Minha pequena grande irmã

Um conto erótico de arcanjo incesto
Categoria: Heterossexual
Data: 02/12/2004 20:43:33
Nota 8.60
Assuntos: Heterossexual

Oi gente...espero que estejam todos bem. Eu vou contar a história minha e de minha irmã, de como nos atraimos. Tenho hoje 22 anos, moreno claro tenho 1.73 de alt cabelos pretos e olhos castanhos. Sempre fui bem apegado a minha irmã, mais nova do que eu 6 anos. A história toda se passa as exatamente 2 anos atrás, quando eu tinha 20 anos e ela 14. Melissa sempre teve corpo e puchou a minha mãe, que por sinal é muito bonita. Estava eu em casa em uma tarde de sábado, um calor muito grande, e estava tão cansado do trabalho que não tinha pique pra sair, pra nada então subi e fiquei na varanda da casa olhando minha irmãnzinha brincar com as amiguinhas dela e alguns garotos, nós moramos em um condominio fechado, por isso tem muita segurança e eles brincavam na rua e eu dormia. Nossa mãe trabalhava o dia todo até nos finais de semana como médica no hospital na capital. E eu olhava Melissa a maior parte do tempo, por poder trabalhar meu horario de trabalho. E era sempre um prazer olhar minha ninfetinha, ou melhor irmãnzinha, da sacada da casa. Ela é linda. Tinha na época 1.65 de alt, cabelos castanhos escuros e olhos cor de mel, dentes lindos, boca carnuda, peitinhos crescendo, mas já eram duas perinhas, e um bumbum invejavel, que sua sainha ficava justinha no seu quadril e na sua coxas, nesse dia ela estava de blusinha rosa sem sutiã, e uma sainha branca, minha mãe sempre quis que ela fosse modelo, mas ela quer ser veterinaria. Pois bem, era um anjo que eu estava aprendendo a ve-la com outros olhos, de vez em quando ela olhava com suas amigas para onde eu estava e ficava dando risadinhas, eu sabia que elas falavam de sacanagens, eu me esibia mais, a mãe da colegas delas ficavam doidas comigo, falavam que eu era imoral, por estar somente de samba-canção na sacada de casa. Nessa brincadeiras na rua eu vi o moleques cochicharem um com o outro e fiquei de orelha em pé quando derrepente um deles joga a bola em direção a minha irmã. Nisso veio um moleque correndo atrás dela e pulou na minha irmã, derrubando ela de joelhos no asfalto, ela começou a gritar, e minha reação não foi diferente, desci correndo e vi se Melissa estava bem, depois sai correndo atrás do moleque, por uns mil metros sem parar, ele gritava por sua mãe e me pedia pra parar, eu correndo atrás dele de samba-canção no meio do condominio, da pra imaginar a confusão que foi...mas isso deixamos pra depois. Voltei peguei minha irmã no colo e disse para suas amigas que a brincadeira havia terminado, que ela ia tomar um banho e ia descançar, entrei fechei o portão e sentei ela no sofá soluçando de chorar, fui no quarto da minha mãe e peguei o kit primeiros socorros, e um pouco de agua em uma bacia, sentei na frente dela e vi seu joelho todo ensanguentado, porém o corte era pequeno, e na medida que eu ia limpando ela ia se acalmando, e sem querer, bati o olho no meio da sua saia e vi sua calcinha toda amarelinha, fiquei loco, e pasmei, sentei então na sua frente mesmo, e coloquei sua perna machucada de tal forma que seu pezinho 35, apalpou o meu pau, que endureceu na hora e fiquei de frente com aquela rachinha encoberta por sua calcinha amarelinha. ela frisou-me nos olhos, e eu continuava limpando, ela mordia sua boquinha carnudinha, e dizia: KEKO, TA DOENDO CUIDADO ! eu pedi desculpa e cada passada pelo algodão ela empurrava o pé no meu pau, tive medo de ficar descontrolado, quando pesquei um pouco, ela se abaixou pra ver o dodoi, no joelho e sua blusinha folgadinha se abaixou e pude ver aquelas duas perinhas todinha, todinha mesmo, de biquinho pretinho, na minha frente, eu fiquei pasmo e pensei em agarrar minha irmã, mas me controlei e terminei o corativo. Ela me perungou por que andei rápido e respondi que vc já ta me deixando loco. Ela perguntou por que? eu não quis responder e ela gritou: É POR QUE SEU PINTO TA DURO NÉ ? Eu de novo não dei responsta ela foi por quarto dela, e fiquei assistindo tv. Minha mãe ligou por volta das 20:00 avisando que essa noite não iria voltar pra casa por que iria ter que cobrir um plantão, não era novidade. Expliquei o que tinha acontecido com Melissa, mas ela não se preoucupou e disse que ela estava em boas mãos. Caminhando pelo corredor eu ouvi, um soluço de choro, e quando olhei no quarto de Melissa, ela estava com a mão no rosto chorando, me aproximei mas mesmo assim olhando aquele corpo de menina, todo formado, e aquela bunda, que mechia com meus hormonios, nossa me deixava pirado, perguntei : O QUE FOI LISSA? / MINHA PERNA TA DOENDO MUITO, me respondeu chorando. perguntei onde doi e ela me respondeu na coxa um pouco assima do joelho. Eu disse: DEITA COM A BARRIGIUNHA PRA CIMA / O QUE VC VAI FAZER KEKO ?