Como Chamas 3x03: GAROTOS BONITOS TAMBÉM PODEM SER ESPIÕES.

Um conto erótico de Danny-13
Categoria: Homossexual
Data: 06/09/2013 13:48:21

Como Chamas 3x03: GAROTOS BONITOS TAMBÉM PODEM SER ESPIÕES.

- Isso é tão ferrado. Falou Felipe se sentando ao meu lado e me abraçando. Eu havia acabado de contar a ele sobre o segredo do Jeremiah e tudo o que aconteceu. É claro que ele quis se acertar com Jeremiah, mas eu o havia feito mudar de ideia.

- Mas agora ta tudo bem. Falei.

- Não ta nada, se aquele garoto tocar em você outra vez...

- Ele não vai pode ficar tranquilo.

Felipe me apertou mais um pouco e então seguimos para a sala. Jeremiah e Alice estavam rindo alto.

- Bom dia Dan, o Joaquim pediu pra você ir falar com ele urgente.

- Mas acabei de chegar...

- É por isso que tem que correr.

Troquei um olhar rápido com Felipe e me virei de volta para o corredor. A sala de Joaquim era no final do corredor, notei que não havia muitas pessoas na empresa hoje. As poucas que haviam grudaram os olhos em mim e começaram a cochichar umas nos ouvidos das outras. O que estava acontecendo? Abri a porta devagar.

- Joaquim?

- Dan? Entre, precisamos conversar.

Entrei na sala e me sentei na cadeira de couro de frente para ele. Joaquim me encarava serio, deixando claro que nossa conversa não seria nada agradável.

- Vou ir direto ao assunto. Dan, porque esta tendo que fazer serviços comunitários?

Me encolhi um pouco.

- Como assim?

- Eu digo, porque tem uma ordem judicial te obrigando a trabalhar de graça essa semana?

- Bom, eu me meti em problemas. Mas já foi resolvido.

Joaquim coçou a barba e suspirou.

- O diretor da empresa está me fazendo perguntas sobre isso, quer saber se você esta envolvido com drogas ou coisa assim.

- Não estou. Eu... Fui sentenciado por contaminar uma prova de um assassinato.

Joaquim riu, mas quando notou que eu não estava rindo, ele parou e me encarou pasmo. Porque era tão difícil de me imaginar em uma confusão dessas?

- Serio isso?

- Totalmente. Se quiser posso trazer o relatório...

- Não precisa. Eu dou meu jeito. Pode voltar ao trabalho.

- Ta bom. Falei me levantando e saindo.

Todos esses problemas estavam me deixando perdido. E eu não sabia se o silencio de meu perseguidor era bom ou ruim. Afinal, ele podia ter simplesmente tentado me deixar me paz, mas também podia estar armando outra coisa muito ruim.

###

Horas depois, eu estava dentro do cubículo que era o banheiro químico aonde eu deveria tirar minha roupa e colocar aquele macacão terrível.

Meu iPhone começou a tocar e eu dei um pulo. Me livrei das mangas do meu casaco e o peguei no bolso de trás do meu jeans. Era o número da escola. O que seria agora?

- Alo? Falei ao atender.

- Dan? - disse uma voz feminina - Aqui quem está falando é a diretora de sua escola.

- E você deseja...?

A mulher pigarreou do outro lado da linha.

- Bem, recebemos informações de que você estaria cumprindo serviço comunitário como punição judicial?

- Verdade, porque?

- Não queremos que esta noticia se espalhe pelos alunos da escola, afinal, não queremos você passando mal exemplo para ninguém, não é mesmo?

Revirei os olhos e troquei o celular de orelha.

- Eu também não quero que ninguém saiba.

- Ótimo. Fique calado e também ficaremos, tudo bem?

- Tudo. Desliguei o celular e joguei no bolso novamente. Aquilo era serio? Quem se importava com um garoto cumprindo serviço comunitário? Poderia ser pior. Eu poderia estar preso ou n reabilitação ou coisa do tipo. Mas não, eu só fui mandado para o lugar errado, na hora errada.

Terminei de me trocar e sai do micro-banheiro. O garoto bonito/marrento estava encostado em uma arvore e me encarava com um sorriso presunçoso no rosto.

- Pelo tempo que levou pensei que sairia com sapatos de cristais. Ele falou rindo.

- Talvez eu devesse, porque assim poderia mandar um deles na sua cabeça. Respondi e comecei a catar lixo em meio as folhas.

