Segunda Dança (Episódio 01) RELANÇAMENTO

Um conto erótico de leopinheiro
Categoria: Homossexual
Data: 13/10/2014 18:46:09
Última revisão: 18/02/2017 23:15:15
Nota 10.00

Olá a todos! Muitos podem se perguntar, qual a necessidade desse relançamento? Sinceramente, gostaria que os novos leitores do CDC tenham a oportunidade de ler e quem sabe gostar dessa história que escrevi com tanto carinho e dedicação. Mas, o que tem de diferente então? Mudou alguma coisa? Absolutamente nada está diferente na história. A única coisa que mudei é que fiz um revisão melhor e alguns erros que existiam antigamente, espero que tenham sido corrigidos. Bem, é isso pessoal. Espero que os que já leram, matem a saudade, e os que lerão pela primeira vez, curtem bastante!

=======================================================================================================

Antes de mais nada, gostaria de me apresentar, me chamo Leonardo Pinheiro, moro no Rio de Janeiro. Quero contar essa história de descobertas e recomeços. Ela é basicamente ficcional, contando com algumas veracidades que foram inspiradas na minha própria história ou em de conhecidos, mas volto a repetir, é ficção. Espero que gostem dessa minha primeira aventura em escrever um romance aqui!

Vou tentar escrever em um formato parecido com os de série de TV mesmo, com músicas e temas de abertura. Já aviso que pensei em apenas uma temporada, então não ficaremos com perguntas sem respostas, mas é claro que durante essa jornada, inspirações podem vir, principalmente dependendo do retorno que terei de vocês, então, é possível que possa continuar essa história em novas temporadas.

=======================================================================================================

Caio abre a última gaveta do armário, a única que ainda continha alguma coisa, olha para seu interior e pega algumas fotos que lá estavam, uma por uma ele vai olhando e relembrando os momentos que cada uma representava. Ele coloca as fotos sobre a cama e abaixa para procurar alguma coisa que deveria estar bem no fundo da gaveta. Vai tateando e começa a se preocupar porque não está encontrando. Apreensivo ele quase arranca a gaveta, mas de repente, um pequeno canudinho de papel aparece, ele pega, abre o pequeno pergaminho e lê a mensagem. Um sorriso aparece em seu rosto vazio. Novamente ele enrola o papel e o guarda no bolso da bermuda. Caio levanta a cabeça e encara o seu quarto vazio, não era a primeira vez que ele tinha essa mesma visão, quantos recomeços mais ele teria que ter? Ele tinha apenas 14 anos, mas já se sentia com 40. Mas dessa vez seria diferente, tinha que ser, Caio estava decidido a ser feliz, estava decidido a não precisar recomeçar nada novo, dessa vez ele iria até o fim. Nessa nova cidade, nessa nova escola, nessa nova vida, nessa nova chance, nesse novo velho começo, Caio decidira, seria feliz.

- SEGUNDA DANÇA (Música tema: Stars - Dead Hearts. />

O alarme do celular começa a tocar, eram 6h da manhã, Marcela completamente bêbada de sono estica o braço para alcançar o celular e desliga-lo. Rapidamente ela levanta e já vai direto para o banheiro tomar um banho, se fosse em outro dia qualquer ela teria enrolado mais 40 minutos na cama, mas hoje não, hoje era diferente, hoje era o primeiro dia de aula, o dia em que tudo se define na nova escola. Marcela tinha 14 anos, era uma menina bonita, tinha cabelos lisinhos, fios loiros com as pontas pintadas de rosa e roxo, seus olhos tinham gotinhas de mel mesclando com todo o fundo verde, um corpo de 1,57m em formação com tudo certinho. Era a típica menina que dava raiva porque deu sorte demais, nasceu linda e inteligente, mas com todos esses requisitos para ser uma patricinha metida ela era justamente o contrario, super legal e simpática.

Se arrumando correndo, porque queria chegar cedo na escola para reencontrar velhos amigos e conhecer novos alunos, ela passa um lápis no olho e um brilho na boca, coloca seu uniforme e seu tênis da Vans, pega sua mochila e sai em disparada...

