🙉O Silêncio do Amor🙉 Capítulo: 7

🙉O Silêncio do Amor🙉 Capítulo: 7

🔹🔸🔹🔸🔹🔸🔹🔸🔹🔸🔹🔸🔹🔸

🔸🔹🔸🔹🔸🔹🔸🔹🔸🔹🔸🔹🔹🔸🔹🔸🔹🔸

A bondade é uma linguagem que o surdo consegue ouvir e o cego consegue ler.

(Desconhecido).

🔹🔸🔹🔸🔹🔸🔹🔸🔹🔸🔸🔹🔸🔹🔸🔹🔸🔹

Aquele ano prometia muitas novidades e logo no começo do ano coisas boas começaram à acontecer...

Daniel enfim começou as aulas, era um colégio particular. Povinho esnobe, nariz em pé, muita patricinha e mauricinho. Mas o jeito bondoso e tranquilo de Daniel, somado a sua beleza, ajudou ele bastante a conquistar alguns amigos. No geral ele fala com todos da sua turma, mas tinha um grupinho que ele se encaixava mais, dentre o grupinho tinha Letícia e Fabinho que na verdade era chamado por todos de Binho. Letícia era uma menina morena de estatura mediana, nem baixinha e nem alta, olhos pretos, morena e cabelos compridos ondulados. Namorava com Binho. E Binho era um magricela branco, de olhos pretos, cabelos lisos e curtos castanhos, os dois faziam um belo casal não por beleza, embora eles não fossem feios, mas pela simpatia e o carinho que um tinha pelo outro. Eles pareciam se amar muito e de verdade. E esbanjavam alegria e felicidade, e claro que essa alegria traspassava aos amigos de maneira que era muito gostoso e agradável a companhia dos dois. E Daniel adorava andar com eles.

Além disso ainda tinha Maicon, um negro lindo de cabelinho na régua, corpo malhadinho, usava um óculos de grau preto com uma listra verde contornando as bordas do óculos. E se engana quem pensa que ele era feinho usando óculos, ao contrário. O óculos dava um charme a ele, deixando ele com um ar de menino nerd que apronta escondido. E como aprontava...

Numa tarde no intervalo da escola, Daniel e seus amigos estavam sentados no pátio da escola conversando e num dado momento Daniel fez uma observação:

- Eu sempre vejo vários jovens tipo de mais ou menos da nossa idade e até crianças gesticulando com as mãos enquanto to no ponto do ônibus. É muito diferente.

Maicon: - Ha sim! - É os surdos e mudos que estudam ali no instituto. Já viu um prédio enorme que fica em frente? - Então... - Ali que é a escola deles.

Letícia: - Eu já vi alguns pela rua também. Acho engraçado e diferente o jeito que eles se comunicam. Mas me da uma pena deles, deve ser muito ruim viver sem poder falar, ou escutar.

Maicon: - Concordo com você, mas sei lá, acho que pra nós que falamos e escutamos deve ser ruim, mas pra eles que estão acostumado não deve ter diferença. (Ao falar isso Maicon avistou do outro lado Yago olhando pra ele, os dois trocaram olhares, e o olhar de Yago indicavam para onde Maicon devia ir).

Maicon interrompeu a conversa imediatamente dando uma desculpa:

- Pera ai, que vou ali no banheiro e já volto.

Binho: - Vai lá irmão...

Maicon saiu e eles continuaram conversando sobre o mesmo assunto.

Maicon foi realmente ao banheiro, mas foi no banheiro do prédio dos fundos, onde aquela hora em geral estava vazio. Foi como falei para vocês leitores, Maicon era o tipo certinho; santinho e deliciosamente gostosinho e aprontava escondido, na dele. Era no fundo um putinho devasso e safado.

Chegando lá Yago esperava ele sorridente.

