filha da empregada

Um conto erótico de garoto tarado
Categoria: Heterossexual
Data: 06/01/2011 13:58:32
Assuntos: Heterossexual

Quando mudei pra Curitiba com minha família, alugamos um apartamento no bairro perto do serviço do meu pai onde uma senhora se ofereceu para ser empregada domestica da minha casa minha mãe com medo de não dar conta do serviço aceitou, como era época de mudança não tinha nada no lugar então fui tomar banho e fiquei rodando pela casa a procura de roupa limpa foi quando me deparo com uma ninfeta, com carinha de rebelde, logo pensei minha Irma já conseguira amigas aki nem comprimentei fui logo pro quarto trocar de roupa, quando sai minha mãe falou que aquela seria a filha da empregada que daquele dia em diante cuidaria da casa e dagente durante a ausência dla, então achei normal fui pro colégio novo e quando voltei em casa estava somente, nos três a empregada eu e a filha dla, fui asistir televisão quando ela chega perguntando se eu queria algo, eu disse que não, ela era uma menina bela, porem não era do meu tipo, sempre gostei de meninas do tipo gostosas burras, que não era o caso dla era sim gostosinha mas era muito inteligente era bolsista no meu novo colégio, então ela veio conversar comigo sobre a escola, o que tinha achado, disse que tinha gostado mas o povo não era muito amistoso, pois ninguém conversava comigo eu me senti constrangido, ela disse sentir o mesmo pelo fato de ser bolsista ela tinha ate medo dos alunos pela agressividade que alguns tratavam ela, tentei a confortar, falando que era tudo assim mesmo, com o passar dos dias viramos amigos, e comecei a me exitar por ela, ao ponto de me masturbar com uma calcinha dla e ouvindo a voz dela , então percebi a gravidade, e decidi falar com ela que estava afim de “namorar” com ela ela disse que não poderíamos namorar pelo fato da mãe dla ser minha empregada, então pedi pra namorar escondido, ela como uma verdadeira menina esperta aceitou sem saber o que a esperava, nos encontrávamos em todos lagares da casa, e um dia a mãe dla recebeu uma ligação da minha mãe dizendo que ela precisava fazer a feira pois minha mãe atrasaria no serviço e não pegaria o supermercado aberto, ela saiu pra comprar eu dei um beijo na tâmara e disse, agora so tem agente, foi quando notei que ela estava de saia e uma camiseta preta, que mostrava em detalhes seu corpo de ninfeta gostosa, começamos a ficar no sofá eu muito esperto passava a Mao no corpo dela todo , e num descuido dela cheguei com a Mao na bucetinha dla, foi ae que vi que ela gostava da cituaçao pois sua bucetinha tava molhadinha foi quando eu fiz o comentário:

Amor sinto a mesma vontade por voce!