- Pai da Marcela: Ei ei ei ei mocinha... Pode voltar aqui...

- Marcela: Eu to atrasada para escola pai...

- PM: Atrasada?! Você pode explicar como? Suas aulas começam 7:30, ainda são 6:30. Você chega na escola em 10 minutos andando.

- M: Aaaaah pai, você sabe como é... Primeiro dia de aula, quero chegar cedo, conhecer a nova escola, ir vendo as pessoas novas, ver a galera da escola antiga, sabe né, ficar de boa...

- PM: Sei sim, mas a senhorita vai ficar de boa é sentada nessa mesa comendo alguma coisa, porque você não sai de casa sem tomar café da manhã.

- M: (Marcela olha séria para o seu pai, seu pai olha direto pra ela com um sorriso tão amável) tá bem... fazer o que né, com esse sorriso na cara você me convence... (eles riem juntos). Cadê mamãe?

- PM: Ela saiu bem cedo, algum paciente dela teve complicações na recuperação e o hospital ligou para ela com urgência.

Os pais de Marcela eram médicos, os dois eram cirurgiões e viviam de plantões e cirurgias marcadas, quando viram que essa era a vida que eles gostavam desistiram de tentar ter mais filhos porque não conseguiriam dar atenção suficiente, Marcela então é filha única e os pais fazem tudo por ela, tentando compensar uma falta de atenção decorrente da profissão.

- M: Pronto pai, deixa eu ir indo agora, bom dia. Te amo!

- PM: Bom dia filha, boa sorte na nova escola! Aaaaah... eu estou de plantão essa noite tá, então só devo ver você amanha!

- M: Tá bom pai! Beijão...

Marcela saiu meio que correndo de casa, pegou o elevador do prédio e saiu em disparada pela rua, ela estava muito ansiosa pra saber como seria essa nova escola. A Escola de Segundo Grau Machado de Assis, era uma escola muito bem conceituada na cidade, considerada a melhor escola de segundo grau, todos gostariam de estudar ali, mas por tanta credibilidade e eficiência ela era cara também, então só quem tinha um bom poder aquisitivo estudava ali, mas claro que também tinham os bolsistas, que em geral eram atletas ou pessoas que foram bem na prova de ingresso para a escola.

Marcela dobrou a esquina e olhou para o pequeno prédio da escola, viu os alunos chegando, deu uma analisada rápida nas pessoas, respirou fundo e foi em direção a entrada. Marcela também havia decidido, esse era o ano que ela iria até o fim, esse era o ano que ela seria feliz.

- (Switchfoot - Who We Are. />

Lucas estava no pátio, sentado no banco, os fones no ouvido, ouvindo uma música e escondido no próprio mundo particular. Os óculos de sol davam ainda mais charme e estilo a ele. Lucas tinha 15 anos, era um mulato muito bonito, tinha quase 1,80m, um corpo muito bem definido, afinal ele era atleta, motivo pelo qual ele ganhou uma bolsa de estudos para o colégio, usava seu cabelo bem curtinho, tinha olhos castanho cor de mel, usava um pequeno alargador nas duas orelhas, varias pulseiras em seu braço esquerdo. Lucas sempre gostou de jogar basquete e era muito bom nisso, nunca teve as melhores notas, mas também não eram as piores. Aguardando tranquilamente as pessoas chegarem para o inicio das aulas. Lucas havia decidido, nesse ano ele resolveria os seus problemas com seu pai, nesse ano ele iria descobrir quem realmente ele era, nesse ano ele seria feliz.

- Camila: Oi lindo...

- Lucas: (Lucas vira a cabeça e olha para a Camila) Ei Camis, vem cá da um beijo.

- C: E ai, animado?

- L: Não sei... Tenho um pouco de insegurança, você sabe né...

- C: Relaxa Lu, você tira isso de letra, sempre tirou. Seu pai vai te cobrar como sempre, mas você é um ótimo jogador de basquete.

