tudo que é jeito, de quatro, lado, frente, pé, sentada, deitada, cavalgando, foi a hora mais proveitosa dos últimos tempos rsrs, e ainda terminou gozando na minha boca, do jeitinho que eu gosto.

Ele me disse que a partir daí não ficaria sem mim por muito tempo, isso tinha sido a duas semanas atrás, na semana seguinte, eu quase não ficava com os meus motoboys, até porque, fui fazer isso um dia, e quase não aguentei, já estava dolorida de mais cedo, e o Gabriel com aquela anaconda quase não consegui fazer com ele, então decidi que seria ou um, ou outro.

Mas pra matar a saudades eu ficava mais com o Gabriel, no carro mesmo, ia pra alguma rua mais escondida e fazia bem gostoso, no dia 18 de junho, ele me falou, lembra do meu irmão ? Ele me falou que está com saudades de você também, o que acha ? Eu, lógico que lembro, como não lembrar ? Rsrs.

Ele me perguntou se eu topava, eu falei que não sabia, que tinha vontade, mas tinha que arrumar tudo direitinho, ele, você é safada mesmo né minha gostosa, eu, gosto de você, gosto de sexo, então….

Ele falou que contaria pra ele, no dia 19 ele me falou assim, olha eu conversei com meu irmão, ele ficou ansioso demais pra te rever, falou que foi o sexo mais gostoso que ele já fez, que você é demais, eu me sinto mesmo quando falam que comigo foi muito gostoso, porque não tenho muita frescura, curto de tudo.

Ele foi e continuou, tenho mais uma coisa para te falar, e ficou me enrolando, contornando, tentando me enrolar, eu, fala logo Gabriel, o que você quer, ele falou, posso fazer uma pergunta mais indiscreta ? Falei que podia, ele, você já fez sexo com mais de dois homens ? Depois de nós dois você voltou a repetir ? Eu, porque da pergunta ? Ele, não, é porque dessa vez, eu não quero fazer surpresa, quero que você fique sabendo de tudo, eu, de tudo o que ? Ele, responde a minha pergunta, já fez com dois ou mais ? Eu, vou ser bem sincera com você, como sempre fui, já fiz sim, porque ? Ele, com quantos ? Eu, com três, porque ? Ele, nossa, tá evoluindo em safada, pensei que nunca mais teria coragem, e gostou ? Eu, gostei sim foi ótimo, mas responde, porque ? Ele, eu também vou ser bem sincero com você, tenho amigos, nós ja fizemos uma brincadeirinha assim, mas a moça acabou arregando e pulou fora.

Na hora eu falei, então você me procurou pra isso ? Ele, claro que não, procurei porque estava com saudades de você, mas depois de conversar com meu irmão ontem, nos pensamos nisso, mas não precisa responder agora, vai pra sua casa e pensa um pouco, eu, mas esqueceu que não pode ter aglomeração ? Ele, não esquenta, estamos todos nós cuidando, não se preocupa com isso nao, só pensa minha linda.

Eu fui pra casa e pensei muito, muito mesmo, nunca tinha pensando em uma coisa dessas, eu tinha feito com aqueles meninos mais algumas vezes, mas nunca tinha pensando em fazer de novo, com meus dois motoboys já estava ótimo, mas ficou martelando na minha cabeça essa ideia, se ser possuida por vários homens, e confesso que isso me excitou muito, fiquei encharcada só de pensar nessa possibilidade.

A noite eu perguntei pra ele, quantas pessoas seriam ? Ele, aí eu quero que seja surpresa, fiquei grilada mas com muita vontade, ele perguntou se eu topava, falei que no sábado falaria.

Eu nem dormi direito pensando, eu me toquei durante a noite pensando nisso, gozei bem gostoso, isso me fez decidir o que fazer.

No sábado eu mandei uma mensagem só assim com ele, onde será ? Ele me respondeu com várias carinhas de felicidade, capetinhas, estrelinhas nos olhos, mas eu falei, só quero uma coisa, todo mundo com preservativos e sem celular, por favor, porque se não nem começo e vou embora.