Yago era um Ruivinho, bem gatinho, umas sardinhas no rosto cabelos lisos e cor de fogo, um olhar grande e verde, era magrinho e baixinho, sua pele branca contrastava com a pele negra de Maicon, quando os dois se abraçaram e se beijaram. Um beijo de língua gostoso. O pau de ambos duros dentro das calças pressionavam um ao outro cheios de desejo. Yago na ponta do pé, para alcançar a boca carnuda e vermelha de Maicon que era bem mas alto que ele. Maicon segurando Yago com um braço pelas costas e o outro mas a baixo com sua mão apertando a bunda de Yago. E que bunda...

Yago era um baixinho bundudo, tinha uma bela bunda redondinha e empinada.

O beijo foi rápido e intenso. E logo Maicon falou:

- Rápido amor, não temos muito tempo.

Yago sorriu abrindo a calça de Maicon e se ajoelhou, botando a pica dura de Maicon pra fgora e engolindo ela até a metade, pois Maicon já tinha um caralho de responsa. Uma bela pica carnuda negra de cabeça vermelha com mais ou menos uns 20 CMS.

O Ruivinho abocanhava aquela piroca com fome, chupava a cabeça e engolhia ela com desejo. Maicon gemia baixinho de prazer.

Mas o boquete foi rápido. O malandrinho do Maicon queria mais, só o boquete não deixaria ele contente e então ele ordenou:

- Vai, puto gostoso, abaixa a calça e empina esse cuzão pra mim. Quero botar pica no teu cu hoje!

O ruivo levantou se já abaixando as calças e se escorando na pia de mármore do banheiro empinando aquela rabão branquinho pro alto. Maicon deu uma cuspida boa e foi metendo dois dedos de uma vez. O ruivo estremeceu de tesão. Maicon punhetava o pau duro enquanto dedava o ruivo. Até que cuspiu no seu pau e foi enfiando de vagar. A rola negra ia entrando e sumindo dentro daquele rabo branco. O Buraquinho do cuzinho rosado estava se dilatando e ficando um buracão aberto e arrombado pela rola grossa que ia entrando com tudo.

Yago de pau duro tocava uma punheta com vontade enquanto sentia Maicon arregaçando o cuzinho dele.

E Maicon não perdeu tempo, depois de colocar a piroca até o talo deu um tapa safado de estalar deixando a bundona branca do ruivo vermelha e com a marca de sua mão e foi aí que a putaria começou forte.

Maicon agarrava o ruivo pela cintura e metia sem dó e nem pena. Era muito pirocada que o ruivo ganhava no rabo dele. Maicon estava castigando aquele cu com vontade. O ruivo sofria nas mão do neguinho devasso. Mas ele adorava; ganhava pica no cu e se punhetava até não aguentar mais e dizer:

- Ai Maicon, ai meu gostoso eu vou gozar...

Maicon enfiou a pica toda dentro do ruivo e deixou lá dentro parada respondendo:

- Goza filho da puta, goza com a pica do teu macho dentro.

O ruivo se retorceu de prazer e exporrou lonje apertando a pica de Maicon com o cu. O moleque foi a loucura sentindo seu pau sendo mordido pelo cuzinho faminto do Yago.

Yago respirava ofegante e a mão melada da sua própria goza. Ele levou na boca e lambeu limpando sua mão engolindo seu próprio esperma, enquanto isso Maicon já voltava a bombar com força, dali a uns cinco minutos, Maicon anunciou que ia gozar e puxou seu pau as pressas pra fora. Yago sentiu a rola saindo de uma vez só e deu um gemido, mas já foi rápido ao chão de joelhos e boca aberta mamar a piroca que mau entro dentro da sua boca, já foi logo explodindo em gozo dentro dela, deixando a boca branca e rosada do Ruivinho cheia de leite. Yago bebeu tudo e limpou a piroca do seu homem safado e de joelhos olhou pro alto e sorriu pra Maicon. Maicon devolveu o sorriso e disse já ordenando:

- Esse chão vai ficar sujo?

Yago: - Não senhor!