- L: Mas você sabe Camis, eu não sei se quero ser jogador de basquete, eu não sei o quero fazer, eu não sei de porra nenhuma!

- C: O que eu sei, é que te conheço desde sempre, e sei que você vai se encontrar, relaxa, você é foda maluco! Tu é um garoto fantástico Lu!

- Só você me anima assim. (Os dois sorriem um para o outro)

Camila era a melhor amiga de Lucas, eles estudaram juntos desde o 1º ano do Fundamental, decidiram ir juntos estudar no Machado de Assis, mas como Lucas vinha de uma família mais humilde e provavelmente não iria conseguir pagar para estudar lá, Camila teve a ideia de tentar arrumar uma bolsa de atleta para ele, já que Lucas sempre jogou basquete e sempre jogou muito bem. Ela pesquisou e descobriu que o técnico do time de basquete do Machado de Assis era professor no clube que ela era sócia, e arrumou um jeito de levar o Lucas no clube para mostrar todo o seu talento e tentar chamar atenção do treinador. Deu tudo certo, Lucas estava jogando na quadra ao lado, o treinador viu e chamou ele para jogar la na aula que ele estava dando, impressionado com o talento de Lucas ele anotou todos os contatos dele e correu atrás com a direção da escola uma forma de ter esse menino no time da escola. Assim ele ganhou essa bolsa, assim Camila continuou estudando com seu melhor amigo, assim ela terá mais uma chance de tentar se declarar para ele, afinal Camila é apaixonada por Lucas desde quando ela consegue lembrar, pra ela é desde sempre. Mas Camila morria de medo, afinal ela não se achava apropriada para ele, Lucas era atleta, Camila era meio gordinha. Camila tinha 14 anos, branquinha dos cabelos bem pretos e liso, um olho azul meio acinzentado, não era obesa, mas não estava em forma, se sentia feia e por isso nunca teve coragem de se declarar para Lucas. Mas ela estava decidida, esse ano seria diferente, ela iria emagrecer, iria ficar bonita para Lucas, nem que ela tivesse que ir até as últimas consequências, esse ano ela iria ser feliz.

- (Blink 182 - I Miss You. />

Marcos tinha 14 anos, era um menino lindo, tinha 1,68, cabelos loiros e curtos, corpo todo definido, olhos azuis brilhantes, sua paixão era o cinema, amava tudo relacionado a Sétima Arte, mas não tinha certeza se teria coragem de ser cineasta no futuro, não se sentia tão criativo, não achava que seria capaz, inseguranças comuns em qualquer adolescente. Ele vinha andando com seus 2 melhores amigos, Claudio e Daniel, ambos de 14 anos também. Claudio era magro, tinha por volta de 1,75, era branco, com cabelos e olhos castanho claro, já Daniel era mais próximo da altura de Marcos, tinha por volta de 1,70, era negro, mais parrudo, não era gordo, mas também não era definido, tinha pernas grossas e um sorriso lindo com aquela boca carnuda, cabelos bem curtos e olhos castanhos.

Claudio só falava besteira, era engraçado mas não percebia sua falta de noção quando se tratava de garotas, achava que era o máximo, o pegador. Daniel era muito engraçado também, mas esse sim sabia como agradar as meninas, sempre estava de namoradinha, e sempre deixando bem visível o quanto a surpresinha que ele tinha entre as pernas devia ser grande. Eles iam andando e rindo e fazendo festa, mexendo com todo mundo, chamando atenção das meninas, todos já percebiam que esse trio seria popular na escola, afinal, eles decidiram, esse era o ano que eles iriam curtir, esse era o ano que eles iriam perder a virgindade, esse era o ano que eles seriam felizes.

- Bia: Ei meninos!!

- Marcos: Ei Bia, vem cá, me da um beijo!

- Claudio: E ai gatinha, me da um beijo aqui também... (Claudio claro, não se segura e ao dar um beijo e um abraço na menina vai e passa a mão na bunda dela)

- B: Porra Claudio!! Que merda cara, tu é muito sem noção!

- C: Eu?! Eu só não consigo resistir, você é muito gostosa Bia...