Ele concordou, me falou que seria no sítio mesmo, eu já sabia onde era, perguntou se poderia ser no domingo, porque aí ele iria lá no sábado mesmo e arrumar tudo, comprar bebida, eu falei, pode deixar que o que eu for beber eu levo, ele, você não confia em mim ? Acha que eu iria deixar alguém te dopar e fazer sacanagem com você ? Eu quero diversão, não quero sacanagem, ou melhor, quero sacanagem sim, mas no bom sentido, pode confiar em mim, minha morena.

Mesmo depois de tanto tempo, eu ainda confiava nele, fiquei mais tranquila, no sábado eu fiquei ainda mais nervosa, mas eu fiz aquele mesmo ritual, me depilar todinha, não que eu não me depilava, mas sempre para ocasiões especiais, gosto de ir ainda mais lisinha, de roupa nova e lingerie novinha também, gosto de despertar desejos, vontade.

Comprei uma bem provocante, branquinha, com rendinha na frente, do jeito que eu sei que ele gosta, com direito a cinta liga e espartilhos, queria ficar bem sexy.

No domingo meu marido ia sair para jogar bola com os amigos, eu avisei que sairia com as minhas amigas também, beber e colocar o papo em dia, ele ia cedo pro jogo, eu me arrumei todinha, bem cheirosa, coloquei um sobretudo, mesmo não estando frio, e fui daquele jeitinho que descrevi acima, só de lingerie.

Eu peguei meu carro e fui, já sabia o caminho, estava muito nervosa, nervosa de chegar a tremer de medo e excitação, até então, mesmo depois de tudo que eu já contei, e tantas outras histórias que ainda vou relatar para vocês, isso seria a coisa mais louca que eu faria, ficar com alguns homens que eu ainda não conhecia, e o pior, sem saber quantos seriam.

Fui aproximando do sítio, o tesão foi aumentando e o medo também, cheguei na cerca, e buzinei, Gabriel veio até lá abrir, ele me mandou estácionar lá dentro, observei que além do seu carro e do seu irmão, tinha mais dois carros, então pensei comigo, deve ser ele e mais dois amigos, um a mais do que os três que eu fiz, acho que dava pra aguentar.

Assim que eu desci do carro, ele me deu um beijo bem gostoso, falou que não acreditava que eu estava ali, que eu ia gostar muito, perguntei quantas pessoas tinha, ele falou, esqueceu que é surpresa, ele foi e perguntou, nem está tão frio assim, está de sobretudo porque ? Eu disse, também fiz uma surpresa pra você.

Ele me falou, vamos pro quarto, fomos por trás da casa, cheguei lá e não tinha ninguém, ele me falou, vamos fazer igual aquele dia ? Eu, como assim ? Você quer me prender ? Dessa vez eu não quero não, ele, não prender não, mas pelo menos uma venda, pra te deixar bem curiosa, pode ser ? Eu pensei bem, mas achei que não tinha nada demais, só uma venda, acabei aceitando.

Ele começou a me beijar, bem gostoso, um beijo de muita vontade, só pelo beijo eu pude sentir o tesão que ele estava, a empolgação dele, e eu também estava com muito tesão e também muito nervosa e ansiosa.

Vocês podem me chamar de doida, que eu aceitei muito fácil isso, que é mentira, mas não é, eu tenho muito tesão e muita confiança para certas pessoas e certas situações, entao acaba acontecendo, e eu acabo me envolvendo demais com as coisas, por um lado e ruim, porque posso acabar me ferrando em uma dessas, mas pelo lado do sexo, que é o que eu amo, é ótimo, sempre novas experiências, novos casos, eu fico maluca com tudo isso.

Voltando, ele me deitou na cama me beijando, depois ouvi ele abrindo a escrevaninha do lado da cama, depois colocando a venda em meus olhos, e falando no meu ouvido, tá preparada minha safada ? Tá preparada pra melhor coisa que você vai fazer na sua vida ? Eu não disse nada apenas soltei um uhum.

Nisso ele me levantou, veio por trás de mim, me levando devagarinho, antes de sair do quarto eu falei, você escutou que eu te disse sem câmeras né ? Você não vaí se aproveitar que eu estou com uma venda, não né ? Porque se fizer isso e eu descobrir, não precisa me procurar mais, você sabe tudo que eu tenho a perder, ele, nunca faria isso com você, te quero pro resto da vida, para te perder por uma bobeira assim.

