Primeiro a namorada e depois a cunhada

Um conto erótico de d_gyn
Categoria: Heterossexual
Data: 01/10/2016 17:24:11
Última revisão: 01/10/2016 17:28:02
Nota -

Me chamo Lucas nome fictício, tenho 26 anos e moro em Goiânia, a história que vou contar aconteceu comigo há aproximadamente 5 anos quando tinha 21.

Namorava a Jaque, nome fictício, que na época tina 19 anos, sendo 1,69 m, branca, cabelos negros e lisos, estonteantemente linda, magra, com seios fartos, cintura fina e uma bunda muito redondinha e um espetáculo na cama, sem frescuras, quando comecei a me relacionar com ela foi uma confusão total visto que vários veteranos do curso ficaram interessados nela devido a sua beleza. Jaque tinha uma irmã com um semblante e porte físico muito parecido com o seu, e se chamava Vanessa nome fictício, que tinha 22 anos, a mesma altura da irmã, branca, loira, muito bonita, magra e seios fartos, Vanessa era minha veterana e de Jaque, pois fazíamos o mesmo curso.

Namorava a Jaque há aproximadamente 2 anos, e a mesma era uma moça bem família, não gostava de beber mas bebia muito de vez em quando, nem de farras em boates e em bares, diferentemente de mim e de sua irmã, que apesar de serem fisicamente bem parecidas tinha a personalidade completamente diferente.

Em um final de semana aqui em Goiânia, consegui convencer a minha namorada a sair comigo e com um grupo de amigos para um bar aqui da cidade, coincidentemente sua irmã que quase nunca parava em casa, neste dia não tinha nenhum compromisso e então a convidamos a sair conosco.

Chegamos ao bar e tudo foi dentro da normalidade, a mesa recheada de bebidas e todos bem alegres, não demorou muito até que o assunto sexo veio a tona, nessa hora já percebi que minha cunhada ficou bem excitada visto que era a única solteira em nossa mesa, minha namorada que neste dia estava bebendo um drink, entrou no assunto e começou a de certa forma a encher a minha bola, falando que não tenho problema algum em fazer preliminares, que tenho um pau que dá conta do recado, nisso percebo minha cunhada mais excitada ainda. Chega a hora de ir embora e comunico a minha namorada e cunhada que preferiria dormir em minha casa ao invés de levá-las até a casa delas visto a distância e o perigo de cair em uma blitz, e como meus pais haviam viajado poderíamos dormir na minha casa que ficava próximo ao bar, e minha namorada jé éramos acostumados a sempre dormir em minha casa quando meus pais não estavam, sendo assim ela ligou para os pais e comunicou que dormiriam em minha casa, meus sogros eram bem liberais, aliás nunca vi pais tão liberais assim.

No carro dou uma provocada em minha namorada e coloquei a mão no meio de suas pernas, ela que estava de sair prontamente se assustou e me repreendeu, pelo retrovisor vi que sua irmã havia percebido porém não se mostrou constrangida. Ao chegar em minha casa, arrumei um dos quartos para minha cunhada e logo fui para meu quarto com minha namorada, nessa hora a mesma que já estava alegrinha com o drink que havia bebido vai tirando minha roupa e começa a fazer um sensacional boquete, segurava bem a base de meu pau e lambia desde as bolas até a cabeça com maestria, eu a segurava pelo cabelo e aproveitava aquele momento em que minha namorada sugava meu pau com bastante vontade, quando estava prestes a gozar peço que ela pare, e começo a beijá-la em seu pescoço e vou a despindo toda, e que corpo tinha aquela mulher, nesse momento começo a chupar aqueles magníficos seios, e a mesma começa a gemer bem baixinho, vou descendo pela barriga e beijo e dou mordidas em todo o corpo dela, até que chego a aquela buceta, que estava toda depiladinha, branquinha com os lábios bem rosados, e ao começar a chupa-la a mesma dá um gemido mais alto, sinceramente nem eu nem ela nem lembrávamos que minha cunhada estava no quarto ao lado, pois estávamos acostumados a estar sozinhos em casa naquela determinada situação, e a chupei de todos os jeitos, lambi seu cuzinho, mordiscava os lábios de sua buceta e seu clítoris e a mesma não demorou a gozar e quando gozou foi a loucura, nessa hora ela já levanta de deita na cama e começa a cavalgar em cima do meu pau que deslizou com facilidade para dentro daquela buceta, que era muito apertada, enquanto eu a comia a mesma gemia e delirava de prazer, neste momento a coloco de quatro e começo a socar bem forte em sua buceta, ela ficava doida nessa posição, nesse momento pego um dos meus dedos e enfio no cuzinho dela e com a outra mão puxo seu cabelo, em uma cena digna de dominação, ela não aguenta e começa a gemer muto alto, a falar que adorava ser comida daquele jeito, pedia que eu a comesse cada vez mais forte pois queria sentir meu pau a preenchendo toda, e que se eu a fizesse a gozar de novo visto que já tinha gozado durante o sexo oral eu teria seu cuzinho, nessa hora não ouvi mais nada, eu já havia acabado de gozar dentro dela senti meu pau renovar as forças e soquei com toda a força, aumente a velocidade e não demorou muito ela gozou pela segunda vez, e que cena foi essa segunda gozada dela, a mesma não economizou em nada.