- Daniel: Para com isso Claudio, assim a garota vai achar que eu sou babaca igual você, vem me dar um beijo aqui Bia e esquece ele

- M: Tu nunca aprende né, por isso que o Daniel passa o sarrafo enquanto você chupa o dedo!

- C: Porra nenhuma!! Aaaah qual é, só tava brincando gente, mal-humor no primeiro dia de aula...

- Marcela: E ai galera, que saudade de vocês!

- Marcos: Ei gatinha, saudade de você também minha linda (Marcos já vai abraçando e dando um beijo gostoso na boca de Marcela, eles não estavam namorando oficialmente, mas tinham ficado varias vezes nas férias e pelo visto vão continuar)

- D: Oi Cela, e ai, animada pro ano?

- Marcela: Mas claro, esse ano vai ser legal, ele já começou legal ne, olha quem eu to beijando.

- B: Uuuuuuuuiiii!!! Quanto amor hein...

- C: E ai Marquinho se deu bem hein, essa vai te dar já já...

- Marcos: Caralho Claudio!! Qual seu problema mané?!

- C: Que foi?

- Marcos: Aaah Esquece, gatinha eu vou entrando pra conhecer o lugar direto. Vamos lá seu babaca, bora Dani.

- Marcela: Tá, te encontro lá, falar rapidinho com a Bia aqui.

Marcela e Bia foram andando em direção um cantinho de um muro que tinha, que não dava muita visão, foram conversando, rindo, falando as novidades, quando chegaram no cantinho, olharam para todos os lados, acharam que ninguém poderia ver e começaram a se beijar apaixonadamente, um beijo quente, com saudade, com vontade. Ficaram uns 5 minutos nessa pegação, arrumaram a roupa, deram mais um selinho e foram andando em direção ao pátio da escola.

Bia tinha 14 anos, era descendente de japonês, então tinha os traços característicos dos nipônicos, era linda, tinha um cabelo com uma franja maior de um lado e curto atrás. Corpinho todo bem distribuído em 1,60 de altura. Ela tinha se descoberto homossexual 2 anos antes, quando percebeu que tinha uma fixação por uma garota que fazia balé com ela. Nunca aconteceu nada com essa menina do balé, mas dormindo na casa da sua melhor amiga Marcela uma vez, ela propôs que as duas começassem a descobrir o corpo uma da outra, e desde então elas continuam descobrindo, cada vez mais e mais, só que Bia acabou se apaixonado por Marcela e não tem certeza se a amiga faz tudo de brincadeira ou se Marcela também sente algo mais por ela. Mas Bia decidiu que esse ano ela conquistaria Marcela, e elas ficariam juntas, Bia decidiu que esse ano ela seria feliz.

- (Lykke Li - I Follow Rivers. />

Caio olhava a todos eles do outro lado da rua, vendo tudo isso acontecer e pensando que essa nova chance seria interessante. Caio respirou fundo e atravessou a rua em direção a escola, andava e olhava pelos óculos escuros para todas as pessoas por quem passavam. Rostos desconhecidos, cheios de histórias diferentes da sua, será que alguém ali o ajudaria a reescrever essa nova história que ele tanto quer?

Um olhar logo foi atraído pela presença de Caio chegando no pátio, atraído por aquele menino desconhecido, de mais ou menos 1,68, branquinho, com o corpo bem desenvolvido, loirinho, com um penteado diferente, cabelos raspados na parte de traz, mas a franja toda bagunçada, uma boca bonita e vermelha. Seus olhos? De que cor seriam? Quem será que é esse menino? Por que meu coração está acelerado?.

- (Dido - Here With Me. />

=======================================================================================================

Quem será que foi atraído pela chegada de Caio? O que será que acontece entre Marcela e Bia? Será Que Camila terá coragem e ira se declarar para Lucas? O que ela quis dizer com até as ultimas consequências? Acho que esse 1º ano da Escola Machado de Assis promete.