- Durão. - Ele falou se aproximando. - Leon.

O garoto estendeu a mão para mim. Olhei para ele por dois segundos e então voltei a ignorar. O ultimo garoto que se apresentara para mim - John - tinha péssimos amigos e eu não queria mais um.

- Eu não preciso usar o macacão porque meu pai é o xerife. Eu não fiz nada errado, estou aqui por causa dele.

Filho do xerife? Ele poderia me ajudar a descobrir o que estava escrito no bilhete pego com Violet. Virei para ele e ri.

- Que chato, mas então, você sabe sobre o meu motivo?

- Sei que acham que você matou alguém.

Me virei chocado para ele.

- Mas também ouvi que você pode estar escondendo informações da policia.

- Isso é mais provável.

- Você esta escondendo? Ele perguntou.

Eu apenas dei um sorriso, não estava querendo flertar, mas ele não estava caindo na minha, então resolvi ir direto ao assunto.

- Preciso saber algo que esta no relatório da morte da minha amiga. Você tem como me ajudar? Perguntei.

Leon ergueu as sobrancelhas e sorriu.

- Nossa, você é mesmo radical, hein. Mas, diz ai, o que quer?

###

Eram quase nove em ponto da noite quando eu estava entrando de fininho no gabinete do xerife. Leon estava atras de mim, procurando na gaveta de arquivos. Eu preciso descobrir o que havia naquele bilhete. Violet conseguiu descobrir quem era o perseguidor lendo aquele bilhete, talvez eu também pudesse descobrir.

Minutos se arrastaram e eu e Leon trocávamos vários olhares na escuridão. Havia muito policiais passando de um lado para o outro no corredor, e isso me preocupava. Se me pegassem ali seria o fim. Eu nem sairia, seria jogado atras das grades para a sempre.

- Psiu! Ele fez para mim tirando uma pasta de arquivo do gavetão. Me aproximei dele. Na pasta havia varias anotações com meu nome, uma foto minha e outra de Violet. As fotos do dia do incêndio estavam por baixo. Passei os olhos sobre tudo até que vi a pontinha de um saquinho de plástico fechado. Eu puxei o bilhete com o saquinho e tudo.

Então, alguém forçou a maçaneta. Quase gritei de susto e olhei para Leon.

- Vai para debaixo da mesa. - Ele sussurrou para mim. - Vai logo, anda!

Apertei os dedos em volta do saquinho de plástico e me abaixei, engatinhando até ficar completamente em baixo da mesa. Ouvi a porta se abrir e as luzes se acenderam.

- O que diabos você está fazendo aqui? Perguntou uma voz bem grossa.

- Vim te fazer uma visitinha, pai. Falou Leon em um tom falso de animação.

Houve passos pesados caminhando até a mesa, pararam bem ao meu lado. Prendi a respiração e fechei os olhos com força.

- Ta procurando o que?

- Não tem nenhum dos seus amiguinhos maloqueiros aqui não ne?

- É claro que não.

- Não vou retirar o castigo. Disse o xerife.

- Eu estou gostando, de qualquer jeito. - Falou Leon. - Nos poderíamos sair agora para eu te contar...

- Sabe que não posso. Disse o xerife, ríspido como sempre.

- Pai, aconteceu uma coisa com o carro e acho melhor você vê.

- Mais que merda você fez agora.

Segundos depois, as luzes se apagaram e a porta bateu, presumi que haviam finalmente saído. Tirei meu celular do bolso e apontei para o bilhete. Com certeza, eu não iria conseguir sair dali levando ele e também não queria dar outro motivo para ninguém me chamar de assassino de novo. Li o bilhete algumas vezes antes de devolver ele ao gavetão e sair correndo dali. Não fazia muito sentido para mim.

VÁ ATÉ O CANDLE''S AMANHA A NOITE. A RESPOSTA QUE TANTO PROCURA ESTÁ LÁ.

Havia algo escrito por cima do plástico, atras do bilhete, e o virei para ler.

DE ACORDO COM O RELATÓRIO DOS ELETRICISTAS, A COMPANHIA TOCOU NAQUELE EXATO MOMENTO E ENTÃO A GAROTA DEVE TER IDO ABRIR A PORTA E SEGUNDOS DEPOIS HOUVE OS DISPAROS. AO QUE TUDO INDICA, ELA CONSEGUIU PEGAR A PESSOA QUE DEIXARA O BILHETE AINDA NA PORTA.