/ VOU FAZER UMA MASSAGEM, QUER ?/ QUERO !!! E subi pra cima da cama e peguei um oleo dela mesmo e comecei a massager a perninha grossa dela, aquela baixinha tava me deixando pirado, mas ñ conseguia grudar os olhos na perna, meu olhos batiam direto no meio da sainha dela, na tal calcinha amarelinha, com ela ainda. Pedi pra ela relaxar, e ela se deitou e fechou os olhinhos, e eu massageava indo sempre em direção a levantar mais a sainha, meu pau começou a pular e tocou sua perna, e ela me peruntou : KEKO, POR QUE EU TE DEIXO LOCO? / eu pasmei e respondi: POR QUE VC CRESCEU LISSA, COM O CORPO DA MAMÃE / MAS EU SOU BAIXINHA KEKO / MAS VC CRESCEU, CRIOU PEITINHOS LINDOS, COXAS GROSSAS E FIRMES, E UM BUMBUM QUE QQ HOMEM GOSTARIA DE COME-LO / ela gritou pelo meu nome, e eu disse que tudo era verdade, e ela ficou vermelha e relaxou, eu subia cada vez mais minhas mãos, por dentro de sua coxa, ia massageando até que encostei o dedo indicados em sua xaninha, ela de olhinhos fechados, curvou a cabeça para trás e gemeu baixinho, eu enlouqueci naquele momento, foi demais, meu pau quase estoura em um goso. fiquei tarado e na proxima ida com a mão, acatei toda aquela porção de carne que contruia aquela grutinha virgenzinha, ela se elvantou na hora e ficou cara a cara comigo, senti sua respiração rápida e forte no meu rosto, ela me olhou por alguns segundos nos olhos e me perguntou novamente: O QUE VC ACHA DO MEU BUMBUM? / É O MAIS GOSTOSO QUE JÁ VI, E TO MORRENDO DE VONTADE DE SENTI-LO BATER NO MEU QUADRIL. / com ela sentada eu apertava e soltava sua xoxotinha, e ela tremia a cada vez, respirou forte, soprando meu rosto e me beijou, loucamente, um beijo molhado de lingua, parecia querer buscar a minha garganta e gemia baixinho abafando na minha boca, eu apertava forte sua xaninha e agora sua bundinha. Subi a mão, até sua alcinha da blusinha e tirei com suavidade, e pude sentir aquela perfeição, recem nascida, já suada, de prazer, apertei sua tetinha ao mesmo tempo que seu grilinho, e ela mordeu minha boca, eu gritei. e cai deitado em cima dela, tomei cuidado com seu joellho machucado e fui descendo, beijando seu percocinho e tetinha, beijei uma por uma, nossa , dois moranguinhos, em um menina de 14 aninhos, fui descendo pela sua barriguinha, e tirei sua saia, ela me olhava com olhar de mulher e ao mesmo tempo de apreenciva, quando pude ver aquela calcinha amarelina e pra me acabar tinha o desenho das super-poderosas, nossa enlouqueci e ranquei ela de uma vez. a medida que eu tirava, um fio de gosma, ia crescendo entre sua xaninha e o fundo da calcinha, um caldo grosso e liso, peguei este fio e pus na boca, tinha um gostinho salgadinho, fui ao delirio, ela me olhou com uma cara de nojo, e cai beijando-a, entrei no meio da sua perninha e mexia precionando minha barriga na sua xaninha de tal forma que molhou minha barriga daquele caldo grossinho e sucolento, ela beijava minha orelha e mal conseguia falar, só gemia, e apertava sua bundona descomunal, por baixo e me enlouquecia, desci então até sua xaninha e em uma lingada só fiz ela gozar de primeiro, coletei todo aquele liquidozinho, e dei um trato naquela xaninha, fechadinha, nossa era tão pequena que nem aprece que meu pau entraria lá, eu enfiava um dedo, e ela gemia e mal se mechia, separei suas porções de carne de sua bundinha e molhei o dedo em sua xaninha e encontrei seu cuzinho, rosadinho, uma l o u c u r a .... e adentrei ele com o dedo e levantou o quadri e eu puxei ele pra baixo, ela gritou : VC É LOCO KEKO !