=======================================================================================================


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive leopinheiro a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
10/11/2014 00:23:39
Muito bom! Promete!
16/10/2014 03:07:10
Ameeeiiiii
14/10/2014 22:29:26
Muito bom :-)
13/10/2014 20:05:05
Simplismente maravilhoso e leia meu conto tbm ok


homem emprensando mulher parede do banheroMãeem sinaa filha chupa picanovinha se masturbando pelo Cantinho da calcinha e g******Contos eroticos sapatao machaopassivo do badoo contoXVídeos casada vaca parideiramorena de 58kg dando a bucetaconto erotico 5dias de putaria com dona de casa puta marido cornocontos eroticos esposa na baladacontos eroticos provocando meu cunhadocontos eroticos chantagem vizinha com o caoporno eu e minha cunhada ficamos sozinho em casa não resistir elameu tio comeu minha bucetinha virgem parte 2 contos eroticoscontoseroticoputasContos de sequestro e feminizaçãoxvidios mulheres fundeno na ginástica berou nopau donegraodesconhecida porbodoidoporno mulher malabarista da o cu no circotiraramos a roupa contos lesbicosPornô doído melhor femendo ia falando o meu deus o meu deus em inglêsruıva semastu e goża muitocontos eróticos primeiras lições do vovô conto mulher tarada oooh como é gostoso da o cu para varios homensfui pago pra dar o cu pela primeira vez hetero , sexo gay amadorContos erotico gays moto boycontos eroticos foi dar o troco no maridao mas se deu mal grupalFotos de mocinha empinando o cu para o negao de pau mandigoara co,endo novinha com o pau de 20 centimetrosporno filho Engravidar mae dormidoxvideo levei meu primo no beco e nós transamosWESLLEYWEST-CASA DOS CONTOS EROTICOSmaior cu domundo ecoxa ebunda pornoyoutube tarado comeu sobrinhas sexaul tirado a roupa nuasnovinha 18 ano que foje pra cama dos.pais pra trepa com elesflagga de mulheres deficiente fisica se mastubandocontos eroticos com fotos. meu cunhado adora comer meu rabao.conto gay virei a puta de varios machos na saunacontos eiroticos leilapornxvideos entertidazofila cavalo enche cu da mulher de porra ate escorrer -youtube.comtirado avingendade com negao safadesa sexocontos eroticos vovôcontos eroticos comi virei sussysou puta e cadela do meu cachorro e corno adoraconto erotico afeminado esposa dedos no cu consolobarriguda trepanfocontos eroticos esposa vagabunda adora picaoanal normalistaas panteras filmes porno a cordano minha mae japonezaincesto ganhando chupada de aniversarioXVídeos Everton você aguentarcasa dos contos eroticos evangelica casada programaConto erotico cachorro lamber carcinha menina contoeroticonovinhosafadonegao pega coroa desraida mete a rolacontos fudendo minha tia safada gorda q veio pasa uma sema aqui en casacontos eiroticos leilapornEnpregada sendo encoxada por trs de sainhameu filho me faz de puta capitulo 8 e 9 relato eroticoporno em familiacolica o pinto na buceta com saiacontos cu cheio de mijoconto garotinho de sorte tranza com vizinhaContos terror na tailandiaxvideo comedo baba provisionalcontos eroticos dominada na frente do meuMinha mulher adora reparar na piroca dos machostio fudendo a supria de mini saiaContos eroticos maniaco por seiosestrupador confessando yotubeloiro da cicatriz que eu amogueyzinho gracinha arrebentei cuzinho deleporno doido eu e meu filho estuprano minha mulhercontos eroticos churrascoCONtos minha mae de calça legue com a buceta repartida ao meiosafada veste ropa com apora dento da bucetade sirgir blog comda sikis indirsou viciada em boquete nao posso vet um pau qur ru chupominha esposa saiu comigo sem calcinha so pra me provocar meus amigoscontoseroticos maninho nao faz vai doeo pai da minha amiga tirou meu cabaco pequena eroticoconto erótico O Despertar de uma casada"virei mulherzinha" cadeiamulher do Espanto dopando a mais gostosa