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive Danny-w13 a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
08/09/2013 22:56:44
conto bom ein rapaz!
07/09/2013 04:15:44
Nossa ques paradoxos
06/09/2013 17:29:13
continua
06/09/2013 14:27:10
10


tornando o conto eroticopapai e maninho me fuderao com seus pauzaos contosnegao nao guenta e entra no quato. dais finha dormindoxsvideos macho submisoContos vendo os cavalos treparem sexo conto erotico primeiro boquetever lésbicas lésbicas se esfregando até gozar em perigosos de músicassexo com as maos apoiadas no chao ela recebe uma delisiosa chapadaO dia em que fodi a detenta carente e tesudacontos sogro coneu a nora no casamentoconhado se aproveitando da conhada porrecontos rapais pra continua casado teve que vira amante da sograconto gay cacetao tioxnxn.sexo.anal.brasileiro.taduendoxvideos cumendo a bucetinha apertada e peluda da enteada e ela chora de tao apertada que erxvideo gay bigdotado comendo o amigo na matacontoseroticos maninho nao faz vai doecontos eroticos menina foi brincar na casa da amiga e pai comeu amquinhacontos eroticos malv comendo as interesseiracontos eroticos seminaristaminha mae deu cu meu amago xvidioscontos eroticos malv comendo as interesseiravirgens+perdendo+o+cabacao+da+buceta+e+do+cu++virgensmarido pega esposa dormindo come cu eabucetacontos eroticos dei a buceta dentro do onibuso Goku namorando com a mulher dele no enfiando a pica dentro do c* dele e dentro do priquito delaconto esposa peida pinto comedordei pro meu primocontos eróticos filhinha novinha gostosa delirando no colo do papaicontos eiroticos leilapornXvidios fudicu gueysvvgg sexocontos filad estrupadadcontos anal casal que gosta fazer anal cagandocontos erotico gay o nerdPorca reprodutoras buceta crandeconto erotico pegando fogo de tesao insaceavel queria fuder com quaquer um tesao ejagerado demais pegandogostoza madano goza nabucertaermau tranzando com ermancontos de filho encoxando mae no onibusmostrei de proposito a calcinha que vestia. conto gayПРОДАМ-БАЗУ-САЙТА-gtavicity.rumamilos grande emfiando na bucetarola grossa cabeçuda no cu do gay de bruçocontos eiroticos leilapornfilho fodendo a buceta a pertadeConto erótico porco trasando com uma mulher do cu apertadocontos.eróticos gay o negro da rola grossa e cabeçuda me arrombou e virei sua esposa epastora ficor surpreza na massagi com um pau na bucetacontos hetero experimentar chupar pau menina escura greluda gozando enconto dava o cu xvideonoite maravilhosa comi o cu dela finalmenteconto erotico gay macho dominador gosta de maltratar viadoconto nossa filho que pauzãoxxvideosgarotinhas na praiametendo com enteada nova E que gosto de uma quentinhaconto erotico uber passando a mao na.minha bucetinhavideo porno tomando banho juntos novinha entalada com piroca toda ensaboadaContos eróticos de gozada na boquinha da madameVídeo d homem fazendo sexo anal com cochoronoivinhas dar peitinhos durinhos para padrasto chupar mos xvideosmeninas crescendo peito e cabelo na pepequinhacontos eróticos enfermeiratia safada vai dormi ma o subrinho etransa deitadaconto genrocontoerotico eu,namorada, minha mae e tio jorgeXVídeos casada que adora segurando cacete muito rebaixadaincesto com meu vô contosabusando sarrando a coroa velha contoberoticoimagens pra zap tipi eu mkkksessentona gostisa peluda pediupra gizar dentro duas vezes sem tirarcrente safada contosnovinhas blusinha sem sutiaos durinhosIniciando uma bixinhavaretao gg goza dentro novinhoabixa xisvidioiniciando meu marido experiência inversão videosxxxvingadota gozandoesposa d3 shortinho atolado na bucetaxisvideo gravida fode negau pau sudocontos eiroticos leilapornFoderam a minha namorada para pagar divida conto you tube video de cachorro gigante com cadelatransando e mostrando ele engatadocano grosso buceta cock.comcontos de sexo filio gozando dentro da maeeu perdi a minha virgindade com ca ca pica de 40cmautor,Vamp19-Contos EróticosNovosfiumepornoconto nora chupando bucetad sogracontos eroticos aluguel