Fantasiada de pirata e encoxada no carnaval

Um conto erótico de Luiz Cláudio
Categoria: Heterossexual
Data: 08/07/2015 18:50:22
Última revisão: 03/04/2019 07:28:10
Nota 9.50

Vou contar aqui mais uma história da minha mulher, que aconteceu em um baile de carnaval.

Ela havia terminado um namoro pouco antes do carnaval começar e o ex-namorado foi passar o carnaval em uma outra cidade.

Cássia, então com 17 anos, ficou em nossa cidade para passar com as amigas e primas que vinham para sua casa. Faziam fantasias – eram um bloco de umas 8 meninas – cada uma mais gostosa que a outra; todo carnaval elas se reuniam e planejavam essas fantasias. Nesse ano elas planejaram fazer uma fantasia de índia e também uma de pirata.

Lógico que eram fantasias as mais deliciosas possíveis, cada uma querendo chamar mais atenção que a outra.

A Cássia é morena, cabelos pretos, compridos e lisos, linda de rosto e um tesão de corpo, 1m73, 56 quilos, seios médios, durinhos e uma bunda empinadinha que é uma delícia. Imaginem vocês então essa gata com 17 aninhos, uma verdadeira delícia. Ah, e era safada também desde nova.

Quando chegaram no clube, lá pelas 10 da noite, ainda estava vazio, e todo o grupo dela se comportava muito bem, mas quando já estavam em alta madrugada, o clube lotado de gente, onde praticamente ninguém era de ninguém, e cada uma do grupo estava em um canto do clube dando uns amassos, pois já tinham se arrumado com seus ficantes, aí a coisa pegava fogo.

Naquela noite a Cássia ainda não tinha se arrumado, porque ela estava de olho em um carinha da cidade que já estava com outra menina, mas ela queria de qualquer jeito azarar aquele lance. Insistiu, paquerava descaradamente o cara na frente da outra menina, provocava, mas não havia jeito do cara largar a menina.

Sozinha, pois as outras do grupo já tinham se arrumado, foi para dentro do salão brincar o carnaval. No salão ficavam os homens em volta e as meninas que estavam sozinhas e também as acompanhadas passavam dançando dentro daquele círculo enorme. De vez em quando formava-se um trenzinho e todos segurando na cintura da pessoa da frente iam brincando o carnaval dando voltas no salão.

Nesse dia elas tinham ido fantasiadas de pirata: um lenço vermelho amarrado na cabeça, um top vermelho pequenininho tapando os seios e um shortinho preto minúsculo agarrado na pele que deixava a bunda de fora e a buceta marcada. Imaginem uma tesuda como ela, sozinha no salão, vestida desse jeito e rebolando aquela bunda deliciosa de um jeito que enlouquecia qualquer um...

Os carinhas que estavam em volta do salão, a cada passada dela, um não aguentava, e por trás, enchia a mão naquela bucetinha inchada e tesuda, e de lá de baixo vinha subindo até o seu cuzinho. Não adiantaria nada ela reclamar nem olhar para trás, porque não acharia quem tinha passado a mão nela e ainda seria levada pela tropa que vinha atrás. Sem contar que ela estava adorando ser tratada daquele jeito. De se sentir desejada por todos aqueles machos, loucos pra foder uma putinha no carnaval. O tesão só aumentava por saber que era alvo da cobiça daqueles homens todos. Queria mais era que metessem mesmo a mão nela daquele jeito gostoso. Quanto mais, melhor.

Pensou: vou aproveitar assim mesmo, sozinha. Já já aparece um gato gostoso pra mim.

Depois de algumas voltas e várias passadas de mãos, ela percebeu que um moreno, lindo, era um dos que estavam passando a mão nela. Já molhada de tesão, não queria mais sair do salão; só queria continuar naquela sacanagem, e rebolava mais ainda aquela bunda maravilhosa para provocar aqueles homens.