e coloquei a Mao dela encima do meu pau, ela tirou a Mao dla rapidamente e disse que não era esse tipo de garota falando que so pelo fato de não ser virgem não significava que ela teria vontade de transar comigo, que éramos apenas “amigos” foi ae que disse pra ela despreucupar que aconteceria somente o que ela quisese mas que eu estaria mais avontade, então tirei minha blusa e voltei a ficar com ela, foi quando percebi a malicia dla, em começar a passar a Mao na minha barriga e delicadamente abaixar meu zíper, em fração de segundos meu pau tava pra fora e ela me beijando disfarçando as reais intenções, foi quando eu dei um abraço forte nela e vi meu pau roçar aquela virilha dela, ela ficou louca de tesao e me levou para meu quarto que era o menor da casa porem o mais escuro, dizendo que não gostava de ver o que fazia, foi quando aceitei no quarto ela logo tirou minha roupa, e numa forma sexy fazia um strip tirando peça por peça, foi ai que vi pela primeira vez seus peitos, aqueles peitos grandes, com mamilos pequenos, rosados e apontados para o céu, que me dava muito tesao, nessa hora ela sentava no meu colo e esfregava aqueles peitos na minha cara como uma boa puta, foi quando pedi pra fazer uma espanhola naqueles peitos que muito me exitava, ela aceitou com a condição de eu deixar eles bem molhados com minha língua, aceitei na hora os peitos eram tão grandes que com uma Mao so não tampava, chupei os peitos dla e de uma forma maliciosa enchi o decote dla de chupao pra todos verem que aquela foi traçada por mim foi quando comecei a roçar minha rola nos peitos dla e so almentando a freqüência descontroladamente ate acertar o queixo dla, foi quando ela ficava acariciando minhas bolas de foram que nenhuma outra fez ate hoje, ela pedia a todo tempo pra mim chupar ela, pois gostava de ser agrada, quando aceitei tive a surpresa, achei que como uma boa proficional ela estaria depiladinha cheirosa pra uma tarde de sexo selvagem não, vi aquela buceta toda coberta por pelos, pelos claros um tom de castanho claro quase loiro, que marcava por todo redor da buceta , não sei o motivo mas aquilo me exitava, então chupei, muito aquela fenda que tinha um cheirinho único, e tinha também umas partes mais rosadas que outras, e uma grande testa, que dava muito volume quando ela usava calça apertada, foi quando comecei a colocar a linga e o dedo que ela ficou tão exitada ao ponto de gozar, e gozou muito eu me sentia homem pois era a primeira que eu faria gozar em minha vida, todas minhas transas antes foram de brincadeiras perto daquela, então eu chupava aquela buceta linda cheia de pelos quando ela pediu colocar meu pau na entradinha por que queria começar a brincadeira, foi quando vi aquela linda loirinha de 4 impinando aquela bucetinha cabeluda porem bem abertinha, eu comecei a roçar meu pau nela ate ela descontrolada pedir pra mim colocar, quando coloquei tudo ela parecia uma cadela louca levando pica na bucetinha, ela gemia muito alto e gritava palavras exitantes, perguntava se tava gostando da minha putinha, que ela aquela noite faria eu gozar porra, que ela seria a melhor puta da minha vida eu retribuía chamando ela de putava, vagabunda, piranha, ela rebolava quando eu falava isso, foi quando num movimento brusco ela me derruba na cama e começa um boquete repentino e muito gostoso, mas tão sagaz que chegava a a morder por todo meu pau e pedia leitinho na boca, com aquele pauzao na boca dla vi que ela queria mesmo era porra na cara, foi quando coloquei ela na cama e comecei a bombar num gostoso frango assado, isso me dava muito tesao aquela buceta bem beiçuda cheia de cabelo so pra mim foi quando um tesao louco veio subindo das minhas pernas me fazendo tremer foi o tempo de tirar da bucetinha dla e de escorar no rosto dla e gozar, uma porra vistosa e quente, se espalhava pelo rosto dla todo, ela chupava meu pau semi mole sem parar foi quando ele sem parar ficou duro na boca dla querendo mais ela chupava como uma louca, foi quando botei ela de 4 segurei as mãos dela nas costas e disse:

Agora eu dou as ordens! Empina esse rabo gostoso sua vadia!

ela ria da situação falando pra mim meter onde quisese foi quando eu coloquei naquele anelzinho rosadinho dla que quase ninguém tinha comido ainda, ela reclamaria logo depois que estaria desconfortável mas eu com meu nível de tesao no Maximo não ouvia nada e so introduziria pouco a pouco e sentia que sangrava um pouco mas não sabia se era meu pau ou aquele cuzinho bem apertadinho, continuamos, por 15 minunos nasquelas bombadas gostosas, nada melhor que ouvir o som de uma vadia badendo com força no seu saco, aquele som que quando mais forte mais exita, foi assim nessa pressão que gozei de novo naquele cuzinho gostoso e com algumas manchinhas de sangue quando comecei a tirar o penis percebi que o sangue saia de mim, pois a pele do meu penis estava se rompendo naquele cuzinho áspero, ela se prontificou a chupar com o rabo cheio de sangue e porra, quando nos levantamos percebemos que nos dois estávamos assados de tanto transar, eu pior com uma dor terrível toda vez que urinava, ela com uma dor quando andava, essa relação nossa rendeu muitas historias, que logo postarei aqui abraços a todos!