/ É VC QUE É GOSTOSA / nisso ela relachou eu ia trabalhando o dedo, mais uma vez ela gosou, agora chega, fui pra cima dela de novo, mas só que dessa vez sem calção totalmente pelado, abri o bastante suas coxas, de tal forma que sua grutinha carnudona, ficou abertinha, e fui pra cima com meu beijo, mas como sou mais alto que ela, fiquei apoido nos braços e posicionei meu pau na entradinha dela, e ela ficou vendo tudo, a medida que eu forçava, ela fechava cada vez mais os olhos e levantava cada vez mais as coxas, como quem quer abrir mais caminho, para entrar mais fácil, e apertava meus braços,e gemia...mas ela estava muito molhada, eu senti no meu pau, e algo como o anel da camisinha passando pela cabeça precionada meu pau na sua grutinha, era seu himen, a cada centimento que eu forcava , cada vez mais ficava apertada, aquela imagem era tudo, Melissa, embaixo de mim, com os olhinhos fechadinhos, sentindo meu pau entrar e desbravar seu flora, ela com aquelas coxinhas, todas levantadas, e abertas, era fantastico, forcei dessa vez sem parar e entrou tudo, ela me abraçou e pediu pra mim não tirar...ficamos um tempo, e ela disse: DEVAGAR KEKO, TIRA! eu tirei e coloquei de novo, ela gritou, TA DOENDO MUITO ! e comecei a entrar e sair, e ela começou a gritar, e chorar, TIRA, TIRA, TA ME RASGANDO, É MUITO GROSSO. Eu fiquei loco e comecei a fazer mais rápido a medida que ela começou a ficar mole, e ficar mais molhada, eu pude sentir, ela começou a me abraçar, e senti melissa diferente, mas relachada, ela me apertava e me puchava com as pernas a minha bunda, e agarrei a sua e apertei firme... a beijei na boca como nunca, e meti forte, forte, forte, forte...balancava a cama, mas mesmo depois de relachada, ela ainda apertava meu pau,era apertadinha mesmo, fiquei imaginando aquele cuzinho...metia rápido, rápido, rápido, rápido, rápido....e mais rápido rápido rápido rápido....até que ela pediu pra mim parar, e nem dei ouvidos, e meti com mais força ainda, ela urrou....e me apertou, sua xaninha contraria meu pau agora parado e eu assustado, parei com o pau dentro dela e ela se contorcia embaixo de mim sozinha, se dobrava, e apertava forte meu pau....ela parou , e sua respiração forte não parava, ela disse, cansada: KEKO, TIRA AGORA ! quando eu tirei, veio um jato de porra junto com sangue de dentro daquele buraquinho que se fechou na hora, e pegou seu travesseiro me deixando ajoelhado na cama com o pau todo melado e botou embaixo de sua barriga e empinou a bundinha pra mim e disse abrindo um pouco as pernas. TBM QUERO SENTIR SEU QUADRIL BATER NO MEU BUMBUM. não preciso dizer que eu pirei, quase desmaiei, desfalecido, loucura, aquilo não podia estar acontecendo, e reparei no liquido descendo da sua bocetinha para o seu travesseiro, em posicionei atras dela e ela me disse : KEKO, NÃO COME MEU CUZINHO NÃO, POR FAVOR / atendi na hora e empurrei devagar na sua xninha lentamente até eu cair deitado sobre aquela bunda, grande, carnuda e maravilhosa, ela empinou ao maximo e quase entrou minha bolas na sua boceta, que loucura, eu tirava e entrava lentamente, e apertava bem o quadril naquela bunda e ela perguntava: O QUE ACHA DO MEU BUMBUM? / QUE GOSTOSO MANINHA, QUERO COME-LO MAIS VEZES / DÁ PRÓXIMA DEIXO VC COLOCAR SEU PINTO NO MEU CUZINHO TA BOM?'/ CLARO LISSA. e comecei a bater mais forte forte forte forte....estava descontrolado...e mais rápido rápido rápido rápido rápido, o barunho do meu quadril batendo na bundona dela, ecoava no corredor de casa, era PÁ PÁ PÁ PÁ ela urruava e eu urrava tbm...era dois animais, dois cachorros, com excessão , de mim com 20 anos, comendo uma menina de 14, minha irmão ainda. agarrei no seus peitinhos e gritei.... VC É A MULHER MAIS GOSTOSA DA MINHA VIDA...ela ria, e empinava a bunda, era ótimo.... eu não aguentava mais e comecei a dizer que iria gosar. Ela disse pra mim não gosar dentro dela, por que sua menstruação já tinha acontecido, e comecou a empinar a bunda para querer tirar-me de cima dela, mas acontece que com isso meu pau entrou mais e tocou seu utero, nossa .....foi imediato, segurei seus ancas e gozei lindo, urrei forte, tenho certeza que meu vizinho ouviu.... e urrrou baixinho e cai em cima dela com o pau ainda dentro dela, deitei de ladinho sem tirar me pau dentro dela, dizia que me amava, que sempre me amaria, e dormimos os dois pelados. meu pau foi amolecendo até que estourou pra fora, e acordei um pouco antes da minha mãe chegar, eu a cobrir e fui tomar um banho e lavar a fronha do travesseirinho dela. ... No próximo conto explico como comi seu cuzinho...até lá.... VOTEM !!!