Nisso eu fiquei mais tranquila, passamos pela porta do quarto, andamos no corredor bem devagar, com ele me guiando e beijando minha nuca, me chamando de safada, gostosa, puta, do jeitinho que eu gosto, até a gente chegar na sala.

Assim que chegamos, ele fala, pronto minha linda, chegamos, você nem imagina o que te espera, nisso meu coração dispara de uma maneira, que vocês não imaginam, ao mesmo tempo, minha bucetinha pingava, isso só em pensar o que me esperava, sem estar vendo nada.

Ele me perguntou, preparada linda ? Eu, tira meu sobretudo, quando ele tirou, eu ouvi, várias pessoas falando, nossa, delicia, gostosa demais, safada, puta que pariu, que tesão, era mais de quatro vozes, tinha mais do que eu imaginava.

Nisso eu ouvi os passos se aproximando na minha direção, depois senti varias mãos no meu corpo, apertando meus seios, barriga, bunda, coxas, nunca me senti tão safada e puta igual esse dia, nem quando trai pela primeira vez, nem transando com meu afilhado perto do meu marido, na minha cama, essa com toda certeza, era a maior loucura da minha vida.

E os comentários só me deixava ainda mais excitada, adoro quando me chamam de nomes chulos, me dá ainda mais tesão, e era o que eu mais ouvia.

Comecei a sentir suas bocas me devorando, beijando os dois lados do meu pescoço, minha nuca, era a única boca que eu conhecia, a que estava na minha nuca, tinha certeza que era o Gabriel, sentia aquela anaconda roçando atrás da minha bunda, eu só empinava e rebolava em seu pau.

Nisso senti abaixando a perte de cima do meus seios, uma boca em cada peito, me chupando com muita vontade, enquanto isso outro apertava forte e mordia minha barriga, já tinha outro levantando uma perna minha, colocando minha calcinha de lado e caindo de boca na minha buceta, nossa, mas era uma chupada muito gostosa, com muita intensidade, ele parou e falou, cara, eu nunca vi uma buceta tão molhada igual essa, ilha isso, tá pingando, que puta é essa que você arrumou em Gabriel, puta que pariu, que mulher gostosa é essa, como você escondeu ela da gente assim.

Eu já estava bambinha, molinha, Gabriel, abaixou e começou a lamber meu cuzinho aí mesmo tempo, ter uma língua na buceta e outra no cuzinho e gostoso demais, tinha outra pessoa lambendo minha bunda todinha.

Eu não conseguia contar quantas bocas me devoravam ao mesmo tempo, eu não conseguia nem gemer direito, eu só tremia, de tesão, excitação, vontade.

Eu não aguentei, de tanto tesão que estava, eu gozei, eu tremia demais, tiveram que me segurar, minhas pernas estavam bambinhas, não conseguia ficar de pé, eu só me contorcia, tremia, e gemia, era incrível tudo aquilo.

Eu só ouvia, que delícia em Gabriel, essa é puta de verdade, essa eu tenho certeza que não vai correr, caraio que mulher é essa mano, essa gosta de uma rola em irmão, isso me deixava ainda mais excitada ainda.

Me colocaram ajoelhada no chão, e falaram, chupa vadia, e colocaram as rolas na minha cara, eu devorei uma por uma, ainda sem saber quantas eu chupava.

Tinha rola grossa, fina, grande, média, mas teve uma que me deu um pouco de medo, minha mão quase não fechava, era muito grossa, e não era a do Gabriel, essa eu conhecia, e muito.

Chupei uma por uma, eu tentava colocar o máximo possível na boca, engasgava, tossia, e voltava a chupar de novo, queria mostrar o que eu sabia fazer com uma piroca na boca.

Eu chupava uma, enquanto punhetava outras duas, e assim foi por um bom tempo, era só elogios com as minhas chupadas, modéstia parte, eu sei deixar um homem louco com uma boa chupada, gosto de chupar ele todinho, só a cabecinha, as bolas, deixar louquinhos, mas eu não quis chupar o suficiente para levar leitinho na boca, isso é só no final, ia querer leitinho de todo mundo na boca.