ME ADD


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive garoto tarado a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.


porno.com negao levanta a saia da gostosa casada enfia até o saco surpresa pra o corninhomostrano a mae a pica duracontos eróticos gay cunete entre molequespediu carona irma evagelica pornoXxxvideos.d.novihnas.tia.peituda.tirado.leite.d.peitu.p sobrinho.conto erotico funk peladaconto erótico dei a bct ao mordomopequenos videos de porno brasileiro pais peludos de sunga que tira a virgindade da filha e goza dentro da vaginacontoeroticos namorada fazendofizemos sexo bi com um estranho contoMeu gostozo tio mario.Conto erticoxvideos capacho corno trouxarelato incestto engravidei do meu paicrossdresser saindo montadaconto bundao hiper carnudoMeu cão ralf me comeu contoxvideo do negao do zaisxividio vo come teu cu bem devagaPGAxvideoXvideos japinha Até deu um gritinho Quando o pau entrou sou submisso da minha esposa contosxxvideos filho fode a nãe no dia das mães porno freecontos porno scat lesbiconovinha deitada no sofa devestido curtinho negao pega a fosa pornoXvideo marido gosta de ser chamado de corno e assiste a esposa dando o culpa e tomando cervejaminha prima deixou cheiro do cu mo meu pau contosContos crossdress a apostaNovinhas sendo impenotizadas e dando gostozo pornoconto fude com meu cachorro a xifro meu maridoIrmas casadas taradas carentes cendo enrabadasdemônio pausudoordenhando roludo na frente do corno de ipanemaConto erótic com meninas de 12 com dog S-&-w- Casa Dos Contoscontos eroticos comendo minha vovozinha na chantagemmulher tarada dançando forró Bem coladinhoconto erotico mulher transa com cachorro por chantagemencoxando espoza do amigo na festacontos eroticos ele esfolou meu rabinhomulher dandobe falando vai que ta gostoso xvideosler. contos pórno de incesto acampando com a sogra na barracamulher da bunda grande d xorti curtocontos eróticos negão coroa comendo o cuzinho de menino virgemxvidio mim mostrano a bucetapau extraordinariamente grande e grosso gozando dentro e arrombando a bucetinha apertadinha da menina novinhanao aguentou a pica monstro / pornoiradoxvidio casas trepando sogra cochilqndo e xunhado tomando cervejqpombagiragozadameu amigo ele me levou pro seu quarto pra eu fuder sua esposa na sua frente eu comecei a chupar sua buceta raspadinha ela gozo na minha boca ela chupou meu pau eu comecei a fuder sua buceta ela gozo ela ficou de quatro eu comecei a fuder seu cu meu amigo ele começou a chupar meu pau ele ficou de quatro ele disse pra mim pra eu fuder seu cu virgem conto eróticonegao nao guenta e entra no quato. dais finha dormindocontos eiroticos leilapornFlagrei minha cunhada loira evangelica na siriricalevou esposa pro.outro comer.tudo buceta e.cu boqueteesposa chorousexo com a ima e u comlhadopadrasto fazia sexo com as entiadas elas disiso que estava doendoxvidiocasadas pedindo gala na bucetaOk pornô gay d********* escondido pornô gay com alguém daqui a pouco pensativo alguém sexo pornô gay sexo transando mulheres transando com a cunhadairmãzinha virgem nascendo primeiro pentelho transa com seu irmão bem dotado XVídeoscontos erotico mulhe feiadaniloprsvideo deputariaenrabada pelo negao contosconto erotico gay vaquejada capconto erotico gay com padrasto velho coroa grisalhoconto erotico mulherzinhaMeninas gostosinhas se esfregando em homem quê popozaocolo no cu comfoça e choroupornodoido de gravidas lesbica se pegano no hospitalcontos eroticos gay bebadoporno doido teste en cascavelAlfaiate fica impressionada com tamanho do pau do negãosissy contospornodoido entre irmao enteronpido por tia gostosafurou o bico da camisinha enquanto o viado nao via xvideoswww.xvideo rola fina que a camissinha fica fougadafotos da coleguinhas com muita Pegação de um tempinho antes de transarconto erotico homem suadosexo gay frottageporno gey cunhadinho chega en casa seu cuhado se decrara