Quando ela estava passando por esse moreno formou-se um novo trenzinho e ela era justamente a última do trem. Ele não perdeu a oportunidade e com o pau já explodindo de tão duro, rapidamente passou a mão na cintura dela e com a desculpa de ter muita gente empurrando atrás, deu uma encoxada naquela bunda que a Cássia quase perdeu o fôlego, mas não reclamou, ao contrário: adorou sentir aquela pegada forte prendendo-a pela cintura e aquela pica dura encaixada na bunda. Passou a rebolar ainda mais aquela bunda gostosa pra sentir melhor o pau duro do moreno. Pelo volume deu pra perceber que o pau do cara era descomunal.

Ele percebeu que ela estava adorando aquela sacanagem e ficou assim algumas voltas, encoxando aquela bunda e passando a mão em sua cintura e também nos peitinhos que já estavam duros de tesão. Naquela balbúrdia, ninguém percebia o que estava acontecendo. Dali a pouco ele a convidou para saír do clube e ficarem a sós. Ela disse que não podia, que estava acompanhada da mãe e não adiantaria ele insistir, mas que poderiam “brincar” ali no salão ou outro lugar do clube.

Conformado com a situação, só restava à ele se aproveitar da Cássia ali mesmo, e foi o que ele fez.

Ainda no trenzinho ele beijava-a na boca por trás engatado naquela bunda que ela, rebolando, roçava com força no pau dele. Já alucinado de tesão, ele tirou o pau pra fora e encaixou entre as coxas dela. Dançando, ia fazendo o movimento de entrar e sair daquela bucetinha que já estava toda melada de tesão. O pau dele ia até o grelinho e voltava no cuzinho, e ele não parava de sarrar nela assim.

De vez em quando ela botava o braço pra trás e pegava no pau dele, alisava, tocava uma punheta rapidinha e deixava ele encaixar de novo entre as coxas dela.

Ela pensava:

- Que pica gostosa que ele tem! Queria chupar esse pau até ele gozar na minha boca. Ia tomar esse leitinho todo! Que tesão de pau!

Depois de algumas voltas naquela sacanagem, a Cássia, já com a buceta inchada de tanto tesão deu sinal de que ia gozar, pois não aguentava mais sentir aquele pau massageando o grelinho... Ele então apertou mais ainda seu pau contra a buceta dela e intensificou os movimentos, apertando de leve seus peitinhos. Aproveitando o som alto da música, ela gemeu alto e explodiu em uma gozada que a deixou com as pernas bambas e ele teve que a sustentar nos braços para não deixá-la cair. A Cássia estava com tanto tesão que gozou só com o pau dele entre as pernas e comprimindo o grelinho com as coxas.

Ele também não aguentou de tesão e falou que ia gozar. Ela ainda fez menção de pedir que não, pois iria melar o shortinho dela mais já não havia mais tempo pra parar. Ele segurou-a firme pela cintura e enterrando seu pau duro e latejando de tesão entre as coxas dela, gozou que nem um macho de verdade, goza. O gozo, de tanto que era, melou todo o shortinho e escorria quente e farto pelas coxas dela.

Deram mais uma volta para se restabelecerem, ele colocou o pau pra dentro e ela, despedindo-se dele com um beijo demorado e gostoso, correu para o banheiro para se limpar.

Quando ela voltou para a mesa onde estavam as outras meninas do grupo junto com a mãe, quiseram saber onde ela estava, pois não a tinham encontrado. A Cássia disse que estava brincando no salão com um amigo da cidade e por isso não a encontraram. Mas o seu olhar de gata saciada de tesão não escondia que alguma coisa tinha acontecido.


Este conto recebeu 5 estrelas.
Incentive lcgomes a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
21/10/2018 13:52:10
Cara, pela tua narrativa, vejo que a tua esposa contou todas as aventuras do passado dela. Isso é bom, mostrando quanta cumplicidade existe no relacionamento de vocês. Para mim, este primeiro relato nos dá uma amostra de como deve ser a vida a dois de vocês. Que eu vou ter o prazer de ler nos demais contos teus. Parabéns. Te recomendo ler os meus também. Para saber de nós, coisa que demorou anos para evoluir até o estágio atual. Abs.
19/01/2018 22:56:01
Que show de aventura essa que a Cássia viveu. Até a loira aqui ficou molhadinha me imaginando no lugar dela. Como o Carnaval está próximo, fico imaginando o que ela vai aprontar este ano. Cada vez mais, acho que ela é ninfomaníaca como eu. Rs. Grata pela visita. Bjs, Val.
22/08/2015 00:19:42
Essas brincadeiras são uma delícia!