Depois de tanto chupar, me levantaram, eu pedi pra tirar a venda, falaram que agora que viram que eu era bem safada e não ia correr, poderia ver.

Eu juro pra vocês, tinha o Gabriel, Paulo que é seu irmão, e mais 7 homens, isso mesmo, mais SETE homens, no total de 9.

Eu nunca tinha visto tanto homem pelado na minha frente, todos de pau duro, olhando pra mim, como se eu fosse uma presa indefesa, e eles leões prontinhos pra atacar a sua presa.

Mas tinha um detalhe que eu amei, todos eram negros, todos, Gabriel me disse, eu sei que você é doida com um negão, e pra sua sorte, eles são todos meus amigos de anos, e confidenciamos muitas coisas entre nós, ficaram doidos quando eu disse sobre você, comigo e o Paulo.

Ele ia continuar falando, eu disse, cala a boca Gabriel, agora não é hora de bater papo, só me fode, todo mundo arregalou os olhos e falaram, *caralho, puta que pariu, isso que é mulher, que isso mano, que tesão.

Gabriel sentou no sofá, um outro cara mais baixinho, veio e passou lubrificante na minha bucetinha, é lógico que ele aproveitou e me alisou todinha, eu fui e sentei no Gabriel, entrou bem mais fácil, ele foi e começou a passar outra coisa em meu cuzinho, era alguma pomada, para doer menos.

Enquanto eu sentava, veio outro carinha e começou a meter no meu cuzinho, ele não tinha o pau muito grande, deveria ter perto de seus 15cm, mas estava ótimo pra começar, eu gemia muito gostoso, comecei a gritar, veio outro e colocou o pau no meu rosto, e falou, não quero você gritando, coloca na boca, se não vou bater na sua cara, eu, então bate, bate que eu adoro, ele sentou o tapa, eu olhei nos olhos dele e ri, ele, você é muito puta sabia, nunca conheci uma mulher tão puta igual você assim, eu, é ? E tá esperando o que pra colocar esse pau todo na minha boca ? Ele me pegou pelo queixo, me deu outro tapa na cara, e enfiou o pau na minha boca, começou a meter nela como se tivesse comendo uma bucetinha, ele também não tinha o pau muito grande, deveria ser do mesmo tamanho do que estava comendo meu cuzinho.

Mas estava ótimo, chegou mais um e falou, calma aí Gustavo, deixa ela mamar o meu também cara, ele foi e parou de meter, e eu fiquei com o pau dos dois na mão, o dele era maior, uns 18cm, eu coloquei os dois um do lado do outro, e colocava os dois na boca, chupava os dois juntinhos, era gostoso demais.

Enquanto isso, Gabriel e o outro não paravam de me comer, um deles falou, sai daí Gabriel, você já aproveitou muito com ela já, deixa pra gente aí irmão.

Gabriel levantou, o outro que estava atrás também, vieram mais dois, esse sim tinha a rola do jeito que eu gosto, do tamanho ou maior que a do Gabriel com seus 24cm, grande e grossa, eu sentei com todo prazer, quis cavalgar primeiro só nele, sentei com força, queria sentir ele bem fundo dentro de mim, cavalgava e gemia, enquanto ele sugava meus seios.

Com isso, Paulo veio no meu cuzinho, ele que também tinha um pau enorme, duas rolas monstruosas dentro de mim, era gostoso demais, tudo que eu queria, dar e gemer muito.

Eu então tive a ideia, a mesma coisa que aconteceu quando eu transei com os três moleques, pedi para o que estava na minha bucetinha deitar, eles já tinham trago o colchão do quarto pro chão da sala, ele deitou no colchão, eu sentei por cima e empinei toda, falei para o que estava comendo meu cuzinho, vim por cima e fica de pé, e queria mais uma na buceta.

Eles ficaram doidinhos, me chamando de piranha, cachorra, vagabunda, safada, que eu nasci pra dar, e eu só ria, respondi que nasci sim pra ser puta, e queria ser maltratada.

Veio mais um e começou e me penetrar a bucetinha, nossssaaaa gente, é perfeito ter três paus dentro, dois na buceta e um no cuzinho, e sabe o que era melhor ? Eu coloquei ainda mais dois na boca, berrava com dois na minha boca, enquanto mais um chupava meu peito.