E se pôs de quatro com a cara no chão, lambendo o esperma derramado por ele quando gozou. Em pé do alto com a piroca já amolecendo de pendurada Maicon sorria satisfeito vendo seu putinho submisso. E depois que Yago limpou o chão lambendo todo o leitinho, ele ordenou novamente:

- Vem cá! - Como você foi um bom garoto vou te dar mais um prêmio, abre a boquinha e bota a cabeça da pica dentro.

Yago obedeceu e Maicon soltou um jato forte de mijo dentro, rindo. Depois tirou a cabeça do pau e foi no vaso sanitário terminar de mijar. Mijava forte, enquanto Yago levantava do chão bebendo e saboreando o gosto do mijo do seu macho e dono. Estava claro que ali entre os dois havia uma relação de amor e submissão que ambos adoravam, cada um em seu papel. Yago amava ser submisso e comandado pelo seu negro lindo e gostoso e Maicon adorava ver seu baixinho bundudo ao seus pés, sendo sua putinha submissa.

Quando ele saiu do boxe balançando sua piroca negra já mole. Guardou ela na calça e disse:

- Vai deixar teu macho ir embora sem agradecer a ele?

Yago: - Não senhor! (E sorrindo se abaixou no chão e beijou o tênis de Maicon dizendo:)

- Obrigado por me deixar ser sua putinho e te satisfazer hoje!

De pé, Maicon sorria e disse: - Assim que eu gosto, muito bem putinho!

E depois saiu do banheiro dando as costas pra Yago deixando ele largado lá no chão do banheiro.

Ao sair do banheiro Maicon voltava assumir sua posição de menino calmo e nerdinho. De menino doce e inocente. O sinal tocou quando ele já estava chegando no pátio e reencontrando os amigos.

Binho falou: - Demorou brother! - Tava cagando porra!

Todos riram incluindo Maicon que fazendo sua carinha de doce menino nerdinho, apenas ajeitou o óculos no rosto e disse timidamente: - Tava sim! - Deu um sorrisinho de cabeça baixa, como se ele estivesse invergonhado.

Mau sabia Binho, Daniel e Letícia que por trás do sorriso tímido e acanhado se escondia um putão devasso e canalha.

Eles entraram e no corredor enquanto Maicon se dirigia pra sua sala, cruzou com Yago que olhou pra ele e sorriu feliz. Maicon abaixou a cabeça dando um leve sorriso tímido e entrou pra sala. Yago também entrou pra sua. Maicon era da turma 1101 e Yago da turma 1102 e a sua sala ficava do outro lado do corredor. A porta da sua sala dava de frente a porta da sala de Maicon.

Mas quem não carrega seus segredos? E Maicon não era o único.

Binho e Letícia já transavam a doidado. Sempre que o casal conseguia um jeito ou uma brecha lá estavam eles se pegando. Até ai nada de anormal, um casal de adolescentes cheios de tesão é natural quererem fuder toda hora, o segredo é a forma em que eles transavam.

Bem... Tudo começou logo numa das primeiras transas deles. Enquanto Binho fudia gostoso a bucetinha de Letícia, ela enfiou ou dedo no cu do garoto e ele deixou e gostou da sensação nova de ser penetrado no seu cuzinho virgem e fechadinho. Dai... A coisa evoluiu pra dois dedos metendo no cu dele freneticamente e evoluiu, e evoluiu mais, até que por fim Letícia tinha um vibrador de uma bela piroca de silicone de cor verdinha num tamanho de uns 18 CMS. E metia tudo dentro do cu do namorado. Binho adorava ser mamado por Letícia com a pica de silicone vibrando e mexendo dentro do seu cu. O moleque ficava louco de tesão e gozava horrores na boca de Letícia. E fuder então... Agora só com a piroca dentro do rabo. Ele pegava Letícia de jeito e fudia a garota como um cavalo no cio, enquanto sentia a pica de silicone mexendo dentro dele, era uma loucura e uma cena deliciosa de se ver.