E-mail=


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
15/06/2017 05:16:00
Conto excitante demais!!
10/05/2017 12:38:27
Adorei. Todo irmão deveria cuidar de suas irmãs e irmão assim
21/01/2010 16:39:41
Bom. Muito bom.
29/09/2008 03:37:14
eu gostei
dan
30/05/2005 16:18:35
vc e doente


xvıdeo novınha de bıquınıx negona budona lascadalevei minha esposa num glory hole conto realvidio porno novinha perdeno avigidadi pela primeira vescoroa casada chupano o garotao dotado e leva moita porra na bocacontos terminei casamento para continuar comendo a sogramulher com coturno regassado depois de fazer sexo anal com pau enormeerick dotadao acordou namoradopra fudercontos adoro cheirar as calsimhas uzadas e melecadas da minha sograchantagiei minha irma casada contosxvideos loira cabelereira tesuda de mini saia cortando meu cabelo pau durovídeo de sexo travestis brasileiros dano cu gritanocontos eroticos gays nerd e o bad boyxvideo facilao liberou esposa eu extrupei ela a forçacontos eroticos gay os adultos me dizia filhinho vai chupa é o pirulitaoconto da comadre gostosa e o cumpadre pintudohumilhada pelo patrão contoContos proibido bem novinhao riquinho que eu amo cap 12 casa dos contosconto gay contei pra ele que queria dar pra eleConto minha vizinha me falou que o marido não endurece maisConto erotico bunda calçacasado sendo penetrado no seu cuzinho pelo amigo,devagar e suave.baixar xvideo minha mae me pegou na punhenta e me deucontos erótico minha filha de shortinho curtox vídeos enquantoo novinho se masturbavaaté gozar o negão metia lhe a picaConto erotico de crentinha safadaconto erotico titia camisinha engravidarfoto de pozisoa vedadeira xesuaisconto erotico viado novinho vira escravo do coroa dominadorporno homem pelados balançando a pingola grandeconto erotico rasgando o cuzinho das gsrotinhas muito novinhss a forçamaria alice deu ate o cu contoconto novinha depois foi na festa de forro o macho piculdo mim rasgoucontos eiroticos leilapornconto porno apaixonado pelo meu primo brutamontesNovinHa motra cacinha saiacontos eroticos peguei uma meninawww xvideo filme pornô brasileiro mulher chupa uma pica enorme e disse que a pica é uma delícia esculhamba xinga a pica todacontos erotecos garotinho no1 analSou coroa casada os mulekes rasgaram minha calcinhaconto erótico gay com o Batorécasa dos contos gay Romance Hubrowxvideos putaria hd agaxadas sem calsinha provocando gozo do marido broxacontos eroticos eu aprendi beijar com minha irmacontos eroticos casada estuprada pelo empregadoboyzinha comer na casa do vizinho rola rolapiranhona sentando no casetao dotadoopai. comendo. afilha. virgemxxvideoler contos eroticos de padres reaissou viciada no pau do negraoconto lesbico com luanacontos rapais e o pecado da sogra que se apaixonoubucetinhatopespauzao branco para uma buceta pornodoiodidosa masturbano de saia escfilme porno gay papis negao abusa de jovem mundo bichaconto gay virei a puta de varios machos na saunaeu e amigas fudemos juntas com um pauzudosikis iremmecasada traindo conto eroticoconto erotico estupro cu maridocotos eroticos na qui pausao empurou meu utero berei vim estrelasconto porno amor em londres guilherme e felipegozda de mjlher cue gorra lonjequero abri uma janela parA o porno baiano com bucetaso amigo do meu marido me estrupou contosvideos porno meu vizinho é louco por minha bundanovinha timidaxvidiofilha minha femea conto