Isso era perfeito, o maior prazer da minha vida, ser puta desse tanto de homem, ficar toda arrombada, toda marcava, minha bunda estava muito vermelha, minha buceta arrombada e vermelhinha, meu cuzinho abertinho, meu pescoço marcado, meu peito cheio de chupão, era demais.

Eles ficaram se revezando, cada hora dois vinha na buceta e um no cuzinho, quando o carinha que tinha o pau monstruoso, quis comer minha buceta, eu não aguentei dois, gente, era sem lógica, minha mão ficava certinha no pau dele, não encontrava os dedos, eu nunca tinha visto um pau desses, seu nome era Igor, Igão para os mais íntimos, e nesse momento eu era bem íntima, eu quis cavalgar sozinha de novo, pedia, me arromba Igão, me come gostoso, preto safado, ele me segurava pela cintura e metia, metia com tudo, a cada estocada dele pra cima, eu sentava com toda força, queria ser arrombada de vez, sentir aquela tora me rasgando.

Ele me colocou de quatro, já foi enfiando e socando com tudo, eu não conseguia nem gemer, eu estava sempre com um pau na boca, meus gemidos e meus gritos, eram sempre abafados por um pau na garganta, e eu amava isso.

Eu já estava a um bom tempo dando, muito exausta, morta de cansaço, já tinha gozado várias vezes, nunca gozei tanto igual nesse último domingo, nunca fiquei tão arrombada igual dessa vez, nunca tive tanto trabalho em esconder minhas marcas, eu fiquei a semana toda sem transar com meus dois motoboys ou o Gabriel, fiquei inchada, dolorida, cheia de marcas.

Eu dei no colchão, dei no chuveiro, fomos pro quarto de novo, dei até do lado de fora da casa, na varanda, quiseram me comer na rede, e eu não recusei nada, aceitei tudo, até no capô do carro eu dei minha bucetinha.

Era sempre com mais de um pau dentro, sempre dois ou mais, eles descansavam, eu não, era muito homem para satisfazer, muita rola pra me arrombar, muito homem gostoso de uma vez só.

Eu queria mais, mas eu já não estava aguentando, de tanto tempo que já estava transando, de tanto chá de piroca que eu já estava tomando, eu pedi para acabar.

Mas para terminar, eu quis leitinho, quis leitinho na boca, enquanto eu sentava bem gostoso em um pau, cada hora vinha um, se masturbava, ou eu o masturbava, e ganhava leite na boca, acham que eu cuspia ? Que nada, engolia tudo, leitinho é feito pra ganhar na bucetinha, no cuzinho, ou dentro da boca, pra beber todinho, eu engoli um por um.

Sempre escutando eles falando, isso que é mulher, não tem frescura, dá muito, pede rola, e ainda bebe leite, dá de 10 a 0 nessas putas de rua, melhor do que qualquer mulher que já comi, ouvi isso de todos, adorava escutar, e era isso que eu era, PUTA.

Depois que terminamos, conversamos um pouco ainda, falaram que querem repetir, eu não dei garantias, ainda não sei se vou querer repetir, apesar que foi perfeito, a minha melhor transa, mas ainda não sei.

Eu espero que vocês tenham gostado, pra mim foi ótimo, não teve coisa melhor, mas antes, eu queria agradecer vocês, hoje eu entrei no ranking, e tenho dois contos lá, o do meu afilhado Meu Afilhado me Comeu nas Férias em Família está no TOP 10 do mês, isso é muito legal, nunca imaginei isso, quem não leu ainda vai na minha lista e leiam, o outro, também do meu afilhado Meu Afilhado Me Comeu de Novo está no TOP 40, que bom que vocês estão gostando dos contos.

Continuem lendo, COMENTANDO e VOTANDO, obrigada meus amores.


Este conto recebeu 15 estrelas.
Incentive Morenabh a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
25/06/2020 22:31:05
Bacana demais, adoro ler suas histórias. sou de BH também, alguma chance de me incluir em alguma delas?
25/06/2020 18:28:59
Você é tudo que sonho numa mulher. Adorei todos seus relatos.
25/06/2020 15:37:27
Que delicia de mulher pqp!!! Bjo no cuzinho!!!
25/06/2020 11:26:23
Muito bom. Manda um oi
25/06/2020 07:18:27
Adorei
25/06/2020 06:44:47
Top continua
25/06/2020 04:32:14
Delícia!