Olhar e ver aquele moleque magro e alto, pernas brancas e cabeluda, jeitinho de homem, de machinho fudedor e malandrinho safado, correndo suado com os outros meninos jogando sempre uma partida de fotebol no pátio da escola. Ninguém nunca imaginaria que aquele moleque gostoso só comia a namorada com uma piroca de silicone dentro do cu.

Ali todos eram amigos, mas todos carregavam seus segredos particulares.

Daniel e Maicon nem de longe sonhavam que Binho todo machinho jogando bola gostava mesmo era de uma rola de silicone no cu pra fuder e eles nem sonhavam que a doce Letícia era uma devassa que adorava ver o namorado gemendo na piroca de vibrador.

Da mesma forma, nem o casal(Leticia e Binho) e muito menos Daniel sonhavam que o ingênuo nerdinho Maicon as escondidas se revelava e se tornava um putão dominador.

E ainda nem o casal e muito menos Maicon sonhavam que Daniel as escondidas era amante de um coroa casado e pai de filhos.

Todos eles eram amigos, companheiros de escola e carregavam seus seguros ocultos...

Naquele finalzinho de tarde Daniel pegava o ônibus para voltar pra casa. Quando chegou viu uma movimentação de mudança na casa ao lado. Mas cansado nem parou pra ver nada, apenas abriu o portão e entrou.

No dia seguinte ele lembrou que não haveria aula e saiu do trabalho indo direto pra casa. Ele iria chegar mais cedo.

Daniel chegou do trabalho, e viu aquela mulher sentada no sofá de casa, e antes que ele pudesse perguntar quem era, Lola já foi logo apresentando:

- Dani, essa é Márcia, nossa nova vizinha, ela se mudou pra essa casa do lado que tava a venda, o pai dela comprou e ela veio pra cá com a mãe, o pai e a irmã dela.

Daniel cumprimentou Márcia e pediu licença, indo pro quarto pegar roupa, pra ir no banheiro tomar banho.

Assim foi a chegada de Márcia bunda de mosquito. Mas ela era apenas Márcia nesse tempo. O apelido de bunda de mosquito dado pela louca da Lola veio depois e vocês vão saber o enredo dessa história em breve.

🔸🔹🔸🔹🔸🔹🔸🔹🔸🔹🔸🔹🔸🔹🔸🔹🔸🔹🔸🔹🔸

E no próximo capítulo:

🔹🔸🔹🔸🔹🔸🔹🔸🔹

Yago entrou no banheiro e Maicon já tava com a piroca pra fora muito dura e se punhetando de leve. Ele apenas olhou pra Yago secamente e ordenou:

- Ajoelha e chupa!

Yago obediente, ajoelhou se de frente a Maicon e engoliu a rola toda do garoto. Maicon segurou a cabeça de Yago por um tempo, fazendo ele ficar com sua rola toda dentro da garganta e depois soltou um pouco pra Yago poder respirar.

Ficou fazendo isso algumas vezes de olhos fechados a cabeça virada pra cima como se estivesse olhando pro teto, encostado na pia do banheiro. Seu rosto negro com aquele óculo fazia ele ficar docemente lindo e encantador com a suave expressão de prazer em seu rosto.

Maicon saiu de seu transe de tesão e olhou pra baixo, vendo o pobre Yago engasgando com toda sua piroca dentro da boca, do lado de fora apenas o saco redondinho e negro de Maicon encostado nos lábios rosados de Yago.

Até que Maicon olhou pro lado e num susto disse tremendo:

- Professor!

Ele soltou a cabeça de Yago e Yago olhou pro lado apavorado vendo o professor deles de Matemática parado e olhando de pé na porta do banheiro, a putaria que os dois faziam.