Contos eróticos- bem novinha é desvirginada e grita de dorporno.com corninho faz surpresa pra sua gostosa deixando um jumento encher sua buceta de porraestrupado cedo em rabado pelos pesosContos hetero louco por chulesexo com coroa ruiva baixinha gostosa peituda de buceta bem peluda fidendo xom bem dotadocontos eiroticos leilaporncontos erotico saido escola onibusmulheres delangerrie em poses eroticascasadoscontos estrupada por pivetesamigas segurando a amiga pa ser estrupada na despedida de solteiraconto erotico velha casada banca negao pirocudoporno brasilero ela queria fujir de tanta fodanao cnseguiocontos eróticos vou te fuder faveladaclip16 porno gay com hereçao no onibustomei viagra e istrupei minha amigaseja ativo dia 27 estarei vídeo pornô adoro que você vai vir te dariaceta e bunda 205 só as gostosassexo entre amigasesposa da cu sangra e estremece porno caseirocontos eroticos malv comendo as interesseiramae vagabunda 360 graussexo desleal com meninas na xotacontos mae rabudaniversexovidios porno galeginhas vertido moleconto menina rolaXVídeos coroas em carbono com pau do enteadolesbica estuprada pelos cachorros do vizinho conto eroticocontos eroticos meu empregado de piça ggxxvideosograraspo o bocetao na ciriricaAliviando os funcionarios contos eróticostira A roupa vou te estrupar no pornocontos eiroticos leilaporncontos eroticos tesao no filhocontos eiroticos leilapornxvidio .com cahalho monstro arregasdacontos eróticos cagando na minha bocaos melhores vídeos pornôs de cornos a mulher f****** com outro ele fala um monte de besteira para esposa escutarxporno loko disparao do paumeu padrasto me vigiava tomar banho um dia ele comeu meu cuconto erotico peguei no flagra meu pai comendo meu maridoabrindo meu anelzinho pro crioulorelatos selvagens de zoofilia com cachorrojogando videogame no colo do tio conto eroticoContoseroticos minha esposa e seu vibradorVideo porno safada sendo fudida homem rolaque so jeguexvideoshortinho semcontos romanticos gaysminha cunhada casada muito linda e gostosa com uma bucetinha cabelinho baixinho xvideos as muleris que leva macharesmulher capiau dando a chochotaporno gay com vendedor de porte e portaamenina nao agetou opau donegraocorno faz minete a coroame perdi no mato eles me encontraram e me fuderam pornofilha assiste porno no quarto e mae e comida por outro e mae escuta barulho estranho e vai ver o que e e ve a filha se masturbando"cheiro de cu de macho"/texto/201805808/favoritoContos de incesto com meninas no banhocontos eroticos fui para o motel com meu patrao esqueci ate que eu tinha maridoxxx. irmã entra no quarto do irmão quando o irmão da ver xvideo faz com ele amei ven a filha e o filho ase fuderen e fode com elescontos eróticos corno gay estuprado contos éroticos ele tomou viagracavalo feia mulher gritando estocada do cafetão pornôtemto core mais eu pegeibrasilera xvideomae vadia segura as pernas da filhinha para o superdotado deflorarmulheres casadas safadasminha irma me pegou batendo punheta e contou pra minha mae acabou que teve que transar comigofui comido e virei mulherXVídeos gay com truculênciax vidio menina de menor batendo punetabucetao contosx vídeos filme casal vai acampar e é atacados pir vários pirocudosConto erotico arrombando tiaxvideos contos libertinos continuação parte 2negão caralhudo fudendo loira cinquentona de todo jeitono quarto podolatria xvídioconto erotico primo safadodei pro professor pra passar contoscontos eiroticos leilaporntitia pediu pra enpurrar.no.cu pornomulequinhos olhando a suruba