Online porn video at mobile phone


filme potnou vide matecontos eroticos pastor comedor de mulher casadaContos eróticos dedadas gostosas na buceta dentro da banheiraMulheres que se mastubarao em quanto.dansavavídeo de 2 minutos novinha galeguinha baixinha deitado na cama de casalcontos eroticos neta libera o c pro vovxividio vo xoravídeo pornô de mulher arrotando dando para baixinhoCasal di namorado trasa no kuato x vidioflaga real de. ciririca agresivabahiana gosando vidio curto gratistorei um garotinho virgemFoderam minha mãe eu vi contoContos eróticos gay iniciação sexual na infânciacontos eróticos reais coroa sequestra as estudantes novinhassrm calcinha rebolando querendo pau no buracopequei aprimar dormino. sodecalcinha. efude elar no xvideocontos eroticos gay filho pegador de mulher vira gaygostosa sendo encoxada' no metrôporno gratis moça sendo agarrada apód sair do banhobusetonhas goado x videoconto erótico meu netoconto erptocp gay paifotos d mulheres so d calcinha box cm a buceta inchadavidio porno morena da bucetinha linfaBaixinhas tesudas d 4Descabacei a buceta da minha prima no hotel conto erotico de primo e prima cabaço no hotelmeu corninho deixou fuder com outro ainda me ajudou chupar a picona do meu machonegao esplodino um cusimhoxvideos ela acodou com o marido chupandomulher enraba seu marido bi com dildo ggnossa to preocupado comeu a mulher do meu amigo e ela ingravidou vidio pornocontos eiroticos leilaporncontos eroticos malv comendo as interesseiramasturbando olhando mulher bronzerarnao agi pau gg violento pornodoidosexo novinha inocente fez contrato mais nao sabia que ia transar com um pirocudo e fica assustadacorno covarde chorãono motel eu não tava acreditando que eu tava fundendo a buceta virgem da minha cunhada solteira coroa conto eróticovidioporno coroa branca buceta bem arbetapornodoidomamaegostosa e filho virgemxvideos pretinha arriando o shorte na ruaContos eu e mamae somos putas do pai e amigos delexvideosjuju anacondaSou coroa casada os mulekes rasgaram minha calcinhacontos adultos eroticos com gemeos e uma mulherquero ver mulher alisando a Tabaca dando tapa na b*****chupando no mangezal xvideosp://www.xvideos.com/videA cazal tranzando em pé vídeo conto erótico tirei a virgindade da minha filha ela dormindomoicanovouserteufilme porno no iotube com mae e filia transando junto gratisxvideos.com duas amiga comeca se acaricar depois as duas tao com tesao e cair nas xupadas gostosasporno novinha foi cariciada na escola contosprive historias eroticas de gays transando com cabeleleiroscontos eróticos Avenida da minha sogra meu sogro na minha casaconto de encesto filho 32 de pau quadrinhocontos eroticos cheguei casa escorrendo porra cornosComtos erotica's ninfeta mestada adoramdopornô doido gostosa jovial transando gostoso com amiga e o molequexvideo madrasta sendo medecadasexo conhadas cozinha nua pau bizarro tesaoputinha gostosa de blusinha regatinha e shortinho socado na ruacontos eroticos irmã amiga primaconto erótico velho vizinho me arrombouo primo do meu marido me fudeu quando viamos do casamentocontos eroticos malv comendo as interesseiragostosa so de calcinha arretando o cinhado so de cuecadotado. meteno um. pau jigante. na. buceta. da. gordacontos eróticos com esposa pedindo pra apanhar e mijar nelaFime gey roludocontos eroticos meninas de quinze anos fazendo sexo com cachorro com calcinha preta de lacinhos vermelhoeintiada transano con seu padrasto ei vido caseroporno foi tomar banho no garape e encontrou a prima e fode elaconto erotico o cuzinho da noviçaAliviando os funcionarios contos eróticoscontos eroticos transex minha irma e meu cunhado me transformo e boneca