Este conto recebeu 18 estrelas.
Incentive Daniel Lyon a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
07/07/2020 09:29:02
Katt acabei de postar um capítulo hoje amoré. Espero que goste...
03/07/2020 12:30:49
Nossa tá maravilhoso o conto volta logo a posta o próximo capítulo
26/06/2020 06:14:36
celli86 que bom que gostou. Ainda vem mais. 😊😆😊😆😊😆
26/06/2020 06:13:52
Fênix 34 pego em flagrante.
25/06/2020 07:44:24
Adorei os novos personagens!
25/06/2020 06:43:29
Amando
25/06/2020 06:43:06
Eita desgrama foi pego
24/06/2020 23:18:51
Tracedo 😇😇😇😇😇
24/06/2020 22:40:32
😈😈😈😈

Online porn video at mobile phone


Marido saiu potrabalho www.clip16..com fragas novinhas fazendo sexo em favelas.comvidios pornnou que mae e filha tranza com o meismtexto jibi mae filho fodeu bucetapaola olivera na ciriricaconto erotico peguei no flagra meu pai comendo meu maridogay paraplegico sendo fodido por pau grandeconto erotico velho barrigudo comedor de ninfetapornnou no fidelidadeQERO VE COMO EO PRIQITO PODETOnão tive culpa meu marido me deixou sozinha com o marceneiro e ele pegou o meu cuzinho contos exóticosXVídeos as panteras entregador de gás aparentesexo anal magrinha moises pornodoidoconto erotico lavando roupacontos eroticos escrava dividaGalaxia no cacete todinho dentro da b***** da mulherConto porno ui ui ui meteminha esposa transando com meu amigo na barraca de campingruıva semastu e goża muitofudendo a titia gostosona no varalpornoirado com mulher casada lesbicacowboy velho gay contosdopei sobrinho contos Bom dia viadinhpsFoto de pika pulhetando Manda vídeo pornô das atrizes mais belas do pornô transando com cachorro engatado arrastando ele era luz clique desesperada chorandoporno negue pintao comend buctconto erótico f****** com cunhadosexo expkicito gratis exibindo cacetaoso contos de evangélica traindo maridoPrimeira vez q dei o cu vestido de travestfudedor de viado vorais e tarado fudendo xvideos gayhistorias eroticas vi meu sobrinho bem dotado descabaçando o cu da minha mulhercontos eróticos eu estava de jean apertado no ônibus doce nanda contos eroticosquando amosao tola pirocao no cu com forca e te machuca comendo o cu da patroa piranhonaPretinha labios carnudos sendo enrabadadotado se a mão no cu da vagabunda tá depositei o pintoprocurando várias fotos de cão fêmea vários animais fêmeas fazendo sexo anal e vaginal com homem da pomba grande e grossa no prato ele goza na vagina no ânus que a galera correxvideos peguei a gorda na finaleiraconto erotico funk peladavídeo pornô eu estava dormindo a bunda e 20:13 me comeu na marracontos eróticos bem depravado de bem picantereymer ,eroticocontossobreincestoperdendo a virgindade com o meu namorado e elearromba minha bucetabebi demais minha esposa deu pra . outro contos eroticoscasadAde viado com vaxoroContos eroticos podolatria com fotos chupando pes de primas dormindogozando.na.loirinha francyvideios mae filho gosou dentro dela e derramou muita gatecido brilhoso porncontos de incestos e surubas esposa com minha cunhada e minha irma nudistascomendo amiguinha da entiada de 15anosconto erotico evanjelica comida por um velhosafada mostra xoxota pro carteiro no portãoporno largo celular ponho no cucontos eroricos de papa anjo gaysCasadoscontos Vanessinha Diascontoerotico namorada e mae putas do tio jorgenegro enraba minha mulher contosas baianas mais bucetudaspai vai no quarto da filha gostosaxxvideonobinha amarrada e punida sua buceta ate gozar lapada na bucetaconto lavador de carro pauzudoquero ozap de um sugado de bucetacrioula perdendo a virgindade de bruçoquero ver dezeios de meninas demeno fudeno xvideos