Com a segunda gozada a mesma não poderia deixar de cumprir sua promessa, tirei meu pau mais uma vez de sua buceta e meu pau estava encharcado pela mistura de meu gozo e do dela, ela não se faz de rogada e já vai abrindo suas nádegas para que eu possa penetrar dentro de seu cuzinho, e não foi diferente de sua buceta, dado ao grau de tesão e lubrificação em que estávamos meu pau entrou com extrema facilidade e começou a explorar aquele cuzinho, que era extremamente apertado e uma delícia, sendo assim vou devagar até que seu cú fique mais relaxado, neste momento ela pede que eu comece a colocar mais força e quem sou eu para não atender a seu pedido, começo a aumentar a potência das bombadas, nessa hora minha namorada já gritava e falava que adorava ser comida pelo cú, que meu pau era muito grande e grosso e que estava alargando ela toda, ficamos assim aproximadamente uns 15 minutos até que anunciei que ia gozar, nessa hora ela mediu que aguentasse mais um pouco pois queria gozar junto comigo, segurei um pouco o gozo e logo gozamos juntos e enchi aquele cú de porra, quando tirei o pau de seu cú não parava de escorrer meu esperma pelas suas pernas, então minha namorada caiu morta na cama e disse que iria dormir pois estava acabada, e eu resolvi ia té a cozinha tomar um copo de água, como era de costume estamos sozinhos em casa saio totalmente pela e quando chego na cozinha dou de cara com minha cunhada... Continua


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive d_gyn a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.


minha sogra ensinuou e eu transei com ela pornô brasileiroConto.erotico sogra tatoadaNoivinhas bucetinhas comesando nascer pelinhosPutinhas novinhas lsd ruincerto irmao tarado que bulinou a irmã durmindo e comeu elainsesto istorias eroticas pai filas novinasXVídeos mãe escutando a filha f**** com negãopaguei para tranzar com a noivinha evangelica contosConto provoquei meu pai super dotado e me assusteixxxxxvidio minha vizinha mim chamouContos eroticos esposa madura junto com casal novinho dando caronacontos eiroticos leilaporncontos com fotos encoxada no ônibusporno doido teste en cascavelcontos eroticos com mudinhaConto erótico feminino de casada meu sobrinho no ônibuscontos eiroticos leilaporncontos eroticos iniciando menininhasconto gay virei a puta de varios machos na saunaxvideo peguei a mãe e arranqueo cabaco da duas filhascalçinha ate amarotada na bucetacontos eroticos priminhabaixar filme pornográfico de coroas transando buceta com buceta liberado para assistir e já funcionandoPorno youtubet padrasto descabaca novinhaincesto ganhando chupada de aniversarioFotos novinlhaa dormindo e sendol abusadamtk contos eroticos coisas do destino capitulo 1xvidio enfinhei ate otalo e gozei dentrocontos eroticos da mulher vxs negao dando o cumeu namorado quer fazer sexo comigo menstruada conto eroticoesposa do corno adora se exibir sem calcinha pro encanador so pra ele ñ resistir e fuder a safadameu padrasto me iniciou na zoofiliacontos eroticos Sentando no colo do papai de fio dental ain papai quero da pra vcporno mimnha filha e tao novimnha que nem petelho naceu aimdaxisvido sobria tia tiucontos eiroticos leilapornvideo casero de mulhr cassda ssfscontos eroticos gay, dando pro nrgão do pauzão de 38cmcontos eróticos minha mulher e o inquilinobucetao entupido de cebolaConto erotico chupei pau mole de um idoso no asiloconros o encanador pauzudo encheu minha mulher de porrapornô doidão lavano carromarido sai e mulher transavcom sogroContos pornos-fudi a mendigaeu gosto eu gostaria de ver uma coroa perdendo a virgindadeamo meu corninhouza calsinha fio denrak aumenta a bunda qual a difeeençahomens ensinando como puchar punhetacontos eroticos aventuras no baile funkhomem com pica de35 cm comendo o cu de um garoti virgem e gozandi dentrocontos eiroticos leilapornContos erticos de gang bang gang bang com os pauzudos no ponto do onibusconto erotico gay vovo deu leite pro netinhoputinha tres coraçõesxxvidio casada do jorromasis foto de vidioporno diferentezd xvideo pau geande socando forte na coroa loira a forçaporno com magrınha com dotadodoidao de lolo xvideoscasada fudenu com doizcontos eroticos: um negrinho atrevidoXxvideo pausao negaoxvidepelisiricutico na ganha ganha também XVídeoscontos eiroticos leilaporntransei com meu primo contopai pegou eu e meu irmao gay no sexo e entrol no sexocontos eroticos de encoxada com marido do ladocontos eiroticos leilaporncomendo a tia no chevette xvideocontos real de incesto demaes fudendo com filho menor de dezesseis anosas mais gostosa do faice fodendo con cu buceta carnuda tambem